Cincias Humanas e suas Tecnologias - Geografia Ensino Fundamental, 7 Ano A Favelizao das cidades.

Download Cincias Humanas e suas Tecnologias - Geografia Ensino Fundamental, 7 Ano A Favelizao das cidades.

Post on 22-Apr-2015

105 views

Category:

Documents

2 download

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • Cincias Humanas e suas Tecnologias - Geografia Ensino Fundamental, 7 Ano A Favelizao das cidades
  • Slide 2
  • GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades Segundo o minidicionrio da lngua portuguesa, favela quer dizer conjunto de casebres desprovidos de recursos higinicos (Olinto, 2001). Imagem: Favela dos Trilhos - 2009 Goinia / autor: Cauan Kaizen / Creative Commons Atribuio-Partilha nos Termos da Mesma Licena 3.0 Unported
  • Slide 3
  • A ORIGEM DA PALAVRA FAVELA A palavra favela, que consagrou as habitaes da periferia do Rio de Janeiro e, depois, de todo Brasil, tem sua origem numa planta da caatinga existente no Arraial de Canudos. A origem do termo se encontra no episdio histrico conhecido por Guerra de Canudos. A cidadela de Canudos foi construda junto a alguns morros, entre eles o Morro da Favela, assim batizado em virtude de uma planta (chamada de favela) que encobria a regio. Alguns dos soldados que foram para a guerra, ao regressarem ao Rio de Janeiro em 1897, deixaram de receber o soldo, instalando-se em construes provisrias erguidas sobre o Morro da Providncia. O local passou ento a ser designado popularmente Morro da Favela, em referncia favela original. O nome favela ficou conhecido na dcada de 1920, as habitaes improvisadas, sem infraestrutura, que ocupavam os morros passaram a ser chamadas de favelas. Com a destruio do arraial de resistncia de Antnio Conselheiro, em Canudos, muitos dos beatos migraram para o Rio de Janeiro em navios oferecidos pelo poder pblico, como forma de desativar o foco de resistncia. SANTOS, I. M. M. dos. Sobre o Nordeste. Disponvel em: http://www.onordeste.com/onordeste/sobreonordeste/index.php http://www.onordeste.com/onordeste/sobreonordeste/index.php Data de acesso: 23.05.12 GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades Imagem: Cnidoscolus phyllacanthus seed / autor: Joo Medeirps / Creative Commons Attribution 2.0 Generic
  • Slide 4
  • OUTRA VERSO PARA A ORIGEM DAS FAVELAS Com o declnio do mercado negreiro, ex-escravos e outras parcelas da populao acabaram se fixando em fundos de vale e encostas de morros, que, por estarem dentro da cidade, ficavam mais prximos do mercado de trabalho (Campos, 2005). GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades Imagem: Favela / autor: Fabio Pozzebom/Abr / Creative Commons License Attribution 3.0 Brazil
  • Slide 5
  • Favelizao cresce 159,6% em dez anos Aos ps do morro, dois crnios de bode e uma cabeceira de cama fazem a delimitao imaginria do que deveria ser a parte da frente do terreno de Hailton Lopes dos Santos. Entre os crnios, sua casa ou o mais prximo que ele conseguiu chegar disso. Homem falante de 55 anos que diz ser lder comunitrio, presidente de clube carnavalesco, artista plstico, bonequeiro, tcnico em refrigerao e em conserto de eletrodomsticos, ele mora em um cubculo que parece mal se sustentar de p. Feito de tbuas de cores e formatos diferentes, mal abriga seu dono e seus quatro companheiros, os cachorros Tobi, Pop, Cenoura e J Morreu. Hailton um dos 349.920 moradores de aglomerados de baixa renda existentes no Recife/PE. Situao de 9,95% dos habitantes de todo o estado e de 6% da populao brasileira. No Recife de 1991, 108.025 pessoas moravam nos chamados aglomerados subnormais, nomenclatura usada para designar favelas, invases, comunidades de baixa renda, palafitas e outros tipos de assentamentos irregulares. Em 2000, esse nmero aumentou para 134.790, uma diferena de 24,7%. O boom ocorreu na dcada que se seguiria, com um crescimento de 159,6 em dez anos. NOGUEIRA, J. Recife favelizado: falta de planejamento na pauta de 2012. in: Dirio de Pernambuco, 22/12/2011. Disponvel em: http://blogs.diariodepernambuco.com.br/politica/?tag=favelahttp://blogs.diariodepernambuco.com.br/politica/?tag=favela GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 6
