concreto leve

Download Concreto Leve

Post on 24-Nov-2015

13 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • CONCRETO LEVE

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS UFAL

    PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM

    ENGENHARIA CIVIL PPGEC

    Mestrando: Cledson Andr de Oliveira Silva

    Orientador: Prof. Dr. Paulo Csar Correia Gomes

    CONCRETOS ESPECIAIS

  • Concreto Convencional

    Composio do Concreto Convencional

    Cimento + gua -> Pasta

    Pasta + Areia -> Argamassa

    Argamassa + Pedra -> Concreto

  • Concreto Convencional

    Vantagens

    oEconomia;

    oBaixa manuteno;

    oDisponibilidade de Matria Prima;

    oAdaptao;

    oUma boa resistncia mecnica;

    oDurabilidade;

    Desvantagem

    oElevador peso prprio;

  • Definio

    A NBR 8953 (ABNT, 2009) classifica os concretos segundo a sua massa especfica seca em:

    oConcreto Normal (C): 2000 kg/m 2800 kg/m;

    oConcreto pesado ou denso (CD): 2800 kg/m;

    oConcreto leve (CL): 2000 kg/m;

  • Concreto Leve - Obteno

    Geralmente so obtidos: oSubstituindo os agregados convencionais pelos

    agregados leves;

    oAdicionando a pasta aditivos incorporadores de ar;

    oOu adicionando a pasta agentes espulmantes;

    Segundo Nevelli (1997), existem trs localizaes possveis do ar em concretos leves: oNas partculas de agregado;

    oNa pasta de cimento; e

    oEntre as partculas do agregado grado;

  • Concreto Leve - Classificao

    Assim, pode-se classificar o concreto leve

    em trs grupos:

    oConcreto celular;

    oConcreto sem finos; e

    oConcretos com agregados leves.

  • Concreto Celular

    um concreto leve obtido atravs da adio

    de um tipo especial de espuma ou aditivo

    incorporador de ar ao concreto;

    Cuja densidade de massa aparente no estado

    fresco deve estar compreendida entre 1300 e

    1900 kg/m (NBR 12646, 1992).

    Usado Principalmente como enchimento e

    componentes de alvenaria;

  • Concreto leve sem finos

    Produzido apenas com aglomerante e agregado grado;

    Podendo ser usado para:

    oConfeco de painis de divisrias;

    oNa construo de estruturas de drenagem; e

    oNa sub-base de quadras esportivas.

  • Concreto com agregados leves

    Produzido por substituio total ou

    parcial dos agregados normais por

    agregados leves;

    Dentre os concretos leves so os que

    geralmente atinge resistncias aceitveis

    para fins estruturais.

  • Concreto com agregado leve -

    Classificao Classificao do concreto leve quanto a sua

    massa especfica (NEVELLI, 1992)

  • Agregados Leves

  • Agregados Leves

    Podem ser classificados segundo a sua

    natureza em:

    oAgregados Naturais;

    oAgregados Artificiais;

    Os Agregados Artificiais podem ser:

    oDe resduos industriais e domsticos; ou

    oDe matria prima natural;

  • Agregados leves naturais

    So obtidos atravs da extrao direta das

    jazidas;

    Exemplos:

    oDiatomita;

    oPedra Pomes;

    oTufos Vulcnicos;

    oCinzas vulcnicas; e

    oEscrias;

    No so aplicados para fins estruturais;

  • Agregados Leves Artificiais

    De Resduos Industriais e Domsticos:

    oCinzas Volantes;

    oEscria de Alto Forno;

    oResduos de Carvo e Clnquer.

    De Matria Prima Natural:

    oArgila;

    oXistos;

    oEscrias expandidas.

  • Argila Expandida

  • Propriedades do Concreto Leve

    Com Agregados Leves

  • Trabalhabilidade

    Os agregados leves possuem um grande potencial de absoro de gua devido a sua estrutura porosa;

    Isso afeta entre outras propriedades a trabalhabilidade.

