chakras e mantras (1)

Download Chakras e Mantras (1)

Post on 03-Jan-2016

67 views

Category:

Documents

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • INSTITUTO CU DE CAPELLA CNPJ: 09116352/0001-81

    Rua do Cedro, n. 451, Estncia Santa Ins, So Jos do Rio Preto-SP

    CHAKRAS E MANTRAS

    Queridos estudantes, hoje falaremos dos Chakras, conhecimento

    presente dentro das mais variadas escolas e que, atualmente, tem se

    tornado bastante difundido, em funo da diversidade de terapias

    complementares que o utilizam para o reequilbrio energtico dos seres1.

    Com certeza, muitos de vocs j ouviram falar sobre os chakras ou,

    pelo menos, foram tocados pela beleza de uma imagem como esta. Mas

    quantos buscaram compreender seu significado?

    O que so os chakras? Para que existem? Qual a importncia em

    conhec-los? Porque so representados atravs de smbolos e cores

    1 Algumas terapias so voltadas ao reequilbrio dos chakras dos animais. No entanto, nosso mdulo se limitar ao estudo dos chakras humanos.

  • INSTITUTO CU DE CAPELLA CNPJ: 09116352/0001-81

    Rua do Cedro, n. 451, Estncia Santa Ins, So Jos do Rio Preto-SP

    especficas? Como poderei me beneficiar deste ensinamento para me

    tornar um ser humano mais consciente? No mdulo de hoje, buscaremos

    responder a estas e outras perguntas, trazendo a vocs os principais

    pontos deste ensinamento milenar que abarca uma grande rea do

    conhecimento humano.

    A GLNDULA EMOCIONAL

    Dentre as diferentes crenas entre aqueles que estudam os chakras,

    um ponto incontestvel: eles existem e

    so vitais ao nosso bom funcionamento

    energtico.

    Em nossa dcima aula pudemos

    aprender sobre a importncia do Corpo

    Etrico, chamado assento da Vida

    orgnica e responsvel por todos os

    fenmenos metablicos e biolgicos de

    nosso organismo, que s viria a

    abandonar o corpo Fsico no momento da morte.

    O Corpo Etrico tambm conhecido como Corpo Energtico, por

    constituir o principal responsvel por nosso bom funcionamento

    energtico e se encontra intimamente relacionado aos chakras. No

    entanto, diferente do que muitos podem pensar, os Chakras no se

    limitam ele, mas tm correspondncia direta entre com todos os nossos

    corpos internos.

  • INSTITUTO CU DE CAPELLA CNPJ: 09116352/0001-81

    Rua do Cedro, n. 451, Estncia Santa Ins, So Jos do Rio Preto-SP

    Os chakras so, na verdade, pontos de manifestao da energia

    divina nos diferentes corpos do ser humano. Todos os nossos estados de

    conscincia so condicionados pelo estado energtico dos nossos chakras.

    So centros de captao, armazenamento e distribuio da energia vital

    do Universo conhecida como Prana. Atravs deles, tambm podemos

    eliminar as toxinas energticas presentes em todo o sistema, uma vez que

    se encontram intimamente relacionados s glndulas de nosso sistema

    endcrino.

    O chakra pode ser considerado uma "glndula energtica", que tem

    atuao sobre determinadas partes, rgos e glndulas do corpo fsico e

    que est diretamente relacionada aos aspectos da aprendizagem da alma.

    Os chakras registram lembranas, traumas, bloqueios e padres

    mentais e emocionais condicionantes do passado. So "glndulas dos

    sentimentos e dos pensamentos" representando a personalidade, a

    maneira de ser e de se expressar neste mundo. Quando estes padres so

    constitudos de pensamentos e sentimentos construtivos de paz, amor,

    contentamento, compreenso, pacincia, determinao, h o perfeito

    equilbrio e funcionamento entre os centros e nosso corpo fsico colhe os

    benefcios atravs de uma sade fsica inabalvel. No entanto,

    sentimentos de ira, melancolia, impacincia, orgulho, intolerncia, geram

    pensamentos desequilibrados e impedem o correto funcionamento destes

    centros, prejudicando a reposio energtica e reequilibrio de que

    necessitam os chakras. Este desequilbrio se manifesta na disfuno

    energtica que, caso no venha a ser corrigida, contribuir para o

    adoecimento do aparelho fsico.

  • INSTITUTO CU DE CAPELLA CNPJ: 09116352/0001-81

    Rua do Cedro, n. 451, Estncia Santa Ins, So Jos do Rio Preto-SP

    Desta forma, a chamada doena no corpo fsico , antes de tudo,

    uma disfuno no nvel dos chakras e dos corpos energticos. Assim, ao

    adoecer, o corpo fsico sinaliza uma disfuno j existente h meses ou

    anos o que, por sua vez, sinaliza problemas mentais e emocionais no

    modo de compreender e agir perante aos eventos da Vida e aos nossos

    semelhantes.

    O desequilbrio de um s centro pode ser capaz de afetar toda a

    harmonia do organismo, afinal, todos os instrumentos devem tocar

    harmoniosamente para que a orquesta funcione.

