Confira a autenticidade no endereço ... ?· Desterro/PB, Diamante/PB, Dona Inês/PB, Duas Estradas/PB,…

Download Confira a autenticidade no endereço ... ?· Desterro/PB, Diamante/PB, Dona Inês/PB, Duas Estradas/PB,…

Post on 16-Oct-2018

215 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li><p>CONVENO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017 </p><p>NMERO DE REGISTRO NO MTE: </p><p>PB000389/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: </p><p> 31/08/2016 </p><p>NMERO DA SOLICITAO: </p><p>MR049132/2016 NMERO DO PROCESSO: </p><p> 46224.004262/2016-95 </p><p>DATA DO PROTOCOLO: </p><p>30/08/2016 </p><p>Confira a autenticidade no endereo http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. </p><p> FEDERACAO DAS INDUSTRIAS DO ESTADO DA PARAIBA, CNPJ n. 08.858.250/0001-79, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). FRANCISCO DE ASSIS BENEVIDES GADELHA; SINDICATO DA INDUSTRIA DE BEBIDAS EM GERAL DO ESTADO DA PARAIBA, CNPJ n. 08.858.797/0001-74, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). LUIZ MAGNO LEITE DE ALMEIDA; S DA IND DO M DA T E M DE C E DA R DO SAL DO EST DA PB, CNPJ n. 08.858.938/0001-59, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). CELSO MAIA DUARTE; E SIND TRAB IND ALIM PANIF CONF CERV B GERAL DO EST DA PB, CNPJ n. 09.141.680/0001-38, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). ANTONIO SALUSTINO DE OLIVEIRA; celebram a presente CONVENO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condies de trabalho previstas nas clusulas seguintes: CLUSULA PRIMEIRA - VIGNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigncia da presente Conveno Coletiva de Trabalho no perodo de 01 de maio de 2016 a 30 de abril de 2017 e a data-base da categoria em 01 de maio. CLUSULA SEGUNDA - ABRANGNCIA A presente Conveno Coletiva de Trabalho abranger a(s) categoria(s) Dos trabalhadores nas Indstrias de Alimentao, Cerveja e Bebidas em Geral, com abrangncia territorial em gua Branca/PB, Aguiar/PB, Alagoa Grande/PB, Alagoa Nova/PB, Alagoinha/PB, Alcantil/PB, Algodo de Jandara/PB, Alhandra/PB, Amparo/PB, Aparecida/PB, Araagi/PB, Arara/PB, Araruna/PB, Areia de Baranas/PB, Areia/PB, Areial/PB, Aroeiras/PB, Assuno/PB, Baa da Traio/PB, Bananeiras/PB, Barana/PB, Barra de Santa Rosa/PB, Barra de Santana/PB, Barra de So Miguel/PB, Bayeux/PB, Belm do Brejo do Cruz/PB, Belm/PB, Bernardino Batista/PB, Boa Ventura/PB, Boa Vista/PB, Bom Jesus/PB, Bom Sucesso/PB, Bonito de Santa F/PB, Boqueiro/PB, Borborema/PB, Brejo do Cruz/PB, Brejo dos Santos/PB, Caapor/PB, Cabaceiras/PB, Cabedelo/PB, Cachoeira dos ndios/PB, Cacimba de Areia/PB, Cacimba de Dentro/PB, Cacimbas/PB, Caiara/PB, Cajazeiras/PB, Cajazeirinhas/PB, Caldas Brando/PB, Camala/PB, Capim/PB, Carabas/PB, Carrapateira/PB, Casserengue/PB, Catingueira/PB, Catol do Rocha/PB, Caturit/PB, Conceio/PB, Condado/PB, Conde/PB, Congo/PB, Coremas/PB, Coxixola/PB, Cruz do Esprito Santo/PB, Cubati/PB, Cuit de Mamanguape/PB, Cuit/PB, Cuitegi/PB, Curral de Cima/PB, Curral Velho/PB, Damio/PB, Desterro/PB, Diamante/PB, Dona Ins/PB, Duas Estradas/PB, Emas/PB, Esperana/PB, Fagundes/PB, Frei Martinho/PB, Gado