CARACTERIZACÃO AMBIENTAL DA SUB-BACIA HIDROGRÁFICA DO ... ?· referência para a busca de alternativas…

Download CARACTERIZACÃO AMBIENTAL DA SUB-BACIA HIDROGRÁFICA DO ... ?· referência para a busca de alternativas…

Post on 08-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

TRANSCRIPT

  • CARACTERIZACO AMBIENTAL DA SUB-BACIA HIDROGRFICA DO CRREGO DO SANGUE, JAURU - MT, VISANDO O LEVANTAMENTO DE RECONHECIMENTO E

    CLASSIFICAO DOS SOLOS Aldo Max Custdio(1); Ms. Juberto Babilnia de Sousa(2); Diane Cristina Stefanoski(3); Dra. Clia Alves de Souza(4) 1Acadmico do curso de Agronomia, Bolsista de Iniciao Cientfica PROBIC/UNEMAT, Campus Universitrio de Nova Xavantina, e-mail: maxhermes007@hotmail.com; 2Professor Orientador, Depto. de Agronomia - UNEMAT, e-mail: jubertobabilonia@yahoo.com.br; 3Acadmica do curso de Agronomia - UNEMAT; 4Professora Depto. de Geografia - UNEMAT, Campus de Cceres. Resumo: Objetivou-se uma caracterizao geral da sub-bacia hidrogrfica do Crrego do Sangue enfocando a geologia, geomorfologia, vegetao e solo da regio. Os dados obtidos consistem de informaes preliminares do trabalho de iniciao cientfica e serviro como base para o reconhecimento e classificao dos tipos de solos, suas limitaes e potencialidades, bem como a forma de manejo mais adequado, visando diminuir os impactos ambientais na regio. Este estudo integra reas do entorno das nascentes e reas midas da sub bacia hidrogrfica do Crrego do Sangue, afluente da margem direita do rio Jauru, municpio de Jauru, sudoeste do Estado de Mato Grosso. A rea esta compreendida entre as coordenadas geogrficas 15 00 0 a 15 20 0 de Latitude Sul e 58 30 0 e 58 45 0 de Longitude Oeste. Esta primeira etapa do trabalho consistiu em dados de campo e reviso bibliografica. A geomorfologia da regio caracterizada pela presena de relevo levemente dissecado. A sub bacia encontra-se sobre duas unidades geolgicas: no baixo curso da sub bacia o Complexo Xingu e no alto curso o Grupo Parecis. O reconhecimento preliminar dos solos da regio representado pelas classes dos Argissolos Vermelho-Amarelos, Neossolos Litolicos e Chernossolos todas localizadas sobre o Complexo Xingu e a classe dos Neossolos Quartzarnicos localizada sobre o Grupo Parecis. A vegetao da regio consiste em Florestas Subtropicais sobre o Complexo Xingu e uma vegetao de transio sobre o Grupo Parecis composta de Cerrado Tropical e Cerrado Tropical Subcaduciflios. As caractersticas ambientais levantadas permitem concluir, preliminarmente, que os solos da regio so em sua maioria frteis e de boa qualidade para o desenvolvimento de atividade agrcola e pastoril, o que justifica o reconhecimento e classificao posterior dos solos, visando indicar os reais potenciais e limitaes quanto ao uso, buscando maior sustentabilidade ambiental. Palavras-chave: Sub bacia, Caracterizao Ambiental, Sustentabilidade. Introduo:

    Atualmente existe uma demanda muito grande de produtos oriundos da atividade agropecuria, atividade a qual exige como matria prima bsica o solo (BERTONI & LOMBARDI, 1999). O solo um recurso natural escasso e muito suscetvel as atividades do homem, alem de muitas vezes apresentarem limitaes. A descrio e o conhecimento das caractersticas fsicas e qumicas do solo se fazem cada vez mais necessrias, sendo fundamentais para se saber qual a forma de manejo mais adequado para o solo; qual cultura ou atividade se adapta melhor no solo. A descrio morfolgica de um solo feito atravs da descrio de um perfil

  • nos permite conhecer caractersticas fsicas e limitaes e serve tambm como referncia para a busca de alternativas que visam a ocupao do solo de forma sustentvel sem agresso ao meio ambiente, em especial os cursos de gua e o prprio solo.

    Neste contexto se faz necessrio ter pelo menos um conhecimento bsico da geologia, geomorfologia, clima e vegetao da regio, pois todos esses fatores influem no tipo de solo desenvolvido na regio afetando-o em todos os aspectos, sobretudo nas suas caractersticas fsicas e qumicas e, consequentemente, seu potencial de uso e impactos ambientais associados ao solo (BERTONI & LOMBARDI, 1999), ( LEPSCH, 2002).

