cariologia - selantes de fossas e fissuras pdf

29
SELANTES DE FOSSAS E FISSURAS SELANTES DE FOSSAS E FISSURAS Luciana Alencar

Upload: victor-hugo-vieira

Post on 05-Aug-2015

548 views

Category:

Documents


4 download

TRANSCRIPT

Page 1: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

SELANTES DE FOSSAS E FISSURAS

SELANTES DE FOSSAS E FISSURAS

Luciana Alencar

Page 2: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

INTRODUÇÃOINTRODUÇÃO

• Declínio da prevalência de cárie;• Superfícies lisas X fossas e fissuras;• Localização e anatomia da superfície

oclusal;• Fluoretos: 75% superfícies lisas

36% superfícies oclusais• Extensão preventiva

Page 3: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF
Page 4: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

HISTÓRICOHISTÓRICO

• 1923 – Hyatt – Odontomia profilática;• 1929 – Bödecker – Erradicação das fissuras;• 1930 a 1950 – Métodos químicos;• 1955 – Buonocore – Condicionamento ácido do

esmalte;• 1965 – Cueto e Buonocore - 1º selante

(Cianoacrilato);• 1971 – Nuva Seal;• 1976 – Concise White Sealant;• 2001 – Selantes com capacidade de mudança

de cor.

Page 5: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

DEFINIÇÃODEFINIÇÃO

“Selantes de fossas e fissuras são materiais resinosos e ionoméricos, que

quando aplicados sobre as superfícies dos dentes, atuam como uma barreira

mecânica que impede o contato do esmalte com bactérias e carboidratos,

responsáveis pelas condições ácidas que resultam na lesão cariosa”

( Assed, 2005)

Page 6: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

INDICAÇÕESINDICAÇÕES

• Fossas e fissuras de molares e pré-molares hígidos e recém-irrompidos;

• Pequenas hipoplasias;• Manchas brancas;• Sulcos profundos em superfícies lisas;• Dentes decíduos (?)

Page 7: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

CONTRA-INDICAÇÕESCONTRA-INDICAÇÕES

• Crianças com baixa suscetibilidade àcárie;

• Dentes irrompidos a mais de 4 anos e livres de cárie;

• Crianças que apresentam lesões de cárie interproximais;

• Cárie rampante e lesões de cárie oclusais.

Page 8: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

TIPOS DE SELANTESTIPOS DE SELANTES

• Composição;• Tipo de polimerização;• Presença de carga;• Cor.

Page 9: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

COMPOSIÇÃOCOMPOSIÇÃO

• Flúor;• Polímeros de cianocrilatos (Eastman 910);• Poliuretanos (Epoxilite 9070);• Epóxi-acrílicos – Bis-Gma (Fluroshield);• Ionoméricos.

Page 10: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

TIPO DE POLIMERIZAÇÃOTIPO DE POLIMERIZAÇÃO

• Autopolimerizáveis:*Base e catalizador;*Amina terciária – Peróxido de Benzoíla.

• Fotopolimerizáveis:*Melhor escoamento.

Page 11: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

PRESENÇA DE CARGAPRESENÇA DE CARGA

• Com carga:*maior resistência aodesgaste.

• Sem carga:*mais fluido;*maior retenção;*menormicroinfiltração.

Page 12: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

CORCOR• Branco;• Opaco;• Matizado;• Cor de dente;• Rosa;• Clinpro (3m/ESPE) –

rosa p/ branco;• Helioseal Clear

Chroma(Ivoclar/Vivadent) –transparente p/ verde.

Page 13: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

CARACTERÍSTICASCARACTERÍSTICAS

• União ao esmalte;• Aplicação clínica rápida;• Bom escoamento;• Resistência ao desgaste;• Baixa solubilidade;• Polimerização rápida

Page 14: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

TÉCNICA DE APLICAÇÃOTÉCNICA DE APLICAÇÃO

• Condições de isolamento do campo operatório;

• Profilaxia;• Seleção da técnica;• Correta técnica de condicionamento ácido;• Tipo e viscosidade do selante.

Page 15: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

ISOLAMENTO DO CAMPO OPERATÓRIO

ISOLAMENTO DO CAMPO OPERATÓRIO

• Retenção reduzida com contaminação salivar.

Page 16: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

EFEITO DA CONTAMINAÇÃO SALIVAR

EFEITO DA CONTAMINAÇÃO SALIVAR

• Principal fator responsável pelo deslocamento do selante;

• Diminuição da resistência.

Page 17: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

PROFILAXIAPROFILAXIA

• Não há diferença estatística entre as técnicas utilizadas;

• Pedra-pomes e água;• Perfeita união do

selante ao esmalte.

Page 18: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

CONDICIONAMENTO ÁCIDO

CONDICIONAMENTO ÁCIDO

• “Era da Odontologia Adesiva”;• Aumento da retenção;• Ácido Fosfórico a 37% por 15 a 30 s;

Page 19: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

APLICAÇÃO DO SELANTEAPLICAÇÃO DO SELANTE

Page 20: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

TÉCNICA INVASIVATÉCNICA INVASIVA

• Maior retenção;• Menor quantidade de

bolhas;• Melhor adaptação

marginal;

• Suspeita da presença de lesão de cárie incipiente .

Page 21: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF
Page 22: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF
Page 23: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF
Page 24: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

SELANTES IONOMÉRICOSSELANTES IONOMÉRICOS

Page 25: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

VIABILIDADE DOS MICROORGANISMOS SOB

SELANTES

VIABILIDADE DOS MICROORGANISMOS SOB

SELANTES

• Microorganismos não sobreviverão por falta de nutrientes.

• Função preventiva e não terapêutica;

Page 26: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

ADESIVOS ASSOCIADOS AOS SELANTES

ADESIVOS ASSOCIADOS AOS SELANTES

• “Os sistemas adesivos, quando utilizados entre o esmalte condicionado e o selante, sob

condições de umidade ou contaminação salivar, podem reduzir os efeitos negativos de tais contaminações, sobre a microinfiltração

marginal, a resistência ao cisalhamento e a tração de selantes, especialmente se tais

adesivos forem hidrófilos.”(Assed,2005)

Page 27: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

DURABILIDADE E EFICIÊNCIA

DURABILIDADE E EFICIÊNCIA

• Técnica totalmente segura e eficaz na prevenção de lesões de cárie em fossas e fissuras;

5 ANOS 10 ANOS 15 ANOS

RETENÇÃO TOTAL 82% 56,7% 27,6%

REDUÇÃO DE CÁRIE 93,4% 84,4% 68,8%

Simonsen,1991

Page 28: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF
Page 29: Cariologia - Selantes de Fossas e Fissuras PDF

• OBRIGADA