colaboração e inovação tecnológica .b j e t i v o s inovação de ... tácitas e sistêmicas,

Download Colaboração e Inovação tecnológica .B J E T I V O S Inovação de ... Tácitas e sistêmicas,

Post on 28-Sep-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Colaborao e Inovao

    tecnolgica

    1Pedro Pereira de Carvalho

  • Quase todas as inovaes exigem algum tipo de arranjo cooperativo para seu desenvolvimento ou comercializao, mas

    o ndice de insucesso dessas alianas permanece alto.

    Por que as empresas colaboram? Que tipos de colaborao so mais apropriados em diferentes

    circunstncias? Como os fatores empresariais e gerenciais afetam o sucesso de

    uma aliana? Como pode uma empresa explorar de forma bem sucedida

    alianas para adquirir novas competncias tecnolgicas e demercado?

    2Pedro Pereira de Carvalho

  • Por que as empresas colaboram?

    Para reduzir o custo tecnolgico ou de entrada no mercado; Para reduzir o risco de desenvolvimento ou de entrada no

    mercado; Para alcanar economias de escala; Para reduzir o tempo gasto para desenvolver e comercializar novos

    produtos; e Para promover aprendizagem compartilhada.

    3Pedro Pereira de Carvalho

  • Por que as empresas colaboram?

    JOINT TASKFORCE

    Acesso a tecnologias complementares;

    Economias de escala; Estabelecimento de

    padres mundiais; e Acesso a mercados

    internacionais.

    4

    Aliana para desenvolvimento, produo

    e comercializao do CD

    Pedro Pereira de Carvalho

  • Por que as empresas colaboram?

    MotivosTecnolgicos

    MotivosDe Mercado

    MotivosEmpresariais

    5Pedro Pereira de Carvalho

  • Por que as empresas colaboram? Alguma forma de colaborao normalmente necessria quando

    a tecnologia nova, complexa ou rara. Quando a tecnologia madura, simples ou amplamente

    disponvel, transaes de mercado como terceirizao ou licenciamento so mais apropriadas.

    Na prtica os custos de transao no so os fatores mais importantes na deciso de adquirir uma tecnologia externa. Vantagem competitiva, expanso de mercado e aumento de oferta de produtos so mais decisivos.

    6Pedro Pereira de Carvalho

  • Por que as empresas colaboram?

    MOTIVOS Estratgicos: liderana e

    aprendizagem Tticos: custo, tempo e risco.

    TECNOLOGIA Importncia competitiva Complexidade Capacidade de codificao

    EMPRESA Competncias existentes Cultura corporativa Conforto na gesto

    PLANO DE ALIANA Seleo de parceiro Confiana e comunicao Objetivos e recompensa

    APRENDIZAGEM Inteno de aprender Receptividade a

    conhecimento Transparncia do parceiro

    7Pedro Pereira de Carvalho

  • Por que as empresas colaboram? Pesquisa: as duas questes consideradas mais importantes

    quando se avaliavam a colaborao tecnolgica eram: a importncia estratgica da tecnologia e o potencial para a diminuio do risco em desenvolvimento.

    Para uma bem sucedida aquisio de tecnologia a escolha do parceiro pode ser to importante quanto a busca pela melhor tecnologia.

    8Pedro Pereira de Carvalho

  • Por que as empresas colaboram?

    Razes para colaborao ( = 106) Escore mdio(1=baixo, 5=alto)

    Em resposta a necessidades-chave de clientes 4,1

    Em resposta a uma necessidade de mercado 4,1

    Em resposta a mudanas em tecnologia 3,8

    Para reduzir o risco de P&D 3,8

    Para ampliar a gama de produtos 3,7

    Para reduzir custos de P&D 3,7

    Para melhorar o tempo para o mercado 3,6

    Em resposta a concorrentes 3,5

    Em resposta a uma iniciativa de gesto 3,3

    Para ser mais inovador em desenvolvimento de produto

    3,3

    Fonte: De Littler, D (1993) Risks and Rewards of Collaboration, UMIST

    9Pedro Pereira de Carvalho

  • Por que as empresas colaboram?O estudo tambm identificou alguns riscos potenciais associados a colaborao (1/3 dos entrevistados):

    vazamento de informao; perda do controle ou domnio; metas e objetivos divergentes, resultando em conflito.

    10Pedro Pereira de Carvalho

  • Por que as empresas colaboram?Desenvolvimento interno ou externo de novas tecnologias? Nveis altos de colaborao aparecem em indstrias de tecnologia

    de informao e comunicao e de biotecnologia, mas os nveis decrescem em setores mais maduros.

    Setores de Alta Tecnologia Setores mais Maduros

    Procura por recursos complementares

    Utilizao de recursos de forma conjunta buscandodiminuio de custos, de

    riscos, atingir economia de escala

    Relaes horizontais com seus semelhantes e concorrentes

    Relaes verticais com fornecedores e clientes

    11Pedro Pereira de Carvalho

  • Que tipos de colaborao so mais apropriados em diferentes circunstncias?

    Nenhuma forma de colaborao ideal em qualquer sentido genrico.

