captação de Água

Download Captação de Água

Post on 17-Nov-2015

8 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Captação de Água

TRANSCRIPT

CAPTAO DE GUA

CAPTAO DE GUAEquipe: Gustavo Henrique de Almeida MatosMaikon QueirozEloi HelenoAluisio Nonato Paiva Neto

Fontes de gua para abastecimentoguas Superficiais e Subterrneas

O homem possui dois tipos de fontes para seu abastecimento, so elas as guas superficiais e subterrneas.

Efetivamente essas fontes no esto sempre separadas. Em seu deslocamento pela crosta terrestre a gua que em determinado local superficial pode passar a ser subterrnea em uma prxima etapa e voltar a ser superficial posteriormente.

As guas de superfcie so as de mais fcil captao e por isso h uma tendncia de que sejam mais utilizadas no consumo humano.

Estima-se que menos de 1% da gua doce existente no globo terrestre encontram-se disponveis superficialmente (rios e lagos).

Constata-se que somente 0,3% do volume total de gua do planeta pode ser aproveitado para nosso consumo, sendo 0,01% encontrada em fontes de superfcie(rios, lagos) e o restante, ou seja 0,29%, em fontes subterrneas (poos e nascentes).

Tipos de mananciaisChama-se de manancialabastecedor a fonte de onde se retira a gua com condies sanitrias adequadas e vazo suficiente para atender a demanda.

Podem ser dos seguintes tipos: superficiais (rios e lagos), subterrneos (fontes naturais, galerias filtrantes, poos) e guas pluviais (superfcies preparadas).

A captao tem por finalidade criar condies para que a gua seja retirada do manancial abastecedor em quantidade capaz de atender o consumo e em qualidade tal que dispense tratamentos ou os reduza ao mnimo possvel.

No caso da existncia de mais de um manancial, a escolha feita considerando-se no s a quantidade e a qualidade, mas tambm, o aspecto econmico e o consumo atual provvel, bem como a previso de crescimento da comunidade e a capacidade ou no de o manancial satisfazer a este consumo

Condies para captaoCondies a serem analisadas

Quantidade de gua

Qualidade da gua

Garantia de funcionamento

Economia das instalaes

Localizao

Quantidade de gua

Se a vazo suficiente na estiagem, deve-se criar a forma mais conveniente de captao direta da correnteza.

Insuficiente na estiagem, mas suficiente na mdia: deve-se armazenar o excesso de vazo durante o perodo de cheias, normalmente faz se uso das barragens de acumulao

No caso onde existe vazo, mas inferior ao consumo previsto, utilizam-se vazes captadas de mananciais complementares.

Qualidade da gua

captar guas de melhor qualidade possvel, localizando adequadamente a tomada e efetivando-se medidas de proteo sanitria desta tomada

instalar a captao montante de descargas poluidoras e da comunidade a abastecer.

tomadas em reservatrios de acumulao no devem ser de profundidade adequada para que no ocorram problemas de natureza fsica, qumica ou biolgica

Garantia de Funcionamento

identificar com preciso as posies do nvel mnimo para que a entrada de suco permanea sempre afogada e do nvel mximo para que no haja inundaes danosas s instalaes de captao

Determinar a velocidade de deslocamento da gua no manancial

Alm da preocupao com a estabilidade das estruturas, proteo contra correntezas, inundaes, desmoronamentos, devemos tomar medidas que no permitam obstrues com a entrada indevida de corpos slidos, como peixes, por exemplo.

Economia nas instalaes

o projeto da captao deve se guiar por solues que envolvam o menor custo sem o sacrifcio da funcionalidade.

necessrio estudar com antecedncia, a permanncia natural do ponto de captao e a velocidade da correnteza.

Analisar a natureza do leito de apoio das estruturas a serem edificadas e a vida til destas

Planejar a facilidade de acesso e de instalao de todas as edificaes necessrias, a flexibilidade fsica para futuras ampliaes e os custos de aquisio do terreno.

Localizao

A princpio, a localizao ideal aquela que possibilite menor percurso de aduo compatibilizado com menores alturas de transposio pela mesma adutora no seu caminhamento

importante que, alm das medidas sanitrias, a captao em rios seja em trechos retos, pois nestes trechos h menor possibilidade de assoreamentos.

prefervel a captao na margem cncava, visto que problemas erosivos podem ser neutralizados com protees estruturais na instalao, enquanto que o assoreamento seria um problema contnuo durante a operao do sistema.

Formas de CaptaoIndividual

Poos escavados/ fontes de encosta (cacimbo)

Coletiva

Composto pelas unidades do sistema de abastecimento de gua (SAA)

Rio Itapecuru ITALUS

Sistema Sacavm (Barragem do Batat)

Pacincia Sistema de poos artesianos

Referencias FUNASA (2007) Manual de Saneamento, 3th ed., Braslia : Densp Heller, L. (1997) Saneamento e sade, Braslia: Opas/OMS

Recommended

View more >