complexo tecnologico de superficie da mina

Download Complexo Tecnologico de Superficie Da Mina

Post on 28-Dec-2015

34 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

gntngnjnb khn bk ,m kh nb b kk k hbk hkb kh bkm bvjgm bhjb vkngtbncgrubfgvjtb;vrbekcburvbjfvhfbrjfnvkigbuvbgkvmkgvbjg

TRANSCRIPT

  • Complexo Tecnolgico da Superfcie da Mina

    NDICE

    Introduo ....................................................................................................................................... 2

    Complexo Tecnolgico Da Superfcie Da Mina ............................................................................. 2

    Esquemas De Extraco Do Produto Mineral ................................................................................ 3

    Composio Do Complexo Tecnolgico Da Superfcie ................................................................. 4

    Desenvolvimento Histrico Do Complexo Tecnolgico Da Superfcie Da Mina .......................... 7

    Tipos De Esquemas Do Complexo Da Superfcie .......................................................................... 8

    Caractersticas Do Trabalho Realizado Na Superfcie De Minas ................................................. 12

    Edificio Para A Planta De Beneficiamento ................................................................................... 15

    Instalao Da Superficie De Uma Mina ....................................................................................... 15

    Instalaes De Carga..................................................................................................................... 21

    Instalaes De Pessagem E Dosagem ........................................................................................... 22

    Instalaes De Manobras .............................................................................................................. 23

    Edificios Para Substao Electricas .............................................................................................. 24

    Localizao De Pilha De Esteril Na Mina .................................................................................... 24

    Concluso ...................................................................................................................................... 28

    Bibliografia ................................................................................................................................... 29

    Anexo ............................................................................................................................................ 30

  • Planificao Mineira III Pgina 2

    INTRODUO

    O ptresente trabalho debruaassuntos atinentes ao Complexo Tecnolgico da Superfcie de Mina,

    que uma rea de grande interface com a minerao no que diz respeito geotcnica e sua

    relao com a mecnica de rochas. A determinao de estabilidade dos taludes em obras

    rodovirias, a construo de barragens e as aberturas de vias subterrneas exigem competncias e

    habilidades nas matrias de geologia de engenharia e mecnica de rochas, afectas aos currculos

    de formao do profissional da Minerao.

    Ainda, em termos de obras civis, as fundaes de casas e edifcios so, tambm, de competncia

    dos profissionais da minerao. Surgida nas duas ltimas dcadas, a imploso de grandes obras

    civis tambm aparece como uma interface da rea de minerao com a construo civil. Na

    realidade, os profissionais habilitados para a execuo desta tarefa, com clculos precisos de

    quantidade e disposio de explosivos, so aqueles com formao na rea de minerao. Portanto

    um dos problemas que acfeta a minerao esta no conhecimento das localizacoes das suas

    respectivas imfrastruturas, desde a pilha de estril, pilha de rejeito, planta de processamento ate a

    localizao de oficinas assim como escritrios, entre outas.

  • Planificao Mineira III Pgina 3

    COMPLEXO TECNOLGICO DA SUPERFCIE DA MINA

    Se entende por Complexo tecnolgico da superfcie da mina todo conjuntode edifcios, estruturas

    e instalaes que so utilizadas para a extraco, recepo, transporte, triagem, processamento,

    armazenamento e carregamento de mineral til e tambm para a recepo e transporte de

    rochapara as escombreras ououtro destino.

    Ascaractersticas e grau de complexidade das instalaes superfcie da mina, dependem

    principalmente da produtividade do mesmo, das particularidades dos processos tecnolgicosa

    serem realizadosna superfcie e diferentes tipos de minerais que so extradas.

    As particularidades do processo tecnolgico da superfcie definem se o mineral extrado

    enviado directamente para o consumidor, se somente para classificao prvia e triturao, ou at

    mesmo se for preciso, antes do embarque, um processo de beneficamente. Dependendo destes e

    de outros elementos, mas a complexidade e o volume de obras que formam o complexo de

    superfcie aumentada.

    ESQUEMAS DE EXTRACO DO PRODUTO MINERAL

    Como mencionado acima, as caractersticas docomplexo da superfcie sero influenciadas pelas

    peculiaridades do mineralextrado. Atinente aos esquemas, podemos dizer que h seguintes

    esquemas de extraco de minerais:

    a) Sob a forma de um nico tipo de mineral.

    b) Com a diviso de tipos de minerais ou categorias.

    c) Com a classificao do mineral por tamanhos.

    d) Na forma concentrada.

    claro que para o primeiro esquema, ou seja, quando podemos extrair um nico tipo de mineral,

    a superfcie complexa mais simples.

