caderno enem 2013 domingo azul

Download Caderno ENEM 2013 DOMINGO AZUL

Post on 05-Dec-2014

1.551 views

Category:

Education

7 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • 1. 2013 *AZUL25DOM1* LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUES SEGUINTES PROVA DE REDAO E DE LINGUAGENS, CDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS PROVA DE MATEMTICA E SUAS TECNOLOGIAS EXAME NACIONAL DO ENSINO MDIO A COR DA CAPA DO SEU CADERNO DE QUESTES AZUL. MARQUE-A EM SEU CARTO-RESPOSTA Eu sou do tamanho daquilo que sinto. 2 DIA CADERNO 7AZUL 1 Este CADERNO DE QUESTES contm a Proposta de Redao e 90 questes numeradas de 91 a 180, dispostas da seguinte maneira: a. as questes de nmero 91 a 135 so relativas rea de Linguagens, Cdigos e suas Tecnologias; b. as questes de nmero 136 a 180 so relativas rea de Matemtica e suas Tecnologias. ATENO: as questes de 91 a 95 so relativas lngua estrangeira. Voc dever responder apenas s questes relativas lngua estrangeira (ingls ou espanhol) escolhida no ato de sua inscrio. 2 Conra se o seu CADERNO DE QUESTES contm a quantidade de questes e se essas questes esto na ordem mencionada na instruo anterior. Caso o caderno esteja incompleto, tenha qualquer defeito ou apresente divergncia, comunique ao aplicador da sala para que ele tome as providncias cabveis. 3 Verique, no CARTO-RESPOSTA e na FOLHA DE REDAO, que se encontra no verso do CARTO-RESPOSTA, se os seus dados esto registrados corretamente. Caso haja alguma divergncia, comunique-a imediatamente ao aplicador da sala. 4 ATENO: aps a conferncia, escreva e assine seu nome nos espaos prprios do CARTO-RESPOSTA e da FOLHA DE REDAO com caneta esferogrca de tinta preta. 5 ATENO: transcreva no espao apropriado do seu CARTO-RESPOSTA, com sua caligraa usual, considerando as letras maisculas e minsculas, a seguinte frase: 6 Marque no CARTO-RESPOSTA, no espao apropriado, a opo correspondente cor desta capa. 7 No dobre, no amasse nem rasure o CARTO-RESPOSTA, pois ele no poder ser substitudo. 8 Para cada uma das questes objetivas, so apresentadas 5 opes identificadas com as letras A, B, C, D e E. Apenas uma responde corretamente questo. 9 No CARTO-RESPOSTA, preencha todo o espao compreendido no crculo correspondente opo escolhida para a resposta. A marcao em mais de uma opo anula a questo, mesmo que uma das respostas esteja correta. 10 O tempo disponvel para estas provas de cinco horas e trinta minutos. 11 Reserve os 30 minutos nais para marcar seu CARTO- RESPOSTA. Os rascunhos e as marcaes assinaladas no CADERNO DE QUESTES no sero considerados na avaliao. 12 Somente sero corrigidas as redaes transcritas na FOLHA DE REDAO. 13 Quando terminar as provas, acene para chamar o aplicador e entregue este CADERNO DE QUESTES e o CARTO-RESPOSTA/FOLHA DE REDAO. 14 Voc poder deixar o local de prova somente aps decorridas duas horas do incio da aplicao e poder levar seu CADERNO DE QUESTES ao deixar em denitivo a sala de prova nos 30 minutos que antecedem o trmino das provas. 15 Voc ser eliminado do Exame, a qualquer tempo, no caso de: a. prestar, em qualquer documento, declarao falsa ou inexata; b. perturbar, de qualquer modo, a ordem no local de aplicao das provas, incorrendo em comportamento indevido durante a realizao do Exame; c. se comunicar, durante as provas, com outro participante verbalmente, por escrito ou por qualquer outra forma; d. portar qualquer tipo de equipamento eletrnico e de comunicao aps ingressar na sala de provas; e. utilizar ou tentar utilizar meio fraudulento, em benefcio prprio ou de terceiros, em qualquer etapa do Exame; f. utilizarlivros,notasouimpressosdurantearealizaodoExame; g. se ausentar da sala de provas levando consigo o CADERNO DE QUESTES antes do prazo estabelecido e/ouo CARTO-RESPOSTA/FOLHADE REDAO a qualquer tempo; h. no cumprir com o disposto no edital do Exame.
  • 2. 2013 LC - 2 dia | Caderno 7 - AZUL - Pgina 2 2013 PROPOSTA DE REDAO A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construdos ao longo de sua formao, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da lngua portuguesa sobre o tema Efeitos da implantao da Lei Seca no Brasil, apresentando proposta de interveno, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista. Qual o objetivo da Lei Seca ao volante? De acordo com a Associao Brasileira de Medicina de Trfego (Abramet), a utilizao de bebidas alcolicas responsvel por 30% dos acidentes de trnsito. E metade das mortes, segundo o Ministrio da Sade, est relacionada ao uso do lcool por motoristas. Diante deste cenrio preocupante, a Lei 11.705/2008 surgiu com uma enorme misso: alertar a sociedade para os perigos do lcool associado direo. Para estancar a tendncia de crescimento de mortes no trnsito, era necessria uma ao enrgica. E coube ao Governo Federal o primeiro passo, desde a proposta da nova legislao aquisio de milhares de etilmetros. Mas para que todos