Carreira News - Edição 7

Download Carreira News - Edição 7

Post on 08-Jul-2015

562 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edio 7 do Carreira News

TRANSCRIPT

<ul><li><p>ANO II - N 07</p><p>4</p><p>EDITORIAL</p><p>REVISO DE FUNES</p><p>E COMPETNCIAS</p><p>REVISO DE FUNES</p><p>E COMPETNCIAS</p><p>TREINAMENTO &amp; DESENVOLVIMENTO</p><p>PRODUTOS &amp; SERVIOS</p><p>A Equipe da Carreira Mller concluiu o processo de desenvolvimento e reviso de funes,levantamento e conceituao de competncias para todo o quadro administrativo eoperacional do Grupo MAHLE, que conta com oito unidades de negcios no Brasil eaproximadamente dez mil colaboradores. Juntamente com as reas de Recursos HumanosCorporativo e das unidades de negcios, realizamos os trabalhos para todo o Grupo MAHLE Brasil,atuando na padronizao de conceitos e nomenclaturas, estruturas de carreiras, identificao decompetncias para facilitar e aperfeioar a administrao de remunerao, treinamento e de todosos projetos coligados.</p><p>MARO DE 2006</p><p>Ricardo Vignotto LopezAnalista de Sistema, Mestre em Gerenciamento de Sistemasde Informao pela PUC-CampinasScio-Gerente de Tecnologia da Informao na CarreiraMllerricardo@carreira.com.br</p><p>DESTAQUE EMPRESARIAL TREINAMENTO &amp; DESENVOLVIMENTO</p><p>Remunerao ouRenumeraode Executivos</p><p>Pg. 2</p><p>Gesto de Recursos Humanoscom nfase na ParticipaoDireta dos Colaboradores</p><p>Pg. 3 Pg. 4</p><p>EX</p><p>PE</p><p>DIE</p><p>NT</p><p>E</p><p> proibida a reproduo total ou parcial dos textos e imagens sem autorizao escrita do autor e citao da fonte. - Carreira Mller - Todos os Direitos Reservados - 2006</p><p>DiretorGeral</p><p>EditorResponsvel</p><p>Valter Robinson Carreirarobi@carreira.com.br</p><p>Rafael Rodrigues Silva - Mtb 35168rafael@carreira.com.br</p><p>Fotos</p><p>Arte eDiagramao</p><p>Rafael Rodrigues SilvaColaboradores</p><p>Boomerang Comunicao IntegradaFone: (11) 4029-2426</p><p>Tiragem</p><p>Correspondncias</p><p>3500 exemplares</p><p>RuaAlberto Santos Dumont, 1836Cidade Nova - Indaiatuba/SPCEP 13334-150</p><p>Central deAtendimento:</p><p>0800-139070</p><p>Fone: (19) 3825-9100carreiranews@carreira.com.brwww.carreira.com.br</p><p>site: www.carreira.com.br/cursose-mail: treinamento@carreira.com.br</p><p>Agesto do capital humano tornou-seuma tarefa cada vez mais complexapara as organizaes, exigindoprofissionais bem capacitados e ferramentastecnolgicas sofisticadas para eficientementegerir e desenvolver seus talentos.</p><p>Isso mostra que a rea de RecursosHumanos precisa se transformar e ampliar seuespao e importncia dentro da empresa. OR.H. deve deixar de lado as atividades maisburocrticas e operacionais e dedicar seu tempoa fazer das pessoas da organizao um fator devantagem competitiva.</p><p>Em busca desse diferencial, a gestocompartilhada do R.H. vem ganhando espaonas empresas, principalmente por auxili-las atransformar o R.H. tradicional em um R.H.estratgico.</p><p>Por meio do Portal do Sistema JoinRH possvel que a organizao alcance esse modelocompetitivo de gesto, deixando de lado suasatividades puramente organizacionais paraadotar um posicionamento diferenciado.</p><p>Os componentes do JoinRH permitemacompanhar todo o processo da avaliao dedesempenho por competncias, realizar olevantamento de necessidades de treinamento,divulgar as descries de cargo, disponibilizartodas as informaes do plano de cargos esalrios, entre muitas outras atividades.</p><p>Alm disso, inclui o Workflow deRequisies, tais como o pedido de aumentosalarial e a solicitao de admisso ou</p><p>transferncia de funcionrio, onde so definidasas etapas de aprovao eletrnica eestabelecidas as regras para cada uma delas.</p><p>Com isto, o JoinRH se torna uma ferramentaque conduzir muitas funes do R.H. e sermuito importante para dar suporte implantao e manuteno de um programa decertificao ISO, QS, TS ou VDA.</p><p>O JoinRH coloca efetivamente em prtica oque muitos s descrevem na teoria, comopodemos ver nas empresas dos grupos Metso(Minerals, Automation e Paper) e Schaeffler(INA e LuK), entre outras empresas quetrabalham com esse sistema.