cante pautas 08 06 - almodôvar

Download CANTE PAUTAS 08 06 - Almodôvar

Post on 13-Jul-2015

106 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

CANTE - Jornada 8, etapa 6, com mais 7 pautas recolhidas em Almodôvar, em MVdoBA, de João Ranita da Nazaré

TRANSCRIPT

LISTA das Pautas digitalizadas em MOMENTOS VOCAIS DO BAIXO ALENTEJO Cantares do CANCIONEIRO DA TRADIO ORAL, Joo Ranita da Nazar, Imprensa Nacional Casa da Moeda, 1986.

Totais soma

Nome

Ref

N na obra Pg N obra p - N

ALMODVAR - 7 Pautas359. 360. 361. 362. 363. 364. 365. Antnio lindo Antnio Abalei da minha terra Almodvar minha Terra Angola portuguesa... Caminhando pr Vapor A mocidade no ... Eu aprendi a cantar... J l vem no alto mar Os homens que vo guerra Ouve 'strela da manh... Pensei ir a Lisboa Abalei da minha terra... Levantei-me um dia cedo E olhos da minha cara... Trigueirinha Sendo assim trigueirinha... Minha alentejana... Almodvar 01 Almodvar 02 Almodvar 03 Almodvar 04 Almodvar 05 Almodvar 06 Almodvar 07 052 053 054 055 056 057 058 182 - 183 184 - 185 186 - 187 188 - 189 190 - 191 192 - 193 194 - 19552 53 54

55

56 57 58

ALMODVAR

http://www.trekearth.com/gallery/Europe/Portugal/South/Beja/Almodovar/photo916695.htm

359 - 052 - Antnio lindo Antnio Almodovar 01

PAUTA E TEXTO

Antnio lindo Antnio (?) Abalei da minha terra - Texto literrio: I E E E E

abalei da minha terra olhei para trs chorando abalei de a minha terra olhei para trs choran(do).

II Minha terra da minha alma To longe de ti me vai ficando minha terra de a minha alma To longe de ti me vai ficando.Ver outros Cantares Alentejanos em: http://liberdadeecidadania.blogspot.com/2009/07/o-alentejo.html e http://alemguadiana.blogs.sapo.pt/90804.html

360 - 053 - Almodvar minha Terra Almodvar 02

PAUTA E TEXTO

Almodv' s minha Terra - Texto literrio:I Almodv' s minha terra No posso a contrafalar Toda a gente me conhe(ce} Pelo modo de cantar. II Pelo modo do cantar Almodv' s minha terra Almodv' s minha ter(ra} No posso a contrafalar. III Angola portuguesa Moambique tambm Portugus os Aores E a Madeira e a Guin. IV ndia Macau e Timor De o continente imortal So Tom e Cabo Ver(de) Tudo ist' Portugal.

361 - 054 - Caminhando pr vapor Almodvar 03

PAUTA E TEXTO

Caminhando pr vapor - Texto literrio:I A mocidade no E a mesma que era algum dia Ces de casa ou da fala E melhor do que seria. II E melhor do que seria E a mocidade no A mocidade no E a mesma que era algum dia E a mesma que era algum di(a). III Eu aprendi a cantar Lavrando terra molhada L na solido de o campo Pensando na minha amada. IV Vou-me embora vou partir Caminhando pr vapor Adeus pai e adeus me Adeus meu lindo amor Adeus meu lindo amor.

