Caracterização fenotípica de pimentas (Capsicum spp.) do ... ?· Caracterização morfológica de…

Download Caracterização fenotípica de pimentas (Capsicum spp.) do ... ?· Caracterização morfológica de…

Post on 24-Jan-2019

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

COSTA LV.; BENTES JLS; ALVES SRM; VIANA JUNIOR JM; ROCHA MQ. 2011.Caracterizao morfolgica de pimentas (Capsicum spp.) do Amazonas. Horticultura Brasileira 29:S3402-S3410

Hortic. bras., v.29, n. 2 (Suplemento - CD ROM), julho 2011 S3402

Caracterizao fenotpica de pimentas (Capsicum spp.) do Amazonas.

Lucifrancy Vilagelim Costa1; Jania Lilia da Silva Bentes1; Silfran Rogerio Marialva Alves1; Januario Macedo Viana Junior1; Marcelo de Queiroz Rocha 21 Universidade Federal do Amazonas, FCA/DCFDA, Av. Gal. Rodrigo Otavio, 6200, Coroado, 69077-000, Manaus-AM;2 Instituto Federal de Educao do Amazonas/Campus Parintins, Parintins/AM, lucifrancy@yahoo.com.br,jlnbentes@ufam.edu.br, silfranrogerio@yahoo.com.br, januario.macedo@yahoo.com.br, mqrocha@yahoo.com.br.

RESUMO

As pimentas so tradicionalmente produzidas

e consumidas por indgenas, ribeirinhos e

pequenos produtores na Amaznia,

importante fonte de renda para a agricultura

familiar. No existem variedades

recomendadas para o cultivo na regio, e os

plantios so realizados com sementes obtidas

de mercados, feiras e de outros produtores.

Em geral, observa-se ampla variabilidade de

plantas e frutos, o que resulta em menor

rentabilidade para os produtores, visto que o

preo de comercializao determinado pela

classificao da qualidade dos frutos. A

seleo de gentipos com caractersticas de

frutos que atendam as exigncias de mercado

so determinados principalmente por: forma,

tamanho, cor e aroma, fenotipicamente

estveis e com alta produtividade. Este

trabalho foi desenvolvido no municpio de

Manaus/AM em uma rea de coordenas

geogrficas 025449,5S e 600255W.

Para a caracterizao dos gentipos foram

utilizados, os seguintes descritores

morfolgicos, plntula: cor da folha

cotiledonar; flor: nmero por axila, posio,

cor da corola, cor da antera, posio do

estigma; fruto: cor no estdio intermedirio,

posio, cor no estdio maduro, forma,

comprimento, largura, massa, espessura do

pericarpo, ombro na insero do pedicelo,

nmero de lculos, superfcie, persistncia em

relao ao pedicelo, pungncia e nmero de

sementes, todos definidos pelo IPGRI

(International Plant Genetic Resources

Institute) para o gnero Capsicum e teve

como objetivo avaliar caractersticas

fenotpicas de 40 acessos de pimenta

coletados em onze municpios do Amazonas.

Para a analise estatstica foi utilizado o

software MVSP v3.2 e todas as caractersticas

observadas apresentaram ampla variabilidade

gentica.

Palavras-chave: Capsicum, variabilidade.

ABSTRACT

Phenotipic characterization of peppers

(Capsicum spp.) from Amazonas.

The peppers are traditionally produced and

consumed by indigenous, coastal and small

producers in Amazonia, and are an important

source of income for family farms. There

arent varieties recommended for cultivation

in the region, and the plantings are carried out

with seeds obtained from markets, fairs and

other producers, in general, there is wide

variability of plant and fruit. The variability

of fruit results in lower returns to producers,

COSTA LV.; BENTES JLS; ALVES SRM; VIANA JUNIOR JM; ROCHA MQ. 2011.Caracterizao morfolgica de pimentas (Capsicum spp.) do Amazonas. Horticultura Brasileira 29:S3402-S3410

Hortic. bras., v.29, n. 2 (Suplemento - CD ROM), julho 2011 S3403

since the marketing price is determined by the

classification of fruit quality. The selection of

genotypes with fruit characteristics that meet

market requirements are primarily determined

by shape, size, color and aroma,

phenotypically stable and high productivity,

such feature will provide greater profitability

for producers. This work was performed in

Manaus/AM in a field with geografic

coordinates 025449,5S e 600255W.