</p><p> medida que o gestor ganha umaferramenta online, ele prprio poder executartodas as atividades referentes gesto de seussubordinados, tendo acesso a informaes eservios de R.H. dentro ou fora da empresa, viaInternet.</p><p>J se foi a poca onde o uso da Internet noR.H. era tido apenas como um programa deganho de eficincia. Hoje, e cada vez mais, servisto como uma fonte de distribuio dasinformaes para os departamentos e atravsde interfaces amigveis criar um ambiente defcil utilizao e com total segurana dasinformaes.</p><p>Esse avano implica na reduo de papel eotimizao do fluxo de trabalho, naautomatizao de atividades rotineiras erepetitivas, no aumento da velocidade derespostas, na garantia de decises por parte dos</p><p>gestores apoiadas em uma base maior deinformaes e no rpido diagnstico de umasituao corrente, tudo isso melhorando oprocesso de comunicao e levando o R.H. aassumir um papel de consultor.</p><p>O grande desafio a se enfrentar naimplantao de um projeto como este amudana cultural e conseqentemente aaceitao do novo projeto e da nova maneira defazer as atividades do dia-a-dia. A culturalorganizacional a linha guia para ocomportamento das pessoas e deve ser capazde estimular as pessoas a abandonarem amaneira antiga de fazer as coisas, adotandonovas prticas que proporcionem resultadosmelhores. Por isso, para mudar com sucesso preciso envolver e buscar o comprometimentode todos os gestores.</p><p>Prximo Curso: 15, 16 e 17 de Maro de 2006.</p><p>Prximo Curso: 11 de Maio de 2006.</p><p>Prximo Curso: 12 de Abril de 2006.</p><p>Conhea um pouco maissobre o Portal doJoinRH. Solicite umasenha de acesso.</p><p>www.joinrh.com.br</p><p>O CarreiraNews um</p><p>informativo de publicao</p><p>da Carreira, Mller &amp;</p><p>Associados Consultoria</p><p>Empresarial S/C Ltda.</p><p>AVALIAO DE</p><p>COMPETNCIAS</p><p>AVALIAO DE</p><p>COMPETNCIAS</p><p>AVALIAO DE</p><p>COMPETNCIAS</p><p>AVALIAO DE</p><p>COMPETNCIAS</p><p>N os meses de dezembro/2005 e janeiro/2006 a Carreira Mller realizou apresentaes aoscolaboradores da Bandag do Brasil Ltda., objetivando ampliar conhecimentos sobre osistema de avaliao de competncias. Implantado em 2003, o programa de avaliao decompetncias totalmente integrado ao software JoinRH e ao trabalho de assessoria emremunerao que fornecemos Bandag.</p><p>A Bandag mantm aes que garantem o aprimoramento constante e confiabilidade de seuprograma. Isso implica na reviso peridica de conceitos, preparo constante dos avaliadores e at oacompanhamento 'ao vivo' das avaliaes por parte de um consultor externo, comenta FabioMichelete, consultor da Carreira Mller.</p><p>Nos dias 1 e 2 de dezembro de2005 r ea l i z amos t r e i n amen toe s p e c f i c o d e G e s t o d aRemunerao para um grupo deprofissionais de RH da DelphiAutomotive Systems do Brasil Ltda.Os profissionais estiveram no Centrode Treinamento da Carreira Mller,onde participaram do treinamentocom profissionais especializadosem remunerao, focados em suasd v i d a s e p o l t i c a s d eremunerao.</p><p>TREINAMENTO &amp; DESENVOLVIMENTO</p><p>Reviso de Funese Competncias</p><p>REVISO DE FUNES</p><p>E COMPETNCIAS</p><p>REVISO DE FUNES</p><p>E COMPETNCIAS</p></li><li><p>Valorizao da Transparncia e Responsabilidade</p><p>Social na Gesto de Recursos Humanos</p><p>DESTAQUE EMPRESARIAL</p><p>C.N. - Conte-nos um pouco sobre a Fersol.Ida -</p><p>C.N. - Como est estruturada a rea deRecursos Humanos na Fersol?Ida -</p><p>C.N. - Comente sobre a atuao de RecursosHumanos na Fersol.Ida -</p><p>A Fersol est situada na cidade deMairinque/SP e completou trinta anos de vida.Possui 220 funcionrios diretos, aproximadamente100 indiretos, totalizando cerca de 320funcionrios. Trabalhamos, por filosofia daempresa, com grupos de minorias historicamenteexcludos. Hoje, nossa populao composta por58% de mulheres, 38% de afro-descendentes,11% de pessoas acima de 45 anos e 3% deportadores de talentos especiais ou deficientesfsicos. Pelo terceiro ano consecutivo a Fersolrecebeu das revistas Exame e Voc S/A os selos"150 Melhores Empresas para se Trabalhar" e "50Melhores Empresas para a Mulher Trabalhar", quereforam nossa filosofia de ter um brao forte emgesto de pessoas e em responsabilidade social.