COMUNICAÇÃO NO PROCESSO GERENCIAL Prof. Cassimiro Nogueira Junior UNIVERSIDADE PAULISTA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM.

Download COMUNICAÇÃO NO PROCESSO GERENCIAL Prof. Cassimiro Nogueira Junior UNIVERSIDADE PAULISTA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM.

Post on 17-Apr-2015

110 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<ul><li> Slide 1 </li> <li> COMUNICAO NO PROCESSO GERENCIAL Prof. Cassimiro Nogueira Junior UNIVERSIDADE PAULISTA GRADUAO EM ENFERMAGEM </li> <li> Slide 2 </li> <li> COMUNICAO Comunicare = por em comum. Pressupe o entendimento das partes envolvidas </li> <li> Slide 3 </li> <li> Conceitos de Comunicao o processo de transmitir informaes de pessoa para pessoa atravs da fala, da escrita, de imagens e sons com o objetivo de gerar conhecimentos. Paulina Kurcgant (1991) </li> <li> Slide 4 </li> <li> Conceitos de Comunicao uma tcnica A comunicao como parte do papel da enfermagem, constitui uma tcnica como a da aplicao de injees ou troca de curativos cirrgico Murray (1989) </li> <li> Slide 5 </li> <li> Finalidades da Comunicao Coleta de dados / informaes Instruir/esclarecer Trocar idias Registro de informaes Troca de informaes. Relacionamento </li> <li> Slide 6 </li> <li> Elementos do processo de comunicao Estmulo Emissor Canal Receptor Mensagem Feedback </li> <li> Slide 7 </li> <li> Formas de Comunicao (Verbal X No verbal) As aes muitas vezes falam mais alto que as palavras. (Potter,1999) </li> <li> Slide 8 </li> <li> Verbal (Palavra Falada e Escrita) Clareza e Conciso Vocabulrio Significado Denotativo e Conotativo Ritmo Oportunidade e Relevncia Humor </li> <li> Slide 9 </li> <li> No Verbal (expresso facial, gestos, postura... ) Aparncia pessoal Entonao Expresso Facial Postura e Marcha Gestos Toque Figuras Objetos </li> <li> Slide 10 </li> <li> Tipos de Comunicao (Fluxo e Instrumentos) Comunicao Ascedente Dos subordinados aos nveis superiores. (Ex.: Anotaes de Enfermagem) Comunicao Descendente Dos nveis superiores aos subordinados. (Ex.: Normas, rotinas) Comunicao Horizontal Lado a lado nos mesmos nveis. (Ex.: Pronturio) Comunicao Diagonal Cruza diagonalmente a cadeia de comando. (ex.: Reunies, relatrios) </li> <li> Slide 11 </li> <li> Fluxo de Informao Caminho que a comunicao percorre para atingir o receptor. CirculoCanais RodaEm Y Cadeia X X X X X XXXXX XXX XXXX </li> <li> Slide 12 </li> <li> Canais / Meios de Comunicao ERA DA INFORMAO </li> <li> Slide 13 </li> <li> Sistemas de Informao CONHECIMENTO INFORMAO DADOS </li> <li> Slide 14 </li> <li> SISTEMAS DE INFORMAO EM SADE... conjunto de componentes que atuam de forma integrada por meio de mecanismos de coleta, processamento, anlise e transmisso da informao necessria e oportuna para implementar processos de decises no Sistema de Sade. Seu propsito selecionar dados pertinentes e transform-los em informaes para aqueles que planejam, financiam, provem e avaliam os servios de sade. (OMS) </li> <li> Slide 15 </li> <li> Os Sistemas de Informao... Integrados no ambiente que compe; Possuem Canais/meios de comunicao; Possuem um Fluxo - obteno de dados para a construo da informao e posterior conhecimento; Necessitam Interao Social - So compostos de pessoas, pessoas que se relacionam e fazem todo este processo acontecer </li> <li> Slide 16 </li> <li> Clima Favorvel para a Comunicao Ouvir atenciosamente Transmitir aceitao Dar informao (apropriada e direta / clara e concreta) Usar canais mltiplos (Viso, audio,...) Escuta ativa Empatia Sigilosidade Ambiente adequado </li> <li> Slide 17 </li> <li> Fatores que afetam a Comunicao