Bravo/PB, Guarabira/PB, Gurinhm/PB, Gurjo/PB, Ibiara/PB, Igaracy/PB, Imaculada/PB, Ing/PB, Itabaiana/PB, Itaporanga/PB, Itapororoca/PB, Itatuba/PB, Jacara/PB, Jeric/PB, Joo Pessoa/PB, Juarez Tvora/PB, Juazeirinho/PB, Junco do Serid/PB, Juripiranga/PB, Juru/PB, Lagoa de Dentro/PB, Lagoa Seca/PB, Lagoa/PB, Lastro/PB, Livramento/PB, Logradouro/PB, Lucena/PB, Me D'gua/PB, Malta/PB, Mamanguape/PB, Manara/PB, Marcao/PB, Mari/PB, </p></li><li><p>Marizpolis/PB, Massaranduba/PB, Mataraca/PB, Matinhas/PB, Mato Grosso/PB, Maturia/PB, Mogeiro/PB, Montadas/PB, Monte Horebe/PB, Monteiro/PB, Mulungu/PB, Natuba/PB, Nazarezinho/PB, Nova Floresta/PB, Nova Olinda/PB, Nova Palmeira/PB, Olho D'gua/PB, Olivedos/PB, Ouro Velho/PB, Parari/PB, Passagem/PB, Patos/PB, Paulista/PB, Pedra Branca/PB, Pedra Lavrada/PB, Pedras de Fogo/PB, Pedro Rgis/PB, Pianc/PB, Picu/PB, Pilar/PB, Piles/PB, Pilezinhos/PB, Pirpirituba/PB, Pitimbu/PB, Pocinhos/PB, Poo Dantas/PB, Poo de Jos de Moura/PB, Pombal/PB, Prata/PB, Princesa Isabel/PB, Puxinan/PB, Queimadas/PB, Quixab/PB, Remgio/PB, Riacho do Bacamarte/PB, Riacho do Poo/PB, Riacho/PB, Riacho de Santo Antnio/PB, Riacho dos Cavalos/PB, Rio Tinto/PB, Salgadinho/PB, Salgado de So Flix/PB, Santa Ceclia/PB, Santa Cruz/PB, Santa Helena/PB, Santa Ins/PB, Santa Luzia/PB, Santa Rita/PB, Santa Teresinha/PB, Santana de Mangueira/PB, Santana dos Garrotes/PB, Santarm/PB, Santo Andr/PB, So Bentinho/PB, So Bento/PB, So Domingos do Cariri/PB, So Domingos/PB, So Francisco/PB, So Joo do Cariri/PB, So Joo do Rio do Peixe/PB, So Joo do Tigre/PB, So Jos da Lagoa Tapada/PB, So Jos de Caiana/PB, So Jos de Espinharas/PB, So Jos de Piranhas/PB, So Jos de Princesa/PB, So Jos do Bonfim/PB, So Jos do Brejo do Cruz/PB, So Jos do Sabugi/PB, So Jos dos Cordeiros/PB, So Jos dos Ramos/PB, So Mamede/PB, So Miguel de Taipu/PB, So Sebastio de Lagoa de Roa/PB, So Sebastio do Umbuzeiro/PB, So Vicente do Serid/PB, Sap/PB, Serra Branca/PB, Serra da Raiz/PB, Serra Grande/PB, Serra Redonda/PB, Serraria/PB, Sertozinho/PB, Sobrado/PB, Solnea/PB, Soledade/PB, Sossgo/PB, Sousa/PB, Sum/PB, Tacima/PB, Tapero/PB, Tavares/PB, Teixeira/PB, Tenrio/PB, Triunfo/PB, Uirana/PB, Umbuzeiro/PB, Vrzea/PB, Vieirpolis/PB, Vista Serrana/PB e Zabel/PB. </p><p> Salrios, Reajustes e Pagamento </p><p> Piso Salarial </p><p> CLUSULA TERCEIRA - DO PISO SALARIAL </p><p>A partir de 01/05/2016, fica estabelecido piso salarial de R$ 906,40 (Novecentos e seis reais e quarenta centavos), no qual j se encontra incorporado o reajuste de que trata a Clusula Quarta. </p><p>Reajustes/Correes Salariais </p><p> CLUSULA QUARTA - DO REAJUSTE </p><p>Os salrios dos trabalhadores ligados categoria profissional, sero reajustados, mediante aplicao dos seguintes percentuais, como segue: </p><p>I - Em 01 de maio de 2016, aplicao do percentual de 8% (oito por cento), para os colaboradores que no foram beneficiados com o piso salarial estabelecido na clusula terceira do presente instrumento, sobre os salrios praticados em 01/05/2015; </p><p>II - Em outubro de 2016, os salrios dos colaboradores que no foram beneficiados com o piso salarial estabelecido na clusula terceira do presente instrumento, sero