362 - 055 - J l vm no alto mar Almodvar 04

PAUTA E TEXTO

J l vm no alto mar - Texto literrio:I Ouve 'strela de a manh Ns havemos d' arrear Inda bem ela amanhece J eu 'stou no teu quintal. II J l vo no alto mar Iando a nossa bandeira Os homens que vo guerra So melhores a vida inteira. III So melhores a vida inteira Trazem cabos a mandar Iando a nossa bandeira J l vm no alto mar.Ver outra verso, pelo Grupo Coral de Queluz, Fernando Lopes Graa: http://www.youtube.com/watch?v=2y-kOs_IdcA

363 - 056 - Pensei ir a Lisboa Almodvar 05

PAUTA E TEXTO

Pensei ir a Lisboa - Texto literrio:I Abalei da minha terra Olhei para trs chorando E terra da minha alma Que to longe me vais ficando. II Cheguei e embarquei no o comboio Que soprava pela linha s vezes penso comigo e digo No sei que sorte a minha. III Quando cheguei ao Barreiro Tomei o barco que passa o Tejo Chora por mim que eu choro por ti J no volto (a)o Alentejo.ver tambm j o anterior: pauta_359_MVBAlentejo_CTO_JRNazare_52_Antonio_Almodovar01

364 - 057 - Levantei-me um dia cedo Almodvar 06

PAUTA E TEXTO

Levantei-me um dia cedo - Texto literrio:I Levantel-m' um dia cedo Para ver um cartaxinho Levava pasto no bico meu lind' amor J ia fazer o ninho. II J ia fazer o ninho Em cima do arvoredo Para ver um cartaxinho meu lind' amor Levante;-m' um dia ce(do). III E olhos de a minha cara J os tenho repremidos olhos de a minha cara meu lind' amor J os tenho repremi(dos). IV Quando olharem para mim No olhem com mau sentido Quando olharem para mim E meu lind' amor No olhem com mau senti(do). V Levantei-m' um dia cedo Para ver um cartaxinho Levava pasto no bico O meu lind' amor J ia fazer o ni(nho). VI J ia fazer o ninho Em cima do arvoredo Para ver um cartaxi(nho) meu lind' amor Levantei-m' um dia ce(do).

365 - 058 - Trigueirinha Almodvar 07

PAUTA E TEXTO

Trigueirinha - Texto literrio:I Sendo assim trigueirinha Aquela moa trigueira Sendo assim trigueirinha ai ai ai J no h quem a queira. II J no h quem a queira Sendo assim trigueirinha Linda moa trigueira ai ai ai Das trigueiras a rainha. III Minha alentejana Minha alentejanita Quem te disse a ti Que eras to bonita. IV Sendo assim trigueirinha Aquela moa trigueira Sendo assim trigueirinha ai ai ai J no h quem a queira. ver outra letra e msica... alm de vrios fados... Ver tambm Chamaste-me trigueirinha Chamaste-me trigueirinha Ai mas isto do p da eira Hs-de me ver ao Domingo Ai como a rosa na roseira A minha me no quer Que eu ande a namorar bis Eu sou moa solteira Eu hei-de me casar A minha me no quer Que eu fale ao meu amor Eu hei-de lhe falar Quando preciso for Solteirinha no te cases Ai lembra-te da boa vida bis Eu j vi uma casada Ai a chorar de arrependida bis A minha me no quer Que eu ande a namorar Eu sou moa solteira Eu hei-de me casar Bis A minha me no quer Que eu fale ao meu amor Eu hei-de lhe falar Quando preciso for

http://www.etnografiaz.no.sapo.pt/Docs/Chamasteme%20trigueirinha.doc

Seguem-se 5 pautas musicais recolhidas em Castro Verde LISTA das Pautas digitalizadas em MOMENTOS VOCAIS DO BAIXO ALENTEJO Cantares do CANCIONEIRO DA TRADIO ORAL, Joo Ranita da Nazar, Imprensa Nacional Casa da Moeda, 1986.

CASTRO VERDE

http://www.montalegre-do-cercal.com/Ortsverzeichnis/Beja/Castro_Verde/p.html

Totais soma

Nome

Ref

N na obra Pg N obra p - N

CASTRO VERDE - 5 Pautas366. 367. 368. 369. 370. Vamos ns saindo Muito bem parece Afonso Henriques um dia Flores da nossa terra So Joo Castro Castro Castro Castro Castro Verde Verde Verde Verde Verde 01 02 03 04 05 059 060 061 062 063 202 204 206 208 210 203 205 207 209 21159 60 61 62 63