Ciências Humanas e suas Tecnologias - História Ensino Fundamental, 8º Ano O Iluminismo.

Download Ciências Humanas e suas Tecnologias - História Ensino Fundamental, 8º Ano O Iluminismo.

Post on 07-Apr-2016

215 views

Category:

Documents

0 download

TRANSCRIPT

Cincias Humanas e suas Tecnologias - HistriaEnsino Fundamental, 8 AnoO IluminismoImagem:Mario Roberto Durn Ortiz/ Public Domain HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoVamos observar a imagem...Voc conhece este lugar?O que a imagem representa?Praa dos trs poderes em Braslia (DF)Aps a leitura da imagem, descobrimos que:Na foto, observamos a Praa dos Trs Poderes em Braslia (DF), onde est localizada a sede dos poderes Executivo (Palcio do Planalto), Legislativo (Congresso Nacional) e Judicirio (supremo Tribunal Federal).Saiba que: A nossa Constituio estabelece a diviso do poder do Estado em 3 poderes autnomos. JUDICIRIOEXECUTIVOLEGISLATIVO o responsvel pela elaborao das leis.Encarregado de governar e administrar os interesses pblicos. o responsvel pelo cumprimento das leis e zela pelos direitos dos indivduos.HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoAlm dos 3 poderes, a Constituio Brasileira afirma que o Estado Brasileiro laico (no vinculado a nenhuma religio) e assegura ao povo a liberdade religiosa, de opinio, de pensamento, entre outros.As pessoas sempre tiveram esses direitos assegurados pela lei?Quando os 3 poderes foram criados?Vamos refletir um pouco...A diviso dos 3 poderes e as garantias asseguradas pela Constituio tm suas origens no sculo XVIII, com o surgimento de um movimento que ficou conhecido como Iluminismo.Agora, vamos voltar ao passado e descobrir como tudo isso aconteceu...HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoAs origens do IluminismoO Iluminismo foi um conjunto de ideias que tiveram origem na Europa, no sculo XVII, e se desenvolveu especialmente no sculo XVIII, o qual ficou conhecido como o Sculo das luzes ou da Ilustrao.O pensamento iluminista teve sua maior expresso na Frana e difundiu-se pelo mundo influenciando o movimento de Independncia das Treze Colnias da Amrica do Norte, a Revoluo Francesa e os movimentos de Independncia na Amrica Latina, inclusive no Brasil.HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoLembre-se que:IluminismoIluministasCondies para o desenvolvimento do IluminismoHISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO Iluminismo Contexto histrico em que surgiu o IluminismoHISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoDesde aIdade Mdia, a viso teocntrica marcada pelo misticismo religioso dominava a Europa. Neste perodo, predominava o uso do pensamento escolstico que buscava conciliar f e razo. A partir do sculo XVII, em meio insatisfao por causa da opresso exercida pelos monarcas absolutistas, surgiu uma nova possibilidade para explicar o mundo fundamentada na razo.O mundo fsico e seus fenmenos deixavam de ser justificados pela religio e passavam a ser explicados pela razo. Era a valorizao da cincia e da racionalidade como forma de eliminar a ignorncia dos seres humanos acerca da natureza e da sociedade.Lembre-se que:Teocentrismo: do grego theos ("Deus") e kentron ("centro"), a concepo segundo a qual Deus o centro do universo, tudo foi criado por ele e por ele dirigido e no havendo outra razo alm do desejo divino sobre a vontade humana. (Fonte: http://teocentrismo.com/ Acesso em: 16/06/2012)iedade.O Iluminismo rompeu com a maneira como as pessoas pensavam. Seus pensadores valorizavam a cincia e a racionalidade como forma de eliminar a ignorncia dos seres humanos sobre a natureza e a vida em sociedade.HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoHISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoLuzIluminismoRazoTrevasIgnornciaVer link:http://historiamador.blogspot.com.br/2011/06/normal-0-21-microsoftinternetexplorer4.htmlAs luzes da razoHISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO Iluminismo Iluminar significa combater as trevas da ignorncia e as supersties que dominavam a sociedade da poca. Para os filsofos iluministas, o uso da razo era a melhor maneira de construir um mundo baseado na