ciclo interdisciplinar - ?· 6º ano - migrações humanas: ... conservar os rios, os oceanos e...

Download CICLO INTERDISCIPLINAR - ?· 6º ano - Migrações humanas: ... Conservar os rios, os oceanos e mares…

Post on 11-Nov-2018

219 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 80

    CICLO INTERDISCIPLINAR

    CURRCULO DA CIDADE

    CICLO INTERDISCIPLINAR

    Eixo Problematizador: guas, Cidades, Migraes, Histrias e Culturas

    No Ciclo Interdisciplinar, os estudantes ampliam suas convivncias sociais, passam a descobrir e debater como a vida em sociedade est organizada e expandem suas noes de tempo, considerando como o presente inclui aes humanas tambm do passado e do futuro. O estudo de temas histricos, a par-tir de perspectiva interdisciplinar, acrescenta reexes sobre as relaes entre as sociedades e a natureza na perspectiva de evidenciar a presena de equipa-mentos e espaos pblicos, por meio de estudos das experincias comuns na escola e na localidade onde vivem, alm do confronto com a diversidade local, regional e brasileira, e com outras culturas e povos, do presente e do passado. Em consonncia com princpios ticos que perpassam toda a escolaridade, os temas incorporam valores de respeito s diferenas, diversidade de narrativas, s memrias e identidades, aos intercmbios histricos e culturais e qualida-de da vida individual e coletiva.

    O eixo problematizador do ciclo se desdobra em trs outros eixos:

    4 ano - Histria das relaes das sociedades com as guas e os rios: como temos acesso gua e quais so nossas convivncias atuais e histricas com os rios?5 ano - O modo de vida urbano no presente e no passado: como a vida urbana se constituiu no passado e se constitui no presente? E como tm se constitudo outros modos de vida?6 ano - Migraes humanas: de que maneiras os deslocamentos humanos atuaram e atuam como fator de constituio das sociedades? Como se d a relao da Cidade de So Paulo com as 38 outras cidades que compem a Metrpole paulistana, no que toca as guas, reservas hdricas, rios, desperdcio e provimento?

    No 4 ano, a partir de uma perspectiva interdisciplinar, o tema de estudo em Histria parte de uma problemtica contempornea das cidades: o abaste-cimento de gua e a qualidade ambiental de seus rios. De forma interdiscipli-nar, essa temtica permite abordagens do ODS 6 - gua Potvel - Assegurar a disponibilidade e gesto sustentvel da gua e saneamento para todos e do ODS 14 - Vida na gua: Conservar os rios, os oceanos e mares para o desen-volvimento sustentvel. Para garantir uma perspectiva temporal e histrica, importante considerar que as atividades econmicas e sociais, as convivn-cias culturais e as condies ambientais atuais so, em parte, fruto de decises tomadas no passado. Estudos de diferentes pocas e locais contribuem para que seja possvel identi$car como nossa sociedade est organizada e como ela se relaciona e representa a natureza. O estudo da histria local proposto para ser confrontado com outras realidades do Brasil e do mundo, possibilitando

    book.curriculo SME_HISTORIA_AF.indb 80 05/02/18 15:25

  • 81

    CICLO INTERDISCIPLINAR

    PARTE 2 HISTRIA

    que os estudantes identiquem diferenas e semelhanas nas relaes entre as sociedades e as guas.

    No 5 ano, tambm em perspectiva interdisciplinar, a proposta estudar a histria das cidades: a histria da Cidade de So Paulo no tempo atual, de uma cidade que foi capital do Brasil, de uma cidade da Amrica pr-colombiana e outra da frica. Procura-se tambm caracterizar o que signica viver em uma cidade e estabelecer semelhanas e diferenas com um diferente modo de vida, como o de povos indgenas no Xingu. Essa diferena permite trabalhar o con-ceito de simultaneidade e de que ambos (cidade e aldeia indgena) vivem na mesma temporalidade, embora com modos de vida diferentes.

    Comear por So Paulo signica partir do local de vivncia do estudante, problematizando a histria da cidade, identicando permanncias e mudan-as. Na sequncia, a ideia que conheam um centro urbano administrativo, uma capital, e sua histria relacionada ao centro do poder poltico, como foi Salvador e Rio de Janeiro e hoje Braslia. A proposta de conhecer a histria de uma cidade da Amrica pr-colombiana um meio de os estudantes sabe-rem que os povos nativos da Amrica construram cidades antes de terem aqui sido implantados os modelos das cidades europeias com a colonizao. Nesse caso, cidades como Cuzco, que foi capital do Imprio Inca, e Cidade do Mxico, que foi capital do Imprio Asteca, podem contribuir para ampliar o conceito de modo de vida urbano e compreender as dimenses de tempo histrico. Incluir ainda a histria de uma cidade do outro continente, como Timbuktu6, possibi-lita identicar na histria da frica a presena da vida urbana anterior colo-nizao. Por m, a proposta confrontar a vida na cidade com o modo de vida de povos quilombolas ou indgenas do Xingu.

    No caso dos quilombos, importante distinguir os antigos dos contempo-rneos. Tradicionalmente, aprende-se que um quilombo foi formado por pes-soas que foram escravizadas e que fugiram de espaos escravistas durante o perodo colonial e imperial brasileiro. Entretanto, desde a dcada de 1990, foi regulamentado tambm o que se denomina quilombo contemporneo7, a par-tir do que determina a Constituio de 1988. Nesses quilombos atuais, as lutas por direito das populaes afro-brasileiras possibilitaram que conquistassem demarcaes de terras, a partir de histrias de xao de comunidades negras em determinados territrios.