ganhem, indispensvel a participao de estados, municpios e sociedade em geral. Porque para atingir o bem comum, o desafio deve ser de todos. Disponvel em: www.dprf.gov.br. Acesso em: 20 jun. 2013. Disponvel em: www.brasil.gov.br. Acesso em: 20 jun. 2013. LEI SECA EM NMEROS Vtimas de acidente no Grande Rio Fonte: ISP - RJ -27% -6,2% Mdia Nac. de reduo vtimas fatais Fonte: DataSUS Atendimento Hospitalar - 13% Fonte: Secretaria Municipal de Sade (RJ) Aprovaram o uso dos bafmetros 97% Fonte: IBPS Disponvel em: www.operacaoleisecarj.rj.gov.br. Acesso em: 20 jun. 2013 (adaptado). Repulso magntica a beber e dirigir A lei da fsica que comprova que dois polos opostos se atraem em um campo magntico um dos conceitos mais populares desse ramo do conhecimento. Tulipas de chope e bolachas de papelo no servem, em condies normais, como objetos de experimento para confirmar essa proposta. A ideia de uma agncia de comunicao em Belo Horizonte foi bem simples. ms foram inseridos em bolachas utilizadas para descansar os copos, de forma imperceptvel para o consumidor. Em cada lado, h uma opo para o cliente: dirigir ou chamar um txi depois de beber. Ao mesmo tempo, tulipas de chope tambm receberam pequenos pedaos de metal mascarados com uma pequena rodela de papel na base do copo. Durante um fim de semana, todas as bebidas servidas passaram a pregar uma pea no cliente. Ao tentar descansar seu copo com a opo dirigir virada para cima, os ms apresentavam a mesma polaridade e, portanto, causando repulso, fazendo com que o descanso fugisse do copo; se estivesse virada mostrando o lado com o desenho de um txi, ela rapidamente grudava na base do copo. A ideia surgiu da necessidade de passar a mensagem de uma forma leve e no exato momento do consumo. Disponvel em: www.operacaoleisecarj.rj.gov.br. Acesso em: 20 jun. 2013 (adaptado). INSTRUES: O rascunho da redao deve ser feito no espao apropriado. O texto definitivo deve ser escrito tinta, na folha prpria, em at 30 linhas. A redao que apresentar cpia dos textos da Proposta de Redao ou do Caderno de Questes ter o nmero de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correo. Receber nota zero, em qualquer das situaes expressas a seguir, a redao que: tiver at 7 (sete) linhas escritas, sendo considerada insuficiente. fugir ao tema ou que no atender ao tipo dissertativo-argumentativo. apresentar proposta de interveno que desrespeite os direitos humanos. apresentar parte do texto deliberadamente desconectada com o tema proposto. *AZUL25DOM2*
  • 3. 2013 LC - 2 dia | Caderno 7 - AZUL - Pgina 3 LINGUAGENS, CDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS Questes de 91 a 135 Questes de 91 a 95 (opo ingls) QUESTO 91 After prison blaze kills hundreds in Honduras, UN warns on overcrowding 15 February 2012 A United Nations human rights official today called on Latin American countries to tackle the problem of prison overcrowding in the wake of an overnight fire at a jail in Honduras that killed hundreds of inmates. More than 300 prisoners are reported to have died in the blaze at the prison, located north of the capital, Tegucigalpa, with dozens of others still missing and presumed dead. Antonio Maldonado, human rights adviser for the UN system in Honduras, told UN Radio today that overcrowding may have contributed to the death toll. But we have to wait until a thorough investigation is conducted so we can reach a precise cause, he said. But of course there is a problem of overcrowding in the prison system, not only in this country, but also in many other prisons in Latin America. Disponvel em: www.un.org. Acesso em: 22 fev. 2012 (adaptado). Os noticirios destacam acontecimentos dirios, que so veiculados em jornal impresso, rdio, televiso e internet. Nesse texto, o acontecimento reportado a A ocorrncia de um incndio em um presdio superlotado em Honduras. B questo da superlotao nos presdios em Honduras e na Amrica Latina. C investigao da morte de um oficial das Naes Unidas em visita a um presdio. D concluso do relatrio sobre a morte de mais de trezentos detentos em Honduras. E causa da morte de doze detentos em um presdio superlotado ao norte de Honduras. QUESTO 92 National Geographic News Christine DellAmore Published April 26, 2010 Our bodies produce a small steady amount of natural morphine, a new study suggests. Traces of the chemical are often found in mouse and human urine, leading scientists to wonder whether the drug is being made naturally or being delivered by something the subjects consumed. The new research shows that mice produce the incredible painkiller and that humans and other mammals possess the same chemical road map for making it, said study co-author Meinhart Zenk, who studies plant-based pharmaceuticals at the Donald Danforth Plant Science Center in St. Louis, Missouri. Disponvel em: www.nationalgeographic.com. Acesso em: 27 jul. 2010. Ao ler a matria publicada n