composição fotográfica

Download Composição fotográfica

Post on 14-Jul-2016

6 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

slide sobre tecnicas de composição fotografica

TRANSCRIPT

  • Oficina de Fotografia BsicaAog Rocha

  • COMPOSIO FOTOGRFICA"A composio deve ser uma de nossas preocupaes constantes, at nos encontrarmos prestes a tirar uma fotografia; e ento, devemos ceder lugar sensibilidade".

    Henri Cartier-Bresson

  • COMPOSIO FOTOGRFICA a seleo e o arranjo agradveis dos assuntos dentro da rea a ser fotografada.Arranjos so feitos colocando-se figuras ou objetos em determinadas posies. s vezes, na mudana do ngulo de tomada voc pode deslocar sua cmera suavemente, acarretando uma mudana considervel na composio.Uma foto bem composta exige planejamento e pacincia! Como forma de orientar o estudo da fotografia, descrevemos a seguir alguns elementos da linguagem fotogrfica e suas finalidades...

  • REGRA DOS TEROSAntes de tirar a foto, imagine a rea da fotografia dividida simultaneamente em 3 teros verticais e horizontais, isto , trace trs linhas paralelas imaginrias no sentido horizontal e no sentido vertical da fotografia.As intersees destas linhas imaginrias sugerem 4 opes para a colocao do centro de interesse para uma boa composio. A opo depende do assunto e como o fotgrafo quer que ele seja apresentado.

  • REGRA DOS TEROSGeralmente, fotos com assuntos centralizados, tendem a ter uma caracterstica mais esttica e menos interessante do que fotos com o assunto fora do centro. Voc deve sempre considerar a direo do movimento dos assuntos, e deixar um espao na frente, dentro do qual possam se movimentar.Pode-se tambm aplicar a orientao da regra dos teros na colocao da linha do horizonte em sua foto, pois a linha do horizonte dividindo a foto ao meio, d uma sensao de esttica. O mesmo vale para assuntos verticais.Estes pontos em que se cruzam estas linhas chamam-se: Pontos de Ouro.

  • REGRA DOS TEROSFoto VerticalFoto Horizontal

  • Regra dos Teros

  • Regra dos Teros

  • CHAVE TONALDenomina-se Tom a transio das altas-luzes (reas claras) e para a sombra (reas escuras). A gama de cinzas existente entre o preto e o branco. O ponto mdio de cinzas numa escala de 18%.Chave Tonal significa que toda fotografia tem praticamente o mesmo tom de cor. Quando se tem cores iguais, significa uma chave tonal alta, e quando se tem cores diferentes, significa uma chave tonal baixa.

  • Em uma fotografia que se tem apenas alguns tons de cinza, onde se v apenas a silhueta de um objeto recortada contra um fundo branco, onde o preto e o branco predominante, no existindo portanto tons de cinza, esta ser considerada uma fotografia dura em alto-contraste, isto , a fotografia est bem contrastada.Quando as reas brancas so em excesso, dominando a cena, a correo deve ser de a 1 ponto de abertura, fechando o diafragma, conforme as condies da imagem.J uma imagem onde predominem os tons de cinza poder ser considerada uma fotografia suave e portanto, pouco contrastada.CHAVE TONAL

  • CHAVE TONAL

  • CHAVE TONAL

  • COMPOSIO DE MONOTON E DE CONTRASTEDe monoton significa que a fotografia por inteiro tem o mesmo tom, e de contraste significa que a diferena das cores bem marcada ou tem uma dura diferena.Outra composio por formas. Como fazer a variao de tudo que se tem o mesmo padro? Com a chave tonal. Fotos de formas iguais usa-se cores diferentes, j nas formas diferentes, usa-se cores iguais. As cores que mais contrastam so: amarelo e roxo; azul e vermelho; azul e amarelo. Exemplo:

  • Exemplo:COMPOSIO DE MONOTON E DE CONTRASTEAog Rocha

  • Exemplo:COMPOSIO DE MONOTON E DE CONTRASTEAog Rocha

  • Exemplo:COMPOSIO DE MONOTON E DE CONTRASTEAog Rocha

  • FORMA FECHADA E FORMA ABERTAExemplo de forma fechadaA forma fechada tem bem demarcado todo o contorno da imagem, e a forma aberta no mostra o limite da imagem.Exemplo de forma abertaAog Rocha

  • FOCO, FOCO DIFERENCIAL, DESFOQUE, PROFUNDIDADE DE CAMPO Dentro dos limites tcnicos, temos possibilidades de controlar no s a localizao do foco, como tambm a quantidade de elementos que ficaro ntidos. Alm disso, podemos tambm trabalhar com a falta de foco, ou seja, o desfoque.Podemos enfatizar melhor um elemento da fotografia sobre os demais, selecionando-o como ponto de maior nitidez dentro do quadro. A escolha depende do autor mas a fora da mensagem deve muito ao foco. ele que vai ressaltar um certo objeto em detrimento dos outros constantes no enquadramento. A pequena falta de foco de todos os elementos que compem a imagem pode servir para a suavizao dos traos, o contrario acontece quando h total nitidez, que demonstra a rudeza ou brutalidade da realidade.Aog Rocha