    Objetivou-se levantar informaes que possibilitam o reconhecimento e classificao dos tipos de solos da sub-bacia hidrogrfica do Crrego do Sangue afluente do rio Jauru, avaliando suas qualidades e potencialidade, podendo servir de subsdios para complementao de polticas de ordenamento territorial e delimitar reas com capacidade de suportar atividades agrosilvopastoris sustentveis. Esta primeira parte do trabalho consiste em dados levantados a campo e em material bibliogrfico, permitindo-nos uma caracterizao geral da rea. Material e Mtodos:

    Este estudo integra reas do entorno das nascentes e reas midas da sub bacia hidrogrfica do Crrego do Sangue, afluente da margem direita do rio Jauru, municpio de Jauru, sudoeste do Estado de Mato Grosso. A rea esta compreendida entre as coordenadas geogrficas 15 00 0 a 15 20 0 de Latitude Sul e 58 30 0 e 58 45 0 de Longitude Oeste.

    Para atingir os objetivos propostos foi realizado um trabalho de campo no ms de junho de 2008 para obter informaes dos aspectos ambientais: geomorfologia, geologia e vegetao da sub-bacia Hidrogrfica do Crrego do Sangue e que fossem relevantes para o levantamento e classificao dos solos.

    Atravs de reviso bibliogrfica foi possvel confrontar-se com as informaes coletadas a campo, na busca de um melhor ajuste e validao das caractersticas gerais da geologia, geomorfologia, vegetao e pedologia da regio.

    Para a caracterizao ambiental da Bacia, foram utilizados, mapas temticos da Seplan (escala 1:250.000 de 2000), mapas temticos do Radambrasil (escala 1:1.000.000 de 1982). Foi feito um estudo minucioso destes materiais, inclusive identificando caractersticas que possibilitassem uma atualizao da classificao dos solos da regio. Esta caracterizao geral consistiu na base para elaborao desta primeira parte do projeto. Resultados e Discusso: - Geologia e Geomorfologia

    A rea de estudo encontra-se sobre duas unidades geolgicas: Complexo Xingu e Grupo Parecis. Sendo a maior parte sobre o Complexo Xingu.

    O Complexo Xingu apresenta rochas bem antigas, que datam do Pr-cambriano mdio a inferior, sendo essencialmente rochas metamrficas. A litologia do Complexo Xingu pode ser representada por granitos e granodioritos, com colorao predominantemente rosa, algumas com tons cinza; migmatitos, sendo a colorao mais comum cinza e rosa, constitudo principalmente por feldspato; biotita-gnaisses, rochas de colorao bem cinza constituda de feldspato, quartzo-biotita e algumas vezes, podem apresentar tambm muscovita e anfiblio; xistos, rochas metamrficas cinzas e esverdeadas exibindo colorao amarelada,

  • avermelhada ou amarronzada quando alteradas, constituem-se principalmente de biotita, muscovita; quartizitos, rocha de colorao esbranquiada com tons rosa e creme, por vezes cinza, constitudos essencialmente por quartzo; anfibolitos, colorao esverdeada a preto constitudo essencialmente por anfibolito e as rochas cataclsticas, vrios littipos de composio variadas dispostas nas zonas de folhamento que originam-se do metamorfismo de outras rochas. As biotita-gnaisses so as rochas que mais freqentemente afloram na regio principalmente sobre a forma de lajeiros e mataes abaulados (Radambrasil, 1982; Seplan, 2000). O Grupo Parecis apresenta duas formaes geolgicas: Salto das Nuvens e Formao Utiariti. A formao Salto das Nuvens apresenta rochas sedimentares que recobrem as rochas mais antigas do Complexo Xingu, essa formao a base do grupo Parecis e sua deposio comea com conglomerados petromiticos, matriz argilo arenosa conglomeratica, composio principalmente quartzo e fedspato. A Formao Utiariti unidade litoestratigrafica relativamente nova e ocupa grande extenso da rea de estudo, repousando sobre o Complexo Xingu, acredita-se que sua origem data no perodo cretceo superior, caracteriza-se por rochas sedimentares constitudos em quase sua totalidade por sedimentos arenosos cuja composio essencialmente quartzo e fedspato (Radambrasil, 1982; Seplan, 2000). A geormofologia da regio caracterizada por relevos de superfcie pediplanados, atualmente se encontra fracamente dissecada, apresentando formas convexas e tabulares sendo que as formas convexas so caracterizadas por relevos de topo convexo com diferentes ordens de grandeza e aprofundamentos de drenagem, separados por vales de fundo plano. As formas tabulares apresentam-se como relevo topo aplanado, sendo basicamente a diferena para as formas convexas. A regio apresenta variaes topogrficas, podendo algumas vertentes apresentar inclinao considervel favorecendo processos erosivos. - Vegetao

    A sub bacia hidrogrfica do Crrego do Sangue encontra-se em trs regies distintas de vegetao (Radambrasil, 1982; Seplan, 2000). Uma regio mais prxima da nascente (alto curso) nas proximidades da Chapada dos Parecis, e consiste de uma vegetao de savana (cerrado) sobre o Grupo Parecis; uma faixa de transio com aspecto de mata, composta de Cerrado Tropical e Cerrado Tropical Subcaduciflios; uma regio de Floresta Subtropical que compreende a maior parte da sub-bacia sobre o Complexo Xingu estendendo da rea mediana da sub bacia at o Rio Jauru.

