cana e crack - sintoma ou problema

Download Cana e Crack - Sintoma Ou Problema

Post on 19-Jul-2015

65 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Cana e Crack: Sintoma ou Problema? Um Estudo Sobre os Trabalhadores no Corte de Cana e o Consumo do Crack1ARLETE FONSECA DE ANDRADECANA E CRACK: SINTOMA OU PROBLEMA?UM ESTUDO SOBRE OS TRABALHADORES NO CORTE DE CANA EO CONSUMO DO CRACKMestrado em Psicologia SocialPUC/SO PAULO2003Cana e Crack: Sintoma ou Problema? Um Estudo Sobre os Trabalhadores no Corte de Cana e o Consumo do Crack2ARLETE FONSECA DE ANDRADECANA E CRACK: SINTOMA OU PROBLEMA?UM ESTUDO SOBRE OS TRABALHADORES NO CORTE DE CANA EO CONSUMO DO CRACKDissertaoapresentadaBancaExaminadoradaPontifciaUniversidadeCatlicadeSoPaulo,comoexignciaparcialparaobtenodottulodeMestre em Psicologia Social, sobaorientaodoProf.Dr.PeterKevin Spink.Mestrado em Psicologia SocialPUC/So Paulo2003Cana e Crack: Sintoma ou Problema? Um Estudo Sobre os Trabalhadores no Corte de Cana e o Consumo do Crack3Prof. Dr. Peter Kevin SpinkProf. Dr. Odair SassProf.a. Dra. Leny SatoCana e Crack: Sintoma ou Problema? Um Estudo Sobre os Trabalhadores no Corte de Cana e o Consumo do Crack4Dedico este trabalho aos cortadores de cana,acreditando em um futuro melhor.Cana e Crack: Sintoma ou Problema? Um Estudo Sobre os Trabalhadores no Corte de Cana e o Consumo do Crack5 Alice Correia de Andrade, minha av e meuspais, Areno e Alzira.Cana e Crack: Sintoma ou Problema? Um Estudo Sobre os Trabalhadores no Corte de Cana e o Consumo do Crack6Sem trabalho, toda vida apodrece. Mas, sob um trabalhosem alma, a vida sufoca e morre.Albert CamusCana e Crack: Sintoma ou Problema? Um Estudo Sobre os Trabalhadores no Corte de Cana e o Consumo do Crack7RESUMONesteestudo,pretende-seanalisaracondiodostrabalhadoresrurais,notadamenteaqueles que se dedicam ao corte da cana-de-acar na regio de Ja/SP, intercalando adiscussoentreoprocessodaformaohistricaeculturaldessaspopulaeseosaspectos relacionados com o uso e abuso de drogas, especificamente o crack.Ametodologiadeanlisefundamenta-senafenomenologiasocial,AlfredSchtz,dandoformatericaaoqueoautordenominaomundodavidacotidiana,ondeaspessoas no teorizam a respeito de suas prticas. Um mundo real eintersubjetivo, emque as pessoas interagem umas com as outras naturalmente; ou seja, a partir do sensocomum, os homens vo interagir com seus valores, cultura, crenas, etc.Das entrevistas, tanto com os profissionais que realizaram atendimento aos cortadoresdecanaqueestavamconsumindocrackcomocomosprpriostrabalhadores,surgiramvriosquestionamentoscomo:adrogarelacionadaaotrabalho;questessociais;rupturacomosvnculosfamiliaresereligiosos;acondioprecriadesobrevivnciadessestrabalhadoresinseridosnumsistemabaseadonaexploraodamo-de-obraeexpropriaodesuasterrasondetodosseusvaloresacabamsendodesenraizados.Assim,aintenoseranalisarpontosemcomumquepossamoferecerrespostassquestes sobre os porqus do consumo de crack por parte dessas populaes.Cana e Crack: Sintoma ou Problema? Um Estudo Sobre os Trabalhadores no Corte de Cana e o Consumo do Crack8ABSTRACTThisstudyanalysestheruralworkersconditionbringingintofocusthesugarcanecuttersintheregionofJa,StateofSoPaulo.Thediscussiongoesthroughtheprocess of historic and cultural formation of such population and the aspects related tothe use and abuse of