calagem em pastagem de brachiaria - infoteca-e: página ... ?· 2 calagem em pastagem de...

Download Calagem em pastagem de Brachiaria - Infoteca-e: Página ... ?· 2 Calagem em pastagem de Brachiaria…

Post on 18-Nov-2018

217 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • O rebanho bovino nacional, constitudo por 165 milhes de animais,em 2004 (Anualpec, 2004), equivale a aproximadamente 121 milhes deunidades animais UA (450 kg de peso vivo). Em 1996, ocupava 180milhes de hectares de pastagens (FAO, 2004). Atualmente, a rea usadapelo rebanho engloba em torno de 190 milhes de hectares, em decorrnciada abertura de reas na Amaznia, podendo-se estimar que a mdia delotao nacional seja de 0,63 UA/ha. Todavia, o melhor manejo daspastagens, ainda realizado de forma extensiva, com o aumento da lotaopara 1,2 a 2 UA/ha, permitiria reduzir a rea de pastagens necessrias para101 ou mesmo 61 milhes de hectares, liberando grande parte doexcedente para atividades agrcolas. Isso poderia ser alcanado por meio dosistema denominado integrao lavoura-pecuria (Kluthcouski et al., 2003),que utiliza plantio direto em pastagem dessecada. Tambm reduziria apresso sobre a infra-estrutura ambiental estratgica, que so as florestas eoutras reas com vegetao nativa arbrea, essencial para a moderaoclimtica regional, a conservao de gua e a melhoria dos resultados daatividade agrcola, por meio, por exemplo, do aumento da eficincia dosinsumos aplicados. Alm disso, em regies com preo elevado das terras, osistema de manejo rotacionado dos animais sobre pastagens de gramneastropicais, que preconiza a reconstituio da fertilidade do solo e o manejoadequado da planta forrageira, permite manter lotao de 5 UA/ha ao longodo ano (Corra, 2000; Corra et al., 2001), quando a dieta complementada no perodo seco com cana-de-acar e uria ou silagem decapim ou silagem de gramneas granferas, o que reduziria ainda mais anecessidade de rea de pastagens.

    A explorao intensiva das pastagens com forrageiras tropicais sobpastejo rotacionado uma tecnologia recente, que vem sendo adotada de

    forma crescente,principalmente naregio Sudeste. Visatornar a pecuria decorte e de leite maiscompetitiva frente sdemais alternativas deuso do solo e constituiferramenta para aincluso social deprodutores familiaresde leite com reamnima de estabeleci-mento rural (de at 1ha).

    Calagem em pastagem de Brachiariadecumbens recuperada com adubaonitrogenada em cobertura

    Introduo

    So Carlos, SPDezembro, 2004

    37

    ISSN 1516-4111X

    Autores

    Odo PrimavesiPesquisador, Dr. da Embrapa

    Pecuria Sudeste,Rod. Washington Luis, km

    234, 13560-970, SoCarlos, SP.

    Endereo eletrnico:odo@cppse.embrapa.br

    Ana Cndida PrimavesiPesquisadora, Dra. da

    Embrapa Pecuria Sudeste.Endereo eletrnico:

    anacan@cppse.embrapa.br

    Luciano de Almeida CorraPesquisador, Dr. da Embrapa

    Pecuria SudesteEndereo eletrnico:

    luciano@cppse.embrapa.br

    Maria Jos A. ArmelinPesquisadora, Dra. doInstituto de Pesquisas

    Energticas e Nucleares,C.P.11049, 05422-970,

    So Paulo, SP

    Alfredo Ribeiro de FreitasPesquisador, Dr. da Embrapa

    Pecuria SudesteEndereo eletrnico:

    ribeiro@cppse.embrapa.br

    Foto

    : O

    do P

    rimav

    esi

    Capim-braquiria sem NK (frente) e com NK (fundo), ambos com4 t/ha de calcrio aplicados na superfcie do solo.

  • 2 Calagem em pastagem de Brachiaria decumbens recuperada com adubao nitrogeda em cobertura

    Com o uso de fertilizantes nitrogenados,aos quais as forrageiras tropicais respondemmuito bem em produo (Corra et al., 1998a) equalidade para os animais (Corra et al., 1998b),em altas doses h tendncia de acidificao dosolo, com potenciais reflexos negativos naprodutividade da pastagem com o decorrer dotempo, mesmo com o uso de espcies tolerantes acidez, como as braquirias (Carvalho, 1992).As explicaes so, entre outras, a reduo nadisponibilidade de nutrientes para as plantas,principalmente dos macronutrientes, e o efeitonegativo na capacidade de troca de ctions(CTC) do solo, pois, sob condies cidas,praticamente no ocorre formao de cargasdependentes de pH (Lopes, 1984). Esse fatopossibilita aumentar o potencial de lixiviaodos ctions, acarretando problemasprincipalmente em sistemas de produo queutilizam adubao mineral de maneira intensa(Primavesi & Primavesi, 1997), o que pode sercontornado com a calagem em doses adequadas(Carvalho et al., 1992; Primavesi et al., 1999).