reajustados, com aplicao do percentual de 1% (hum por cento), sobre os salrios praticados em 30 de setembro de 2016. </p></li><li><p>PARGRAFO NICO As diferenas apuradas em funo do reajuste e piso salarial, sero pagas da seguinte forma: </p><p> Maio - Ser pago em agosto Junho - Ser pago em setembro Julho - Ser pago em outubro </p><p> Descontos Salariais </p><p> CLUSULA QUINTA - DA AUTORIZAO PARA DESCONTOS </p><p>Mediante autorizao expressa do empregado, as empresas efetuaro os respectivos descontos concernentes concesso de benefcios em que haja participao parcial ou total do empregado, tais como: alimentao, convnio mdico, transporte, seguro de vida, cooperativas, caixa beneficente, convnios, clube, etc., ficando tais descontos legitimados pela presente Conveno coletiva de Trabalho nos termos do art. 462 da CLT. </p><p>Outras normas referentes a salrios, reajustes, pagamentos e critrios para clculo </p><p> CLUSULA SEXTA - DO SALRIO DE EXPERINCIA </p><p>Na vigncia do presente instrumento, fica institudo salrio de experincia por perodo de at 90 (noventa) dias nos termos do nico do art. 445 da CLT, durante o qual o empregado perceber salrio de R$ 886,00 (Oitocentos e oitenta e seis reais), passando para o normativo da categoria se efetivado na funo aps aquele perodo. CLUSULA STIMA - DO SALRIO SUBSTITUIO </p><p>Ao empregado que for designado para exercer em substituio por perodo no inferior a 30 (trinta) dias ininterruptos, funo de outro que perceba salrio superior, ser assegurado igual salrio ao do substitudo durante o perodo da substituio, excludas as vantagens pessoais. </p><p> Gratificaes, Adicionais, Auxlios e Outros </p><p> Adicional de Hora-Extra </p><p> CLUSULA OITAVA - DAS HORAS EXTRAS </p></li><li><p>As horas extras trabalhadas tero os seguintes adicionais: a) - As duas primeiras horas extras dirias, sero quitadas com adicional de 50% (cinquenta por cento) sobre o valor da hora normal. b) - As horas excedentes das duas extras primeiras dirias, isto , aps a dcima, tero adicional de 100% (cem por cento) sobre o valor da hora normal. </p><p>Seguro de Vida </p><p> CLUSULA NONA - DO PAGAMENTO DO SEGURO DE VIDA </p><p>Enquanto o empregado estiver licenciado pela Previdncia Social, ser de responsabilidade do empregador - caso a empresa mantenha seguro de vida em grupo - o recolhimento dos prmios de obrigaes daquele empregado, enquanto perdurar o seu afastamento, podendo a quantia desembolsada pela empresa ser descontada do empregado, quando do seu retorno atividade, na mesma proporo ou de uma s vez, no caso de resciso de contrato, ficando a empresa desde j expressamente autorizada a efetuar o referido desconto. </p><p>Outros Auxlios </p><p> CLUSULA DCIMA - DOS FORMULRIOS PARA PREVIDNCIA SOCIAL </p><p>As empresas preenchero formulrios exigidos pela Previdncia social, para concesso dos benefcios, entregando-os ao interessado no prazo mximo de 08 (oito) dias, contados da data do pedido. </p><p> Contrato de Trabalho Admisso, Demisso, Modalidades </p><p> Aviso Prvio </p><p> CLUSULA DCIMA PRIMEIRA - DO AVISO PRVIO </p><p>O empregado de aviso prvio, concedido pela empresa, ficar dispensado do cumprimento do restante do