cdigo de normas tj ba

Download Cdigo de Normas TJ BA

Post on 28-Dec-2015

12 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • APRESENTAO

    As normas de servios relativas execuo das atividades notariais e de registro, os seus procedi-mentos materiais e formais e a disciplina necessria ao exerccio da funo correcional foram com-piladas em um nico instrumento por fora das determinaes contidas na Portaria Conjunta n 07/2012, editada pela Corregedoria Geral da Justia e pela Corregedoria das Comarcas do Interior do Tribunal de Justia do Estado da Bahia.

    O documento normativo composto por 1.420 artigos denominado Cdigo de Normas e Procedimen-tos dos Servios Notariais e de Registros do Estado da Bahia a primeira consolidao sobre o te-ma e pretende, na forma do art. 38, da Lei Federal n 8.935, de 18.11.94, assegurar que estes servi-os, que se constituem funes pblicas, mas executadas por meio de delegao a particulares, se-jam prestados com eficincia, segurana, celeridade, validade e legalidade.

    A aplicao efetiva dos provimentos, atos normativos, pareceres e ordens relativos aos servios auxiliares, era muito rdua em razo de no se encontrarem reunidos. A disperso destas normas prejudicava a ao dos notrios e registradores, aos quis competiam o exerccio das atividades, co-mo tambm a dos Magistrados, que detinham o dever fiscalizatrio e por fim, dificultava a ao dos usurios, que deixavam de exigir a qualificao dos prestadores dos servios por desconhecerem os atos e requisitos de regularidade.

    Desta forma, o Cdigo de Normas e Procedimentos dos Servios Notariais e de Registros do Estado da Bahia (CNP) vem atender aos reclamos sociais e trs em todo o seu processo de criao o perfil das atuais gestes das Corregedorias deste Estado, sendo fruto dos ideais mais slidos da realizao justia e do direito.

    A Corregedoria Geral da Justia e a Corregedoria das Comarcas do Interior reuniram-se no escopo no somente de sistematizar os provimentos em vigor, mas tambm buscaram o aprimoramento e a construo integral uma disciplina orgnica sobre o desenvolvimento dos servios extrajudiciais.

    Desta forma, em uma ao inovadora as Corregedorias de Justias deste Tribunal de Justia da Ba-hia procuraram de modo substancial primar pela eficcia, regularidade e segurana jurdica para realizao dos atos notariais e de Registro, assinalando em todo o percurso de elaborao deste C-digo de Normas para a necessidade crescente da modernizao das praticas adotadas no mbito des-tes servios.

    Este Cdigo de Normas contempla o que h de mais moderno e sem perder a segurana inerentes aos servios. Era necessria a analise sobre a contemporaneidade e a verificao de que as mudan-as houveram que acarretaram o desenvolvimento em todas as reas dos saberes e tais circunstanci-as refletiram diretamente nesta seara jurdica e frente ao crescente processo de informatizao, no-vas praticas deveriam ser impressas.

    Novos entendimentos jurdicos sobre os fatos da vida repercutiam diretamente neste campo trazen-do para os notrios e registradores um leque muito abrangente de atividades e a cada dia exigiam maior confiabilidade e portanto clareza quanto aos requisitos e condies de realizao uniforme quais restaram consignadas nessa compilao.

    Primou-se nesse trabalho pela legalidade e regularidade dos atos que podem e deve estar revestidos da celeridade e segurana. A modernizao dos mtodos, a implantao de sistemas so ferramentas que aliceram e indicam a eficcia e a boa prestao destes servios aos usurios, ao publico, e es-pecialmente ao povo baiano.

  • Trata-se de uma obra que contou com a colaborao de muitos seguimentos da sociedade civil. Uma obra de muitas mos e como tal reflete este novo modo de fazer na sociedade contempornea onde cada um chamado e convocado a apresentar sua parcela de contribuio por uma sociedade mais humana e fraterna.

    A elaborao e redao de cada captulo e sesso ficou a cargo de Subcomisses constitudas por notrios e registradores de notrio conhecimento, revisadas pelos MMs. Juzes Auxiliares da Corre-gedoria Geral da Justia, da Corregedoria das Comarcas do Interior e da Juza Corregedora Perma-nente dos Cartrios Extrajudicais e submetidas a aprovao em sesses abertas, onde cada artigo foi discutido e posto a aprovao mediante voto de todos os integrantes da Comisso.

    Assim, neste cdigo repousa o sonho de muitos operadores do direito que lidam direta ou indireta-mente com esses servios extrajudiciais. , certamente, um marco histrico e garantidor da plena efetividade da Lei n 12.352 de 08 de setembro de 2011, que privatizou os servios notariais e de registros no Estado da Bahia.

    Registre-se por fim, que um trabalho desta natureza no se realiza somente por objetivos prticos mas por ideais mais autnticos e profundos que servem como engrenagem e combustvel para as aes conjuntas das Corregedorias deste Estado da Bahia.

    A sentena do filsofo Antstenes a gratido a memria do corao d sentido especial a publi-cao deste instrumento normativo. Nada haver nas palavras que aqui forem depositadas que pos-sam expressar a gratido para como aqueles que percorreram este longo caminho qual exigiu uma ampla reviso terica, uma larga pesquisa doutrinaria e jurisprudencial sobre os temas para sua con-solidao.

    A todos os sinceros agradecimentos.

