condensação para o esgoto, feita através de tubo ... ?· Estar conforme ABNT NBR 15526. Área da…

Download condensação para o esgoto, feita através de tubo ... ?· Estar conforme ABNT NBR 15526. Área da…

Post on 11-Jan-2019

213 views

Category:

Documents

0 download

TRANSCRIPT

R eferencia InspeoC lassif icao P razo s

(dias)

Afastamentos de sistemas eltricos de potncia em baixa tenso

iso lada em eletrodutos no metlicos e a ocorrncia de

interferncias com as mesmas.

M aior 60

Afastamentos de sistemas eltricos de potncia em baixa tenso

iso lados em eletrodutos metlicos ou sem eletrodutos e a

ocorrncia de interferncias com as mesmas.

M aior 60

Afastamentos e a ocorrncia de interferncias com tubulaes

de gua quente ou fria. M enor 90

Afastamentos e a ocorrncia de interferncias com tubulao de

vapor. M enor 90

Afastamentos e a ocorrncia de interferncias com chamins.M enor 90

Afastamentos e a ocorrncia de interferncias com tubulao de

gs.M enor 90

Afastamentos e a ocorrncia de interferncias com as demais

instalaes (guas pluviais, esgoto).M enor 90

Encaminhamento da tubulao da rede. M aior 60

Tipo de material utilizado na rede, inclusive tubos multicamada e

PE x Ao. M aior 60

Local de instalao dos materiais.M enor 90

Condies de acesso ao abrigo. M enor 90

Abertura para ventilao permanente no abrigo dos reguladores /

medidores.M enor 90

Condio de instalao de medidores localizados nos andares. M enor 90

M aior 60

M aior 60

M enor 90

M enor 90

Integridade dos equipamentos.M aior 60

Dispositivos de segurana do regulador. M aior 60

M aterial das chamins co letivas. M enor 90

Condies dimensionais da chamin co letiva.M enor 90

Abertura inferior da chamin co letiva.

M enor 90

Interligao da chamin individual com a chamin co letiva. M enor 90

Terminal de chamin.M enor 90

Condies de obstruo do terminal para uso da chamin

co letiva.M aior Lacre

M ateriais

Estanqueida

de

A brigo s de

regulado r

e / o u de

medido re s

Inspeo

visual

T raado

co let ivo

Chamin desobstruda.

Existncia e o correto posicionamento do terminal de chamin no exterior

da edificao, conforme ABNT NBR 13103.

Ligao da chamin individual na chamin co letiva no sentido ascendente.

Abertura inferior na chamin de, no mnimo, 100 cm para limpeza, com

possibilidade de acesso e de uma ligao para sada da gua de

condensao para o esgoto, feita atravs de tubo resistente corroso.

Existncia de, no mximo, duas chamins individuais por pavimento

conectado chamin co letiva.

Existncia de ventilao permanente, para o exterior.

rea da ventilao permanente superior ou inferior equivalente a 1/10 da

rea da planta baixa.

Existncia de abertura para ventilao permanente superior ou inferior do

abrigo, conforme gs combustvel utilizado na instalao.

Desobstrudo, permitindo a marcao, inspeo e manuteno dos

medidores.

Conexes estanques.Lacre

60

60

90

90

90

90

60

Lacre

M aior

Interligao da chamin individual com a chamin co letiva.M enor

Ausncia de dispositivos no "interior do abrigo, que possam produzir

chama ou" centelhamento.

Luminrias, interruptores, tomadas, e/ou outras instalaes eltricas para

uso da cabine com blindagem a prova de exploso.

Ausncia de entulhos ou outros materiais no interior do abrigo.

Ausncia de danos fsicos no regulador, como trincas, corroso ou

amassamentos.

Estar conforme ABNT NBR 15526.

rea da chamin co letiva maior ou igual maior seo da chamin

individual conectada a ela, e altura mnima de 5 m do defletor do ltimo

aquecedor at o terminal da chamin.

Dispositivos no interior do abrigo.

Ausncia de equipamentos e/ou instalaes eltricas destinadas a outros

fins no interior do abrigo.

Ausncia de botijes de GLP, armazenado ou abastecendo outras

unidades no interior do abrigo.

M ateriais incombustveis, suportar temperatura superior a 200C e ser

resistente corroso.

M aior

Abertura para ventilao permanente no abrigo dos reguladores /

medidores.M aior

M enor

Estanqueidade para a rede de distribuio interna. M aior

M aiorVazamento aps realizao de ensaio maior que 5 l/h.

Vazamento aps realizao de ensaio entre 1 l/h e 5 l/h.

Adequao dos materiais quanto a aspectos de proteo, conforme

ABNT NBR 15526.

Inexistncia de amassamentos, corroso ou fissuras.

Estanqueidade das conexes de ligao do regulador ou dos

medidores

M enor

Identificao da tubulao de gs M enor

Condies dos elementos de suportao.

Integridade do material utilizado na rede.

Utilizao de materiais no contemplados na ABNT NBR 15526 e Nota

Tcnica da ABEGS.

Suportes ntegros, com "robustez compatvel, adequadamente

distanciados, bem fixados e protegidos" contra corroso.

Pintura na cor padro ou de etiqueta com a palavra gs.

C ritrio de aceitao

Afastamentos quando em redes em paralelo maior ou igual a 30 mm e

quando em cruzamentos maior ou igual a 10 mm (com material iso lante

aplicado).

T abela C 1 C ritrio de aceitao R ede de distribuio interna

residencial em uso Uso co let ivo

Afastamentos maior ou igual a 50 mm para cada lado.

Afastamentos quando em redes em paralelo maior ou igual a 30 mm e

quando em cruzamentos maior ou igual a 10 mm

Afastamentos quando em redes em paralelo maior ou igual a 50 mm e

quando em cruzamentos maior ou igual a 10 mm.

Rede no passando por vazios, caixas d'gua, caixa de escada ou poos de

Afastamentos quando em redes em paralelo maior ou igual a 50 mm e

quando em cruzamentos maior ou igual a 50 mm.

Afastamentos quando em redes em paralelo maior ou igual a 10 mm e

quando em cruzamentos maior ou igual a 10 mm.

Afastamentos quando em redes em paralelo maior ou igual a 50 mm e

quando em cruzamentos maior ou igual a 10 mm.

Recommended

View more >