For the characterization of genotypes were

used, the following morphological

descriptors, seedlings: cotyledon color,

flower: number per axil, position, color,

corolla, anther color, position of the stigma;

fruit: color in the intermediate stage, position,

color at maturity, shape, length, width, mass,

wall thickness, shoulder at the insertion of

pedicel, locule number, size, persistence in

relation to pedicel, poignancy and number of

seeds, all defined by IPGRI (International

Plant Genetic Resources Institute) for the

genus Capsicum and aimed to evaluate the

phenotypic characteristics of 40 accessions of

pepper collected in eleven municipalities of

Amazonas. For the statistical analysis

software was used MVSP v3.2 and all the

observed characteristics showed wide

variability genetic.

Keywords: Capsicum, variability.

INTRODUO

Pimentas do gnero Capsicum so utilizadas de diferentes formas por muitas culturas no mundo. No

Brasil encontrada ampla variabilidade desse gnero, mas so poucas as iniciativas voltadas para a

explorao das espcies silvestres e semi-domesticadas. A Amaznia um importante centro de

diversidade de Capsicum spp., em especial de pimentas da espcie Capsicum chinense Jacq.,

considerada a mais brasileira entre as espcies domesticadas (Reifschneider, 2000) e com ampla

variabilidade gentica, principalmente para caractersticas de fruto. A variabilidade de frutos resulta

em menor rentabilidade para os produtores, sendo que na comercializao da produo existe uma

classificao qualitativa dos frutos que determina o preo de mercado, por isso, nos trabalhos de

caracterizao de germoplasma de pimentas, deve-se dar ateno especial a essas caractersticas.

A variedade de cores e formas observadas nos germoplasma avaliados, demonstra uma ampla

variabilidade gentica, e grande potencial para explorao em programas de melhoramento e

tambm indica a necessidade de se realizarem esforos para conservao dessa diversidade, para

uso no desenvolvimento de variedades adaptadas regio e resistentes doenas, visto que a

diversidade gentica entre as vrias espcies domesticadas de Capsicum tem sido pouco explorada e

ainda est longe de ser esgotada Pickersgill (1997).

A espcie C. chinense Jacq. apresenta grande variao dentre os caracteres morfolgicos o que

confere uma grande quantidade de morfotipos existentes. A caracterizao do germoplasma

COSTA LV.; BENTES JLS; ALVES SRM; VIANA JUNIOR JM; ROCHA MQ. 2011.Caracterizao morfolgica de pimentas (Capsicum spp.) do Amazonas. Horticultura Brasileira 29:S3402-S3410

Hortic. bras., v.29, n. 2 (Suplemento - CD ROM), julho 2011 S3404

silvestre uma importante etapa para a conservao e utilizao dos recursos genticos.

necessrio que a variabilidade gentica e fenotpica seja adequadamente estudada para que a mesma

seja conservada e efetivamente til no desenvolvimento de cultivares adaptadas s regies tropicais

e sub-tropicais.

Tais recursos genticos podem ser utilizados como fonte de variao gentica para caractersticas

desejveis e necessrios para o melhoramento de plantas (Rodriguez et al., 1999). Segundo Chies;

Longhi-Wagner (2003), a caracterizao morfolgica dos organismos corresponde base de todo e

qualquer estudo, uma vez que a primeira determinao de um ser comea pelo seu fentipo, isto ,

pelo seu aspecto comum do ponto de vista morfolgico.

Para estimar a diversidade fenotpica entre os acessos de um banco de germoplasma, necessrio

que estes sejam caracterizados e avaliados (Bueno et al., 2001). O uso de descritores para

caracterizao permite uma discriminao rpida e fcil entre fentipos (Lannes, 2007; Luz, 2007;

Fonseca, 2006; Neitzke, 2008; Alves, 2009). Caractersticas morfolgicas de alta herdabilidade

podem ser facilmente observados sem a necessidade de equipamentos e so igualmente expressas

em ambientes variados (IPGRI, 1995). Por este motivo, objetivou-se com este trabalho caracterizar

fenotipicamente acessos de pimenta oriundos de diferentes municpios do estado do Amazonas.