crack.Themethodologyforanalysisisbasedonthesocialphenomenology,withwhichAlfredSchtzplacesunderatheoreticalviewtheconceptofworldoftheeverydaylifemeaningthatpeopledonottheorizestheirdailypractices.Arealandinter-subjectiveworldonwhichpeopleinteract oneachothernaturally,thatistosaythatpeopleinteract based on their own values, culture, beliefs, andso on,followingtheircommon sense.Theinterviewsmade with the professionals who attended the sugar canecutterswhowerecrackconsumersandwiththeworkersbroughtupmanyquestionssuchastherelationshipbetweendrugsandwork;socialquestions;ruptureofreligiousandfamiliar ties; precarious survival condition of these workers inserted in a system basedon the labour exploitation and expropriation of theirlands having as consequence therootlessness of their values as a whole. In thisway,thepurpose ofthisstudywillbetheanalysingofthecommonreasonswhichleadthatspecificgrouptotheconsumption of crack.Cana e Crack: Sintoma ou Problema? Um Estudo Sobre os Trabalhadores no Corte de Cana e o Consumo do Crack9AGRADECIMENTOSA construo e finalizao desta dissertao de mestrado contou com a participao eapoio de vrias pessoas queridas. Sem elas, no haveria nem emoo e nem brilho nodecorrer desta trajetria.Emprimeirolugarqueroagradeceratodososcortadoresdecanaqueparticiparamdestapesquisa.Arecepoafetuosaquetiveportodosnocanavialnopoderiasermais gratificante. Em especial quero agradecer a Cristiane e ao Ccero, cortadores decanaquelutamporumfuturomelhor.Agentilezaegrandecontribuioqueofereceram foi estimulante para que eu continuasse a me interessar pelo tema.A minha me, Alzira da Fonseca Andrade sempre bondosa e generosa, ensinando-meavalorizartodososmomentosdeminhavida.Acalmava-meeconfortava-menosmeus momentos mais difceis, fazendo com que eu no desistisse dos meus objetivos.Aomeupai,ArenoCsardeAndrade,pormeensinarnavidaosignificadodaperseverana e do trabalho na conquista dos meus sonhos e desejos com dignidade.Oamoreapoioquerecebidelesfoiincondicional,compreendendoassim,meusmomentosdeausncia.Semissoseriaquaseimpossvelafinalizaodestadissertao.Ao Ricardo dos Santos Malafronte, grande companheiro que apoiou esta pesquisa emtodosossentidosduranteessesanosdetrabalho.Nosmomentosemquecompartilhavaminhas angstias eincertezascontagiava-medealegriacomseulindoolhar e sorriso renovando minhas foras para que eu continuasse em frente.A minha grande e querida amiga Isabela Pennella que acompanhou-me nesta trajetriadesde o incio semme abandonar umminuto sequer. Sempre disposta a me ensinar ediscutirquestesfundamentaisnoenriquecendodestapesquisa,confortando-meemtodososmomentos.Omaiorpresentequepudereceberdeumapessoa,eurecebi.Recebiaamizadedeumapessoamaravilhosasempedirnadaemtroca.AamigaIsabelaagradeopelagrandecontribuioecarinhoquetempormimeporestadissertao.Cana e Crack: Sintoma ou Problema? Um Estudo Sobre os Trabalhadores no Corte de Cana e o Consumo do Crack10Ao meu grande e querido amigo Mrio Antnio de Moraes Biral, que assumiu comigoestafilha(adissertao)emtodosossentidos.Biral,comoochamamos,sempreestevepresente,orientando-menasvriasleiturasquefeznestadissertaocomcrticasesugestes,semdeixarocarinhodelado.Prestativo,intermediou-menoscontatos com o Prof. Dr. Igor Vassilieff do CEATOX de Botucatu e com o PresidentedaFETAESP,Sr.Mauroaqualasentrevistasforamfundamentaisparaapresentepesquisa.Aomeuorientador,Prof.Dr.PeterKevinSpink,queaceitouessedesafiocomigo.Seusensinamentospreciosostransmitiramconhecimentoeestmuloacadadianodesenvolvimento