  • Mas o que impulsiona o surgimento das favelas? GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 7
  • FATORES CONDICIONANTES PARA O CRESCIMENTO DAS CIDADES E O SURGIMENTO DAS FAVELAS XODO RURAL Mecanizao da agricultura Falta de incentivo /apoio ao homem do campo Problemas climticos (secas, geadas) Falta de infraestrutura no campo (escola, hospitais, etc) FALTA DE PERSPECTIVA CRESCIMENTO DAS CIDADES FALTA DE PLANEJAMENTO SURGIMENTO DAS FAVELAS GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 8
  • O crescimento acelerado das cidades, quando no acompanhado com o devido planejamento, faz surgir inmeros problemas. Dentre eles, a favelizao. GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades Imagem: Rocinha Favela / autor: paula le dieu / Creative Commons Atribuio 2.0 Genrica.
  • Slide 9
  • O que planejamento? GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 10
  • O planejamento uma interveno do Estado na cidade. Existe para alterar e dirigir a cidade na forma considerada necessria e desejvel pela sociedade (CLARK, 1990). GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 11
  • Qual instrumento, no Brasil, que trata da poltica urbana e do planejamento urbano? GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 12
  • A CONSTITUIO FEDERAL DO BRASIL E A POLTICA URBANA A Constituio Federal do Brasil, nos Art. 182 e 183, trata da questo da poltica urbana: Art. 182. A poltica de desenvolvimento urbano, executada pelo Poder Pblico municipal, conforme diretrizes gerais fixadas em lei, tem por objetivo ordenar o pleno desenvolvimento das funes sociais da cidade e garantir o bem-estar de seus habitantes. 1 O plano diretor, aprovado pela Cmara Municipal, obrigatrio para cidades com mais de vinte mil habitantes, instrumento bsico da poltica de desenvolvimento e expanso urbana; A propriedade urbana cumpre sua funo social quando atende s exigncias fundamentais de ordenao da cidade expressas no plano diretor. GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 13
  • De acordo com o Art. 182 da Constituio do Brasil, fica claro que a responsabilidade pela poltica urbana no Brasil do poder municipal, ou seja, cabe ao municpio prover meios que tornem a cidade um espao de convivncia melhor. Vale salientar que tal situao alcanada quando a cidade atende a requisitos bsicos que envolvem a sua funo social. Dentre esses requisitos, podemos destacar: habitao (moradia digna para todos, envolvendo gua, luz e saneamento); circulao (questo relacionada ao transporte pblico de qualidade); lazer (praas, parques. Afinal, uma pessoa sem lazer uma pessoa estressada, fato que poder gerar violncia); trabalho (a cidade que no oferece trabalho formal aos seus habitantes sofrer com problemas de mendicncia, aumento do consumo do lcool e das drogas e, por fim, o aumento da violncia). GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 14
  • FERRAMENTAS QUE AUXILIAM NA CONSTRUO DO PLANEJAMENTO URBANO Plano Diretor; Estatuto da Cidade; Participao Popular GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 15
  • PLANO DIRETOR Documento obrigatrio para cidades com mais de 20 mil habitantes, devendo ser aprovado pela cmara municipal, reflete os anseios da sociedade e tem inciativa do prefeito. Espera-se que o PLANO DIRETOR aponte meios para o desenvolvimento economicamente vivel, socialmente justo e ambientalmente equilibrado. GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 16
  • ESTATUTO DA CIDADE O Estatuto da Cidade (Lei 10.257 de 10 de julho de 2001) regulamenta a questo da poltica urbana no Brasil expressa na constituio brasileira, nos seus Art. 182 e 183. Tem como princpios bsicos o planejamento participativo e a funo social da propriedade. GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 17
