cidade  

Download Cidade  

Post on 10-Jan-2017

217 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Departamento de Arquitectura Faculdade de Cincia e Tecnologia

    Universidade de Coimbra

    Cidade margem Reaproximar gueda ao rio

    Ana Lusa Tavares de Matos Pimenta

    Dissertao orientada pelo Professor Doutor Joo Paulo Cardielos

    Coimbra, Dezembro 2011

  • Cidade margem Reaproximar gueda ao rio

    Dissertao de Mestrado Integrado em Arquitectura

    Apresentada ao Departamento de Arquitectura da FCTUC

  • Agradecimentos:

    Ao meu orientador, Doutor Joo Paulo Cardielos, pela dedicao, acompanhamento e

    incentivo durante todo o processo de trabalho.

    Cmara Municipal de gueda, ao arquitecto e ex-aluno do dArq Rafael Fernandes,

    Habitar e ao Arquitecto Sidnio Pardal, pela disponibilizao de material fundamental

    para a realizao desta dissertao.

    Ao dArq, por me proporcionar anos inesquecveis, repletos das mais variadas

    experincias.

    Vnia, Fbio, Lisa e Diana pela amizade e companheirismo durante todo o percurso

    acadmico.

    minha irm, pela amizade e apoio constantes ao longo da vida.

    Ao Jorge

    Mas principalmente, aos meus pais, que me deram tudo, incluindo a possibilidade de

    realizar este curso.

  • Aqueles que passam por ns no vo ss. Deixam um pouco de si, levam um

    pouco de ns.

    Antoine de Saint-Exupry

    http://www.imotion.com.br/frases/?cat=8881

  • Cidade margem Reaproximar gueda ao rio Pgina 7

    Sumrio

    Resumo 9

    Introduo 11

    1. O Espao 31

    1.1 Localizao geogrfica 31

    1.2 Evoluo urbana 33

    1.3 Desporto 43

    1.4 Indstria 47

    1.5 gueda hoje retrato actual da rea de interveno 53

    1.6 gueda amanh 59

    2. A Ideia 73

    2.1 rea e Estratgica 73

    3. O Projecto 83

    3.1 Eixo Comercial 89

    3.2 Rua 5 de Outubro Parque da Alta Vila 99

    3.3 Largo 1 de Maio 117

    3.4 Bairro da margem Sul 125

    3.5 O campo na Cidade 131

    3.6 O Projecto 141

    4. O Tempo 151

    Concluso 161

    Bibliografia 167

    ndice 181

    Anexos 185

  • Cidade margem Reaproximar gueda ao rio Pgina 8

  • Cidade margem Reaproximar gueda ao rio Pgina 9

    Resumo

    O presente trabalho aborda a condio actual da cidade de gueda e a sua relao

    com as margens ribeirinhas. De costas voltadas ao rio e ao centro histrico, esta cidade

    necessita de um novo impulso, capaz de contrariar o alienemento actual da populao.

    Os projectos de regenerao actuais tm-se revelado insuficientes para revitalizar a

    cidade, porque no so mais do que um somatrio de ideias avulsas, incapazes de

    alterar o rumo de gueda.

    Face aos projectos em curso, ao descontentamento da populao em geral e aos

    conhecimentos que adquiri ao longo dos anos, proponho um projecto urbano para

    esta cidade de pequena dimenso. Este contempla um conjunto de ideias estratgicas

    para reactivar a cidade histrica e torn-la atractiva para os seus habitantes.

    Palavras-chave: gueda, regenerao urbana, cidade/identidade, margens ribeirinhas

    Ideia-chave: Revitalizao de cidades de pequena dimenso no inicio do sc. XXI.

  • Cidade margem Reaproximar gueda ao rio Pgina 10

    Figura 1- Embarque no rio gueda, junto ponte.

  • Cidade margem Reaproximar gueda ao rio Pgina 11

    Introduo

    Enquadramento Geral

    O sculo XIX foi profundamente marcado pelo crescimento demogrfico e urbano, pela

    exploso da industrializao e tambm dos transportes.

    Os modos de vida e valores da sociedade estavam assim a tomar um novo rumo,

    adaptando-se a uma nova poca, que se vivia sobretudo nas cidades palcos da vida

    moderna.

    Com o forte crescimento econmico que acompanhou a era da maquinaria, os portos

    e seus navios no passaram indiferentes a esta revoluo. Ao longo dos tempos, estes

    deixaram de conseguir responder s novas exigncias da sociedade, passando

    gradualmente para segundo plano. Em geral, foram desactivados deixando de

    constituir zonas de azfama diria, para se tornarem em grandes espaos vazios, nos

    centros das cidades. De facto, os grandes portos constituram e impulsionaram

    grandes centros em diversas cidades, mas a partir da segunda metade do sculo XX

    essa cumplicidade morreu. Quebrando-se este forte elo de ligao, perdeu-se,

    claramente, parte da identidade e do motor de variadssimas cidades.

