comunicação aplicada b1

Download Comunicação Aplicada B1

Post on 04-Jun-2015

9.026 views

Category:

Technology

6 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Comunicação Aplicada B1

TRANSCRIPT

  • 1. ContedoPage 1 of 4Ttulo : B1 - A comunicaoContedo :APRESENTAO DA DISCIPLINA Ao realizar este curso on-line importante que voc se inteire de todas as informaes relativas aos conceitos expostos. Portanto, leia atentamente os textos, antes de realizar os testes de interpretao e as atividades. Para facilitar o seu trabalho, os contedos so apresentados em formato resumido. No final da aula, voc encontrar uma bibliografia bsica que lhe auxiliar no aprofundamento dos conceitos.Esta disciplina tem o objetivo de trabalhar com os alunos os diversos gneros textuais e sistemas de comunicao.Ao realizar este curso importante que voc se inteire de todas as informaes relativas aos conceitos expostos. Portanto, leia atentamente os textos, antes de realizar os testes de interpretao e as atividades. Para facilitar o seu trabalho, os contedos so apresentados em formato resumido. No final da aula, voc encontrar uma bibliografia bsica que lhe auxiliar no aprofundamento dos conceitos. Esta disciplina tem o objetivo de trabalhar com os alunos os diversos gneros textuais e sistemas de comunicao.Ao realizar este curso importante que voc se inteire de todas as informaes relativas aos conceitos expostos. Portanto, leia atentamente os textos, antes de realizar os testes de interpretao e as atividades. Para facilitar o seu trabalho, os contedos so apresentados em formato resumido. No final da aula, voc encontrar uma bibliografia bsica que lhe auxiliar no aprofundamento dos conceitos. Esta disciplina tem o objetivo de trabalhar com os alunos os diversos gneros textuais e sistemas de comunicao. CONTEDO PROGRAMTICOAula 1: Trabalhando com textos. Os diversos tipos de linguagem. O que so signos? O que so smbolos? O que so conceitos? Coerncia e coeso textual. Exerccios de fixao.Aula 2: Trabalhando com textos argumentativos. Conceituao de textos, artigo de jornal, narrao e descrio, textos descritivos no-literrios, textos descritivos literrios, descrio de pessoas. Exerccios de fixao.Aula 3: O texto dissertativo: Tcnica de argumentao. Objetividade e subjetividade. Exerccios de fixao.Aula 4: Tcnicas de leituras visuais Percurso visual, o tempo, a finalidade do texto visual e a percepo. Anlise de um audiovisual. Exerccios de fixao.Aula 5: Tcnica de fichamento de textos e resumos. Indicaes bibliogrficas precisas, informaes sobre o autor, breve resumo do livro ou do artigo, citaes extensas, citaes pessoais. Exerccios de fixao.Aula 6: Confeco de um relatrio: estrutura, tipos de relatrio: de estudo ou de pesquisa; de ocorrncia; de atividades. Exerccios de fixao.Aula 7: Planejando um projeto em forma de texto. Introduo, Levantamento de Literatura, Problema, Hiptese, Objetivos, Justificativa, Metodologia, Cronograma, Recursos, Anexos, Referncias, Glossrio. Exerccios de fixao.Aula 8: Organizao de seminrio ou exposio oral. Os gneros de exposio escolar oral e produo cientfica. A pesquisa, escolha e organizao da forma de apresentao, demonstrao de conhecimentos, capacidade de sntese e habilidade de despertar o interesse do pblico. Exerccios de fixao. INTRODUO Este curso pretende trabalhar com as diversas formas de comunicao que se apresentam em nossa sociedade.Hoje em dia percebemos que estamos cercados de palavras, de imagens, de sons, que so responsveis pelos diversos tipos de comunicao e expresso dos seres humanos.Podemos destacar os seguintes tipos de expresso: textos jornalsticos, textos literrios, teatro, cinema, arquitetura, moda, pintura, fotografia, escultura, msica e as mltiplas formas de smbolos que movem nossa sociedade. Ns aprendemos desde a infncia a entender e a usar os smbolos, criando diversos tipos de linguagens. a partir desse conhecimento que podemos resolver os problemas do nosso cotidiano. Sem a compreenso dos smbolos, no conseguimos registrar nossas experincias e isso inviabiliza toda comunicao. http://online.unip.br/frmConteudo.aspx?idConteudo=21219&CodConteudoED=21219&Cod... 4/4/2010

