cartilha para consumidores

Download Cartilha para consumidores

Post on 22-Jun-2015

1.172 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. Cartilha Para CONSUMIDORES Volume 3Orientaes sobre consumo consciente e reduodo uso de sacolas plsticas para consumidores

2. FICHA TCNICA PRESIDENTE DA REPBLICA NDIGO BRASIL EMPREENDIMENTOS Dilma Vana Rousseff CULTURAIS LTDA MINISTRA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE Flvio Cristiano do Amaral Moreira da Cunha Izabella Mnica Vieira Teixeira Coordenao Geral SECRETRIA DE ARTICULAO INSTITUCIONAL Helio Moraes - Coordenao Geral E CIDADANIA AMBIENTAL Samyra Brollo de Serpa Crespo Sarah Marcela Chinchilla Cartagena - Proposta EQUIPE TCNICA DA SECRETARIA DE ARTICULAO Metodolgica, Pesquisa e Texto INSTITUCIONAL E CIDADANIA AMBIENTAL Beatriz Fernanda Chinchilla Cartagena - Pesquisa e Texto Fernanda Alto Daltro - Coordenadora TcnicaAnderson Roque Ribeiro - Direo de Arte Paula R. Galvani Bueno Martha - Tcnica Frederico Oliveira Fontes - Programao Visual Bruno Cordovil de Macedo - Estagirio FICHA CATALOGRFICA Brasil. Ministrio do Meio Ambiente. Orientaes sobre consumo consciente e propostas para reduo de sacolas plsticas pelos consumidores / Ministrio do Meio Ambiente. Braslia: Ministrio do Meio Ambiente, 2011. 40 p. : il. color. (Cartilha para Consumidores; 3.) Campanha Saco um Saco: Pra Cidade, Pro Planeta, Pro Futuro e Pra Voc. Bibliografia: p. 37 1. Meio ambiente - Educao.SACO UM SACO 2. Consumidores.ORIENTAES SOBRE CONSUMO CONSCIENTE E PROPOSTAS 4. Sacolas plsticas - Consumo consciente. I. Ttulo.PARA REDUO DE SACOLAS PLSTICAS PELOS CONSUMIDORESVolume 3 Cartilha Para Consumidores - Braslia, 2011 CDU 502.1www.sacoeumsaco.com.br Catalogao na publicao por: Graziela Bonin - CRB14/1191.03 3. SUMRIOApresentaoApresentamos ao setor pblico municipal, s instituiespblicas e privadas e aos cidados brasileiros, a srie de APRESENTAO5cartilhas fruto da Campanha Saco um Saco. 1 passo O PROBLEMA 8Lanada em junho de 2009 pelo Ministrio do Meio As sacolas plsticas no Brasil e no mundo11 Ambiente (MMA) com apoio de importantes redes Saco um Saco: a campanha vira movimento 12 varejistas, a campanha chama ateno para os danos Algumas experincias de sucesso 14 ambientais que o uso excessivo de sacolas plsticas tem 2 passo EU POSSO FAZER A DIFERENA 16 causado ao planeta e ao cotidiano das pessoas.A comear por seu nome, a campanha mostra ter Como participar do movimento: 17aspecto ldico e informativo, tendo como objetivos 2 passo EU POSSO FAZER A DIFERENA 19principais promover o consumo consciente de sacolas O poder do cidado: exemplos individuais 19 plsticas, incentivar o descarte correto das mesmas e Dicas para espalhar por a 22 estimular a adoo de alternativas mais sustentveis para Lembre-se: 25 o transporte de compras e acondicionamento de lixo. 3 passo MULTIPLICANDO COMPORTAMENTOS 26 A campanha Saco um Saco deu incio a umAs cartilhas esto organizadas em trs volumes: CONCLUSO 28 movimento virtuoso na sociedade brasileira, instigando Volume 1o cidado a pensar no meio ambiente e em suas escolhas Cartilha Para Gestores Pblicos A EXPERINCIA DO MUNICPIO DE XANXER, SC29Municipaisde consumo. As cartilhas pretendem demonstrarVolume 2 A Ideia 29Cartilha Para Instituiescomo cada ator social, gestor municipal, pequeno e Pblicas e Privadas A Articulao30Volume 3grande empresrio, e cidados pode se engajar neste Cartilha Para Consumidores A Divulgao 31 movimento, multiplicando ao seu redor a proposta de O Marco Inicial32 reduo de sacolas plsticas, colaborando de forma Os Resultados33 efetiva para a qualidade de vida, a sade, e o bem estar Os Prximos Passos 35 de sua comunidade. A Moral da Histria35 Neste terceiro volume, queremos mostrar a voc,cidado, que est em suas mos o poder de mudar a FONTES DE PESQUISA 37realidade atual e de fato reduzir a quantidade de sacolas Recomendaes de Leitura, Vdeos e Sites 37plsticas circulando pelo seu bairro, municpio, estado, Referncias Bibliogrficas 38 pelo Brasil e pelo mundo!Engajar-se nesta campanha muito mais que participarde um modismo.04 05 4. Significa realmente garantir sua qualidade de vida ePara tornar a leitura mais agradvel e ser fonte daqueles que o cercam, e isto muito mais simplesconstante de consulta, o contedo desta cartilha Portanto Sr(a). Cidado(), aproveite a leitura, reflita do que voc imagina. Pequenas atitudes fazemest organizado em trs passos bsicos:sobre o seu papel, envolva seus amigos, vizinhos, a diferena: o simples ato de recusar uma sacolaa) compreenso do problema,parentes, colegas de trabalho, faa parte deste plstica no mercado, por exemplo, um ato de b) articulao e envolvimento dos atores no projeto, movimento e descubra melhorar a sua qualidade de cidadania, reflexo da compreenso que voc tem do c) materializao e divulgao.vida e de todos no planeta. Afinal, saco um saco! problema. Ao longo destes trs passos, apresentamos solues Pra cidade, pro planeta, pro futuro e pra voc! Esta cartilha o ajudar a compreender o porqu da de aes locais associadas s recomendaes necessidade