verdade, na liberdade e no progresso. Acreditavam que as pessoas eram livres, autnomas e tinham capacidade de pensar por si mesmas. A ignorncia, gerada pela aceitao de dogmas religiosos e a submisso aos governos absolutistas, tinha impedido o cidado de desenvolver suas potencialidades. Agora, a sociedade deveria ser guiada pela razo e pela cincia e no mais pela f e religio.Observe a imagem...Gravura de Chapuy, 1793Cetro da RazoLiberdadeIgnornciaFanatismoHISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoVer link abaixo:http://historiac20.blogspot.com.br/2012/03/o-iluminismo.html1- O que podemos entender da metfora sobre o cetro da Razo lanar raios? O que significam esses raios?2- Com que objetivo a Liberdade usa o cetro da Razo para enviar raios contra a ignorncia e o Fanatismo?3- Com base na imagem, na sua opinio, qual a relao estabelecida entre a Razo e a Liberdade?A imagem se refere ao pensamento iluminista e nela podemos observar a Liberdade usando um gorro frgio (smbolo da Repblica Francesa) na cabea, lanando raios com o Cetro da Razo contra a Ignorncia (de olhos vendados) e o Fanatismo.Aps a leitura da imagem descobrimos que:A Histria em debate:HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoNunca devemos admitir seno aquilo que a razo nos mostra como evidente; em caso algum podemos aceitar o que nos imposto pela nossa imaginao ou pelos nossos sentidos.(Descartes, Meditaes Metafsicas, 1640)HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoImagem: Frans Halsl/ Public Domain Esclarecer educar As novas ideias eram propagadas nas academias cientficas e de ensino, nos sales, nos clubes e nos cafs. Alm das descobertas no campo da cincia , falava-se sobre arte, poltica, economia, questes sociais, etc.Com ajuda da imprensa, as ideias iluministas foram divulgadas em jornais, revistas e livros. Um importante veculo para divulgar o pensamento iluminista sobre histria, poltica, economia, arte e sociedade foi a criao da Enciclopdia. HISTRIA, 8 ano do Ensino FundamentalO IluminismoA Enciclopdia que iluminavaA Enciclopdia abordava diversas reas do conhecimento e divulgava as ideias filosficas e polticas do Iluminismo.Seus Organizadores:- Denis Diderot (1713-1784)Jean DAlembert (1717-1783)A obra contou com a colaborao de aproximadamente 140 autores, entre eles, Voltaire, Rousseau e Montesquieu.Foi condenada pelo governo e pela Igreja como subversiva, mas circulou clandestinamente influenciando as mentes da poca.HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoImagem: Autor Desconhecido/Disponibilizada por Samulili/ Public Domain Denis Diderot Jean DAlembertHISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoImagem: Retrato de Denis Diderot/ Louis Michel Vanloo, 1767/ Muse du Louvre/ Public Domain Imagem: Maurice Quentin de La Tour, 1753/ Muse du Louvre/ Public Domain1- Qual a importncia da Enciclopdia? 2- De que forma adquirimos conhecimento e informao nos dias de hoje? Compare nossa realidade com a da Frana na poca em que foi publicada a Enciclopdia.3- O acesso informao e ao conhecimento muito importante para o aperfeioamento da democracia. Em nosso pas, todas as pessoas tm acesso ao conhecimento e informao? 4- Na sua opinio, o que poderia ser feito para aumentar o acesso informao no Brasil?OBS: Em dupla, responda s questes e apresente-as para a turma.A Histria em debate: HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoHISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoO salo de madame Geoffrin, pintura de Anicet Charles Gabriel Lemonnier, 1755. A tela retrata diversos pensadores iluminista em uma reunio, Eles debatiam e divulgavam suas ideias em clubes, cafs, sales literrios e da aristocracia. Quais os princpios e ideias do Iluminismo?Imagem: Leitura da tragdia de VoltaireL'Orphelin de la Chine, no salo de Madame Geoffrin em 1755/ Anicet Charles Gabriel Lemonnier, 1812/Afro bighair/ Public Domain O Iluminismo defendia:a igualdade jurdica;tolerncia religiosa e filosfica;liberdade pessoal e social;direito propriedade privada;defesa do contrato como mediador das relaes sociais;maior participao poltica da sociedade;governo representativo.HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoA