ceops - centro de operaÇÃo do sistema de alerta da bacia do rio itajaÍ 46º fórum nacional de...

Download CEOPS - CENTRO DE OPERAÇÃO DO SISTEMA DE ALERTA DA BACIA DO RIO ITAJAÍ 46º Fórum Nacional de Reitores da ABRUEM 24 a 26 de maio de 2010 - Ilhéus, BA 46º

Post on 18-Apr-2015

103 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • CEOPS - CENTRO DE OPERAO DO SISTEMA DE ALERTA DA BACIA DO RIO ITAJA 46 Frum Nacional de Reitores da ABRUEM 24 a 26 de maio de 2010 - Ilhus, BA 46 Frum Nacional de Reitores da ABRUEM 24 a 26 de maio de 2010 - Ilhus, BA Ademar Cordero, Dirceu Luis Severo, Hlio dos Santos Silva, Jlio Cesar Refosco Marcos Rodrigo Momo, Mrio Tachini. Ademar Cordero, Dirceu Luis Severo, Hlio dos Santos Silva, Jlio Cesar Refosco Marcos Rodrigo Momo, Mrio Tachini.
  • Slide 2
  • O Centro de Operaes do Sistema de Alerta de Cheias da Bacia do Itaja (CEOPS) desenvolve as atividades de monitoramento, previso e alerta de enchentes para as comunidades do Vale do Itaja desde 1984. Trata-se de uma atividade conjunta, executada por docentes e funcionrios da FURB, visando o fornecimento de informaes em perodos emergenciais, aos rgos de Defesa Civil, rgos comerciais e industriais e comunidade em geral. Os dados atualizados para a previso do tempo so obtidos via internet junto a sites especializados de instituies nacionais e estaduais, e regionalizados para o Vale do Itaja. As Previses Hidrolgicas so obtidas a partir dos resultados dos modelos hidrolgicos de previso de cheia em tempo atual calibrados para a cidade de Blumenau e Rio do Sul. Os alertas de enchentes so dados com base na quantidade de chuva e os nveis previstos. O Centro de Operaes do Sistema de Alerta de Cheias da Bacia do Itaja (CEOPS) desenvolve as atividades de monitoramento, previso e alerta de enchentes para as comunidades do Vale do Itaja desde 1984. Trata-se de uma atividade conjunta, executada por docentes e funcionrios da FURB, visando o fornecimento de informaes em perodos emergenciais, aos rgos de Defesa Civil, rgos comerciais e industriais e comunidade em geral. Os dados atualizados para a previso do tempo so obtidos via internet junto a sites especializados de instituies nacionais e estaduais, e regionalizados para o Vale do Itaja. As Previses Hidrolgicas so obtidas a partir dos resultados dos modelos hidrolgicos de previso de cheia em tempo atual calibrados para a cidade de Blumenau e Rio do Sul. Os alertas de enchentes so dados com base na quantidade de chuva e os nveis previstos. INTRODUO
  • Slide 3
  • Os dados dos nveis dos rios e da chuva precipitada da bacia do rio Itaja so obtidos em tempo atual, de uma rede telemtrica composta por 16 estaes, sendo que 14 delas fornecem os nveis e os subtotais de chuvas e 2 postos fornecem somente as chuvas. Esta rede telemtrica foi instalada pela FURB, em 2009, com recursos do governo do Estado de Santa Catariana. Anteriormente era utilizado as informaes das estaes da ANA. BACIA DO RIO ITAJA
  • Slide 4
  • Pontos onde esto localizados as estaes telemtricas.
  • Slide 5
  • No monitoramento meteorolgico da bacia do rio Itaja so utilizadas imagens de satlite e diversos produtos de previso numrica do tempo (PNT). A maioria desses produtos so obtidos no CPTEC (Centro de Previso de Tempo e Estudos Climticos. O uso das imagens de satlite permite o acompanhamento dos principais sistemas meteorolgicos que atuam nas vizinhanas da bacia do Itaja. Os produtos da PNT so utilizados para antecipar situaes que podem resultar em eventos crticos com possibilidade de alagamentos em algumas cidades do Vale do Itaja. PREVISO DO TEMPO
  • Slide 6
  • Para prever a evoluo dos nveis das enchentes no Rio Itaja- Au, nas cidades de Blumenau e Rio do Sul utilizado um modelo hidrolgico estocstico do tipo ARMA. PREVISO DOS NVEIS DO RIO ITAJA-A Previso para a cidade de Blumenau enchente de 1984
  • Slide 7
  • Previso para a cidade de Rio do Sul enchente de 1984
  • Slide 8
  • PRECIPITAES E ENCHENTES EM BLUMENAU Precipitaes na cidade de Blumenau
  • Slide 9
  • Enchentes na cidade de Blumenau
  • Slide 10