de reduzir o uso de sacolas plsticas mundiais para o consumo consciente, fazendo e avaliar os impactos ambientais anteriores sua valer o famoso lema pensar globalmente, agir produo e posteriores ao seu uso. Apresentamos localmente. Complementamos as informaes com conceitos, leituras adicionais, legislao existente, dicas que permitiro aprofundar alguns assuntos. alm de exemplos de pessoas como voc - donas Ao final da cartilha apresentamos o estudo de de casa, estudantes, professores, artesos - que tmcaso da cidade de Xanxer (SC), que implantou o feito a diferena, exercendo sua cidadania e atbanimento voluntrio das sacolas plsticas por meio mesmo obtendo uma renda extra.da articulao entre os setores pblico e privado e Esperamos que, ao trmino da leitura, fique claro a comunidade, demonstrando que basta a vontade como sua participao fundamental, pois voc opara fazer diferena. ator principal deste movimento: voc quem tem o poder de decidir se utiliza as sacolas disponibilizadas pelo comrcio quando faz suas compras ou se leva sua prpria sacola retornvel; voc quem descarta as sacolas plsticas a cu aberto ou as reutiliza; voc quem decide se mistura os resduos secos eFoto: Reusablebags.com molhados em casa ou participa da coleta seletiva em seu municpio (quando ela est disponvel). voc quem pode cobrar a ao do Poder Pblico para garantir de fato seu direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado conforme prediz o artigo 225 da Constituio Federal, e voc, junto com o Poder Pblico, quem tem o dever de defend-lo e preserv-lo para as presentes e futuras geraes, conforme continua o mesmo artigo. Foto: Reusablebags.com06 07 5. O ProblemaSaco um saco, no ? Vamos agora compreender melhor a idia de consumo consciente, 10 PASSOcondio bsica para uma reduo significativa do consumo de sacolas plsticas. Por que reduzir o consumo de sacolas plsticas? Uma sacola plstica sozinha causa pouco estrago, mas o consumo excessivo estimulado pela gratuidade e disponibilidade tem grande impacto ambiental. No mundo so distribudas de 500 bilhes a 1 trilho de sacolas plsticas por ano. No Brasil, estima-se o consumo de 41 milhes de sacolas plsticas por dia, 1,25 bilho O Ministrio do Meio Ambiente (MMA) define por ms, e 15 bilhes por ano.consumo consciente como uma contribuio voluntria, cotidiana e solidria para garantir a sustentabilidade da vida no planeta. Foto: Jefferson RudyConhea alguns fatos sobre as sacolas plsticas no meio ambiente:Conhea alguns fatos sobre as sacolas plsticas no meio ambiente:O Instituto Akatu complementa esta ideia, afirmandouitas sacolas, depois de descartadas, acabam em rios, lagos e oceanos, onde so confundidas comMque consumir de forma consciente levar emalimento e ingeridas por animais, como tartarugas e aves marinhas, causando a morte de mais de 100 mil considerao os impactos ambientais e sociais dapor ano, em todo o mundo.produo, uso e descarte de produtos e servios.uando descartadas de maneira incorreta, as sacolas plsticas poluem cidades e entopem bueiros,QQuando falamos em consumo consciente de sacolasagravando situaes de desastres como alagamentos e enchentes. plsticas, falamos sobre a adoo de hbitos comara a confeco de sacolas plsticas so utilizados recursos naturais no renovveis como petrleo ePmenor impacto no meio ambiente. Significa recusargs natural alm de gua e energia, e liberados efluentes (lquidos) e gases txicos, alguns dos quais sacolas plsticas sempre que possvel, passando aacentuam o efeito estufa.adotar alternativas como sacolas retornveis, caixass sacolas podem levar de 100 a 400 anos para se degradarem. Tornam os lixes e aterros impermeveis,Ade papelo ou cestas para transportar as compras.dificultando a biodegradao de recursos orgnicos, com consequente acmulo de gs metano em Significa tambm reutilizar aquelas sacolasbolses. Quando a montanha de lixo revolvida, esses bolses so rompidos, e o metano gs 21 vezesque pegamos, como envase de lixo mido oumais danoso que o CO2 acaba liberado na atmosfera. seco, separadamente. A sacola seca, contendo embalagens tambm secas, tem grande chance de ser reciclada com os demais materiais reciclveis. Em resumo, o consumo consciente implica mudana de hbitos, em observar o impacto de nossas aes no meio ambiente e optar por alternativas ambientalmente amigveis.08060907 6. As sacolas plsticas no Brasil e no mundo As sacolas plsticas foram introduzidas no Brasil no final corpos dgua), maior ocupao dos aterros e lixes (as C QUEM FAZ! A DIFERENA VO queda dcada de 1970, para substituir os sacos de papel sacolas plsticas, que podem durar at 400 anos, retm 5% da humanidade consome acima de suas necessidades. 2 Nesta cartilh a, queremos demonstrarvoc - dona de cas a, estudante, kraft usados no comrcio. A distribuio gratuita dasresduos que poderiam se degradar naturalmente), e s outros 75% consome ao nvel mnimo necessrio ou abaixo dele. Oer de mudar sua O que significa que apenas 20% da populao mundial consome trabalhador - tem o pod sacolinhas causou uma revoluo na limpeza urbana, at morte de animais por inges