cipa oque é

Post on 30-May-2018

215 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 8/14/2019 Cipa Oque

    1/70

    1

    CIPA OQUE

    Grupo de pessoas, representantes do empregador e dos empregados, especialmente

    treinados para colaborar na preveno de acidentes.

    CIPA significa: Comisso Interna de Preveno de Acidentes.

    A Cipa foi criada pelo governo federal na dcada de 40 objetivando reduzir o grandenmero de acidentes de trabalho nas indstrias.

    NORMA REGULAMENTADORA 5 (NR. 5 COM REDAO

    DADA PELA PORTARIA 08 SST PUBLICA NO DOU DE 23 DE

    FEVEREIRO DE 1999)

    Cumpre nos essclarecer que a portaria 3214 expedida aos 08 de junho de 1978, pelo

    Ministrio do Trabalho era composta por 28 Normas Regulamentadoras (NR) relativos

    Segurana e Medicina do Trabalho; 1988 iniciou-se o processo de atualizao das normas

    existentes bem como a criao de normas para atender situaes de riscos existentes em

    setores especficos em que NR 05 no abrangia. Diante disso em:

    12.04.1988 a Portaria 3067 aprova as Normas Regulamentadoras Rurais e

    dentre elas a NNR 03 que cria quesitos especificas para as CIPAS das empresas rurais;

    04.07.1995 a Portaria 04 alterou a NR 18 incluindo quesitos especficos s

    Cipas das empresas da Construo Civil;

    17.12.1997 a Portaria 53 criou a NR 29 com quesitos especficos para s das

    empresas Porturias;

    23.02.1999 a Portaria 08 alterou profundamente a NR 05 criando uma melhor

    estruturao do processo eleitoral, inclusive, com a constituio de Comisso Eleitoral; um rol

    de atribuies compatveis com uma Cipa eficiente; um curso objetivo a compreenso dos

    determinantes dos acidentes e doenas do trabalho. Definiram-se, ainda, as relaes das Cipas

    das empresas contratantes com as das contratadas, das Cipas de estabelecimentos de uma

    mesma empresa em um mesmo municpio e das Cipas dos Shoppings ou de conglomerados

    de empresas.

  • 8/14/2019 Cipa Oque

    2/70

    2

    Ressaltamos, ainda, a reduo de burocracias, tanto para as empresas quanto para o

    Ministrio do Trabalho e Emprego. Esta redao faz com que a sociedade, atravs das

    representaes de trabalhadores e empregadores e as prprias Cipas, efetivamente,

    desenvolvam aes necessrias preveno de Acidentes e de doenas decorrentes do

    trabalho.

    A nova norma abona o critrio de grau de risco criando agrupamento de empresas com

    base em similaridade de processo produtivo ou em critrios de negociao coletiva.

    Entedeu-se que a classificao de empresas em grau de risco no mais

    condizente com a realidade, na qual se percebeu aumento significativo de problemas

    sade em setores anteriormente considerados como de baixo grau de Risco. (Fonte manual

    da Cipa DRT).15.12.1999 a portaria 2037m alterou a NR 22 incluindo quesitos especficos para as

    Cipas das empresas de Minerao;

    08.08.2001 a Portaria 19 criou a NR 30 com quesitos especficos para as Cipas das

    empresas Aquavirias;

    22.10.2002 a Portaria 30 criou a NR 31 com quesitos especficos para as Cipas das

    empresas com atividades no campo;

    11.11.2005 A Portaria GM 485 aprova a NR 32 com quesitos para trabalhos na rea dasade;

    22.12.2006 A portaria SIT 202 aprova a NR 33 com quesitos para trabalho em

    Espaos Confinados.

    Para que algum possa se iniciar devidamente no vasto campo da Segurana do

    trabalho, deve seguir, acima de tudo, uma das leis mais antigas do mundo, primordial mesmo:

    Tal lei poderia ser definida:PROCURAR RESOLVER DE FORMA RACIONAL E

    LGICA QUALQUER PROBLEMA QUE LHESEHJA PROPOSTO, BUSCANDO

    ABORDA-LO POR SEU NGULO MAIS FAVORAVEL, MANTENDO SEMPRE EM

    MENTE QUE SOLUES POSSVEIS DEVEM ESTAR EM HARMONIA COM O BEM

    ESTAR DE SEUS COLEGAS E SEU PROPRIO, APRENDENDOCOK O DESENROLARDO PROCESSO E REPASSANDO O APRENDIZADO A SEUS PARES.

  • 8/14/2019 Cipa Oque

    3/70

    3

    J para avanarmos com sucesso no campo da segurana do trabalho, necessria a

    participao ativa de todas as pessoas envolvidas na organizao, participao essa que por

    sua vez, depende da boa comunicao, fundamental para a correta troca de conceitos e o

    entrosamento de idias.

    Mas se importante ter idias e manter canais de comunicao abertos entre as

    pessoas, imprescindvel o correto registro das idias e solues que deram/do certo.

    Foi pensado em tal registro e na importncia da segurana no trabalho que o

    Ministrio do trabalho estabeleceu normas regulamentadoras, que apresentam o mnimo

    exigvel das empresas em matria de segurana e medicina do trabalho. Em especial as

    normas que apontam as diretrizes para a organizao e o funcionamento das CIPAs para cada

    setor especifico. (NR 05, 18, 22,30).