    Para o segundo e terceiro esquema, que quando voc extramos 2 ou mais minerais diferentes

    (por tipo, categoria ou tamanho) a sua origem necessria separadamente superfcie, o que

  • Planificao Mineira III Pgina 4

    exige, se a produtividade alta, duas instalaes de ascenso (subida) e se nem um nico com

    dois funis de recepo, pode haver diferentes combinaes intermdias dependendo

    daprodutividade de extraco de um e outro mineral.

    O quarto esquema usado principalmente em minerais radioactivose aquio mineral submetido

    a um processo de seleco antes da extraco.

    O mineral extrado pode ir directamente para a planta de benefcio (a unidade de

    transformao)ou de classificao, se for perto do poo principal; neste caso o complexo da

    superfcie mais simples, pois no h necessidade de funis e depsitos minerais. Isso no

    acontece assim quando a planta est localizada a alguma distncia do poouma vez que no

    melhor dos casos a uma certa distncia do poo (quando no h via transporte directo entre eles)

    vai precisar de um funil de carga.

    Em ambos os casos ser necessrio, um depsito em que o mineral tratado (triturado, classificado

    ou beneficiado como o caso).

    COMPOSIO DO COMPLEXO TECNOLGICO DA SUPERFCIE

    Na prtica, encontramos os seguintes esquemas de composio do complexo tecnolgico de

    superfcie:

    a) De altura

    b) Horizontal

    c) Comum (s vezes chamado escalonada)

    Em caso de utilizao de esquemas de altura a transferncia do mineral extrado pela superfcie

    realizada principalmente pela gravidade. Este esquema usado nas seguintes condies: uma

    mina com uma longa vida til; se ocomplexo tecnolgico da superfcie localiza-se em terreno

    montanhoso; onde h abertura por adit localizado a uma altura considervel acima da rea

    industrial, onde as minas e beneficiamento de minrio no realizado. (como ilustra a figura 1.)

    Em caso de utilizao deesquema horizontal omineral transportado atravs de transportadores

    de banda (correias transportadoras), com elevadores de caamba e outros mecanismos e,

  • Planificao Mineira III Pgina 5

    ocasionalmente, por gravidade. Este esquema usado quando no for possvel fazer edifcios

    altos em terrenos planos e em casos de reconstruo da superfcie da mina.

    O esquema de escala comum apenas de combinaes de dois.

    Em relao localizao dos vrios edifciose construes que temos ao redor dopooprincipal

    (de extraco) deve ser localizado: funil, britagem, classificao e processamentodo depsito

    mineral, os edifcios de ventiladores e compressores, funil de carga, etc. No lado do poo auxiliar

    est localizado: o bloco administrativo e servio, e armazns de peas de materiais, oficinas, etc.

    Em relao localizao do edifcio paraa mquina de ascenso determinada em dependncia

    do esquema de ascenso que usado. Recomendamos colocar a estao de energia elctrica no

    mesmo edifcio da mquina de ascenso.

  • Planificao Mineira III Pgina 6

    Figura 1. Esquema de altura para o transporte do mineral extrado.

  • Planificao Mineira III Pgina 7

    DESENVOLVIMENTO HISTRICO DO COMPLEXO TECNOLGICO DA

    SUPERFCIE DA MINA

    Os complexos tecnolgicos da superfcie foram mudando sua configurao e dimenses com o

    passar dos anos.

    Portanto, temos que em 1920 as minas tiveram uma produtividade diria de 300 a 400 t, o

    aumento dos poos verticais foi gaiolas comuns, e em poos inclinados e caminhes. Em tais

    situaes na superfcie da mina construa-se uma torre de madeira, o edifcio de sobre mina de

    duas praas com recepo em que oscarros moviam-se a mo e s vezes por gravidade. Nessas

    minas, muitas vezes com passarelas depsitos minerais foram usados e, geralmente, o produto

    mineral enviado para o consumidor sem o benefcio.

    Na dcada dos anos 30 a produtividade das minas aumentaram significativamente (cerca de duas

    vezes mais). Passou ausar o metal, pedra e beto armadocomo material de construo das obras

    de superfcies mais importante. Foi utilizado em poos verticais com ascenso por skips e

    gaiolas; foram aumentadas minas que se aplicavam no processo de beneficiamento de mineral.

    Na dcada de 40 comeou-se a usar os diferentes elementos de transportar e descarga no edifcio

    de sobre mina, asbandas transportadoras suspensas para moldar os motores de diferentes