desta dissertao.AProf.Dr.MariaAparecidadeMoraesSilva,quedurantesuasaulasnaPUC/SPensinou-nosavalorizarohomemdocampoesuaculturaacadadia.Agradeoporseus ensinamentos alm de sua participao na minha qualificao.A Prof. Dr. Carmem Junqueira, grande professora e amiga que estimulou o princpioda minha escrita neste trabalho. Sempre carinhosa e atenciosa.Ao Prof. Dr. Odair Sass, pelas valiosas sugestes que fez em minha qualificao.AoProf.Dr.AntoniodaCostaCiampaagradeopelasprimeirasdiscussesecontribuies referentes ao presente tema.AProf.a.Dr.LenySatoporaceitarprontamenteoconviteemparticipardaminhabanca examinadora.AEmilenedoProgramadePsGraduaoemCinciasSociaisporsempremeorientareauxiliarnostrmitesadministrativosdaPUC/SP.Excelenteprofissional,alm de prestativa em todos os momentos.Agradeoagrandecontribuiodosprofissionaisqueentrevisteiduranteaminhapesquisa,soeles:oProf.Dr.IgorVassilieff,osprofissionaisdoCEATOXdeBotucatu,aDra.Eliete,oPastorValter,oSr.Francisco,CoordenadordoSindicatoCana e Crack: Sintoma ou Problema? Um Estudo Sobre os Trabalhadores no Corte de Cana e o Consumo do Crack11RuralPatronal,oSr.Mauro,PresidentedaFETAESPeoSr.Polaco,PresidentedoSindicatodosTrabalhadoresRuraisdeMineirosdoTiet.Estaspessoasreceberam-mecomcarinhocedendohorasdeseusdiasparaasminhasentrevistaseindagaesem relao aos aspectos do trabalho no corte de cana e esclarecimentos sobre o crack.Ao meu querido Thor que no saiu nenhum minuto do meu lado e quando encontrava-me exausta e desanimada, distraa-me com suas brincadeiras graciosas, fazendo-me rire relaxar todo tempo.AminhaamigaAnaMariaAugustadaSilvasempreinteressadaemmeajudar,oradiscutindoatemticadorural,orabuscandoemsuabibliotecaparticularlivrosquepudessemmeauxiliaredesenvolverdamelhorformapossvelminhapesquisacomsuas ricas sugestes. Estimulando-me para que eu seguisse em frente.AoAndrPomorskiLorente,meurevisordeportugusquecomtodaapacinciaetranqilidadearrumavameuserros,almdeentregar os textosrapidamenteparaqueeu pudesse acertar os detalhes finais.AminhaamigaMyrt-ThniadeSouzaCruzporcompartilharcomigoasdiscussesreferenteatemticadoruralenriquecendoassimminhasidias.Agradeotambmpelasuadisposioecarinhoqueteveemesclarecerminhasdvidasquantoaostrmites institucionais da PUC/SP visualizando as solues necessrias.AminhaamigaRejaneTeixeirapelaamizadeecarinhoquesemprededicouamimdesdequenosconhecemosnomestradodaPUC/SPestimulandoassim,apresentedissertao.AosamigosMarizeDuarteeHaluopelasgrandescontribuiessobreatemticadorural em nossos encontros no NET (Ncleo de Estudos da Terra).Aos meus sobrinhos Luciana de Andrade Olivieri Braga e Felipe de Andrade Olivieri,pelo apoio moral, emanando energia positiva para que as minhas dvidas e incertezasdesaparecessem.Cana e Crack: Sintoma ou Problema? Um Estudo Sobre os Trabalhadores no Corte de Cana e o Consumo do Crack12AoSENAR/SP(ServioNacionaldeAprendizagemRural)porterapoiadoefinanciado grande parte desta pesquisa, deixando-me tranqila nesse aspecto para queeu pudesse estudar e pesquisar sem haver este tipo de preocupao.AosfuncionriosdosetordainformticadoSENAR/SP,emespecialAndriaMedeiros Gonalves e Fabiana Gonalves de Lima, pela disponibilidade e carinho quetiveram comigo em todos os momentos em que as solicitei para resolver minhas crisese dvidas nesta rea.A Dlia Corredoni, Sr. Paulo Bonater e Nilson Kikuty, do departamento pessoal e definanasdoSENAR/SPpeladisponibi