china na África: reaÇÕes ocidentais e principais ...· soberania de seus parceiros e a primazia

Download CHINA NA ÁFRICA: REAÇÕES OCIDENTAIS E PRINCIPAIS ...· soberania de seus parceiros e a primazia

Post on 21-Nov-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CINCIAS SOCIAIS E HUMANAS

    CURSO DE RELAES INTERNACIONAIS

    CHINA NA FRICA: REAES OCIDENTAIS E PRINCIPAIS CONSEQUNCIAS PARA A SEGURANA E O

    DESENVOLVIMENTO AFRICANO

    TRABALHO DE CONCLUSO DE CURSO

    Thais Dias Gregis

    Santa Maria, RS, Brasil

    2014

  • CHINA NA FRICA: REAES OCIDENTAIS E PRINCIPAIS CONSEQUNCIAS PARA A SEGURANA E O DESENVOLVIMENTO

    AFRICANO

    Thais Dias Gregis

    Monografia realizada como requisito parcial para obteno do grau de bacharel em Relaes Internacionais pelo curso de Relaes Internacionais, da

    Universidade Federal de Santa Maria.

    Orientador: Prof. Me. Igor Castellano da Silva

    Santa Maria, RS, Brasil

    2014

  • Universidade Federal de Santa Maria Centro de Cincias Sociais e Humanas

    Curso de Relaes Internacionais

    A Comisso Examinadora, abaixo assinada, aprova a Monografia

    CHINA NA FRICA: REAES OCIDENTAIS E PRINCIPAIS CONSEQUNCIAS PARA A SEGURANA E O DESENVOLVIMENTO AFRICANO

    elaborada por Thais Dias Gregis

    como requisito parcial para obteno do grau de Bacharel em Relaes Internacionais

    COMISSO EXAMINADORA:

    Igor Castellano da Silva, Me. (Presidente/Orientador)

    (UFSM)

    Arthur Coelho Dornelles Jnior, Dr. (UFSM)

    Diego Trindade dvila Magalhes, Me.

    (UFSM)

    Santa Maria, 05 de dezembro de 2014.

  • AGRADECIMENTOS

    O fim de uma etapa da vida, pois isso que significa o trabalho de concluso de

    curso, encerra um perodo muito importante no processo de quem tem a oportunidade

    curs-lo. Esse um perodo de aprendizagem, no apenas acadmica, mas como todas as

    etapas pelas quais passamos, de vida. O incio foi complicado e dolorido, houve revezes

    tristes no caminho, mas sempre tive apoio das pessoas mais importantes da minha vida,

    minha famlia, em especial, minha me e meu pai. Ento, primeiramente queria agradecer a

    eles.

    Agradecer minha me por todo apoio, compreenso, amizade, companheirismo,

    aprendizado, e exemplo de vida, os quais me guiaram sempre, estando presente em todos

    os momentos felizes e difceis, sempre me lembrando que a vida um caminho de

    melancias, aos poucos elas se ajeitam no lugar e sendo meu porto seguro.

    Agradecer ao meu pai, que tambm sempre esteve do meu lado, seja brigando, em

    geral, para construes positivas; seja me incomodando, tornando os meus dias mais alegres

    e leves; ou me ligando todos os dias no mesmo horrio s para dizer um Oi, sempre

    significou muito para mim.

    Agradecer ao meu irmo, muito importante no processo da entrada na faculdade,

    mas tambm durante todos os outros momentos, sempre deixando claro que ele estaria

    pronto para me ajudar, sejam nas contas matemticas ou nos medos noite.

    Da mesma forma, ou seja, de maneira muito especial, gostaria de agradecer ao meu

    namorado, Gustavo, meu melhor amigo e companheiro de todos os momentos, pelo qual eu

    nutro uma grande admirao, e que me ajudou e acompanhou por todo esse perodo, me

    mostrando que mesmo nos piores momentos, eu no estaria sozinha, embora distante de

    casa. Um pouco desta conquista tambm dele.

    Por fim, gostaria de agradecer meu orientador, Igor Castellano, professor que

    encontrei no final da graduao e por quem tenho muita admirao e carinho. Agradeo

    primeiramente, por ter me aceitado como sua orientanda, pelo seu empenho, ateno,

    disponibilidade, pela compreenso, quando foi necessrio, pelo apoio incondicional, e,

    principalmente, por ter acreditado em mim. Meu trabalho no seria possvel sem sua ajuda e

    orientao.

  • RESUMO

    CHINA NA FRICA: REAES OCIDENTAIS E PRINCIPAIS CONSEQUNCIAS

    PARA A SEGURANA E DESENVOLVIMENTO AFRICANO AUTORA: THAIS DIAS GREGIS

    ORIENTADOR: Prof. Me. IGOR CASTELLANO DA SILVA Santa Maria, 05 de dezembro de 2014.