mesmo, desde que comprove a obteno de um novo emprego e requeira o benefcio, fazendo jus ao salrio at o ltimo dia trabalhado, se obrigando o empregador a proceder baixa na CTPS, no prazo de 48 (quarenta e oito) horas. </p><p>Outras normas referentes a admisso, demisso e modalidades de contratao </p></li><li><p>CLUSULA DCIMA SEGUNDA - DA COMUNICAO DA DISPENSA </p><p>O empregador fica obrigado a comunicar por escrito ao empregado dispensado por justa causa o dispositivo legal que ensejou a dispensa. </p><p> Jornada de Trabalho Durao, Distribuio, Controle, Faltas </p><p> Compensao de Jornada </p><p> CLUSULA DCIMA TERCEIRA - DA COMPENSAO DE DIAS </p><p>Ocorrendo dias teis intercalados entre feriados, inclusive dos festejos natalinos, juninos, carnaval ou outros quaisquer eventos, as empresas podero compensar aqueles dias em quaisquer outros, inclusive com prorrogao da jornada de trabalho. As compensaes sero comunicadas por escrito ao Sindicato laboral, com antecedncia mnima de 24:00 (vinte e quatro) horas. </p><p>Controle da Jornada </p><p> CLUSULA DCIMA QUARTA - DO REGISTRO DO TRABALHO EM DIAS NO TEIS </p><p>O registro dos cartes de ponto e/ou livro de ponto, inclusive de horas extras e trabalho nos dias de repouso remunerado e feriados, ser exercido pelo empregado, ficando vedada a marcao por qualquer outra pessoa. </p><p> Faltas </p><p> CLUSULA DCIMA QUINTA - DO EXAME SUPLETIVO OU VESTIBULAR </p><p>Os empregadores abonaro as horas necessrias ao comparecimento do empregado s provas de exames supletivo ou vestibular, desde que o interessado requeira o benefcio e comprove sua inscrio com antecedncia mnima de 72 (setenta e duas) horas da realizao das provas devendo, no mesmo prazo, comprovar sua efetiva participao. CLUSULA DCIMA SEXTA - DA PERMISSO PARA AUSNCIA </p><p>Os trabalhadores podero sem prejuzo de salrios correspondentes s horas necessrias, quando no trabalharem em sistema de revezamento, ausentar-se do trabalho, at 02 (dois) dias por ano para tratar de assunto que seja indispensvel a </p></li><li><p>sua presena, tais como: recebimento do PIS, emisso da 2 via da CTPS, Ttulo de Eleitor e Carteira de Identidade, desde que solicite com antecedncia de 72(setenta e duas) horas e comprove posteriormente, no mesmo prazo. CLUSULA DCIMA STIMA - DA FALTA AO TRABALHO DA MULHER EMPREGADA </p><p>Sero abonadas faltas ao trabalho da mulher empregada, de at 03 (trs) dias no consecutivos e durante o ano de vigncia da presente Conveno, desde que fique devidamente comprovado mediante atestado mdico, terem as ausncias ligao direta com doenas de filhos menores com idade mxima de at um ano. </p><p> Frias e Licenas </p><p> Durao e Concesso de Frias </p><p> CLUSULA DCIMA OITAVA - DO INCIO DAS FRIAS </p><p>O incio das frias coletivas ou individuais, no poder coincidir com domingos, feriados ou dia j compensado. </p><p>Sade e Segurana do Trabalhador </p><p>Uniforme </p><p> CLUSULA DCIMA NONA - DO FORNECIMENTO DO UNIFORME </p><p>As empresas que exigirem fardamento padronizado, devero fornec-lo gratuitamente, no total de 02 (duas) unidades por ano, a cada empregado. Em caso de extravio ou dano do fardamento ocorrido por quaisquer