</p><p>Temos uma equipe enxuta, com todos ossubsistemas de RH. Para cada uma dessas reastemos um responsvel com bastante senioridadeque desenvolve junto com os parceiros projetos sobmedida para atender s demandas, tanto do topoda pirmide no planejamento estratgico como dabase, respondendo s necessidades dosfuncionrios.</p><p>A atuao de RH ocorre em nvel bastanteestratgico, prxima aos funcionrios paraidentificar suas necessidades e permitir aoplanejamento estratgico elaborar um businessplan e definir o budget para a atuao de cada rea.</p><p>definida essencial para a gesto de pessoas deforma bastante imparcial e profissional, sendo aespinha dorsal para toda a estrutura de recursoshumanos. Vale comentar que fomos citados comoCase em Remunerao pela Great Place to Workda Revista Exame devido aos nossos trabalhosdesenvolvidos.</p><p>Para ns muito importante. Uma vez quevoc formata a base para cargos e salrios, podetrabalhar para que o grupo de liderana assuma aidia de ser gestor de pessoas. O sistema JoinRH daCarreira Mller tem um papel fundamental por seruma ferramenta que assessora todo o modelo degesto de remunerao implementado na empresade forma bastante participativa. Est online e todosos gestores foram treinados nesse processo paragerenciamento das suas equipes. Estamosconfortveis para implementar o sistema deavaliao por competncias e trabalhamosfortemente para a conscientizao do gestor naimportnc ia da ava l iao de pessoas,proporcionando feedback ao funcionrio sobre suaatuao no cotidiano. Isso muito importante paraas definies de promoo e at em uma demisso.A transparncia deve estar ativa em todos osmomentos e o sistema de avaliao decompetncias possibilita isso imparcialmente. umprocesso que est caminhando, j vamos para osegundo ano de avaliao dos gestores e representauma grande evoluo, onde o gestor incorpora queesse papel efetivamente dele e o RH se sente maislivre para atuar como consultoria interna.</p><p>Estou muito feliz com os trabalhos daCarreira Mller e estar feliz um outro estado quevai alm de estar contente e satisfeita. Encontrei naCarreira Mller um grande parceiro e tenho asensao de que parte de minha equipe,transmitindo credibilidade, confiabilidade, entrandoem nossa empresa com muita humildade, com aproposta de querer ajudar e no simplesmenteatuar como o dono do saber. Essas verdades tmque ser construdas de acordo com o seu contexto ea Carreira Mller muito hbil no diagnstico decomo entrar em uma empresa sem gerar muitoatrito com sua cultura, ajudando no seudesenvolvimento gradativo.A Carreira Mller no somente uma consultoriade remunerao, tambm tem esse olhar e auxilianos aspectos de gesto de pessoas.</p><p>C.N. - Qual o papel da avaliao decompetncias?Ida -</p><p>C.N. - Qual sua avaliao para os trabalhosdesenvolvidos pela parceria entre Fersol eCarreira Mller?Ida -</p><p>32</p><p>O Destaque Empresarial dessa edio,</p><p>empresa brasi le ira no segmento</p><p>agroqumico especializada na produo de</p><p>suprimentos e defensivos agrcolas. Ida</p><p>Pozo psicloga com especializao MBA</p><p>pela USP. Atua na rea de Recursos</p><p>Humanos h dez anos em posies de</p><p>liderana, desenvolvendo seus trabalhos</p><p>na Fersol h dois anos. Merece destaque</p><p>pelos trabalhos e programas de valorizao</p><p>da responsabilidade social, gesto de</p><p>pessoas e transparncia atravs de</p><p>sistemas consistentes de recursos</p><p>humanos.</p><p>Ida Maria Pozo, Diretora de</p><p>Administrao e Recursos Humanos</p><p>da Fersol Indstria e Comrcio Ltda.