Caderno Do Aluno 2014 Vol1 Historia EF 6S 7A

Download Caderno Do Aluno 2014 Vol1 Historia EF 6S 7A

Post on 08-Nov-2015

368 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Material Didtico usado pelos alunos do 7 ano no Primeiro Semestre, na rede pblica do Estado de So Paulo

TRANSCRIPT

  • 6a SRIE 7oANOENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAISCaderno do AlunoVolume 1

    HISTRIACincias Humanas

  • MATERIAL DE APOIO AOCURRCULO DO ESTADO DE SO PAULO

    CADERNO DO ALUNO

    HISTRIAENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS

    6a SRIE/7o ANOVOLUME 1

    Nova edio

    2014-2017

    GOVERNO DO ESTADO DE SO PAULO

    SECRETARIA DA EDUCAO

    So Paulo

  • Governo do Estado de So Paulo

    Governador

    Geraldo Alckmin

    Vice-Governador

    Guilherme Af Domingos

    Secretrio da Educao

    Herman Voorwald

    Secretrio-Adjunto

    Joo Cardoso Palma Filho

    Chefe de Gabinete

    Fernando Padula Novaes

    Subsecretria de Articulao Regional

    Rosania Morales Morroni

    Coordenadora da Escola de Formao e Aperfeioamento dos Professores EFAP

    Silvia Andrade da Cunha Galletta

    Coordenadora de Gesto da Educao Bsica

    Maria Elizabete da Costa

    Coordenadora de Gesto de Recursos Humanos

    Cleide Bauab Eid Bochixio

    Coordenadora de Informao, Monitoramento e Avaliao

    Educacional

    Ione Cristina Ribeiro de Assuno

    Coordenadora de Infraestrutura e Servios Escolares

    Ana Leonor Sala Alonso

    Coordenadora de Oramento e Finanas

    Claudia Chiaroni Afuso

    Presidente da Fundao para o Desenvolvimento da Educao FDE

    Barjas Negri

  • Caro(a) aluno(a),

    Neste volume, sero trabalhados oito temas muito importantes para a histria: o Feudalismo

    em suas relaes sociais, econmicas, polticas e religiosas; as Cruzadas e os contatos entre as so-

    ciedades europeias e orientais; o Renascimento Comercial e Urbano; o Renascimento Cultural e

    Cientfico; a Formao das Monarquias Europeias Modernas; os fundamentos tericos do Abso-

    lutismo e as prticas das Monarquias absolutistas; A Reforma e a Contrarreforma; e a Expanso

    Martima nos sculos XV e XVI.

    Quando falamos em Idade Mdia, certamente lembramos a antiga definio que trata esse

    perodo como sendo a Idade das trevas, esse tipo de denominao pretende vincular uma imagem

    negativa ao tempo medieval, como sendo uma experincia de pouco valor e que nada pde acres-

    centar ao desenvolvimento dos homens.

    Entretanto, a Idade Mdia foi um perodo de importantes descobertas. Nesse perodo, por

    exemplo, foi inventado o moinho, o livro, a universidade, foi quando houve um grande desenvolvi-

    mento das cidades e o incio das transformaes que influenciariam a colonizao e a explorao do

    continente americano.

    Bom estudo!

    Equipe Curricular de Histriarea de Cincias Humanas

    Coordenadoria de Gesto da Educao Bsica CGEBSecretaria da Educao do Estado de So Paulo

  • Histria 6a srie/7o ano Volume 1

    5

    SITUAO DE APRENDIZAGEM 1 O FEUDALISMO EM SUAS RELAES SOCIAIS, ECONMICAS, POLTICAS E RELIGIOSAS

    Para dar incio s atividades deste Caderno, trabalharemos com um texto que define alguns conceitos importantes para compreendermos as principais caractersticas da sociedade feudal.

    Leia atentamente o texto a seguir e grife as ideias centrais. Em seguida, realize o exerccio.

    O Feudalismo e os laos de suserania e vassalagem

    A expresso feudalismo ou sistema feudal, para caracterizar a estrutura socioecon-mica da Europa medieval, tem como ponto de partida a designao da principal unidade econmica do perodo, o feudo: grande propriedade rural, base da organizao econmi-co-social durante a Idade Mdia, tambm chamado senhorio ou domnio. Essa unidade de produo, predominantemente agrcola, tambm poderia ser um cargo ou ttulo de nobreza, uma rea de terra, o direito de cobrar pedgio ou taxas pelo uso do lagar ou do moinho. Dessa forma, o feudo pode ser compreendido tambm como um benefcio con-cedido atravs da outorga, isto , uma permisso pela qual o nobre, ao receber o feudo, se obrigava a prestar auxlio militar a seu suserano, passando a ser vassalo.