  • IMPORTANTE! Dentre os instrumentos de poltica prbana no Brasil, o ESTATUTO DA CIDADE trata da questo do usucapio especial de imvel urbano, ratificando o Art. 183 Da Constituio Federal (CF). O Art. 183 da CF diz: Aquele que possuir como sua rea urbana de at duzentos e cinquenta metros quadrados, por cinco anos, ininterruptamente e sem oposio, utilizando-a para sua moradia ou de sua famlia, adquirir-lhe- o domnio, desde que no seja proprietrio de outro imvel urbano ou rural. Tal ponto importante, visto que garantir a posse de imvel urbano para aqueles que ocuparem determinada rea urbana, por cinco anos, ininterruptamente e sem oposio, utilizando-a para sua moradia ou de sua famlia. Tal direito garantir principalmente a cidadania. GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 18
  • A PARTICIPAO POPULAR A mobilizao da sociedade, por meio das associaes de moradores de bairros, dos sindicatos, associaes ambientalistas, movimentos estudantis, de defesa dos direitos humanos e de defesa dos direitos dos consumidores, poder auxiliar na modificao da realidade dos grandes centros urbanos, uma vez que se torna cada vez mais difcil o poder pblico resolver todos os problemas que atingem o espao urbano. GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 19
  • A PARTICIPAO POPULAR E A HISTRIA DO BAIRRO DE BRASLIA TEIMOSA (RECIFE-PE) O processo de formao e ocupao do bairro de Braslia Teimosa Recife /PE foi resultado direto da organizao e participao popular. O nome do bairro, situado em rea na zona sul do Recife, localizado entre os bairros do Pina, Boa Viagem e Recife Antigo, foi dado em homenagem construo da capital do Brasil, uma vez que o processo de ocupao se deu no mesmo perodo da construo de Braslia e os primeiros moradores de Braslia Teimosa organizaram-se e teimaram em ocupar aquela rea, mediante muita luta e resistncia do governo da poca. Da o nome Braslia Teimosa: Braslia veio em homenagem capital do Brasil e Teimosa, da teimosia de seus primeiros moradores. GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades Imagem: Braslia Teimosa / autor: Wellber Drayton / public domain
  • Slide 20
  • A URBANIZAO DAS FAVELAS Com o intuito de fazer cumprir o que determina a lei e resgatar a cidadania de pessoas que sobrevivem margem da sociedade, os governos federal, estadual e municipal vm tentando, por meio de convnios, amenizar a situao de quem vive nas favelas. Para tanto, lanam programas de urbanizao desses espaos. Como exemplo, podemos citar a urbanizao do Complexo do Alemo no Rio de Janeiro/RJ, das Comunidades do V8 e V9 em Olinda/PE e a remoo de pessoas que viviam em palafitas na comunidade de Braslia Teimosa, para conjuntos habitacionais, com o posterior ordenamento da orla. GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades Imagem: Chegando na Estao da Baiana do Telefrico no Complexo do Alemo / autor: ATigre / Creative Commons Atribuio-Partilha nos Termos da Mesma Licena 3.0 Unported
  • Slide 21
  • PONTOS QUE DEVEM SER DISCUTIDOS ANTES DO PROCESSO DE URBANIZAO DE UMA FAVELA: Quais os anseios da comunidade? Qual a vocao da comunidade (com o que a comunidade trabalha)? Vale a pena relocar a comunidade para uma rea distante de seu local de origem? Caso haja a necessidade de relocar a comunidade, esse novo local ser perto do trabalho que a comunidade costumava exercer? Se no for possvel a comunidade continuar com o mesmo tipo de trabalho exercido anteriormente, como qualific-la para um novo exerccio? Tais repostas sero encontradas com base no dilogo entre comunidade, seus representantes (associaes) e o governo. GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 22
  • Quem vive nas favelas? GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 23
  • comum escutarmos piadas preconceituosas a respeito de quem vive em favelas. O preconceito, muitas vezes, alm do vis social e econmico, vem encoberto com uma mscara de preconceito racial. Ser que so verdades as afirmativas seguintes? Todo mundo que mora na favela traficante ou ladro. Favelado no tem cultura. Favelado tudo mal educado. S podia ser negro e favelado para fazer o que no presta. Lugar de negro e favelado na cadeia, pois lugar de bandido na cadeia. GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 24
  • ASSISTA AO SEGUINTE VIDEO GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades Vdeo: A minha alma O Rappa. Disponvel em: http://www.youtube.com/watch?v=vF1Ad3hr dzY http://www.youtube.com/watch?v=vF1Ad3hr dzY