    12Pedro Pereira de Carvalho

  • Formas de colaborao

    Tipos de Colaborao Durao tpica

    Vantagens(Fundamentao)

    Desvantagens(Custos de transao)

    Terceirizao/Relaesde suprimentos

    Curta Reduo de custos e riscosReduo de tempo de espera

    Levantamento de custos, produto, desempenho e qualidade

    Licenciamento Prazo fixo Aquisio de tecnologia Custo do contrato e restries

    Consrcios Prazo mdio Percia, padres, fundo compartilhado

    Vazamento de conhecimentoSubsequente diferenciao

    Aliana Estratgica Flexvel Baixo comprometimentoAcesso ao mercado

    Possvel imobilizaoVazamento de conhecimento

    Joint venture Longa Conhecimento complementar Flutuao estratgicaDesajuste cultural

    Rede Longa Dinmica, potencial deaprendizado

    Ineficincia, imobilismo

    13Pedro Pereira de Carvalho

  • Formas de colaborao

    OBJETIVOS

    Inovao de produto e

    de processo

    Tempo de espera,

    qualidade

    Custo

    Custo Diferenciado Indeterminado

    Alianas de fornecimento/co-

    inovaes

    Fornecimento enxuto/relao de

    parceria

    Relao de mercado/contratual

    Superficialmente relacionados

    Fortemente relacionados

    No relacionados

    MERCADO DE ABASTECIMENTO

    14Pedro Pereira de Carvalho

  • Formas de colaborao Licenciamento de tecnologia:

    Oportunidade de explorar a propriedade intelectual de outra empresa.

    Vantagens em relao ao desenvolvimento prprio da tecnologia: Baixar custos de desenvolvimento; Diminuir riscos tecnolgicos e de mercado; Acelerar desenvolvimentos de produtos e entrada no

    mercado

    15Pedro Pereira de Carvalho

  • Formas de colaborao Licenciamento de tecnologia:

    Oportunidade de explorar a propriedade intelectual de outra empresa.

    Vantagens em relao ao desenvolvimento prprio da tecnologia: Baixar custos de desenvolvimento; Diminuir riscos tecnolgicos e de mercado; Acelerar desenvolvimentos de produtos e entrada no

    mercado

    16Pedro Pereira de Carvalho

  • Formas de colaborao Consrcios de pesquisa:

    Consistem em um certo nmero de empresas trabalhando junto em um projeto relativamente bem especificado.

    Caractersticas: Compartilhamento de custos e riscos na pesquisa; Combinao de escassos conhecimento e equipamentos; Execuo de pesquisa pr-competitiva e estabelecimento

    de padres.

    17Pedro Pereira de Carvalho

  • Formas de colaborao Alianas estratgicas e joint ventures:

    Constituem-se em uma acordo entre duas ou mais empresas para co-desenvolvimento de uma nova tecnologia ou produto. Miram mercados prximos.

    Razes para alianas: Construir massa crtica atravs de co-opo; Alcanar novo mercados por meio de alavancagem de

    recursos co-especializados; Adquirir novas competncias atravs de aprendizagem

    organizacional.

    18Pedro Pereira de Carvalho

  • Formas de colaborao Alianas estratgicas e joint ventures:

    Razes para a mudana de joint ventures formais para alianas mais transitrias: Rapidez; Ajuste de parceiro; Tipo de parceiro; Comprometimento; Objetivo.

    19Pedro Pereira de Carvalho

  • Formas de colaborao Redes de Inovao:

    Dinmica competitiva das indstrias em rede.

    Tipo de Rede

    No-conectada, fechada Conectada, aberta

    Atributos de sistema

    Tecnologias incompatveis Compatvel entre vendedores e produtos

    Componentes e interfaces personalizadas

    Componentes-padro

    Estratgias de empresa

    Controla padres por meio de proteo de conhecimento proprietrio

    Modela padres por meio de compartilhamento de conhecimento com mercados concorrentes e complementares

    Fonte de vantagem Economias de escala, fixao de cliente

    Economias de escopo, mltiplos segmentos

    20Pedro Pereira de Carvalho

  • Formas de colaborao Redes de Inovao:

    Exemplo: Linux.

    21Pedro Pereira de Carvalho

  • Padres de colaboraoComo a tecnologia e os mercados afetam o modo como as empresas

    colaboram? Um estudo de joint ventures nos Estados Unidos revelou que

    alianas tecnologicamente orientadas tendem a aumentar com o tamanho da empresa, gasto de capital e intensidade de P&D. Similarmente, o nmero de joint ventures orientadas para marketing e distribuio aumenta com o tamanho da empresa e o gasto de capital, mas no afetado pela intensidade de P&D.

    Geralmente, as grandes empresas usam joint ventures para adquirir tecnologia, enquanto as empresas menores colocam mais nfase em aquisio de conhecimento de mercado e apoio financeiro.

    Pesquisa sobre alianas nos chamados setores de alta tecnologia (software e automao), parecem confirmar que o acesso tecnologia o motivo mais comum.

    22Pedro Pereira de Carvalho

  • Gerenciando alianas para aprendizagem

    Razo para o fracasso% de estudos informando

    o fator

    Divergncia estratgica/de objetivo 50

    Problemas com o parceiro 38

    Relao forte-fraca 38

    Incompatibilidade cultural 25

    Confiana insuficiente 25

    Sobreposio operacional/geogrfica 25

    Desavenas pessoais 25

    Falta de comprometimento 25

Recommended

View more >