    OS CHAKRAS

    A palavra Chakra um termo snscrito que se refere roda,

    vrtice ou disco, graas ao seu formato circular. Os Chakras tambm

    so conhecidos como Centros Energticos, Centros Magnticos, Igrejas ou

    Flores de Ltus. At onde temos

    conhecimento dentro de nossa atual raa

    ariana, o termo Chakra foi utilizado pela

    primeira vez nos Upanishads2, escritos por

    sbios da antiga ndia entre os sculos VIII

    e IV A.C.

    Geralmente, temos conhecimento

    dos 7 principais chakras presentes ao

    longo de nossa coluna vertebral. O que

    2 Os Upanishads participam dos Vedas, uma espcie de Bblia Hindu que constitui a

    escritura mais antiga e sagrada da ndia, do qual tambm participam livros como o Bhagavad Gita Cano Sublime.

  • INSTITUTO CU DE CAPELLA CNPJ: 09116352/0001-81

    Rua do Cedro, n. 451, Estncia Santa Ins, So Jos do Rio Preto-SP

    muitos no sabem que, na verdade, contamos com milhares de chakras

    espalhados ao longo de nossos corpos. Estes centros energticos podem

    ser encontrados nos mais diferentes lugares tais como nossos ps, rgos

    internos, joelhos, mos, braos, pernas, tronco e cabea. Mas, ento, por

    que estudamos apenas sete deles?

    Inicialmente, os Sete Chakras funcionam como centrais dos demais

    chakras, diretamente interligados a eles. So, portanto, responsveis por

    maior nmero de funes dentro do nosso organismo. Mas, alm disso,

    faz-se necessrio compreender porque a Criao os organizou em Sete.

    INTRODUO NUMEROLOGIA

    Atribui-se a origem da Kabala aos antigos Hebreus, porm a mesma se perde

    na Noite dos Sculos, sendo associada ao Grande Mestre Metraton, que foi conhecido

    nas Sagradas Escrituras como Profeta Enoque, ao qual tambm se atribui a origem do

    Tarot Egpcio.

    V.M. Samael

    Sete um nmero e, como todo o nmero possui um significado

    esotrico. Faremos uma breve introduo sobre este assunto, apenas para

    que voc possa ir habituando seu olhar questo numerolgica, que lhe

    facultar compreender o funcionamento da Criao. Por constituir um

    tpico bastante extenso e uma ferramenta de extrema importncia para

    trabalho interno, voltaremos a tratar deste assunto com mais vagar em

    outro momento.

  • INSTITUTO CU DE CAPELLA CNPJ: 09116352/0001-81

    Rua do Cedro, n. 451, Estncia Santa Ins, So Jos do Rio Preto-SP

    O conhecimento sobre os nmeros pode ser encontrado nas

    Lminas do Tarot V.M. Samael recomenda a utilizao do Tarot Egpcio

    e nas Sfiras, ou Sephiroths da Kabala3. Ambas cincias encontram-se

    profundamente interligadas e, tanto a origem do Tarot quanto da Kabala,

    so atribudas ao Grande Mestre Metraton, chefe da Sabedoria da

    Serpente.

    Dificilmente encontramos o Tarot sendo utilizado de modo

    adequado nos dias atuais. O que a maioria das pessoas no sabe que o

    Tarot um Livro, cujos hierglifos encerram toda Sabedoria Divina e nos

    ilustram o caminho de encontro Deus. Por isso, cada lmina do Tarot

    composta por simbologia e numerologia que devem ser utilizadas para a

    comunicao com a Divindade, abrindo um canal com os planos mais

    elevados de nossa prpria Conscincia Csmica.

    J a Kabala a prpria Cincia dos nmeros, nos ensinando a

    compreender a Deus atravs dos mesmos, j que o Universo, como sua

    emanao, regido pelas leis do nmero, peso e medida.

    Vamos a um exemplo: toda a Criao do Universo depende da unio

    de uma Fora Positiva com uma Fora Negativa, que origina a Fora

    Neutra, responsvel por conciliar as outras. Desta forma, para se gerar um

    novo Ser, faz-se necessrio unir o masculino (positivo) ao feminino

    (negativo). Este princpio conhecido como Lei do Triamazicano. Desta

    forma, o nmero 3 representa a CRIAO.

    Pela unio do 1 (que representa o masculino) com o 2 (que

    representa o feminino), nasce o 3. Assim ocorre desde a criao de nossos

    3 Vide Tarot e Kabala e Curso Esotrico de Kabala V.M. Samael Aun Weor.

  • INSTITUTO CU DE CAPELLA CNPJ: 09116352/0001-81

    Rua do Cedro, n. 451, Estncia Santa Ins, So Jos do Rio Preto-SP

    tomos (feitos a partir de prtons, eltrons e neutrons) at a criaes de

    Sis e Galxias inteiras. No por acaso, que nas mais diferentes culturas

    encontramos Deus representado no nmero 3, ou como o conhecemos,

    na Santssima Trindade:

    Cristianismo Pai Filho Esprito Santo

    Egito Osris Hrus sis

    Hindusmo Brahman Vishnu Shiva

    Pr-Colombianas Raio Relmpago Trovo

    Lembremos que os Fatores para a Revoluo da Conscincia

    tambm formam um trip: Nascimento, Morte e Sacro-Ofcio pela

    Humanidade. E no poderia ser diferente, uma vez que desejamos Criar

    um novo Ser dentro