    A pesquisa trata sobre a presena chinesa na frica, sob um prisma amplo, da

    necessidade de matrias primas e recursos energticos, bem como de atuao em

    investimentos de infraestrutura, educao, cooperao tcnica e militar. Somando-se a isso,

    analisam-se as respostas das potncias tradicionalmente inseridas no continente, que veem

    seus interesses tendo um novo competidor, atravs do ajuste de suas polticas externas para

    a frica; bem como as consequncias, para o continente africano, dessa disputa e da

    insero diferenciada de Pequim, em relao ao seu poder de barganha internacional,

    segurana, desenvolvimento e construo estatal. Assim sendo, o trabalho se orienta pela

    seguinte questo: quais so as principais consequncias para a frica, nos mbitos de

    desenvolvimento (humano e econmico), segurana e construo estatal, da insero

    chinesa e da competio entre essa e as potncias Ocidentais (EUA, Frana e Reino Unido)?

    Possuindo como hiptese que: a insero chinesa diferenciada e tm como consequncias

    avanos no desenvolvimento, segurana e construo estatal africana, alm de incentivar

    uma maior condio de barganha internacional de pases do continente. O trabalho obteve

    como resultados, atravs da anlise dos dados apresentados, a confirmao parcial de que,

    direta ou indiretamente, parece que a insero chinesa tem acrescentado no

    desenvolvimento e segurana dos pases africanos, bem como, que a competio entre a

    China e as potncias ocidentais, tem aumentado o poder de barganha africano

    internacionalmente.

    Palavras-chave: China, frica, Potncias Ocidentais, Competio, Barganha.

  • ABSTRACT

    CHINA IN AFRICA: WESTERN REACTIONS AND MAJOR CONSEQUENCES FOR THE SECURITY AND AFRICAN DEVELOPMENT

    AUTHOR: THAIS DIAS GREGIS TEACHER: Me. IGOR CASTELLANO DA SILVA

    Santa Maria, December 5rd, 2014.

    This research through an ample scope refers to the Chinese presence in Africa due to

    the need of raw materials and energy resources, as well as investments in infrastructure,

    education, technical and military cooperation. Additionally, responses from the worlds

    leading powers traditionally inserted in the African continent were analyzed, all of which

    ultimately perceive a new competitor to their interests, through the adjustment of their

    foreign policies to Africa; as well as the consequences of this dispute to the African continent

    and the differentiated insertion of Beijing with regard to its international bargaining power,

    security, development and State building. This work is therefore based on the question:

    which are the main the main consequences for Africa, in development areas (human and

    economic), security and state building from Chinese integration and competition between it

    and Western powers (US, France and United Kingdom)? In this perspective it is hypothesized:

    Chinese insertion is differentiated and have consequences as advances in development,

    security and Africa state-building, and encourage greater international bargaining condition

    of the continent. Through the analysis of the presented data the results of this work confirm

    that the Chinese insertion in Africa has, directly or indirectly, seems contributed to the

    development and security of African countries. Likewise, the competition between China

    and the Western powers adds to possibilities of choices, also increasing the African

    bargaining power in international settings.

    Keywords: China, Africa, Western Powers, Competition, Bargaining.

  • LISTA DE SIGLAS

    ACOTA African Contingency Operations Training and Assistance

    ACRI Africa Crisis Response Iniciative

    AFRICOM United States Africa Command

    CINC Index of National Capability

    CFA Communauts Financires dAfrique

    EUA Estados Unidos da Amrica

    FOCAC Frum de Cooperao China-frica

    IDH ndice de Desenvolvimento Humano

    IED Investimento Externo Direto

    MINURSO United Nations Mission for the Referendum in Western Sahara

    MONUC United Nations Organization Mission in the Democratic Republic of the Congo

    NEPAD New Partnership for Africas Development

    PIB Produto Interno Bruto

    PNUD Programa das Naes Unidas para o Desenvolvimento

    RCA Repblica Centro Africana

    RPC Repblica Popular da China

    SFI State Fragility Index

    UA Unio Africana

    UNAMID African Union/ United Nation Hybrid operation in Darfur

    UNMIL United Nation Mission in Liberia

    UNMIS United Nation Mission in Sudan

    UNOCI United Nation Operations in Cot dIvoire

    URSS Unio das Repblicas Socialistas Soviticas

    ZEE Zonas Econmicas Exclusivas

  • LISTA DE TABELAS

    Tabela 1- Exportaes africanas para China ............................................................................. 68

    Tabela 2- Importaes africanas oriundas da China ............................................................... 69

    Tabela 3- IED da China destinado aos pases africanos ............................................................ 78

  • LISTA DE GRFICOS

    Grfico 1- IDH frica subsaariana ............................................................................................. 73

    Grfico 2- Evoluo do IDH ....................................................................................................... 74

    Grfico 3- Evoluo do PIB dos pases africanos ...................................................................... 75

    Grfico 4- Fluxo de IED frica ...................................................