ciências humanas e suas tecnologias -...

Download Ciências Humanas e suas Tecnologias - evl.com.brevl.com.br/enem/wp-content/uploads/2014/02/Simulado-3ª-Série... ·

Post on 07-Nov-2018

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 3 Srie

    Cincias Humanas e suas Tecnologias

    46. "Em Roma, a civilizao, a cultura, a literatura, a arte e a prpria religio provieram quase inteiramente

    dos gregos ao longo de quase meio milnio de aculturao". - Paul Veyne, in HISTRIA DA VIDA PRIVADA.Com relao cultura greco-romana assinale a alternativa incorreta. a) Pode-se afirmar que de Gibraltar ao Indo, regio dominada pelo Imprio Romano, reinava a

    civilizao helenstica. b) O aparelho de estado romano no se espelhou na poltica grega devido s diferentes perspectivas

    que tinham os romanos sobre duas questes: a riqueza e o poder. c) Apesar de copiarem a arte grega, os romanos foram originais no que diz respeito ao ato de retratar,

    tanto atravs de pintura quanto da escultura. d) Assim como em Atenas, a posio da mulher romana era de grande poder poltico e prestgio social. e) No incio do perodo republicano, a vida familiar entrou em crise: adultrio e divrcio, cultos orientais e

    gregos tomaram o lugar da religio formalista, patritica e do culto aos antepassados. 47. As primeiras dcadas do sculo XIX apresentam o surgimento de doutrinas vrias Owen, Saint-Simon,

    Fourier etc... que visavam: a) completa reformulao da organizao social no apenas das reformas de governo. b) defesa da famlia, do direito de herana e da propriedade privada. c) manuteno das instituies sociais, fundamento de nossa civilizao. d) liberdade de contrato de salrio entre operrios e capitalistas. e) Apoiar a doutrina dos economistas clssicos sobre a livre iniciativa.

    48. A "partilha do mundo" (1870-1914) resultou do interesse das potncias capitalistas europias em:

    a) investir seus capitais excedentes nas colnias, obter mercados fornecedores de matrias-primas e reservar mercados para seus produtos industrializados;

    b) desenvolver a produo de gneros alimentcios nas colnias, visando a suprir as deficincias de gros existentes na Europa na virada do sculo;

    c) buscar "reas novas" para a emigrao, uma vez que a presso demogrfica na Europa exigia uma soluo para o problema;

    d) promover o desenvolvimento das colnias atravs da aplicao de capitais excedentes em programas sociais e educacionais;

    e) favorecer a atuao dos missionrios catlicos junto aos pagos e assegurar a livre concorrncia comercial.

    49. A Paz Armada historicamente conhecida como a:

    a) poltica desenvolvida por Hitler a partir de 1933, apesar do Tratado de Versalhes que tentava impedir o rearmamento alemo aps a 1 Guerra Mundial;

    b) poltica internacional europia que caracterizou as relaes entre vencidos e vencedores do 1 Conflito Mundial, numa reforma revanchista de manter a situao geoeconmica e ps-guerra;

    c) poltica de tratados e alianas entre as potncias europias caracterizada pela corrida armamentista que antecede a Primeira Guerra Mundial;

    d) frustada poltica desenvolvida pela Liga das Naes entre as duas guerras mundiais, no sentido de equilibrar os interesses das potncias evitando um segundo conflito;

    e) poltica de guerra fria que passou a caracterizar as relaes entre o bloco capitalista e o bloco socialista aps 1945.

  • 50. "A luta pela independncia na Amrica espanhola implicou uma passagem de todo o poder poltico queles que j possuam a maior parte do poder econmico. Mesmo que no curso das guerras pela independncia muitos aventureiros surgidos no seio popular se hajam transformado em chefes militares afortunados e tenham ficado com parte do poder poltico que os latifundirios, donos de minas e grandes mercadores exigiam para si, isso no altera muito o quadro. De qualquer modo o comrcio foi liberado, a aristocracia criolla - que cheirava a esterco, como dizia Sarmiento na Argentina - veio a ocupar o vrtice da pirmide poltica e a riqueza expropriada aos trabalhadores nativos no perdeu mais a parte tributada Espanha." (POMER, Leon. As independncias na Amrica Latina. So Paulo: Brasiliense, 1981. p. 12-13.)

    correto afirmar que a luta pela independncia da Amrica espanhola caracterizou-se: a) Por lutas sociais cuja finalidade era a implantao de sociedades republicanas, fundadas nas idias

    de liberdade e igualdade, ou seja, no pensamento iluminista. b) Por uma mobilizao que buscou instaurar monarquias parlamentares, inspiradas principalmente no

    modelo ingls e estruturadas de acordo com o pensamento liberal. c) Por movimentos apoiados pela Inglaterra, que tiveram por objetivo o fim do monoplio comercial

    imposto pela metrpole espanhola, ou seja, a ruptura do chamado pacto colonial. d) Como conjunto de movimentos sociais antiescravistas de carter burgus que objetivavam promover

    um desenvolvimento capitalista no continente. e) Por uma transformao na estrutura social, que possibilitou aos trabalhadores nativos o acesso

    propriedade da terra. 51. Ao longo do sculo XIX, os Estados Unidos da Amrica viveram um grande crescimento populacional e