MATERIAL E MTODOS

Este trabalho foi desenvolvido no municpio de Manaus/AM. Para as avaliaes foram analisados

40 gentipos de pimenta (Capsicum spp.) de diferentes procedncias do estado do Amazonas,

sendo: Anori, Apui, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Coari, Codajs, Iranduba, Lbrea,

Manaus, Maus e Tabatinga. Os gentipos foram obtidos em reas de produtores, feiras e mercados.

Para a caracterizao dos gentipos foram utilizados, os descritores morfolgicos definidos pelo

IPGRI (International Plant Genetic Resources Institute) para o gnero Capsicum (IPGRI, 1995),

com pequenas modificaes.

Para a caracterizao morfolgica foram avaliados 20 descritores incluindo caractersticas

referentes plntula, flores, frutos e sementes, para efeito deste trabalho esto apresentados apenas

as caractersticas de maior influncia, a saber. Plntula: Cor da folha cotiledonar(CFC); Flores:

Nmero de flores por axila(NFA), Posio da flor(PCF), Cor da corola(CCF), Cor da antera(CAF),

Posio do estigma(PEF); Frutos: Cor do fruto no estdio intermedirio(CFEI), Posio dos

frutos(PSF), Cor do fruto no estdio maduro(CFEM), Forma do fruto(FF), Comprimento do

fruto(CF), largura do fruto(LF), Massa de fruto(MF), Espessura do pericarpo do fruto(EPF), Ombro

do fruto na insero do pedicelo(OIP), Nmero de lculos(NLF), Superfcie do fruto(SPF),

Persistncia do fruto maduro em relao ao pedicelo(PFM), Pungncia(PUG), Nmero de sementes

COSTA LV.; BENTES JLS; ALVES SRM; VIANA JUNIOR JM; ROCHA MQ. 2011.Caracterizao morfolgica de pimentas (Capsicum spp.) do Amazonas. Horticultura Brasileira 29:S3402-S3410

Hortic. bras., v.29, n. 2 (Suplemento - CD ROM), julho 2011 S3405

por fruto(NSF). Os dados foram analisados pelo software MVSP (Multi-Variate Statistical Package)

verso 3.2. na anlise os dados, agrupamento foi feito pelo mtodo do vizinho mais prximo, a

anlise de divergncia entre os acessos, segundo os caracteres morfolgicos descritos acima, foi

realizada aps o agrupamento e a comparao dos diferentes valores obtidos a partir do

complemento aritmtico do ndice de similaridade de acordo com Gower (1966), baseando-se na

seguinte expresso:

n

kijk

n

kijkijk

ij

w

swGGSc

1

1)(

onde:

1ijks para coincidncia de dados dicotmicos ou multicategricos

0 para discordncia de dados dicotmicos ou multicategricos

0ijkw para discordncia de dados dicotmicos

1 em qualquer outra situao

RESULTADOS E DISCUSSO

Os valores para as caractersticas de frutos dos descritores analisados nos 40 gentipos so

apresentados na Tabela 1, os (20) descritores de frutos mais comuns para a avaliao de plantas de

pimenta esto apresentados na mesma tabela. Dos descritores avaliados nenhum deixou de

apresentar variao, demonstrando que, embora os gentipos sejam pertencentes a um mesmo

gnero h existncia de grande variabilidade gentica entre eles.

As caractersticas de fruto, geralmente utilizadas na distino dos morfotipos de pimenta de uma

mesma espcie (Tabela1), apresentaram grande variao de classes: foram identificadas sete cores

diferentes de frutos no estdio intermedirio de maturao e oito no estdio maduro com cinco

formas de fruto e grande variao no tamanho e peso dos frutos, Fonseca (2006) em estudo similar

com Capsicum chinense com gentipos pungentes encontrou sete e nove cores diferentes e, Alves

(2009), com gentipos do morfotipo pimenta-de-cheiro sem pungncia encontrou cinco e sete cores

diferentes respectivamente, alm de quatro formas de fruto iguais. Segundo Carvalho et al., (2003),

a grande variabilidade gentica expressada na diversidade de cores e formas dos frutos inerente

espcie C. chinense. Para Ribeiro et al., (2004), necessrio que se conhea a diversidade gentica

dos gentipos cultivados e silvestres mantidos em colees de pimentas e pimentes. Tal

conhecimento e organizao de germoplasma do gnero Capsicum fundamental para que haja