    Segundo METHA E MONTEIRO (1994), a alta porosidade do agregado implica numa perda de abatimento devido a contnua absoro de gua.

    Segundo Neville (1997), para um mesmo abatimento, o concreto leve, possui uma melhor trabalhabilidade se comparada com os concreto convencionais.

  • Massa Especfica

    considerada a principal vantagem com

    relao ao concreto convencional;

    Ela funo de:

    Da densidade do agregado utilizado;

    A proporo de mistura;

    Como tambm o teor de gua inicial nos agregados

  • Resistncia Mecnica

    governada pela resistncia do agregado

    leve;

    A forma e textura dos agregados leves

    influencia de forma indireta na resistncia

    mecnica do concreto;

    A linha de fratura atravessa os agregados;

  • Resistncia Mecnica

    Relaes entre a resistncia compresso e a

    massa especfica do concreto leve

    (EVANGELISTA ET AL.,1996) ;

  • Mdulo de Deformao

    Possui valores significativamente inferiores aos

    obtidos para concretos com massa especfica

    normal;

    Esta reduo com relao ao concreto de

    densidade normal consequncia da porosidade

    do agregado leve e tem grande importncia na

    distribuio das tenses internas do concreto;

  • Permeabilidade

    Possui permeabilidade semelhantes aos

    concretos convencionais;

    Pelo fato da diminuio das fissuras

    internas;

    A distribuio uniforme das tenses

    internas dos concretos leves reduz a

    formao das fissuras microscpicas;

  • Retrao

    Geralmente, os concretos leves

    apresentam valores de retrao maiores

    do que os obtidos para os concretos com

    massa especfica normal;

    Devido o agregado leve oferece baixa

    restrio retrao da pasta de cimento

    em funo dos baixos valores dos mdulos

    de deformao

  • Zona de Transio

    A espessura da interface entre o agregado leve e

    a matriz de cimento normalmente menor que a

    observada nos concretos com massa especfica

    normal;

    Esse fato ocorre devido ao efeito de filtragem do

    agregado leve, onde somente a gua da pasta de

    cimento entra no agregado, reduzindo assim a

    relao gua/cimento da matriz de cimento

    prxima a superfcie do agregado leve.

  • Mtodo de Dosagem

    Os mtodos utilizados para dosagem dos concretos com massa especfica normal podem ser utilizados para os concretos leves;

    No entanto trs fatores adicionais devem ser considerados:

    Massa especfica a ser adotada;

    Influncia dos agregados leves nas propriedades dos concretos ;

    Absoro de gua dos agregados leves.

  • Tcnicas de Mistura

    Segundo Rossignolo (2003):

    oNo misturador com eixo inclinado, observa-se,

    no incio da mistura, a segregao dos

    agregados leves grados, que tendem a sair do

    misturador, mas, aps algum tempo de mistura,

    esse problema desaparece.

    oJ no misturador vertical, prefervel segundo o

    CEB/FIP (1977), esse problema no ocorre.

  • Aplicaes

    Os concretos leves podem ser utilizados

    na construo civil para fins estruturais,

    de vedao ou enchimento;

  • Vantagens

    Reduo do peso prprio da estrutura;

    Ganho no conforte devido o melhoramentos nas condies:

    Trmica e Acstica;

    Economia na estrutura;

    Reduo das Estruturas de Fundaes;

  • Desvantagens

    Resistncias relativamente baixas;

    Aumento do Controle no fator a/c;

    Aumento do consumo de cimento;

    Rpido enrijecimeto do concreto fresco;

    oDevido a presso de bombeamento-> gua da Mistura penetre nos agregados;

    Elevada absoro dos agregados leves;

    Problema de retrao;

    Dificuldade em dispor de caracterizaes e procedimentos para os agregados;

  • Concluso

    vivel utilizar os concretos leves

    quando:

    oQuer diminuir o peso prprio;

    oOs esforos de solicitaes no so elevados;

    oBusca-se melhoria no conforto trmico e

    Acstico;

Recommended

View more >