    Dra. Ana Conceio Barbuda Sanches Guimares Ferreira

    Juza Auxiliar da Corregedoria Geral da Justia

  • CORREGEDORA GERAL DA JUSTIA Desembargadora Ivete Caldas Silva Freitas Muniz

    CORREGEDOR DAS COMARCAS DO INTERIOR Desembargador Antonio Pessoa Cardoso

    COMISSO

    Dr. Jos Carlos Rodrigues do Nascimento Presidente

    Dra. Ana Conceio Barbuda Sanches Guimares Ferreira Juza Auxiliar da Corregedoria Geral da Justia

    Coordenadora dos Cartrios e Serventias Extrajudiciais da Capital

    Dra. Pilar Clia Tobio de Claro Juza da Vara de Registros Pblicos da Comarca de Salvador

    Dr. Mrcio Jorge de Lima Assessor Jurdico Chefe da Corregedoria Geral da Justia

    Dra. Zilene Victor de Oliveira Assessora Jurdica Chefe da Corregedoria das Comarcas do Interior

    Dra. Leila Lima Costa Secretria das Corregedorias de Justia

  • Dr. Fernando Mrio Pires Daltro Jr. Assessor Especial da Corregedoria das Comarcas do Interior

    Dra. Cristina Maria Rocha de Almeida Delegatria do 13 Tabelionato de Notas de Salvador

    Representante das Associaes dos Notrios e Registradores do Brasil ANOREG

    Dra. Emanuelle Fontes Ourives Perrota Delegatria do 2 Tabelionato de Notas da Comarca de Juazeiro-Bahia

    Presidente do Colgio Notarial do Brasil Seo Bahia

    Dra. Aracilda dos Santos Miranda Delegatria do Tabelionato de Notas com Funes de

    Protesto da Comarca de Lauro de Freitas - Bahia

    Dra. Avani Maria Macedo Giarrusso Delegatria do Cartrio de Registro de Imveis do 6 Ofcio da Comarca de Salvador

    Dr. den Mrcio Lima de Almeida Delegatrio do Cartrio de Protesto de Ttulos e

    Documentos da Comarca de Feira de Santana - Bahia Presidente do Instituto de Estudos de Protesto de Ttulos do Brasil Seo Bahia

    Dra. Ida Maria Barbosa Siqueira Sena Delegatria do Cartrio do Registro Civil com Funes Notariais do Distrito de Maria

    Quitria da Comarca de Feira de Santana - Bahia

    Maria Luiza dos Santos Silva Abdehusen Delegatria do Cartrio de Ttulos e documentos do

    2 Ofcio da Comarca de Salvador - Bahia

    Dra. Maria Rita Moreira Alves Almeida Diretora de Secretaria da 2 Vara de Famlia da Comarca de Salvador - Bahia

    Dra.Vera Lcia Ivo Vianna Servidora da Corregedoria Geral da Justia

  • COLABORADORES

    Maria Joselita do Esprito Santo Almeida Delegatria do Cartrio de Registro Civil de Pessoas Naturais com Funes Notariais do

    Distrito de Abrantes da Comarca de Camaari - Bahia

    Dra. Daniele Gomes Nascimento Tudela Suboficial Substituta do Cartrio de Ttulos e documentos

    do 2 Ofcio da Comarca de Salvador

    Adalberto Boaventura dos Santos Analista Judicirio da Corregedoria Geral da Justia

    Sara Paes

    Secretria das Associaes dos Notrios e Registradores do Brasil ANOREG

    ASSESSORIA DE INFORMTICA

    Adriano Villar Silva Santos Assessor de Informtica da Corregedoria das Comarcas do Interior

    Joo Agripino Dantas Teixeira

    Analista Judicirio da Corregedoria Geral da Justia

    Dr. Divalmir Pires de Alencar Santos Analista Judicirio da Corregedoria Geral da Justia

    SISTEMATIZAO

    Dr. Fernando Mrio Pires Daltro Jr. Adriano Villar Silva Santos

    REVISO ORTOGRFICA

    Ana Paula Menezes de Santana Graduada em Letras Vernculas e

    Especialista em Metodologia e Didtica do Ensino Superior

  • PROVIMENTO CONJUNTO N CGJ/CCI - 009/2013

    Dispe sobre o Cdigo de Normas e Procedimentos

    dos Servios Notariais e de Registro do Estado da

    Bahia.

    A DESEMBARGADORA IVETE CALDAS SILVA FREITAS MUNIZ, CORREGEDORA

    GERAL DA JUSTIA E O DESEMBARGADOR ANTONIO PESSOA CARDOSO, COR-

    REGEDOR DAS COMARCAS DO INTERIOR DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas

    respectivas atribuies legais e regimentais, conjuntamente, com base no art. 90, inciso VII, combi-

    nado com o art. 88, ambos do Regimento Interno do Tribunal de Justia do Estado da Bahia;

    CONSIDERANDO que compete ao Poder Judicirio estadual, como autoridade delegante dos Ser-

    vios Notariais e de Registro, zelar para que esses servios sejam prestados com rapidez, qualidade

    satisfatria e eficincia, nos termos do art. 38, da Lei Federal n 8.935/94;

    CONSIDERANDO que, de acordo com o Regimento do Tribunal de Justia da Bahia, art. 88, com-

    binado com o art. 90, inciso II, compete s Corregedorias de Justia, no apenas fiscalizar os servi-

    os cartorrios, mas tambm editar normas tcnicas que venham a assegurar o desempenho dos ser-

    vios notariais e de registro;

    CONSIDERANDO a necessidade de consolidao das normas das Corregedorias de J