    No 6 ano, estudam-se os deslocamentos populacionais que acontecem atu-almente na Cidade de So Paulo, a m de entender suas razes e sua participa-o nas mudanas culturais na cidade. Estudam-se tambm os deslocamentos populacionais no mundo antigo, com o incio da humanidade at o sculo VI, considerando a ocupao dos continentes e os intercmbios, con+itos, assimi-laes e trocas culturais. Outro recorte temtico o estudo da dieta alimentar das populaes humanas na Antiguidade e suas relaes com o modo de vida nmade e o modo de vida sedentrio. Assim, possibilita-se que os estudantes conheam, debatam e re+itam a respeito das criaes humanas, incluindo as diferentes linguagens, tcnicas, religies, organizaes polticas e manifestaes

    6. A cidade de Timbuktu est localizada no centro do Mali, capital da regio de mesmo nome. Aparece na literatura, em mapas, fontes e documentos com diferentes graas sendo conhecida como Timbuktu em ingls, Tombuctu em portugus; Tombouctou em francs e Tumbutu em songai. Ao longo dos sculos XIV e XV, tornou-se um centro de difuso comercial e cultural, no qual cristos muulmanos e judeus conviviam com tolerncia religiosa e racial. Em 1988, essa cidade foi inscrita pela UNESCO na lista de Patrimnio Mundial.

    7. O atual conceito de quilombo difere fundamentalmente do que representava no transcorrer do regime escravocrata, e mesmo quase um sculo aps a abolio da escra-vido. O que antes era uma categoria vinculada criminalidade, margina-lidade e ao banditismo hoje consi-derado, de acordo com a perspectiva antropolgica mais recente, entre outros elementos, como um ente vivo e dinmico, [] sujeito a mudanas culturais. Est tambm associado a um poderoso instrumento poltico--organizacional e ao acesso a polticas pblicas. (MARQUES, 2013, p. 143).

    book.curriculo SME_HISTORIA_AF.indb 81 05/02/18 15:25

  • 82

    CICLO INTERDISCIPLINAR

    CURRCULO DA CIDADE

    artsticas relacionando-as aos modos de vida nmade e sedentrio e s migra-

    es. Metodologicamente, nesse ano em especial, importante incentivar a lei-

    tura de diferentes tipos de documentos histricos: cultura material (objetos,

    artefatos, monumentos), documentos iconogr cos (imagens, fotogra as, arte

    rupestre, pinturas), diferentes tipos de textos (obras literrias, canes, nota-

    es matemticas, calendrios, construes). Essa pluralidade de fontes docu-

    mentais permite uma re exo sobre a expresso das culturas humanas tanto no

    passado quanto no presente.

    QUADRO DE OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO POR ANO DE ESCOLARIDADE NO CICLO INTERDISCIPLINAR

    4 ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

    Eixos Objetos de Conhecimento

    Objetivos de Aprendizagem e Desenvolvimento Objetivos de Desenvolvimento Sustentvel

    HISTRIA DAS RELAES DAS SOCIEDADES COM AS GUAS E OS RIOS: COMO HISTORICAMENTE TEMOS ACESSO GUA E CONVIVEMOS COM OS RIOS?

    As histrias dos rios da Cidade de So Paulo, de outros estados brasileiros e de um rio de outro local do mundo.Objetos de conhecimento para que estudem:

    A histria do abastecimento de gua na Cidade de So Paulo;A presena dos rios na histria da Cidade de So Paulo: Tamanduate, Anhangaba, Tiet e Pinheiros e seus afluentes; A histria das populaes ribeirinhas do rio So Francisco;A importncia dos rios para as sociedades humanas;A diversidade cultural expressa nas relaes das sociedades com a gua e os rios (religiosidade, festas etc.);Os problemas socioambientais, a preservao da qualidade da gua e da qualidade de vida das populaes;Coleta e tratamento de informaes de fontes diversas;Noes de tempo e suas medidas;Noes de espao e suas representaes;Compreenso e respeito diversidade individual, dos povos e das culturas no passado e no presente.

    (EF04H01) Investigar como se tem acesso gua vivendo em uma cidade como So Paulo.

    (EF04H02) Identificar as diferentes relaes que os grupos humanos estabelecem com os rios, tais como: deslocamentos, atividades econmicas e lazer em diferentes tempos e espaos.

    (EF04H03) Localizar de onde chegam as guas que abastecem a cidade.

    (EF04H04) Compreender como alguns rios da Cidade de So Paulo tiveram seus cursos alterados ou tornaram-se invisveis no processo de construo e ocupao da cidade.

    (EF04H05) Conhecer a histria do uso da gua na Cidade de So Paulo a partir dos rios.

    (EF04H06) Conhecer a histria de importantes rios nacionais.

    (EF04H07) Selecionar caractersticas de importantes rios nacionais, tais como: Tiet, So Francisco e Amazonas, no presente e no passado.

    book.curriculo SME_HISTORIA_AF.indb 82 05/02/18 15:25

  • 83

    CICLO INTERDISCIPLINAR

    PARTE 2 HIST