COSTA LV.; BENTES JLS; ALVES SRM; VIANA JUNIOR JM; ROCHA MQ. 2011.Caracterizao morfolgica de pimentas (Capsicum spp.) do Amazonas. Horticultura Brasileira 29:S3402-S3410

Hortic. bras., v.29, n. 2 (Suplemento - CD ROM), julho 2011 S3406

maior uso dos gentipos disponveis, para um contnuo desenvolvimento de cultivares de maior

resistncia a doenas e mais produtivas.

Para todas as caracterstica verificou-se ampla variabilidade entre os gentipos (Tabela 2). As

caractersticas cor do fruto no estdio intermedirio (CFEI), cor do fruto no estdio maduro

(CFEM) apresentaram maior variabilidade, sendo verificadas sete classificaes para CFEI e oito

para CFEM. Para nmero de flores por axila(NFA), posio da flor(PCF), cor da corola(CCF) e cor

da antera(CAF) foram verificadas seis classes; para massa de fruto(MF), forma do fruto(FF),

posio do estigma(PEF), ombro do fruto na insero do pedicelo(OIP) e posio da flor(PCF)

cinco classes; para comprimento do fruto(CF), largura do fruto(LF), pungncia(PUG), nmero de

lculos(NLF), persistncia do fruto maduro em relao ao pedicelo(PFM), posio dos frutos(PSF),

cor da folha cotiledonar(CFC) cor da corola(CCF) sendo verificadas quatro classes; e nmero de

sementes por fruto(NSF), espessura do pericarpo do fruto(EPF) e superfcie do fruto(SPF) trs

classes

A freqncia de classes e valores dos descritores observados so apresentados na Tabela 3. Na

caracterizao dos gentipos para os caracteres de fruto, verifica-se a predominncia de

determinadas classes ou valores, como cor do fruto maduro vermelho (35,0% dos gentipos),

vermelho escuro (30,0% dos gentipos) e laranja-plido (12,5% dos gentipos); frutos triangulares

(35,0% dos gentipos) e alongados (12,5% dos gentipos); comprimento de fruto entre 4,0 e 8,0cm

(35,0% dos gentipos); largura do fruto entre 1,0 e 2,5cm (62,5% dos gentipos); peso do fruto

maior que 2 at 4g (30,0% dos gentipos); superfcie do fruto liso (52,5% dos gentipos); espessura

da polpa de maior de 2 a 3mm (55,0% dos gentipos); nmero de sementes por fruto de 21 a 50

(50,0% dos gentipos) e pungncia alta para (52,5% dos gentipos). A variao de classes e valores

observados para os descritores demonstra a grande variabilidade gentica existente entre os

gentipos, essa variao em Capsicum tambm foi descrita por Fonseca (2006), Luz (2007), Bento

et al., (2007), Neitzke (2008) e Alves (2009).

Foram encontrados frutos com quatro classes de tamanho, variando de at 1cm (12,5% dos

gentipos), de >1 a 2 (20,0% dos gentipos), de > 2cm a 4cm (32,5% dos gentipos) e de > 4 cm a

8 cm (35,0% dos gentipos). Quanto largura, foram verificadas tambm quatro classes, variando

at 1cm (7,5% dos gentipos), de >1cm a 2,5cm (62,5% dos gentipos), de > 2,5cm a 5cm (25,0%

dos gentipos) e de >5cm a 8cm (5,0% dos gentipos). Para peso de furtos os gentipos

apresentaram cinco classes com os valores de at 1g (20,0% dos gentipos), de >1g a 2g (15,0%

dos gentipos), de > 2g a 4g (30,0% dos gentipos), de > 4g a 8g (7,5% dos gentipos) e de > 8g a

12g (27,5% dos gentipos). Foram identificados frutos com superfcie lisa (52,5% dos gentipos),

semi-rugosa (30,0% dos gentipos) e rugosa (17,5% dos gentipos). Para o nmero de sementes por

COSTA LV.; BENTES JLS; ALVES SRM; VIANA JUNIOR JM; ROCHA MQ. 2011.Caracterizao morfolgica de pimentas (Capsicum spp.) do Amazonas. Horticultura Brasileira 29:S3402-S3410

Hortic. bras., v.29, n. 2 (Suplemento - CD ROM), julho 2011 S3407

fruto foi verificado trs classes com valores menos de 20 (25,0% dos gentipos), de 21 a 50 (50,0%

dos gentipos) e de mais de 51 (25,0% dos gentipos).