    As relaes de suserania e vassalagem davam estabilidade sociedade feudal. O con-trato feudo-vasslico era estabelecido por uma relao pautada na igualdade e na recipro-cidade, institudo em trs atos: homenagem, fidelidade e investidura, todos carregados de simbolismo. A submisso e dependncia do vassalo ao senhor feudal era representada pelo ato do vassalo de se ajoelhar; a lealdade era simulada no juramento sobre a Bblia. E, por fim, a investidura selava a concesso do feudo. Desse modo, ambos estavam ligados por lealdades e subordinaes, compromissos e dependncia.

    Elaborado especialmente para o So Paulo faz escola.

    Leitura e anlise de texto

    1. Quais so os significados das palavras a seguir, presentes no texto? Para realizar essa tarefa, alm do texto, voc pode tambm pesquisar em seu livro didtico ou na biblioteca, consi-derando que o significado das palavras est relacionado ao contexto histrico que estamos estudando.

  • Histria 6a srie/7o ano Volume 1

    6

    Feudo:

    Benefcio:

    Vassalo:

    Outorga:

    2. Escreva um pequeno texto apresentando o papel das relaes de suserania e vassalagem no feu-dalismo.

  • Histria 6a srie/7o ano Volume 1

    7

    Sculo Data Acontecimento

    V

    XV

    Leitura e anlise de texto

    A expresso Idade Mdia (Medium Aevum, em latim) foi utilizada inicialmente para dizer que, entre o Imprio Romano e a Idade Moderna, houve um perodo interme-dirio. Nos sculos IV e V, diversos povos germnicos, chamados de brbaros pelos romanos, conquistaram a maior parte da Europa Ocidental e chegaram at a capital do Imprio Romano do Ocidente, Roma, em 476, depondo o imperador Rmulo Augstu-lo. Esse fato assinala a queda do Imprio Romano do Ocidente e marca o incio da Idade Mdia, uma longa etapa da histria da humanidade, ou mais precisamente da Europa, entre os sculos V e XV, quando, em 1453, ocorreu a queda de Constantinopla, com a invaso dos turcos otomanos.

    Elaborado especialmente para o So Paulo faz escola.

    Organizando uma linha do tempo

    1. A partir da leitura do texto, organize uma linha do tempo, apresentando os marcos cronolgicos da Idade Mdia. Para isso, circule as datas e os sculos que aparecem no texto.

    t &NTFHVJEBQSFFODIBBUBCFMBFTDSFWFOEPBPMBEPEPTDVMPPBOPFPTBDPOUFDJNFOUPTcitados no documento. Essa linha do tempo vai facilitar a sua compreenso sobre o perodo da Histria em que aconteceram os fatos histricos que vamos estudar neste Caderno.

  • Histria 6a srie/7o ano Volume 1

    8

    Leitura e anlise de imagem

    Observe a gravura a seguir:

    Michael Wolgemut e Wilhelm Pleydenwurff, Magdeburg [cidade medieval fortificada], 1493, xilogravura. In: SCHEDEL, Hartmann. Liber Chronicarum [Crnicas de Nuremberg]. Nuremberg: Anton Koberger, 1493. p. 179 verso.

    P

    hoto

    s.com

    /Thin

    ksto

    ck/G

    etty

    Imag

    es

    1. Escreva trs elementos de uma cidade medieval que podem ser observados na gravura.

  • Histria 6a srie/7o ano Volume 1

    9

    2. Qual a importncia das torres para uma cidade medieval?

    3. Crie um ttulo para a gravura a partir dos elementos identificados de uma cidade medieval.

    A leitura de textos muito importante para que voc tenha contato com informaes sobre os mais diferentes assuntos e, assim, ampliar o seu vocabulrio. No texto apresenta-do a seguir, vamos trabalhar os conceitos de duas palavras ligadas Idade Mdia: feudo e feudalismo.

    Lembre-se sempre de grifar as palavras desconhecidas e procurar no dicionrio o seu significado. Alm disso, muito importante grifar as ideias centrais para facilitar o registro escrito do texto.

    Leitura e anlise de texto

    A origem das palavras feudo e feudalismo

    A palavra feudal, que vem de fief, feodum, de origem germnica ou celta, designa o direito de desfrutar qualquer bem, geralmente terra, mas que podia ser tambm o direito de cobrar uma taxa de pedgio para passar em uma ponte ou pelo uso de um moinho ou lagar, ou ainda um ttulo ou cargo que desse algum privilgio. O feudo no era uma propriedade como conhecemos nos dias de hoje, mas pode ser considerado uma forma de posse sobre alguns bens reais. Tudo o que se relacionava a ele passou a ser chamado de Feudalismo. A palavra feudalismo significa um conjunto de caractersticas econmicas, culturais, filos-ficas, artsticas, religiosas, entre outras, ligadas ao feudo.