Histria em debate: A ideia de liberdade foi muito importante para os iluministas. Na sua opinio, o que liberdade? Discuta com seus colegas e registre no caderno sua opinio.O Iluminismo combatia:o absolutismo monrquico;a interveno do estado na vida econmica: o mercantilismo;a tese do direito divino dos reis;a participao da igreja na vida pblica e as verdades reveladas pela f.HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoLembre-se que:Teoria do direito divino dos reis: era a teoria que servia para legitimar o poder e a autoridade dos reis afirmando que seu direito de reinar provinha da vontade de Deus.Os principais pensadores iluministas...HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoImagens: (a) Nicolas de Largillierre, 1724-1725/ Muse Carnavalet/ Public Domain; (b) Maurice Quentin de La Tour/ Muse Antoine Lcuyer/ Public Domain; (c) Maurice Quentin de La Tour, 1753/ Muse du Louvre/ Public Domain;(d) Autor Desconhecido, 1728/ Chteau de Versailles/Disponibilizada por ArtMechanic/Public DomainVOLTAIRE (1694 1778)HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoPosso no concordar com nenhuma palavra que voc diz, mas defenderei at a morte o direito de voc diz-las. Imagem: Nicolas de Largillierre, 1724-1725/ Muse Carnavalet/ Public Domain Voltaire era o pseudnimo (apelido) de Franois-Marie Arouet.Defendia a liberdade de pensamento, a igualdade perante a lei e a tolerncia religiosa.Criticava a igreja e o absolutismo, propondo a participao da burguesia esclarecida no governo.HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoJean-Jacques ROUSSEAU (1712-1778)HISTRIA, 8 ano do Ensino FundamentalO IluminismoO homem nasce bom, a sociedade o corrompe.Imagem: Maurice Quentin de La Tour/ Muse Antoine Lcuyer/ Public Domain Escreveu vrias obras, as mais destacadas so: Discurso sobre a origem e os fundamentos das desigualdades entre os homensCriticava a propriedade privada por ser a raiz das infelicidades humanas.O Contrato SocialDefendia a ideia de um estado democrtico que garantisse a igualdade de direito para todos.HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoImagem: Autor Desconhecido/Disponibilizada por MLWatts/ Public Domain HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO Iluminismo uma verdade eterna: qualquer pessoa que tenha o poder tende a abusar dele. Para que no haja abuso, preciso organizar as coisas de maneira que o poder seja contido pelo poder.MONTESQUIEU (1689 1755)Imagem: Autor Desconhecido, 1728/ Chteau de Versailles / Disponibilizada por ArtMechanic / Public DomainEra contra o absolutismo (forma de governo que concentrava todo poder do pas nas mos do rei). Afirmava que somente o poder poderia limitar o poder.Criticava a interferncia poltica do clero.Defendia aspectos democrticos de governo e o respeito s leis. Em sua obra O Esprito das leis , defendia a diviso do poder em trs: Legislativo (composto pelos representantes da populao que fariam as leis do pas), Executivo (responsvel por executar essas leis e administrar os negcios pblicos) e Judicirio (encarregado de aplicar as leis). Essa diviso era o que garantiria o cumprimento das leis vigentes, e a liberdade dos cidados.HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoImagem: Autor Desconhecido/Disponibilizada por AndreasPraefcke /Chteau de Versailles/ Public Domain JOHN LOCKE (1632 1704)HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoLer fornece ao esprito materiais para o conhecimento, mas s o pensar faz nosso o que lemos.Imagem: Godfrey Kneller, 1697/ Public DomainHISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoLocke criticou a teoria do direito divino dos reis e combateu o absolutismo;para ele, a soberania no reside no Estado, mas sim na populao. Admitia sua supremacia, mas este deveria respeitar as leis natural e civil, zelar e defender os direitos naturais do cidado, seno o povo poderia destitu-lo;defendeu a separao entre Igreja e Estado e a liberdade religiosa;acreditava que a mente de uma pessoa, ao nascer, era uma tbula rasa (espcie de folha em branco) e somente com as experincias vividas que se adquire conhecimento e