ciclo da água ultimo

Download Ciclo Da áGua Ultimo

Post on 13-Jun-2015

2.315 views

Category:

Technology

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. EFA-Secundrio1-certificao escolar - STC 2009/2010
    • Culturas Ambientais
  • O ciclo da gua
  • Jos Serralha
  • 13/10/2009

2. Ciclo da gua/Ciclo hidrolgico 3. A gua

  • um elemento essencial vida, sem ela no existiria vida na Terra.

4. Onde est?

  • A gua existe na superfcie terrestre e sempre a mesma.
  • Podemo-la encontrar em trs estados:
  • Lquido
  • Slido
  • Gasoso

5. Os seus estados e tipos

  • ESTADOS
  • A gua encontra-se em estado lquido nosmares, rios e lagos.
  • no estado gasoso nosGlaciares.
  • no estado slido novapor de gua existente na atmosfera.
  • TIPOS
  • A gua pode serdoceousalgada.
  • A percentagem de gua na Terra de 97%, mas s 3% docee s 0,3% est disponvel para ser utilizada.

6. O seu ciclo

  • A gua atravs daevaporaoatinge a atmosfera econdensa-se , formando nuvens. Quando as nuvens atingem um grau de saturao, chove. A chuva pode seguir dois caminhos, ou infiltrar-se no lenol fretico ou corre sobre a superfcie terrestre at chegar ao rio, ao lago ou ao oceano. E todo o ciclo recomea .

7. Est presente em muitos momentos da nossa vida

  • A gua na produo de energia elctrica.
  • Aenergia hdrica obtida a partir dos cursos de gua e pode ser aproveitada nascentrais hidroelctricaspara a produo deenergia elctrica . Estas centrais esto associadas a barragens que armazenam grandes quantidades de gua. A passagem da gua atravs de turbinas hidrulicas provoca o movimento destas, gerando-se electricidade.

8. Est presente em muitos momentos da nossa vida

  • Na nossa higiene diria, quando tomamos banho, lavamos as mos antes das refeies, escovamos os dentes.
  • Na nossa alimentao, quando comemos, cozinhamos os alimentos, lavamos frutas e verduras ou preparamos sumos.

9. Est presente em muitos momentos da nossa vida

  • Nas tarefas domsticas.
  • Ou quando nos refrescamos na praia.
  • Na hidratao do nosso corpo, quando bebemos gua.

10. Como chega at ns

  • A gua destinada ao abastecimento pblico na maioria dos casos captada nos rios. Passa depois por um rigoroso tratamento fsico e qumico, para eliminar os microrganismos prejudiciais sade. Aps ser analisada inicia o seu processo de distribuio.
  • Passa das centrais de tratamento para adutores que a conduzem para as estaes elevatrias e reservatrios .

11. Como se faz a distribuio?

  • Os reservatrios esto ligados a um conjunto de condutas (canos de menor dimenso), que constituem a rede de distribuio e conduzem a gua at s torneiras das nossas casas .

12. As causas da crise da gua

  • Nos pases em desenvolvimento, 50% da populao est exposta a fontes de gua poluda.
  • No mundo, morrem cerca de 2,2 milhes de pessoas de diarreia por falta de sistemas de tratamento de gua.
  • Mais de 1,1 bilio de pessoas carecem de infra-estruturas necessrias para receber gua e 2,4 bilies no tm acesso a sistemas de saneamento.

13. As causas da crise da gua

  • Com as mudanas climticas, reas que j vm sendo afectadas pela escassez de gua tendem a sofrer com secas mais frequentes.
  • Grandes bacias hidrogrficas, que outrora era grandes produtoras de alimentos esto agoraimpossibilitadas do o fazer devido a grandes perodos de seca, como so:
  • O Rio Colorado, nos Estados Unidos.
  • O Rio Indo, no Sul da sia.
  • O Rio Amarelo, na China.
  • O Rio Jordo, no Mdio Oriente.
  • O Delta do Nilo, na frica.
  • O Rio Murray, na Austrlia.

14. Conflitos Institucionaispor causa da crise da gua

  • Crimes ambientais :
  • Ataques a barragens e outros rgos de sistemas hdricos;
  • Constituio de milcias com vista a proteger fontes de gua potvel
  • A escassez da gua pode gerar:
  • Tenses internacionais, devido a:
  • Questo da sade;
  • Pobreza;
  • Diminuio da esperana de vida;
  • Aparecimento de refugiados ambientais.

15. Dicas para poupar gua Aproveitamento da gua da chuva

  • Recolher gua da chuva dostelhados, atravs de caleira, possibilitando a sua utilizao para rega, lavagens dos quintais, descargas dos autoclismos, lavagem do automvel .

16. Dicas para poupar gua

  • Fechar a torneira enquanto lava as mos, os dentes ou se barbeia;
  • Fechar a torneira, no duche, enquanto se ensaboa;
  • Manter em bom estado a canalizao de torneiras, autoclismo e mquinas de lavar.