  • Dentro dos limites tcnicos, temos possibilidades de controlar no s a localizao do foco, como tambm a quantidade de elementos que ficaro ntidos. Atravs destes controles, podemos destacar esta ou aquela rea dentro de um assunto fotografado. E o foco que vai ressaltar um objeto em detrimento dos outros constantes da foto.Hiper-Focal: Nas cmeras populares a abertura do diafragma geralmente vai at o nmero 16, portanto com uma abertura pequena e uma profundidade de campo grande. chamado de Hiper-Focal pois o infinito o visor da cmera.FOCO, FOCO DIFERENCIAL, DESFOQUE, PROFUNDIDADE DE CAMPO Aog Rocha

  • FOCO, FOCO DIFERENCIAL, DESFOQUE, PROFUNDIDADE DE CAMPO Aog Rocha

  • ILUMINAO, SOMBRA, LUZ, FLASH A iluminao fornece inmeras possibilidades ao fotgrafo. Ela est interligada aos outros elementos da linguagem, funcionando de forma decisiva na obteno do clima desejado, seja de sonho, devaneio, ou de impacto, surpresa e suspense. A iluminao pode enfatizar um elemento, destacando-o dos demais como tambm pode alterar sua conotao.A maioria dos objetos de uso dirio pode ser identificada apenas pelo seu contorno. A silhueta de um vaso, colocado contra a janela, ser reconhecida de imediato, porque todos ns j vimos muitos vasos antes. Contudo, o espectador pode apenas tentar adivinhar se ele liso ou desenhado, ficando com a incerteza at que consiga divisar com clareza sua forma espacial. E esta depende da luz.Aog Rocha

  • luz diretaLuz rebatidaAog Rocha

  • A luz indispensvel fotografia. A prpria palavra "fotografia", cunhada em 1839 por Sir. John Herschel, deriva de dois vocbulos gregos que significam "escrita com luz". A luz cria sombras e altas-luzes, e isso que revela a forma espacial, o tom, a textura e o desenho.A fotografia afetada pela qualidade e direo da luz. Qualidade o termo que aplicaremos para definir a natureza da fonte emissora de luz. Ela pode ser suave, produzindo sombras tnues, com bordas pouco marcadas (por exemplo, a luz natural em um dia nublado); ou dura, produzindo sombras densas, com bordas bem definidas (luz do meio-dia).A altura e direo da luz tm influncia decisiva no resultado final da fotografia.ILUMINAO, SOMBRA, LUZ, FLASH Aog Rocha

  • Dependendo da posio da luz da fonte luminosa, o assunto fotografado apresentar iluminada ou sombreada esta ou aquela face. A seleo cuidadosa da direo da luz nos permite destacar objetos importantes e esconder entre as sombras aqueles que no nos interessa. Para se fotografar, sabemos que necessitamos de luz, mas nem sempre isto possvel, pois as condies de luz, s vezes, no nos favorece. Para estes momentos, o fotgrafo usa um recurso que possibilita recuperar esta condio desfavorvel, o flash. Estas condies desfavorveis podem ser, o interior de um ambiente, um quarto escurecido, um estdio ou uma foto noturna.ILUMINAO, SOMBRA, LUZ, FLASH Aog Rocha

  • LUZ DIFUSAAog Rocha

  • LUZ DIRETAAog Rocha

  • CONTRA LUZAog Rocha

  • Atravs da perspectiva, linhas retas e paralelas do a impresso de convergir, objetos que encobrem parcialmente a outros do a sensao de profundidade, e atravs do distanciamento dos objetos temos a sensao de parecerem menores.Podemos utilizar a perspectiva para criar impresses subjetivas, e o caso de efeitos de: "Mergulho" fotografar com a cmera num ngulo superior ao assunto, diminuindo-o com relao ao espectador; e "Contra-mergulho" a cmera num ngulo inferior ao assunto criando uma sensao de poder, fora e grandeza. Cada um destes recursos dever ser utilizado de acordo com o contexto e o objetivo do fotgrafo.PERSPECTIVAS, LINHAS Aog Rocha

  • PERSPECTIVAS, LINHASAog Rocha

  • O desenho pode transformar-se em um tema, e introduzir ordem e ritmo em uma foto que, sem ele, talvez parecesse catica. Nos casos onde o seu efeito muito grande, ele pode dominar a imagem, a ponto de os outros componentes perderem quase por completo sua importncia.As linhas constituem um importante papel na composio, e linhas diagonais so muito dinmicas. Voc pode usar linhas diagonais como linhas de conduo a fim de proporcionar um direcionamento na foto. Podemos usar linhas repetidas para chamar a ateno do observador para o centro de interesse, ou tambm podemos usar qualquer outra simples forma geomtrica para ajudar na composio das fotos. PERSPECTIVAS, LINHASAog Rocha

  • Aog Rocha

  • Uma das mais atrativas linhas usadas na composio a chamada curva em "S". Desenvolve-se mais senso artstico, estudando fotos de forma a encontrar a fora de suas linhas, as formas geomtricas e o equilbrio.Linhas e formas podem ser usadas para criar imagens abstratas, subjetivas, ou para desviar a ateno do assunto principal de uma fotografia.PERSPECTIVAS, LINHASAog Rocha

  • PERSPECTIVAS, LINHASAog Rocha

  • Linhas:Limite forma inteno

    Linhas diretas rigor, deciso Linhas curvas unio, totalidade Linhas quebradas desordem, confuso Linhas horizontais repetidamente calma, paz Linhas verticais repetidamente grandeza, extenso Linhas oblquas convergentes infinito Linhas oblquas repetidamente ao, dinamismo PERSPECTIVAS, LINHASAog Rocha

  • PERSPECTIVAS, LINHASAog Rocha

  • Harmonia de Linhas: As linhas do