personalidade.HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoUma nova teoria econmica... A fisiocracia A palavra Fisiocracia quer dizer governo da natureza. Os filsofos economistas adeptos da fisiocracia eram chamados de fisiocratas. Os fisiocratas defendiam a liberdade econmica e a livre concorrncia, em que o mercado se autorregulava pela lei da oferta e da procura sendo regido pela ordem natural das coisas.Criticavam o mercantilismo e a interveno do Estado na economia. Para eles, as imposies impostas pelo Estado eram um obstculo para o desenvolvimento econmico. Essa ideia estava clara na frase: Laissez faire, Laissez passer, (deixai fazer, deixai passar) pronunciada pelo francs Franois Quesnay.HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoPrincipais Fisiocratas: Adam Smith (1723 1790)Principal obra:A riqueza das naes (publicada em 1776).Defendia a ideia de que o trabalho e o acmulo de capital eram a fonte da riqueza. Foi o primeiro a estudar o sistema capitalista.CapitalTrabalhoverdadeira riqueza da naoHISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoImagem: Perfil de Adam Smith/ Protonk/ Public Domain Franois Quesnay (1694-1774) Principal obra: Quadro Econmico (publicada em 1758).Autor da frase: Laissez faire, Laissez passer (deixai fazer, deixai passar), foi o principal representante da Fisiocracia e tambm colaborador da Enciclopdia. Em sua obra, demonstra a relao entre diferentes classes e setores econmicos e o fluxo de pagamentos entre eles.Defende a ideia de que o mercado que define o que seria mais adequado produzir.HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoImagem: Johann-Georg Wille e Jean Chevalier, 1747/ Pavillon de Jussieu,Versailles (commune)/ Public DomainOutros nomes...Thomas Robert MalthusDavid RicardoJohn Stuart MillHISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoImagem: Autor Desconhecido/Disponibilizada por Liberal Freemason Public Domain Imagem: Autor Desconhecido/Disponibilizada por Xtv/ Public Domain Imagem: Samuel Saenger / Public Domain Em meio a toda essa efervescncia de novas ideias, alguns governantes absolutistas foram adotando alguns princpios iluministas em seus pases.Eles ficaram conhecidos como os Dspotas Esclarecidos.Enquanto isso...DspotaEra o rei, soberano ou ministro absolutistaEsclarecidoO que era adepto s ideias iluministas Saiba que:HISTRIA, 8 ano do Ensino FundamentalO IluminismoHISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoOs Dspotas EsclarecidosEstes governantes perceberam que as ideias iluministas estavam se espalhando e ganhando aceitao do povo. Assim, sem deixar de ser absolutistas, colocaram em prtica algumas ideias iluministas a fim modernizar os estados que governavam, diminuir a contestao e aumentar seu poder e prestgio, enfraquecendo a oposio ao seu governo.Diziam-se governar em nome da felicidade do povo. As principais prticas adotadas entre eles foram:fim das barreiras comerciais e da censura aos livros;ampliar o acesso justia;dar assistncia social aos mais necessitados;incentivo educao, arte e atividade econmica.Principais Dspotas EsclarecidosFrederico II (Prssia)Catarina II (Rssia)HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoImagem: Antoine Pesne, 1739/ Gemldegalerie/ Public Domain Imagem: Autor Desconhecido/Disponibilizada por Torsten Schleese/ Public Domain Jos II (ustria) Marqus de Pombal (Portugal)HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO IluminismoImagem: Autor Desconhecido/Disponibilizada por Get It/ Public DomainImagem: Georg Decker/ Public Domain Agora, vamos verificar o que voc aprendeu!HISTRIA, 8 Ano do Ensino FundamentalO Iluminismo1- Forme sua equipe! Para relembrar os nomes dos filsofos iluministas e suas ideias, vamos jogar o jogo da memria disponvel em:http://www.noas.com.br/ensino-fundamental-2/historia/jogo-da-memoria-iluminismo/ Acesso em 16/06/2012.Os educandos tero que achar os pares formados pelas informaes sobre os iluministas e sua respectiva imagem. Ganha aquele que conseguir achar todos os pares no menor tempo.2- Vamos cantar e aprender! Veja a pardia sobre Iluminismo disponvel no site: http://soprahistoriar.blogspot.com.br/2011/03/trabalho-com-musica-iluminismo.htmlAcesso em 16/07/2012 Agora crie sua prpria pardia e apresente-a para a turma! Sucesso!HISTRIA, 8 ano do Ensino FundamentalO IluminismoReferncias bibliogrficas:ALVES, Alexandre. OLIVEIRA, Leticia Fagundes de. Conexes com a Histria. Vol 2. 