2. Contedo Page 2 of 4Agora, vamos introduzir alguns conceitos importantes para o nosso estudo:VideoaulaAssista videoaula clicando no monitor ao lado. O que so os smbolos?Smbolos so signos que podem ser usados para representar um objeto ou trazer uma informao na ausncia desse objeto ou da fonte de informao. Um smbolo um modo de pensar em alguma coisa. O smbolo transforma o ausente em uma coisa que existe no presente. As diferentes lnguas humanas, as nossas artes, a linguagem da matemtica e muitas outras formas de comunicao tm natureza essencialmente simblica. Os smbolos no precisam ter relaes diretas com as formas dos objetos. Por exemplo: a palavra flor no tem qualquer semelhana com o objeto flor existente na natureza.VideoaulaAssista videoaula clicando no monitor ao lado.O que so os signos? Signos so objetos, formas ou fenmenos que possam transmitir uma informao ou representar algo diferente de si mesmos. Os signos podem ser as palavras, os sinais fsicos da presena de um animal ou do ser humano, as placas de aviso de trnsito, o apito de uma guarda, uma sirene de ambulncia ou de um carro de bombeiros. Foi a partir dos signos que se criaram as lnguas, eles passaram a representar as palavras e a criar linguagens simblicas. VideoaulaAssista videoaula clicando no monitor ao lado. O que a linguagem? Linguagem a capacidade humana de articular conhecimentos e compartilh-los socialmente. Assim, todo e qualquer processo humano capaz de expressar e compartilhar significao constitui linguagens: tirar fotos, pintar quadros, produzir textos e msicas, escrever jornal, danar, etc. As linguagens fazem parte das diversas formas de expresso representadas pelas artes visuais, pela msica, pela expresso corporal e pela escrita.A linguagem, portanto, nomeia, fixa e concebe objetos, utiliza conceitos e tem por funo permitir a comunicao. http://online.unip.br/frmConteudo.aspx?idConteudo=21219&CodConteudoED=21219&Cod... 4/4/2010 3. ContedoPage 3 of 4Ns encontramos a lngua pronta quando nascemos e aprendemos a utiliz-la com as pessoas mais velhas. a partir dessa aprendizagem que passamos a reproduzi-la.Muitas das expresses artsticas atuais tm origem conhecida: a fotografia surgiu no sculo XIX; o teatro ocidental surgiu na Grcia e na Idade Mdia. J a escrita surgiu h milhares de anos. O que um conceito?Um conceito de um objeto se forma quando somos capazes de represent-lo por meio de um smbolo qualquer, como uma palavra. Por exemplo, quando eu falo a palavra "cadeira", isso me remete a um determinado objeto que utilizado para sentar-se. Ter conceitos significa que somos capazes de substituir as coisas do mundo por smbolos que as representem e usar essas representaes no lugar do objeto real ou imaginado.VideoaulaAssista videoaula clicando no monitor ao lado.O texto deve ter coeso e coernciaUm texto bem construdo falado ou escrito resulta, em grande parte, do cuidado com a coeso e a coerncia. Voc tem de levar em conta a quem voc est se dirigindo e qual a situao de comunicao, a fim de que sua mensagem seja compreendida.Detalharemos cada um desses dois procedimentos:1. COERNCIA: Est ligada inteligibilidade do texto e possibilidade de que ele seja adequadamente interpretado pelo ouvinte ou leitor. Ela responsvel pela unidade de sentido, pois se refere totalidade do texto, como um fio condutor, garantindo a continuidade de sentido. A coerncia subjacente superfcie visvel (ou audvel) do texto, como uma lgica profunda que atua em forma de rede. A coerncia reticular ou tentacular, tal qual uma teia enlaando as tramas do texto.a) Para ser coerente, o texto tem de se desenvolver de modo a ampliar pouco a pouco a informao inicial, em uma progresso. Por um lado, h retomadas do que j foi dito; por outro, acrescentam-se informaes novas. Assim se constri gradativamente a coerncia no texto. Para mant-la, deve-se evitar a contradio.b) A construo de um texto coerente depende no s do conhecimento de elementos lingsticos como vocabulrio e sintaxe mas tambm do conhecimento de mundo que deve ser partilhado pelos interlocutores. Caso surja um dado novo, desconhecido por um deles, esse elemento tem de ser explicitado. 2. COESO: explicitamente revelada por meio de marcas lingsticas, presentes na superfcie do texto. Ela se manifesta em sua organizao seqencial, de forma linear. Os dois processos principais de coeso textual so: coeso referencial e coeso seqencial.a) A coeso referencial ocorre quando um termo do texto remete a outro que aparece antes ou depois dele. A retomada de um termo que aparece antes chamada de anfora; a retomada de um termo que aparece depois, de catfora. A coeso referencial feita de duas formas: por substituio (de uma palavra por outra) ou por elipse (caso em que o termo omitido fica claramente subentendido).Observe as frases a seguir:A arte tem vrias conexes. Ela dialoga com muitos aspectos de nossa vida. Note que o pronome anafrico ela substitui a palavra arte.b) A coeso seqencial consiste na utilizao de procedimentos que estabelecem elos na cadeia do texto, garantindo sua continuidade. Eis os principais: Procedimentos de repetio do mesmo termo ou do mesmo campo semntico ilustrados, respectivamente, nos mesmos exemplos abaixo:Colecionadores adoram obras de arte. Vivem em meio a obras de arte, compram obras de arte, falam de obras de arte, s pensam em obras de arte.Perceba a diferena se escrevssemos assim:Colecionadores adoram obras de arte. Vivem no meio de quadros, compram esculturas, falam de exposies, s pensam em museus. Emprego de conectivos, que estabelecem elos entre termos ou entre oraes, como em:A arte importante, isto , os humanistas tm essa opinio. Se tivesse tempo, visitaria todos os museus do meu pas. No disponho de tempo por causa das muitas horas de aula e estudo. Emprego de pontuao, apoiando o sentido, como em:Fui ao museu, vi as obras do artista, fiquei encantado, no resisti e comprei as de que mais gostei: uma gravura e uma escultura em bronze.A seqncia das aes indicada por dois fatores