motivos, salvo as hipteses de caso fortuito, fora maior e desgaste natural pelo uso, o empregado arcar com as despesas do custo do novo fardamento, obrigando-se, ainda, a devolv-lo ao trmino de cada contrato, sob pena de ressarcimento. </p><p>CIPA composio, eleio, atribuies, garantias aos cipeiros </p><p> CLUSULA VIGSIMA - DA ELEIO PARA A CIPA </p><p>A empresa convocar eleio para a CIPA com 60 (sessenta) dias de antecedncia da sua realizao, dando publicidade do ato, enviando cpia ao Sindicato suscitante no prazo de 05 (cinco) dias da convocao, estabelecendo-se o prazo limite de at 10 (dez) dias antes do pleito para registros dos candidatos, observando-se no que </p></li><li><p>no conflitar com o disposto nesta clusula e legislao pertinente (NR. 05 e art. 163 da CLT). </p><p> Relaes Sindicais </p><p> Contribuies Sindicais </p><p> CLUSULA VIGSIMA PRIMEIRA - DA CONTRIBUIO DE NEGOCIAO COLETIVA (CONTRIBUIO ASSISTENCIAL) </p><p>Nos salrios dos empregados vinculados a categoria profissional, representada pelo sindicato obreiro, as empresas descontaro, mensalmente, at o dia 10 (dez) subsequente ao desconto, em favor deste, ttulo de CONTRIBUIO ASSISTENCIAL, o valor correspondente a 1% (um por cento) do salrio base, conforme aprovao da Assembleia Geral da categoria obreira. PARGRAFO PRIMEIRO - O valor do montante descontado dever ser repassado </p><p>ao Sindicato, at o 10 (dcimo) dia til aps sua efetivao. PARGRAFO SEGUNDO - At 10 (dez) dias aps a efetiva cincia de cada um </p><p>dos descontos, os trabalhadores podero requerer a devoluo dos valores </p><p>descontados. PARGRAFO TERCEIRO - facultado ao trabalhador se opor, a qualquer tempo </p><p>ao desconto, ainda no realizado, atravs de requerimento dirigido ao Sindicato ou </p><p>a Empresa. PARGRAFO QUARTO - Fica desde j acordado entre as partes aqui envolvidas, </p><p>por ser o Sindicato Laboral o nico beneficirio com relao aos </p><p>descontos previstos na presente clusula e efetuados pelas empresas nos salrios </p><p>dos respectivos colaboradores, em caso de alguma demanda judicial, relacionada </p><p>aos mesmos, a responsabilidade ser nica e exclusiva do Sindicato Obreiro, </p><p>respondendo ele unicamente. </p><p>Outras disposies sobre relao entre sindicato e empresa </p><p> CLUSULA VIGSIMA SEGUNDA - DO BANCO DE HORAS E CONTRATO TEMPORRIO </p><p>As empresas envolvidas nesta Conveno para implantar contrato de trabalho para prazo determinado nos termos da Lei n. 9.601, de 21/01/98 e seu regulamento constante do Decreto n. 2.490/98 e/ou Banco de Horas conforme o art. 59 da CLT, alterado pela supradita legislao, dever solicitar do Sindicato da categoria profissional reunio para discusso da matria, devendo aquele sindicato ao ser informado pela empresa tomar os procedimentos que se faam necessrios, no menor espao de tempo possvel, para a consecuo do objetivo da presente clusula. </p></li><li><p> CLUSULA VIGSIMA TERCEIRA - DO QUADRO DE AVISOS </p><p>A empresa colocar disposio da entidade sindical profissional, um quadro para divulgao de assuntos exclusivamente de ordem administrativa, quais sejam: </p><p>a) - Divulgao de Editais de Convocaes de Assembl...</p></li></ul>