Emissor Dificuldade na fonao Estado fsico e emocional Conhecimento dos smbolos </li> <li> Slide 18 </li> <li> Mensagem Dificuldade de expressar Emisso de duas mensagens conflitantes </li> <li> Slide 19 </li> <li> Fatores que afetam a Comunicao Receptor Problemas auditivos Nvel cultural Integridade fsica e do processo fisiolgico Fator emocional </li> <li> Slide 20 </li> <li> Fatores que Interferem na boa Comunicao Presuno No-Enunciada Apresentao Confusa Credibilidade Distncia Fsica Defensidade (Falsas esperanas julgamentos, mudana de assunto) </li> <li> Slide 21 </li> <li> Comunicao Informal Est dentro do fluxo de comunicao da organizao; Surge da interao entre as pessoas (RELACIONAMENTO INTERPESSOAL); Existem basicamente trs formas: Linguagem por sinais Linguagem por aes (movimentos do corpo) Linguagem por objetos (representao de ambientes, objetos) </li> <li> Slide 22 </li> <li> O RELACIONAMENTO INTERPESSOAL E O PROCESSO DE COMUNICAO </li> <li> Slide 23 </li> <li> Relacionamento Interpessoal e a Comunicao As relaes interpessoais desenvolvem-se em decorrncia do processo de interao (COMUNICAO). No h processos unilaterais na interao humana: tudo que acontece no relacionamento interpessoal decorre de duas fontes: EU e OUTRO ( S). </li> <li> Slide 24 </li> <li> ? IMPORTANTE RELACIONAR-SE ? </li> <li> Slide 25 </li> <li> RELAES INTERPESSOAIS Foras que Impulsionam Empatia Motivao Iniciativa Competncia Apoio Foras que Restringem + Vaidade + Apatia + Dependncia + Timidez + Manipulao </li> <li> Slide 26 </li> <li> realmente importante relacionar bem com as pessoas? </li> <li> Slide 27 </li> <li> RELACIONAMENTO X SUCESSO... </li> <li> Slide 28 </li> <li> O relacionamento entre os membros de um grupo, sejam de simpatia e amizade ou de antipatia e confronto, resulta na criao ou na destruio de sua eficcia como equipe. </li> <li> Slide 29 </li> <li> A valorizao dos relacionamentos vem tomando fora no perfil profissional que as organizaes exigem. habilidades comportamentais de flexibilidade, inteligncia emocional, criatividade etc. Onde se buscava, acima de tudo, a experincia tcnica, hoje ganhou-se o espao para as habilidades comportamentais de flexibilidade, inteligncia emocional, criatividade etc. </li> <li> Slide 30 </li> <li> fcil ? </li> <li> Slide 31 </li> <li> ASSISTIR PROCESSO DE TRABALHO DO ENFERMEIRO INVESTIGAR EDUCAR GERENCIAR CUIDAR </li> <li> Slide 32 </li> <li> Auxiliar de Enfermagem Mdico Nutricionista Tc. em Laboratrio Farmacutico Tc. de RX Fisioterapeuta Assistente Social Bioqumico </li> <li> Slide 33 </li> <li> desenvolver competncias; desenvolver competncias; liderana; liderana; cuidado como essncia; cuidado como essncia; gerenciar, ensinar, pesquisar e executar o cuidado cuidando. gerenciar, ensinar, pesquisar e executar o cuidado cuidando. ARTICULAR AS DIMENSES DO CUIDAR LIDERAR A EQUIPE PARA UM CUIDADO TERAPUTICO E COM COMPROMISSO DE TODOS </li> <li> Slide 34 </li> <li> PAPEL ENFERMEIRO GERNCIA DO CUIDADO ASSUMIR GERNCIA DO CUIDADO, COM COMPETNCIA, TICA, RESPONSABILIDADE, RECONHECIMENTO E VALORIZAO DA NOSSA FUNO. </li> <li> Slide 35 </li> <li> Busque idias; Debata propostas; No combata pessoas; Evite questes pessoais; Leve em considerao apenas as idias e as informaes, jamais os aspectos pessoais de quem as expe. COMPETNCIAS/ RELAES INTERPESSOAIS </li> <li> Slide 36 </li> <li> Reflita sobre a sua forma de agir. </li> <li> Slide 37 </li> <li> Competncia/ Relacionamento Interpessoal X Enfermagem CUIDAR 1 - Mudana na forma de se relacionar com o paciente. 2 - Relao Teraputica X Relao pessoal </li> </ul>

Recommended

View more >