    Na regio de Cerrado encontramos vegetao caracterizada por formaes herbceas, onde predominam as gramneas mescladas e intercaladas por arvores e arvoredos esparsas. Esta rea encontra-se, principalmente, sobre a classe dos Neossolos Quartzarnicos.

    A Floresta Subtropical encontra-se na regio uma vegetao que apresenta arvores emergentes decduas alem de estar situada em regies com posio altimtrica caracterstica de 100 a 500 m de altura acima do nvel do mar, so, tambm encontradas nas regies de solos mais frteis, principalmente sobre os Argissolos Vermelho-Amarelos.

    - Tipos de solo O solo da regio frtil e de boa qualidade para desenvolvimento de

    atividade agrcola e pastoril em sua maior extenso, os solos so representados

  • pelas classes dos Argissolos Vermelho-Amarelos, Neossolos Litlicos, ambos podendo estar associados com Chernossolos, todas localizadas no mdio at o baixo curso da Bacia sobre o Complexo Xingu e a classe dos Neossolos Quartzarnicos localizada no alto curso sobre o Grupo Parecis. Os Neossolos Quartzarnicos apresentam-se profundos e muito profundos de pouco desenvolvimento estrutural e com textura predominantemente na classe de areia e areia franca. Apresenta intensa lixiviao de bases, baixa capacidade de armazenamento de umidade e, devido a sua composio mineralgica e estrutura muito suscetvel a eroso. Pelas suas caractersticas fsicas e qumicas estes solos no so indicados para atividades agrcolas, sendo recomendado a preservao da vegetao sobre este tipo de solo, ou utilizar reas como pastagens naturais. Os solos Neossolos Litlicos so solos rasos com seqncia de horizonte A/R ou A/C/R, em geral ocorrem na borda do Planalto do Parecis na regio de transio entre o Grupo Parecis e Complexo Xingu ou em regies de relevo movimentando com declives fortes ou muito fortes. Estes solos apesar de apresentarem caractersticas qumicas favorveis, considerando sua ocorrncia, principalmente, sobre o Complexo Xingu, a implantao de atividade agrcola apresentam limitaes fsicas como estrutura, profundidade do solo e relevo movimentado em que esto localizados.

    Os Argissolos Vermelho-Amarelos so os solos mais comuns na regio e apresentam grande potencialidade para desenvolvimento da agricultura. Freqentemente apresentam horizontes escurecidos e vegetao tipo floresta, podendo ocorrer A Chernozmico sobrejacente ao horizonte Bt. So solos profundos a pouco profundos. Dados preliminares reforam que na regio estes solos freqentemente encontram-se associados com os Chernossolos, e apresentam textura mdia/argilosa.

    Os Chernossolos da regio so solos minerais no hidromrficos que caracterizam-se por apresentar horizonte A chernozmico sobrejante a um horizonte Bt com argila de atividade alta. So solos eutrficos, profundos a rasos com distinta diferenciao entre os horizontes, normalmente com textura mdia nos horizontes superficiais, e argilosas nos subsuperficiais. So solos que apresentam caractersticas qumicas excelentes para uso agrcola, com elevado potencial nutricional. Na regio encontra se associado com os Argissolos e Neossolos. Concluso:

    O conhecimento bsico das caractersticas geolgicas, geomorfolgicas, clima, vegetaes e pedolgicas da regio possibilitou fazer inferncias no reconhecimento e classificao prvia dos tipos de solos e potenciais de uso.

    Esta primeira parte do trabalho consiste de um subsdio relevante para a segunda fase do trabalho, que consistir do levantamento, classificao e mapeamento dos solos com relatrio tcnico de uso e potencialidades. Referncias Bibliogrficas: RADAMBRASIL. Levantamentos dos Recursos Naturais. Ministrio das Minas e Energia, Secretria Geral. Projeto RADAMBRASIL - Folha SD 21 Cuiab. Vol. 26. Rio de Janeiro 540p. 1982. EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema brasileiro de classificao de solos. Braslia, Embrapa Produo de Informao; Rio de Janeiro, Embrapa Solos, 2006. 412p.

  • SEPLAN. Zoneamento scio-econmico-ecolgico do Estado de Mato Grosso. Cuiab/MT. 2000. SEPLAN-MT. Mato Grosso: Solos e Paisagens. Cuiab, 2007. 272p. BERTONI, JOS. Conservao do Solo/ Joaquim Bertoni; Francisco Lombardi Neto. So Paulo: cone, 1999. 4 ed.. 355p. LEPSCH, IGO F.. Formao e Conservao dos Solos. So Paulo: Oficina de Textos, 2002. 178p.

Recommended

View more >