  • A avaliao dos danos uma ferramenta muito importante sob vrios aspectos: (i)permite priorizar polticas pblicas de preveno aos bens pblicos e privados, como a retirada em definitivo de moradias, comrcio e entidades pblicas de rea inundveis, por exemplo, ou prover de um ferramenta de anlise de custo-benefcio, para a implantao de infraestrutura de conteno de cheias e, (ii) permite avaliar coerentemente os bens e edifcios com aplices de seguros. O CEOPS, atravs de seu corpo tcnico desenvolveu um modelo de avaliao dos danos associados s inundaes, com o mrito de privilegiar a preveno e a preparao, ou seja, antecipam-se as aes de avaliao, a reduo de riscos e a minimizao das perdas humanas e outros danos, como os sociais, pblicos e do comrcio. A avaliao dos danos uma ferramenta muito importante sob vrios aspectos: (i)permite priorizar polticas pblicas de preveno aos bens pblicos e privados, como a retirada em definitivo de moradias, comrcio e entidades pblicas de rea inundveis, por exemplo, ou prover de um ferramenta de anlise de custo-benefcio, para a implantao de infraestrutura de conteno de cheias e, (ii) permite avaliar coerentemente os bens e edifcios com aplices de seguros. O CEOPS, atravs de seu corpo tcnico desenvolveu um modelo de avaliao dos danos associados s inundaes, com o mrito de privilegiar a preveno e a preparao, ou seja, antecipam-se as aes de avaliao, a reduo de riscos e a minimizao das perdas humanas e outros danos, como os sociais, pblicos e do comrcio. DANOS ASSOCIADOS A ENCHENTES
  • Slide 11
  • Exemplos de danos sociais no municpio de Blumenau ocorreram em outubro de 1990, com a morte de 21 pessoas e 764 feridos. Outro exemplo catastrfico e recente, que ocorreu na regio de Blumenau, foi o evento de novembro de 2008, onde foram registrados muitos danos ambientais e socioeconmicos, como: 24 mortes, 6 desaparecimentos, 25.000 desalojados e 5.209 pessoas desabrigadas, totalizando danos da ordem de R$ 1.100.000.000,00 (Hum bilho e cem milhes de reais). Exemplos de danos sociais no municpio de Blumenau ocorreram em outubro de 1990, com a morte de 21 pessoas e 764 feridos. Outro exemplo catastrfico e recente, que ocorreu na regio de Blumenau, foi o evento de novembro de 2008, onde foram registrados muitos danos ambientais e socioeconmicos, como: 24 mortes, 6 desaparecimentos, 25.000 desalojados e 5.209 pessoas desabrigadas, totalizando danos da ordem de R$ 1.100.000.000,00 (Hum bilho e cem milhes de reais).
  • Slide 12
  • Verifica-se que ao longo do processo de ocupao do Vale do Itaja, as cidades que se instalaram nas reas mais prximas dos rios, vm sendo atingidas por inundaes peridicas, desde o primeiro registro em 1852. As inundaes situam-se entre os principais tipos de desastres naturais e na nossa regio, so comumente deflagradas por chuvas rpidas e fortes, chuvas intensas e de longa durao. No menos importantes so os deslizamentos de solo que tm ocorrido ao longo da ocupao das encostas e/ou em seu entorno. DISCUSSO
  • Slide 13
  • A ocupao dos morros de Blumenau no um caso recente. Desde o incio da colonizao a ocupao vem sendo realizada, mas um fator que acelerou a taxa de crescimento nessas reas foram as grandes enchentes, o que levou a populao procura de lugares altos. Alm disso, o crescimento da populao e a falta de planejamento levaram a um crescimento desordenado, permitindo que a populao ocupasse as regies mais altas e ngremes da cidade, incluindo reas de florestas e de preservao.
  • Slide 14
  • O CEOPS tem atuado desde o ano de 1984 no monitoramento, previso e alerta de enchentes, visando a preveno e a minimizao dos danos associados s inundaes na bacia do rio Itaja. O trabalho realizado em parceria com as Defesas Civil municipais que se utilizam das informaes previstas para acionarem o alerta e desencadearem o Plano de Defesa Civil contra as Cheias. Os autores agradecem a FURB e o Governo do Estado de Santa Catarina, atravs da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Sustentvel - SDS pelo apoio financeiro dado para a modernizao do novo Sistema de Alerta da bacia do Rio Itaja. O CEOPS tem atuado desde o ano de 1984 no monitoramento, previso e alerta de enchentes, visando a preveno e a minimizao dos danos associados s inundaes na bacia do rio Itaja. O trabalho realizado em parceria com as Defesas Civil municipais que se utilizam das informaes previstas para acionarem o alerta e desencadearem o Plano de Defesa Civil contra as Cheias. Os autores agradecem a FURB e o Governo do Estado de Santa Catarina, atravs da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Sustentvel - SDS pelo apoio financeiro dado para a modernizao do novo Sistema de Alerta da bacia do Rio Itaja. CONCLUSES E AGRADECIMENTOS
  • Slide 15
  • Obrigado !

Recommended

View more >