Por ser a Amaznia um dos principais centros de diversidade gentica do gnero Capsicum

(Barbosa et al., 2002; Reifschneider, 2000), encontrada na regio grande diversidade de tipos de

pimentas consumidas e cultivadas por povos indgenas, ribeirinhos e comunidades tradicionais.

necessrio que essa variabilidade gentica seja adequadamente estudada para que a mesma seja

conservada e efetivamente til no desenvolvimento de variedades de pimentas doces e pungentes

adaptadas as regies tropicais e subtropicais. A variabilidade gentica verificada indica que no

Amazonas encontra-se ampla diversidade de morfotipos de pimenteiras do gnero Capsicum.

REFERNCIAS

ALVES SRM. 2009. Caracterizao e Avaliao de Gentipos de Pimenta-de-cheiro (Capsicum

chinense Jacq.). Manaus: UFAM. 74 p (Dissertao Mestrado).

BARBOSA RI; LUZ FJF; NASCIMENTO FILHO R; MADURO CB. 2002. Pimentas do gnero

Capsicum cultivadas em Roraima, Amaznia brasileira. I. espcies domesticadas. Acta Amaznica

32(2): 177-132.

BENTO CS; SUDRE CP; RODRIGUES R; RIVA EM; PEREIRA MG. 2007. Descritores

Qualitativos e Multicategricos na Estimativa da Variabilidade Fenotpica entre Acessos de

Pimentas. Scientia Agraria 8(2): 149-156.

BUENO LCS; MENDES ANG; CARVALHO SP. 2001. Melhoramento gentico de plantas:

princpios e procedimentos. Lavras: UFLA. 282 p.

CARVALHO SIC; BIANCHETTI L; BUSTAMANTE PG; SILVA DB. 2003. Catlogo de

germoplasma de pimentas e pimentes (Capsicum spp.). Braslia: Embrapa Hortalias/Documento

49. 49p.

CHIES TTS; LONGHI-WAGNER HM. 2003. Polimorfismo morfolgico. In: FREITAS LB;

BERED F. (org.) Gentica e evoluo vegetal. Porto Alegre: UFRGS. p. 291-309.

FONSECA RM. 2006. Caracterizao morfolgica de acessos de Capsicum chinense Jacq. do Alto

Rio Negro-AM. Manaus: UFAM. 51p (Dissertao Mestrado).

GOWER JC. 1966. Some distance properties of latente root and vector methods used in multivariate

analysis. Biometrika 53: 325-338.

IPGRI, AVRDC and CATIE. 1995. Descriptors for Capsicum (Capsicum spp.). International Plant

Genetic Resources Institute, Rome: Italy.110p

LANNES SD; FINGER FL; SCHULTER AR; CASALI VWD. 2007. Growth and quality of

Brazilian accesions of Capsicum chinense fruits. Scientia Hortculturae 112: 266-270.

COSTA LV.; BENTES JLS; ALVES SRM; VIANA JUNIOR JM; ROCHA MQ. 2011.Caracterizao morfolgica de pimentas (Capsicum spp.) do Amazonas. Horticultura Brasileira 29:S3402-S3410

Hortic. bras., v.29, n. 2 (Suplemento - CD ROM), julho 2011 S3408

LUZ FJF. 2007. Caracterizaes morfolgica e molecular de acessos de pimenta (Capsicum

chinense jaqc.). Jaboticabal: Unesp-FCA. 81p (Tese Doutorado).

NEITZKE RS. 2008. Caracterizao morfolgica e distncia gentica entre variedades de

pimentas. Pelotas: UFPel. 56p. (Dissertao Mestrado).

PICKERSGILL B. 1971. Relationships between weed and cultivated forms in some species of chili

peppers (genus Capsicum). Evolution 25: 683-691.

REIFSCHNEIDER FJB.(org.). 2000. Capsicu

Recommended

View more >