câmara escura

Download Câmara Escura

If you can't read please download the document

Post on 18-Jan-2016

216 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Câmara Escura

TRANSCRIPT

  • Cmara Escura Luciana Cooper

  • DefinioSo salas onde so processadas as radiografias atravs de um processo manual ou automtico. o ltimo lugar por onde os filmes passam, devemos manter rgido o controle de qualidade.

  • Controle de Qualidade Controle dos qumicos; Limpeza das colgaduras no processamento manual ou de todo o mecanismo do processo automtico.

  • Cmara Escura uma sala onde no pode haver luz intensa na parte interna, e nem se deve deixar que a luz externa entre. Finalidade: processar os filmes expostos

  • Localizao da Cmara Escura

  • Diviso da Cmara Escura

    - Parte Seca

    - Parte mida

  • Componentes da Parte Seca - Bancada - Luz de segurana - Box de passagem - Porta colgaduras - Hidroscpio - Caixa de Filmes - Despertador

  • Bancada De suma importncia;Pode ser em forma de armrio baixo (madeira, ferro ou alumnio).Revestido em seu tampo superior com uma capa de borracha para evitar eletricidade esttica, e facilitar o manuseio dos acessrios (chassis e filmes).Em algumas bancadas, na parte anterior, so encontradas gavetas para acomodar os filmes no expostos.

  • Caixas de Filmes Caixas de filmes para reposio rpida.Duas de cada tamanho, para uma possvel reposio rpida.

  • Termmetro Controla a temperatura do ambiente, pois as pelculas radiogrficas no podem ficar em temperatura inferior a 10 C e superior a 24 C.Caso estas recomendaes no sejam respeitadas, a emulso do filme poder ser comprometida, alterando a qualidade do mesmo.

  • Box de PassagemPara transio do filme entre a cmara escura e a sala de exame.Compostos de alumnio.Abertura em ambos os lados, com duas portas de cada lado.Especificaes para filmes expostos e filmes no expostos.Duas travas de segurana, evitando que a luz entre dentro da cmara escura causando velamento nos filmes.

  • Hidroscpio Medir a umidade relativa do ar da cmara escura.60% a 70%.

  • Hidroscpio

  • Exaustor ou VentiladorPara dissipar os gases que so liberados pelos produtos qumicos, com isto evitando acmulo de gases dentro da cmara escura.

  • Exaustor ou Ventilador

  • Componentes da Parte mida - Tanques de revelao - Tanque de fixador - Tanque de gua - Torneira de gua corrente com filtro.

  • Tanque do Revelador Compem o 1 passo no processamento das imagens radiogrficas.

  • Tanque do FixadorCompem o 2 passo no processamento das imagens radiogrficas, tornando possvel a fixao das imagens na pelcula dos filmes.

  • Revelador e Fixador

  • Tanque de gua Compem o 3 passo no processamento radiogrfico, tornando possvel a lavagem e retirada por completo dos resduos liberados no 1 e 2 passo.

  • Torneira de gua Corrente Tem por finalidade abastecer o tanque de gua e tambm ajuda no processo de limpeza da cmara escura.

  • Torneira de gua Corrente

  • Cuidados com a Cmara Escura 1- Limpeza: - diariamente utilizar pano mido (superfcie e piso); - as colgaduras devem ser lavadas periodicamente porque o acmulo de gelatina nas presilhas no venha manchar os filmes; - Os chassis devem ser lavados e limpos pelo contato ntimo com doentes com variadas enfermidades

  • Cuidados com a Cmara Escura

    - Os ecrans devem ser limpos semanalmente, pois iro assegurar uma melhor qualidade da imagem radiogrfica e uma maior durabilidade da capacidade fluorescente; - No comer, beber, fumar, manter roupas penduradas; - Retirar objetos pertinentes ao trabalho; - Mos limpas, unhas curtas (sem esmalte)

  • Cuidados com a Cmara Escura

    2- Acondicionamento das caixas de filmes: vertical (temperatura e umidade do ar sob controle)

  • Armazenagem - As caixas de filmes e os chassis devem ser armazenados na posio vertical para que no ocorra a formao de eletricidade esttica e a deformao dos chassis com alterao no contato dos ecrans, respectivamente.

  • Armazenagem

  • Iluminao de Segurana - iluminao correta para que se possa manejar impunemente durante a revelao; - Um filme no deve ficar exposto mais de 1 minuto ao da luz de segurana; - Durante a revelao, o tempo no deve exceder 20 segundos; - Lmpada vermelha de 15 watts a uma distncia de 1.20 metros da bancada;

  • Iluminao

  • Causas de Velamento Inoperante Numa Cmara Escura - filtros com rachaduras que escapem luz branca; - frestas de portas; - buraco de fechadura - excesso de tempo sob ao da luz de segurana; - tnel passador de radiografias aberto na Cmara Clara; - frestas do passador de chassis; - negatoscpio, quando apagam continuam por certo tempo a emitir luminosidade.

  • Acesso Cmara Escura - Sistema porta nica; - Sistema labirinto; - Sistema porta giratria; - Sistema porta paralela.

  • Cuidados com a Cmara Clara 1- Limpeza diria (evitar alimentos, objetos desnecessrio); 2- Negatoscpio (lugar apropriado)

    3- Acondicionamento do chassis (local apropriado)

  • Cuidados com a Cmara Escura

    - lmpada fluorescente: padro para hospitais e clnicas; - interruptores (no fluorescente): posicionados de forma a evitar acionamento acidental; - vedao: apropriada contra a luz tanto para a passagem do chassis; - sistema de iluminao de segurana: lmpadas e filtros apropriados 9aos tipos de filmes), altura no mnimo 1,20m da bancada.

  • Tamanho da Cmara Escura De acordo com a Portaria da Vigilncia Sanitria 453 de 1 de junho de 1988, dever ser obedecida a metragem das cmaras escuras que no deve ser inferior a 6 metros quadrados.

  • Acesso a Cmara EscuraSistema Porta nicaSistema LabirintoSistema Porta GiratrioSistema Porta Paralela

  • Sistema Porta nica Somente uma porta separando a Cmara Escura do ambiente claro.Sistema seguro.

  • Sistema LabirintoParedes formando um labirinto, bastante seguro, tendo o inconveniente de necessitar muito espao.

  • Sistema Porta ParalelaNesse tipo dever haver um bloqueio que impea as duas portas de se abrirem ao mesmo tempo. o mais utilizado.

  • Sistema Porta GiratriaVrias folhas de portas fixadas por um eixo central. um sistema muito oneroso e sujeitos a falhas.

  • Cmara Escura