    uma expanso territorial. Tais fatos conduziram a uma marcha para o Oeste, imortalizada no cinema pelos filmes de faroeste. Sobre os Estados Unidos da Amrica no sculo XIX, assinale a alternativa INCORRETA. a) As disputas entre o Norte, industrialista e protecionista, e o Sul, livre-cambista e escravista,

    desencadearam conflitos que conduziram Guerra de Secesso. b) A distribuio de terra a estrangeiros, autorizada em 1862, acelerou a ocupao rumo ao Pacfico e a

    conquista de terras indgenas. c) A vitria da Unio (estados do Norte) sobre os Estados Confederados (Sul) colocou fim aos conflitos

    raciais nos Estados Unidos e possibilitou a construo de uma Democracia Racial na Amrica. d) Pela descoberta de ouro na Calfornia. e) Pela ocupao das regies interioranas rumo ao Pacifico.

    52. "Dos ricos e foi fcil, desde a independncia, o governo. Os pobres foram soldados, milicianos

    nacionais, votaram como o patro mandou, lavraram a terra (...). Os pobres gozaram da gloriosa independncia assim como os cavalos que em Chacabuco e Maipu avanaram contra as tropas do rei". (Santiago Arcos. In: GALEANO, Eduardo. "As caras e as mscaras". Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.)

    O texto de Galeano apresenta uma viso crtica da formao da Amrica, aps sua independncia poltica. A posio de Galeano indica que a) o processo de independncia foi liderado pelos "criollos", elite colonial sem maiores compromissos

    com a situao dos ndios, negros e mestios. b) as camadas populares no eram capazes de compreender a importncia da independncia dos

    territrios colonizados. c) apesar da liderana do processo de independncia ter sido encaminhada pelas classes populares,

    elas no conseguiram manter-se no poder, entregando-o para a Frana. d) a independncia foi alcanada apenas no aspecto poltico, uma vez que a antiga metrpole

    (Espanha) manteve o domnio econmico sobre sua ex-colnia. e) Bolvar no acreditava nas palavras que dizia, apenas reproduzia em seus discursos as ordens

    dadas pela Coroa Inglesa e por seu lder, San Martin.

  • 53. Em relao aos sistemas econmicos, Capitalismo e Socialismo, no correto afirmar:

    a) A Economia Capitalista est sempre voltada para a venda de produtos e servios, isto , para o mercado;

    b) Pases como o Brasil e os Estados Unidos possuem uma economia planificada; c) Apenas no sculo XX foram instalados Governos Socialistas; d) O princpio bsico do Capitalismo a propriedade privada e os meios de produo; e) A escassez de produtos essenciais foi um dos fatores da intensa crise que ocasionou a

    desintegrao da URSS, no final de 1991. 54. (Uespi 2012- modificada) Nos primrdios do sculo XX, surgiram, nos Estados Unidos, o Taylorismo e

    o Fordismo, que so assuntos amplamente estudados pela Geografia. Esses assuntos se referem diretamente :

    a) Represso aos movimentos sindicais nas grandes indstrias do pas. b) Adoo de uma rgida poltica de substituio de importaes. c) Implantao de novos mtodos de organizao do trabalho industrial. d) Poltica de utilizao da mquina a vapor na indstria de tecidos. e) Poltica de abolio da rotatividade de trabalhadores frequente nas indstrias.

    55. Terremotos so gerados pelos movimentos naturais das placas tectnicas da Terra, que causam ajustes na crosta terrestre, afetando a organizao das sociedades, como ilustra a figura abaixo. Em relao aos sismos naturais, correto afirmar que eles so causados por:

    Fonte: camerataallegro.com.br. Acesso em 22/10/2011

    a) foras endgenas incontrolveis. b) energias exgenas excepcionais. c) foras antrpicas descontroladas. d) energias antrpicas excepcionais. e) foras endgenas e antrpicas.

  • 56. A Teoria da Deriva dos Continentes foi enunciada pelo cientista alemo Alfred Lothar Wegener, em 1912. Segundo este autor a Terra teria sido formada inicialmente por um nico e enorme supercontinente que foi se fragmentando e se deslocando continuamente desde o perodo Mesozico, como se fosse uma espcie de nata flutuando sobre um magma semilquido e passeando em diferentes direes.

    Assinale a alternativa que contm o nome com o qual foi batizado este supercontinente inicial. a) Gaia b) Placas Tectnicas c) Folhelhos de Wegener d) Riftis e) Pangia

    57. Leia e analise as afirmativas a seguir, referentes a temas relacionados a alguns aspectos da Litosfera.

    1. As rochas gneas ou plutnicas intrusivas, como os quartzitos e os gnaisses, formam-se a partir da extruso e consequente consolidao do material magmtico, advindo do Manto terrestre. 2. A Crosta slida do planeta Terra constituda de uma variedade enorme de materiais minerais e rochosos, embora apenas dois desses materiais nela predominem: o alumnio e o silcio. 3. Existem, na superfcie terrestre, rochas que resultam de transformaes qumicas sofridas por materiais em suspenso existentes nas guas; o sal-gema e a gipsita exemplificam

Recommended

View more >