</p><p>C.N. - O que a Gesto de Remuneraorepresenta para a administrao de RecursosHumanos?Ida - O sistema de remunerao tem um papelmuito importante na gesto de pessoas eformatamos isso como uma base de atuao.Analisamos o contexto, reformatamos eatualizamos todo o programa de cargos e salriosem conjunto com a Carreira Mller. Fizemos aquatro mos e a Carreira Mller atua conosco athoje porque me sinto totalmente confortvel em teruma rea parceirizada, como parte de minhaequipe para administrar toda a gesto daremunerao. importante o funcionrio saber quetemos polticas e normas para uma promoo eevoluo salarial. Uma poltica de remunerao</p><p>F ortes presses por resultados cadavez mais rpidos tm levado asempresas a migrarem seus sistemas deremunerao para o modelo varivel. Isso nosignifica que a remunerao fixa tenha sidoesquecida mas sim que j insuficiente pararetribuir as aes hericas esperadas pelasempresas.</p><p>A remunerao fixa tem impactosdiferentes da remunerao varivel, pois elaafeta pelo menos quatro nveis motivacionais:segurana, reconhecimento, auto-estima eauto-realizao.</p><p>A remunerao varivel diferente e trazconsigo outros impactos motivacionais que sepotencializam, se bem combinados, com aparcela fixa. No entanto precisa serpermanente e periodicamente alimentada,pois a alta performance cai na espera deoutro estmulo financeiro.</p><p>Conhecemos alguns programas de varivelque, se tudo der certo, so capazes de retribuirabundantemente todos os riscos e frustraesdo executivo ao longo do ano, justifica oestresse e mesmo compensa as horasextraordinrias e comemoraes familiares emque no esteve presente. Se nem tudo dercerto, fica por isso mesmo. Pelo menos teveum emprego nesse ano.</p><p>O que torna um programa de remuneraovarivel interessante no necessariamente amatemtica dele, mas sim as reais intenes.</p><p>Remunerao ou</p><p>Renumerao de Executivos</p><p>PRODUTOS &amp; SERVIOS</p><p>Se h pretenso de resultados de longo prazocertamente o ciclo de avaliao das tais metasser superior a um ou mais anos e a nemsempre o reconhecimento poder vir comoforma de bnus.</p><p>Associar o tamanho do desafio a suacontrapartida financeira outra tarefacomplexa, pois combina fatores financeirosque podem alavancar ou inviabilizar negcioscom fatores motivacionais que criam turbinasou ncoras nesses super-heris chamadosexecutivos.</p><p>Robinson CarreiraAdministrador, Especialista em Gesto de RecursosHumanos pela Fundao Getlio VargasScio-Diretor de Projetos de Consultoria Organizacional naCarreira Mllerrobi@carreira.com.br</p><p>Associar o tamanho do desafio a sua</p><p>contrapartida financeira outra tarefa</p><p>complexa, pois combina fatores</p><p>financeiros que podem alavancar ou</p><p>inviabilizar negcios com fatores</p><p>motivacionais que criam turbinas ou</p><p>ncoras nesses super-heris chamados</p><p>executivos.</p><p>... a Carreira Mller muito hbil no</p><p>diagnstico de como entrar em uma</p><p>empresa sem gerar muito atrito com sua</p><p>cultura, ajudando no seu</p><p>desenvolvimento gradativo.</p><p>mdio e longo prazos por um voltil prmioanual.</p><p>A Carreira Mller pode assessorar asempresas nessa organizao e definio daremunerao atravs de:</p><p>Organizao dos cargos e definioc l a r a d o s n v e i s d e c o m a n d o eresponsabilidades da empresa;</p><p>Medio dos cargos atravs deferramentas que indiquem o valor numrico decada cargo em funo das responsabilidadesatribudas;</p><p>Elaborao da metodologia, amplitudese medies da remunerao varivel, com ousem um programa de metas associado aoexecutivo;</p><p>Pesquisa salarial adequada estratgiada empresa;</p><p>Treinamento e comunicao clara aosexecutivos para que entendam os conceitos evalores adotados;</p><p>Isso ao mesmo tempo clssico e modernoporque o executivo, antes de tudo, umapessoa e a empresa espera que assim ele tratesuas equipes.</p><p>Talvez um modelo de remuneraocomposto e bem balanceado ainda seja o maisadequado para a modernidade, ou seja, aparcela fixa deva ser calculada em funo dasmdias praticadas pelo mercado, sendo maisou menos agressiva dependendo da empresa edo cargo e, em complemento, a parcelavarivel deva ser do tamanho do desafio, masnada que substitua o compromisso de curto,</p><p>Temos grande investimento em co...</p></li></ul>