conflitos África - .oficina elaborada pela professora fernanda brum lopes -geografia os hutus —

Download Conflitos África - .Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES -Geografia Os hutus —

Post on 02-Dec-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Conflitos fricaPROF. ALINE MARQUES

  • Separatismo

    Movimento poltico, religioso ou econmico que pregaseparao ou independncia.

    a propenso que tem determinado territrio de umestado de separar-se deste para estabelecer um EstadoIndependente.

    Podem ser armados ou pacficos.

  • As consequncias dessa partilha so devastadoras. A diviso atende aos interesses das potncias europeias, que incitam conflitos entre tribos rivais como estratgia de

    dominao do territrio.

  • Na frica do Norte ou frica Saariana alm dos conflitostnicos h a influncia crescente do fundamentalismoislmico e mais recentemente a chamada Primavera rabe.

  • Na frica Central e Austral ou frica Subsaariana os conflitosessencialmente tnicos e religiosos e tm relao com o processo de

    de fronteiras decorrente da descolonizao de 1950 artificializao 80.

  • Principais causas dos conflitos na frica

    Em 1885, durante o Congresso de Berlim,colonizadores europeus criaram fronteirasartificiais. Os principais eram: Alemanha,Blgica, Espanha, Frana, Itlia, Portugal eReino Unido.

    Grupos tnicos rivais foram aglutinados e outrosde mesma etnia separados.

  • Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia

  • Tutsis X Hutus Calcula-se que os Hutus chegaram entre os sculos V e XI e

    representavam 90% da populao.

    J os Tutsis chegaram por volta do sculo XIII e eram apenas 10%.

    Os Hutus eram lavradores enquanto que os Tutsis eram pastores epecuaristas.

    Essa diferena acabou fazendo que a minoria tutsi formasse aclasse mais elitizada do pas.

    Os tutsis tinham privilgios funcionrios pblicos, administrao,exrcito e outros cargos importantes.

    Apesar disso, as duas classes conviviam relativamente bem.

    Isso mudou quando os colonizadores europeus se apossaram dasterras Africanas.

  • Ruanda assim como o Burundi eram colnias da Alemanha at o comeo do sculoXX. Depois da derrota da Alemanha na Primeira Guerra Mundial, o protetorado foientregue Blgica, por mandato da Liga das Naes.

    O domnio belga foi muito mais direto e duro que o dos alemes e, utilizando a IgrejaCatlica, manipulou a classe alta dos tutsi para reprimir o resto da populao -majoritariamente hutus e demais tutsis - incluindo a cobrana de impostos e otrabalho forado, criando um fosso social maior do que o que j existia.

  • Em 1959, os hutus derrubaram a monarquia tutsi e dezenas de milharesde tutsis fugiram para pases vizinhos, incluindo a Uganda.

    Um grupo de exilados tutsis formou um grupo rebelde, a FrentePatritica Ruandesa (RPF), que invadiu Ruanda em 1990 e lutoucontinuamente at que um acordo de paz foi estabelecido em 1993.

  • O estopim que provocou o massacre foi em 6 de Abril de 1994, quando opresidente Hutu de Ruanda Juvnal Habyarimana e Cyprien Ntaryamira,presidente do Burundi, foram assassinados quando o seu avio foiatingido por fogo ao aterrisar em Kigali.

    Extremistas hutus culparam a RPF e imediatamente comearam umacampanha bem organizada de assassinato. A RPF disse que o avio tinhasido abatido por Hutus para fornecer uma desculpa para o genocdio.

  • Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia

    Durante os trs meses seguintes, osmilitares e milcianos ligados ao

    antigo regime mataramcerca de 800.000 tutsis e hutus oposicionistas,naquilo que ficou conhecido como o Genocdio de Ruanda

  • Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia

    Os hutus praticamente 90% dapopulao , promovera o quaseextermnio da minoria tutsi 9%dos habitantes , que, contra todosos prognsticos, conquistou o poder.

    Mas os hutus moderados tambmforam cruelmente perseguidosporque no concordavam com seuslderes.

  • Homens, mulheres e crianas foram exterminados a machadadas eesquartejados.

    Junho de 1994 - rfo com as pernas amputadas descansa em colcho de orfanato em Nyanza

  • Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia

    Uma escavadeira operada por um soldado francs coloca corpos em uma vala comum em um campo de Kibumba, em Goma, na Repblica Democrtica do Congo Congo (ex-Zaire)Michel Euler/AP

  • Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia

    Crnios de vtimas do genocdio so expostos no memorial da igreja de

    Ntarama, em Ruanda

  • Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia

    Maro de 2014 - Ossos formam o memorial da igreja de Nyarubuye, onde foram mortos cerca de 10 mil

    hutus durante o genocdio

  • Massacre em Ruanda

  • Resgate da ONU em Ruanda