    A movimentao de Ca e Mg provenientesda calagem, enriquecendo o perfil do solo, umfenmeno conhecido, mas sua intensidade dedifcil previso, pois controlada por vriosfatores, entre eles: textura do solo, quantidadede gua que se move atravs do perfil, e dose egranulometria do calcrio. Essa movimentaogeralmente pequena (Werner et al., 1979),podendo ser ampliada com adubaesnitrogenadas em cobertura, em especial nascamadas superficiais (Abrua, 1964; Carvalhoet al., 1992). Na presena de doses maiselevadas de nitrognio, o clcio pode serlixiviado para maiores profundidades,possivelmente na forma de par inico do nitrato,podendo aumentar, em trs anos, aconcentrao de clcio trocvel em dez vezes naprofundidade de 1 m, em solo com 25% a 30%de argila (Primavesi & Primavesi, 1997). Almdisso, no processo de mineralizao de materialorgnico na superfcie do solo, pode ocorrerformao de molculas orgnicas de pequenopeso molecular e haver complexao do clcio,que assim pode ser lixiviado em profundidade(Ziglio et al., 1995; Pavan, 1997). Essastcnicas, da calagem em superfcie junto comaplicao de fontes nitrogenadas, alm do usode gesso, quando bem conhecidas e aplicadas,devem ser adequadas para a incorporao declcio no perfil do solo, o que permitiria melhordistribuio radicular das gramneas em

    profundidade, com conseqente aumento naresistncia seca (Luchiari Jr. et al., 1985).Primavesi & Primavesi (1997) verificaram que ascaractersticas qumicas da camada superficialdas pastagens manejadas intensivamenteassemelham-se s reas de lavoura sob plantiodireto (Muzilli, 1981; S, 1995), o que permite atroca de informaes entre esses dois sistemasagrcolas.

    Recentemente, verificou-se que a reduoda saturao por bases e do pH parece noconstituir um grande problema na produo debiomassa vegetal (Gomes et al., 1997; Prado,1999), provavelmente porque, em ambienteonde ocorre grande retorno de material orgnicona superfcie do solo, pode haver neutralizaodo alumnio trocvel por complexao commolculas orgnicas (Miyasawa et al., 1993;Peixoto et al., 1997). Poderiam ser aplicadasdoses menores de calcrio em superfcie (Ben etal., 1997), quando o solo for previamentecorrigido em profundidade (Poettker & Ben,1998), como verificado em reas de lavouras.

    Essa possibilidade de economia naaplicao de calcrio viria reduzir o possvelefeito de adensamento do solo, que vem sendoobservado na prtica em oxissolos, talvez emconseqncia da disperso de partculas do solopelo clcio e pelo magnsio trocveis (Juckschet al., 1986), com o conseqente efeito dereacomodao dessas partculas dispersas e seuadensamento. Esse efeito provavelmente devido acelerao na mineralizao da matriaorgnica agregadora de partculas ou devido salteraes conseqentes na densidade de cargasdas partculas slidas. Talvez esse fenmeno sejade ocorrncia mais difcil em solos ocupados porpastagens de gramneas, cujas razes apresentamelevado efeito agregante de partculas slidasminerais. Pode ocorrer tambm em conseqnciade alteraes eletroqumicas, em condies debaixo teor de matria orgnica, com a adsoroespecfica de clcio e magnsio, gerando aumentonas cargas positivas (Lumbanraja & Evangelou,1991; Bolan et al., 1993; Mora et al., 1999;Oliveira et al., 1999), e com isso a possvelaproximao mais firme das partculas slidas.

    Por outro lado, a reduo na mineralizaoda matria orgnica em funo da possveldiminuio na calagem, com menor gerao decontra-ons nitrato (Sandanam et al., 1978; Anjos& Rowell, 1983; Silva et al., 1994) e menoresperdas de nitrato e ctions em profundidade,resultaria em impacto ambiental muito positivo.

  • 3Calagem em pastagem de Brachiaria decumbens recuperada com adubao nitrogeda em cobertura

    Trabalhos recentes realizados na EmbrapaPecuria Sudeste, em So Carlos, SP, em climatropical de altitude com cinco meses chuvosos,procuraram esclarecer o efeito de doses decalcrio aplicados em cobertura sobre aproduo de matria seca de pastagem deBrachiaria decumbens, em Latossolo Vermelho-Amarelo distrfico, com 25% a 30% de argila,adubada intensamente com nitrognio, e sobrediversas caractersticas do solo que pudessemsugerir o modo de manejo mais adequado, aoresponder as seguintes perguntas maisfreqentes:

    1) em quanto tempo acontece a correodo pH do solo quando a calagem realizada na superfcie do solo?

    2) em quanto tempo ocorre efeito docalcrio aplicado na superfcie sobre aproduo de forragem?

    3) em quanto a incorporao do calcrio melhor do que a aplicao na superfciedo solo sobre a produo de forragem?,

    4) pode-se aplicar doses elevadas decalcrio na superfcie do solo, semprejudicar a produo de forragem?

    5) quanto a concentrao superficial decalcrio pode elevar o pH do solo eprovocar desequilbrios no teor demicronutrientes na forragem?

    6) quo elevadas quantidades de calcriona superfcie reduzem o grau defloculao do solo e sua permeabilidadesuperficial?

    7) uso intenso de calcrio no acelera aoxidao e diminuio no teor de matriaorgnica na superfcie do solo? e

    8) qual faixa de valor de saturao porbases limita a produo de forragem decapim-braquiria?

    Velocidade de correo de acidez na superfciedo solo

    Na camada de 0 a 1 cm, o pH em CaCl2(Tabela 1a, no Anexo) pode chegar a nveis maiselevados do que na rea com incorporao docalcrio, sendo possvel atingir valores mximosprximos de 7,0, com saturao por bases de97%. Na camada de 0 a 2,5 o valor mximopode chegar prximo de 6,5 com 91% desaturao por bases (Tabela 3a, no Anexo).

    A incorporao de 4 t/ha de calcrio(Tabela 1a, no Anexo, t4i), corrigindo a acidezdo solo at a camada de 20 cm e que pode noresultar em grande vantagem sobre a produode forragem (Tabela 1), produz o mesmo efeitocorretivo de 4 t/ha aplicadas na sup