    A CIPA CONSIDERA O FATO DE O ACIDENTE DO TRABALHO SER FRUTO

    DE CAUSAS QUE PODEM SER ELIMINDAS OU ATENDIDAS OU ATENUADAS,

    ORA PELO EMPREGADOR, ORA PELO EMPREGADO OU PELA AO

    CONJUGADA DE AMBOS.

    Alm de disso, fora de dvida que tento o empregador como o empregado temrazes muito srias para se unirem no esforo contra o acidente do trabalho.

    CONSTITUIO E ORGANIZAO DA CIPA.

    5.2 Devem constituir CIPA, por estabelecimento, e mant-la em regular

    funcionamento as empresas privadas, pblicas, sociedades de economia mista, rgos da

    administrao direta e indireta, instituies beneficentes, associaes recreativas,cooperativas, bem como outras instituies que admitam trabalhadores como empregados.

    5.1 a Comisso Interna de Preveno de Acidentes - CIPA - tem como objetivo a

    preveno de acidentes e doenas decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatvel

    permanentemente o trabalho com a preservao da vida e a promoo da sade do

    trabalhador. Atravs do relato das condies de risco dos ambientes de trabalho, observados

    pelos componentes da Cipa que solicitaro imediatas providncias a quem de direito , possa

    REDUZIR OU NEUTRALIZAR os riscos de acidentes.

  • 8/14/2019 Cipa Oque

    4/70

    4

    5.3 As disposies contidas nesta NR aplicam-se, no que couber, aos trabalhadores

    avulsos e s entidades que lhes tomem servios, observadas a disposio estabelecida em

    Normas Regulamentadoras de setores econmicos especficos.

    5.4 A empresa que possuir em um mesmo municpio dois ou mais estabelecimentos,

    dever garantir a integrao das CIPA e dos designados, conforme o caso, com o objetivo de

    harmonizar as polticas de segurana e sade no trabalho.

    5.5 As empresas instaladas em centro comercial ou industrial estabelecero, atravs de

    membros de CIPA ou designados, mecanismos de integrao com objetivo de promover o

    desenvolvimento de aes de preveno de acidentes e doenas decorrentes do ambiente e

    instalaes de uso coletivo, podendo contar com a participao da administrao do mesmo.

    A Cipa ser composta de representantes do empregador e dos empregados, de

    acordo com as propores mnimas estabelecidas no Quadro I da NR 05. Ressalvadas as

    alteraes em setores econmicos especficos.

    5.6.1 Os representantes dos empregadores, titulares e suplentes sero por eles

    designados.

    5.6.2 Os representantes dos empregados, titulares e suplentes, sero eleitos em

    escrutnio secreto, do qual participem, independentemente de filiao sindical,

    exclusivamente os empregados interessados.

    5.11 O empregador designar entre seus representantes o Presidente da CIPA, e os

    representantes dos empregados escolhero entre os titulares o vice-presidente.

    Voc sabia?Que todas as

    empresas precisamter pelo menos umapessoa com curso

    de Cipa?

    5.6.4 Quando o estabelecimento no se enquadrar no Quadro I, aempresa designar um responsvel pelo cumprimento dos objetivosdesta NR, podendo ser adotados mecanismos de participao dosempregados, atravs de negociao coletiva. 5.6.4 Quando oestabelecimento no se enquadrar no Quadro I, a empresa designar um

    responsvel pelo cumprimento dos objetivos desta NR, podendo seradotados mecanismos de participao dos empregados, atravs denegociao coletiva.

  • 8/14/2019 Cipa Oque

    5/70

    5

    5.13 Ser indicados, de comum acordo com os membros da CIPA, um secretrio e seu

    substituto, entre os componentes ou no da comisso, sendo neste caso necessria a

    concordncia do empregador.

    O PROCESSO ELEITORAL

    5.38 Compete ao empregador convocar eleies para escolha dos representantes dos

    empregados na CIPA, no prazo mnimo de 60 (sessenta) dias antes do trmino do mandatoem curso.

    5.38.1 A empresa estabelecer mecanismos para comunicar o incio do processo eleitoral

    ao sindicato da categoria profissional.

    5.39 O Presidente e o Vice Presidente da CIPA constituiro dentre seus membros, no prazo

    mnimo de 55 (cinquenta e cinco) dias antes do trmino do mandato em curso, a Comisso

    Eleitoral - CE, que ser a responsvel pela organizao e acompanhamento do processo

    eleitoral.

    5.39.1 Nos estabelecimentos onde no houver CIPA, a Comisso Eleitoral ser constituda

    pela empresa.

    5.40 O processo eleitoral observar as seguintes condies:

    a) publicao e divulgao de edital, em locais de fcil acesso e visualizao, no prazomnimo de 45 (quarenta e cinco) dias antes do trmino do mandato em curso;

    b) inscrio e eleio individual, sendo que o perodo mnimo para inscrio ser de

    quinze dias;

    c) liberdade de inscrio para todos os empregados do estabelecimento,

    independentemente de setores ou locais de trabalho, com fornecimento de

    comprovante;

    d) garantia de emprego para todos os inscritos at a eleio;

  • 8/14/2019 Cipa Oque

    6/70

    6

    e) realizao da eleio no prazo mnimo de 30 (trinta) dias antes do trmino do mandato

    da CIPA, quando houver;

    f) realizao de eleio em dia normal de trabalho,