  • Slide 25
  • O vdeo A Minha Alma, da banda o Rappa, retrata o dia a dia de um grupo de garotos que so negros, pobres e moram na favela. O grupo, sem muita pretenso, dirigia-se praia para divertir-se quando foi abordado por policiais. Ser que, se o grupo tivesse uma outra formao: composto por garotos brancos, ricos e que morassem num bairro nobre beira mar, teria sido tratado da mesma forma? GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 26
  • ESTUDO DE CASO: ARTE E DIVERSIDADE CULTURAL Quem faz arte? Quem faz cultura? Existe alguma cultura melhor que outra? verdade que, na favela, no se faz arte e no existe cultura? Faa um levantamento de bandas musicais ou grupos culturais, cujo bero/celeiro foi a favela. GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 27
  • ATIVIDADE PROPOSTA Em grupos de 5 alunos, captem imagens de satlite, atravs do Google Earth, de uma favela e de um bairro nobre em sua cidade, levantando os seguintes dados das duas reas: Como o traado das ruas nos dois espaos? H espao de lazer em ambos? Existe a presena de hospitais, escolas e postos policiais em ambos? Qual a estrutura das habitaes? H espao para o comrcio local? Aps esse levantamento de dados, elabore um croqui planejando o espao que voc considera ser um importante alvo de planejamento. Lembre-se da funo social da cidade: habitao, circulao, lazer e trabalho; e inclua no seu planejamento reas que favoream tal funo. GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 28
  • REFERNCIA BIBLIOGRFICA CAMPOS, A. Do Quilombo a Favela: A Produo do Espao Criminalizado no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005. CLARK, D. Introduo Geografia Urbana. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1990. OLINTO, A. Minidicionrio da lngua portuguesa. So Paulo: Moderna, 2001. http://blogs.diariodepernambuco.com.br/politica/?tag=favelahttp://blogs.diariodepernambuco.com.br/politica/?tag=favela Acesso em: 23/05/2012 http://www.onordeste.com/onordeste/sobreonordeste/index.phphttp://www.onordeste.com/onordeste/sobreonordeste/index.php Acesso em: 23.05.12 http://www.ufv.br/pdv/que.htmlhttp://www.ufv.br/pdv/que.html data de acesso: 02/06/2012 http://pt.wikipedia.org/wiki/Estatuto_da_Cidadehttp://pt.wikipedia.org/wiki/Estatuto_da_Cidade Acesso em: 02/06/2012 http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/index.php?option=com_content &view=article&id=465&Itemid=181http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/index.php?option=com_content &view=article&id=465&Itemid=181 Acesso em: 08.06.12 GEOGRAFIA, 7 Ano do Ensino Fundamental A favelizao das cidades
  • Slide 29
  • Tabela de Imagens n do slide direito da imagem como est ao lado da foto link do site onde se conseguiu a informaoData do Acesso 2Favela dos Trilhos - 2009 Goinia / autor: Cauan Kaizen / Creative Commons Atribuio-Partilha nos Termos da Mesma Licena 3.0 Unported http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Favela_d os_Trilhos_-_2009_- _Goi%C3%A2nia.JPG?uselang=pt-br 21/08/2012 3Cnidoscolus phyllacanthus seed / autor: Joo Medeirps / Creative Commons Attribution 2.0 Generic http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Cnidosco lus_phyllacanthus_seed.jpg 21/08/2012 4Favela / autor: Fabio Pozzebom/Abr / Creative Commons License Attribution 3.0 Brazil http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Favela.jp g 21/08/2012 8Rocinha Favela / autor: paula le dieu / Creative Commons Atribuio 2.0 Genrica. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Rocinha_ Favela.jpg?uselang=pt-br 21/08/2012 19Braslia Teimosa / autor: Wellber Drayton / public domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bras%C3 %ADlia_Teimosa.png?uselang=pt-br 21/08/2012 20Chegando na Estao da Baiana do Telefrico no Complexo do Alemo / autor: ATigre / Creative Commons Atribuio-Partilha nos Termos da Mesma Licena 3.0 Unported http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Chegand o_na_Esta%C3%A7%C3%A3o_da_Baiana_do_Tele f%C3%A9rico_no_Complexo_do_Alem%C3%A3o.J PG?uselang=pt-br 21/08/2012

Recommended

View more >