1ed. So Paulo: Moderna, 2010. AZEVEDO, Gislaine Campos. SERIACOPI, Reinaldo. Histria em movimento: O mundo moderno e a sociedade contempornea. Vol 2. So Paulo: tica, 2010. BRAICK, Patrcia Ramos. Histria: das cavernas ao terceiro milnio. Vol 2. 2 ed. So Paulo: Moderna, 2010. Revista Aventuras na Histria. Edio 55. So Paulo: Abril, 2008Tabela de Imagensn do slidedireito da imagem como est ao lado da fotolink do site onde se consegiu a informaoData do Acesso2Mario Roberto Durn Ortiz/ Public Domainhttp://commons.wikimedia.org/wiki/File:Esplanada_dos_Minist%C3%A9rios,_Bras%C3%ADlia_DF_04_2006.jpg27/09/201213Frans Halsl/ Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Descartes_portrait.jpg?uselang=pt-br27/09/201215Autor Desconhecido/Disponibilizada por Samulili/ Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:ENC_1-NA5_600px.jpeg27/09/201216aLouis Michel Vanloo, 1767/ Muse du Louvre/ Public Domainhttp://commons.wikimedia.org/wiki/File:Louis-Michel_van_Loo_001.jpg27/09/201216b, 21cMaurice Quentin de La Tour, 1753/ Muse du Louvre/ Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Jean_d%27Alembert.jpeg27/09/201218Leitura da tragdia de VoltaireL'Orphelin de la Chine, no salo de Madame Geoffrin em 1755/ Anicet Charles Gabriel Lemonnier, 1812/Afro bighair/ Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:A_Reading_in_the_Salon_of_Mme_Geoffrin,_1755_Small.jpg27/09/201221a, 22Nicolas de Largillierre, 1724-1725/ Muse Carnavalet/ Public Domainhttp://commons.wikimedia.org/wiki/File:Atelier_de_Nicolas_de_Largilli%C3%A8re,_portrait_de_Voltaire,_d%C3%A9tail_(mus%C3%A9e_Carnavalet)_-002.jpg27/09/201221b, 24Maurice Quentin de La Tour/ Muse Antoine Lcuyer/ Public Domainhttp://commons.wikimedia.org/wiki/File:Jean-Jacques_Rousseau_(painted_portrait).jpg?uselang=pt-br27/09/2012Tabela de Imagensn do slidedireito da imagem como est ao lado da fotolink do site onde se consegiu a informaoData do Acesso21d, 26Autor Desconhecido, 1728/ Chteau de Versailles/Disponibilizada por ArtMechanic/Public Domainhttp://commons.wikimedia.org/wiki/File:Montesquieu_1.png27/09/201225Autor Desconhecido/Disponibilizada por MLWatts/ Public Domainhttp://commons.wikimedia.org/wiki/File:Social_contract_rousseau_page.jpg27/09/201227Autor Desconhecido/Disponibilizada por AndreasPraefcke /Chteau de Versailles/ Public Domainhttp://commons.wikimedia.org/wiki/File:Montesquieu_Defense.jpg27/09/201228Godfrey Kneller, 1697/ Public Domainhttp://commons.wikimedia.org/wiki/File:John_Locke.jpg27/09/201232Protonk/ Public Domainhttp://commons.wikimedia.org/wiki/File:AdamSmith.jpg27/09/201233Johann-Georg Wille e Jean Chevalier, 1747/ Pavillon de Jussieu,Versailles (commune)/ Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Fran%C3%A7ois_Quesnay_01.jpg27/09/201234aAutor Desconhecido/Disponibilizada por Liberal Freemason Public Domainhttp://commons.wikimedia.org/wiki/File:Thomas_Robert_Malthus.jpg27/09/201234bAutor Desconhecido/Disponibilizada por Xtv/ Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:David_ricardo.jpg27/09/201234cSamuel Saenger/ Public Domainhttp://commons.wikimedia.org/wiki/File:JohnStuartMill.JPG27/09/2012Tabela de Imagensn do slidedireito da imagem como est ao lado da fotolink do site onde se consegiu a informaoData do Acesso37aAutor Desconhecido/Disponibilizada por Torsten Schleese/ Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Katharina-II-von-Russland.jpg27/09/201237bAntoine Pesne, 1739/ Gemldegalerie/ Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Antoine_Pesne_-_Frederick_the_Great_as_Crown_Prince_-_WGA17377.jpg27/09/201238aGeorg Decker/ Public Domainhttp://commons.wikimedia.org/wiki/File:Kaiser_Joseph_II_by_Georg_Decker.png27/09/201238b Autor Desconhecido/Disponibilizada por Get It/ Public Domainhttp://commons.wikimedia.org/wiki/File:Pombal_portrait.jpg27/09/2012*Interessante colocar legenda com os nomes dos iluministas**

Recommended

View more >