    Verifica-se pois, que todas as cidades porturias so confrontadas com uma crise

    urbana ligada ao crescimento ou declnio da actividade porturia, pondo em jogo uma

    tenso permanente dos espaos, das funes, dos valores de uso e de mercadorias, dos

    capitais e dos grupos sociais envolvidos.1

    Estes espaos que perderam a sua actividade, tornam-se agora alvo de experincias de

    requalificao das cidades que pretendem encontrar-se de novo com as suas frentes

    de gua. Nos Estados Unidos da Amrica este tema comeou a ser posto em prtica

    ainda no final dos anos 50, em cidades como Baltimore (Figura 2) e Boston (Figura 3),

    enquanto a Europa viu as suas primeira intervenes realizadas neste mbito um

    pouco mais tarde, nos anos 80, como por exemplo no Moll de La Fusta em Barcelona

    (Figura 4).

    1 FERREIRA, Vtor Matias A cidade da Expo 98: uma reconverso na frente ribeirinha de Lisboa, 1999,

    p. 24.

  • Cidade margem Reaproximar gueda ao rio Pgina 12

    Figura 2 - Baltimore, Inner Harbour.

    Figura 3 - Boston, Back Bay e o Rio Charles.

    Figura 4 - Barcelona, Moll de la Fusta.

  • Cidade margem Reaproximar gueda ao rio Pgina 13

    As cidades esto hoje capazes de reconhecer a importncia e potencialidade destes

    espaos vazios, que podem tornar-se de novo reas de grande dinamismo e vitalidade.

    A uma escala um pouco mais reduzida do que a das cidades referidas, Lisboa, mais

    especificamente, a vasta rea onde se realizou a Expo98 (Figura 5 e Figura 6),

    tambm exemplo deste tipo de evoluo to debatido desde os finais do sculo XX.

    Tambm ela foi capaz de aproveitar a oportunidade da Exposio Universal de Lisboa

    (Expo) para gerar uma nova ligao da cidade com a sua frente de gua, requalificando

    uma imensa rea em franca obsolescncia.

    Transpondo novamente de escala, gueda pode ser inserida no contexto referido,

    mesmo sem nunca ter sido um grande porto ou uma frente martima que banha a

    cidade. Tambm esta pequena cidade viu as suas trocas comerciais ribeirinhas

    esmorecer at extino, devido crescente presena da industrializao. Mesmo no

    sendo um grande porto, o transporte de peixe fresco e sal era regular, numa poca em

    que [] comboios ou outros meios de transporte no havia. Eram os rios, desde

    tempos remotos, que resolviam as deslocaes.2

    Com esta nova realidade, no s as trocas comerciais deixaram de se fazer sobre as

    margens do rio gueda, como toda a vida scio-econmica, em tempos efervescente,

    desapareceu, retirando todo o protagonismo ao rio.

    As frentes de gua, mas mais precisamente, as zonas porturias, foram, pois, ao longo

    dos tempos, lugares centrais das cidades. A sua centralidade permite identificar estes

    lugares como espaos de aco e de mxima interaco, dotados de propriedades

    activas e dinmicas, sujeitos a reordenamentos constantes, no sentido de responder a

    situaes de obsolescncia e de renovao.3

    Contrariamente s cidades referidas, gueda no foi nunca alvo de um plano

    revitalizador, capaz de reorientar a cidade a nvel social, cultural ou econmico.

    Com esta dissertao desejo, em parte, lembrar que gueda necessita e tambm

    digna de receber uma interveno forte nas suas margens, fruto da sua histria.

    2 AMARAL, Maria Emia - gueda deste sculo, 1992, p 19.

    3 Ibidem, p. 31.

  • Cidade margem Reaproximar gueda ao rio Pgina 14

    Figura 5 - Lisboa. Vazio urbano anterior construo do Parque das Naes.

    Figura 6 - Lisboa, Parque das Naes.

  • Cidade margem Reaproximar gueda ao rio Pgina 15

    Basta de projectos pontuais e avulsos que pretendem mudar a cidade mas que na

    realidade remedeiam apenas alguns dos seus pequenos problemas. urgente deixar

    de encarar a cidade como um somatrio de partes indiferentes, propondo um projecto

    nico que integre com clareza alguns dos desejos j manifestados em gueda,

    despertando porventura outros ainda em gestao.

    Importa perceber que *+ o planeamento territorial vir alterar o quadro da vida

    quotidiana dos habitantes e que o seu xito humano no pode prescindir de uma

    composio urbanstica, de um quadro arquitectnico, adequados e estimulantes de

    uma vida social activa.4

    A presente dissertao estrutura-se em quatro captulos fundamentais: O Espao da

    cidade, A Ideia, O Projecto e o Tempo.

    O primeiro captulo pretende dar a conhecer a cidade para a qual se prope um

    desenho de estratgia. Para isso, importante referir a sua localizao geogrfica e

    importncia no pas, desenvolver um pouco da sua histria, enunciando as alteraes

    mais profundas at aos dias de hoje, bem como as suas principais caractersticas.

    Relevar uma gueda que considerei incontornvel para o pensamento estratgico da

    cidade. O retracto actual do ambiente social e cultural vivido tambm descrito, para

    que se percebam algumas das dinmicas da prpria cidade.

    Ainda no mesmo captulo apresentam-se alguns dos projectos em estudo e outros j

    em implementao, que par