17. Dicas para poupar gua

  • No deixe as torneiras a pingar, feche-as bem.
  • Coloque as mquinas de lavar a funcionar com cargas completas.
  • Se detectar uma fuga de gua na via pblica avise a Cmara Municipal.

18. Artigo 66. da constituio da Republica Portuguesa

  • Ambiente e qualidade de vida
  • 1. Todos tm direito a um ambiente de vida humano, sadio e ecologicamente equilibrado e o
  • dever de o defender.
  • 2. Para assegurar o direito ao ambiente, no quadro de um desenvolvimento sustentvel,
  • incumbe ao Estado, por meio de organismos prprios e com o envolvimento e a
  • participao dos cidados:
  • a) Prevenir e controlar a poluio e os seus efeitos e as formas prejudiciais de eroso;
  • b) Ordenar e promover o ordenamento do territrio, tendo em vista uma correcta localizao
  • das actividades, um equilibrado desenvolvimento socio-econmico e a valorizao da
  • paisagem;
  • c) Criar e desenvolver reservas e parques naturais e de recreio, bem como classificar e
  • proteger paisagens e stios, de modo a garantir a conservao da natureza e a
  • preservao de valores culturais de interesse histrico ou artstico;
  • d) Promover o aproveitamento racional dos recursos naturais, salvaguardando a sua
  • capacidade de renovao e a estabilidade ecolgica, com respeito pelo princpio da
  • solidariedade entre geraes;
  • e) Promover, em colaborao com as autarquias locais, a qualidade ambiental das povoaes
  • e da vida urbana, designadamente no plano arquitectnico e da proteco das zonas
  • histricas;
  • f) Promover a integrao de objectivos ambientais nas vrias polticas de mbito sectorial;
  • g) Promover a educao ambiental e o respeito pelos valores do ambiente;
  • h) Assegurar que a poltica fiscal compatibilize desenvolvimento com proteco do ambiente e
  • qualidade de vida.

19. Carta Europeia da gua do Concelho da Europa

  • I. NO H VIDA SEM GUA. A GUA UM BEM PRECIOSO,
  • INDISPENSVEL A TODAS AS ACTIVIDADES HUMANAS.
  • II. OS RECURSOS DE GUAS DOCES NO SO INESGOTVEIS.
  • INDISPENSVEL PRESERV-LOS, ADMINISTR-LOS E, SE POSSVEL,
  • AUMENT-LOS.
  • III. ALTERAR A QUALIDADE DA GUA PREJUDICAR A VIDA DO HOMEM
  • E DOS OUTROS SERES VIVOS QUE DEPENDEM DELA.
  • IV. A QUALIDADE DA GUA DEVE SER MANTIDA A NVEIS ADAPTADOS
  • UTILIZAO PARA QUE EST PREVISTA E DEVE, DESIGNADAMENTE,
  • SATISFAZER AS EXIGNCIAS DA SADE PBLICA.
  • V. QUANDO A GUA, DEPOIS DE UTILIZADA, VOLTA AO MEIO NATURAL,
  • NO DEVE COMPROMETER AS UTILIZAES ULTERIORES QUE DELA
  • SE FARO, QUER PBLICAS QUER PRIVADAS.
  • VI. A MANUTENO DE UMA COBERTURA VEGETAL ADEQUADA, DE
  • PREFERNCIA FLORESTAL. ESSENCIAL PARA A CONSERVAO DOS
  • RECURSOS HDRICOS.
  • VII. OS RECURSOS AQUFEROS DEVEM SER INVENTARIADOS.
  • (Proclamada em Estrasburgo em 6 de Maio de 1968 )

20. A gesto da gua em Portugal

  • No nosso Pas, principalmente nas grandes cidades, quem tem a gesto da gua a EPAL (empresa portuguesa de guas livres), embora haja alguns municpios que ainda tm este domnio.
  • Em Vendas Novas, quem tem a gesto da gua o municpio, e no meu entender muito bem, pois a qualidade e os preos praticados nada tm a ver com alguns locais do Pas.

21. O ciclo da gua em Vendas Novas

  • A gua consumida em Vendas Novas captada atravs de furos artesianos, atravs de captao subterrnea.

(Imagem: Furo de Vale de Cabrela) 22. O ciclo da gua em Vendas Novas

  • Os Furos artesianos do municpio esto equipados com bombas submersveis que fazem o transporte da gua atravs de condutas at estao elevatria da Bica Fria(25 litros por segundo).

23. O ciclo da gua em Vendas Novas

  • Aps a captao a gua transportada por condutas at estao elevatria, na Bica fria. A decorre todo o processo de tratamento e anlises para que a gua possa ser consumida .
  • Bombas doseadoras de hipoclorito.

24. O ciclo da gua em Vendas Novas

  • Bombas de transporte de gua da Bica Fria aos reservatrios.
  • Aps o tratame