    No se sabe o tamanho mdio dos feudos, mas alguns documentos apresentam medi-das de 120 a 150 hectares1, unidade de medida agrria correspondente a cem ares.

    11 hectare = 10 000 m2.

    Elaborado por Raquel dos Santos Funari especialmente para o So Paulo faz escola.

  • Histria 6a srie/7o ano Volume 1

    10

    1. A partir das ideias do texto, crie uma definio, com suas palavras, para a palavra feudal.

    2. Segundo o texto, quais so os quatro exemplos de bens relacionados ao feudo?

    3. Elabore uma definio para a palavra feudalismo.

    LIO DE CASA

    1. Pesquise em seu livro didtico como ocorriam as concesses de terras no Feudalismo.

    2. Os senhores feudais tinham o direito de cobrar uma srie de taxas dos servos e camponeses, em especial, a corveia, a talha, a banalidade e a mo-morta. Escreva no espao a seguir uma defini-o para cada um desses impostos.

    Corveia:

  • Histria 6a srie/7o ano Volume 1

    11

    Talha:

    Banalidade:

    Mo-morta:

    3. No desenho da pirmide social a seguir, identifique a posio dos trs estamentos da sociedade feudal, destacando o clero, a nobreza e os trabalhadores, como tambm suas respectivas funes.

  • Histria 6a srie/7o ano Volume 1

    12

    1. A partir da leitura do texto e das caractersticas apresentadas, desenhe o sistema de trs campos. Em seguida, organize uma legenda com cores diferentes.

    Leia atentamente o texto seguinte e grife as ideias centrais.

    O funcionamento do sistema de trs campos nos feudos

    No feudo, unidade de produo do Feudalismo, a partir do sculo XI iniciou-se a prtica da adubagem das terras com estrume animal, o que levou necessidade de conciliar a criao de bois, vacas e cavalos com a lavoura. Assim, em muitos feudos, criou-se a ne-cessidade de cultivar a terra, dividindo-a em folhas, nome dado a uma das partes em que se dividia o campo a ser trabalhado, pelo sistema de afolhamento. Nesse sistema de duas folhas, uma ficava em descanso e a outra era cultivada. O afolhamento estava ligado ao sistema de campo aberto e tinha como regra a ao comunitria, pois todos os possuidores de parcelas em uma folha praticavam o mesmo tipo de cultura.

    A necessidade de deixar uma parte dessas terras descansando para aumentar a produti-vidade deu origem ao sistema de trs campos ou de rotao de culturas: dividia-se a terra em trs partes (folhas) e a cada trs anos deixava-se uma parte em pousio, nome dado s terras no cultivadas por um perodo, com o objetivo de evitar seu esgotamento. Muitas vezes, nessa parte, colocava-se o gado para pastar, visando adubao da terra. Enquanto isso, nas duas outras, eram cultivados trigo, aveia, centeio e cevada.

    Elaborado por Raquel dos Santos Funari especialmente para o So Paulo faz escola.

    Leitura e anlise de texto

  • Histria 6a srie/7o ano Volume 1

    13

    Montagem de um painel ilustrado sobre as partes de um feudo

    O painel ilustrado uma das maneiras de visualizar os temas pesquisados a partir da coleta e da sistematizao de informaes. A pesquisa um momento importante para adquirir dados sobre os mais diferentes temas. As etapas da pesquisa so fundamentais para que voc e seus colegas, ao final, com a orientao de seu professor, possam compor textos, analisar imagens e produzir painis informativos.

    Verifique com seu professor quais sero os critrios para a diviso dos grupos. Em seguida, discuta com seu grupo a organizao das tarefas, lembrando sempre que um dos princpios bsicos para o trabalho em equipe a cooperao.

    O tema do painel ilustrado ser as partes de um feudo. Elabore com o grupo pequenos textos, a partir de pesquisas, para enriquecer as informaes visuais apresentadas ao final da atividade.

    Primeira etapa Leitura

    Leia o texto a seguir e grife as ideias centrais. Utilize as partes grifadas para produzir o painel informativo.

    As partes do feudo

    Por volta dos sculos IX e X, os feudos estavam divididos em trs partes: o manso senhorial, que correspondia parte das terras de uso do senhor feudal; o manso servil, correspondente s terras arrendadas pelos camponeses e servos; e uma terceira parte, as terras comunais, que eram tanto dos senhores feudais quanto dos servos e camponeses.

    Manso

    Nome dado diviso das villas os mansi que eram entregues aos camponeses pelo possuidor da terra a ttulo de posse. O mansus variava de tamanho, dependendo da regio ou da condio de quem os recebia. Em geral, era calculado um tamanho necessrio para abastecer as necessidades de uma famlia.

    Havia dois tipos de manso: o servil e o senhorial. O detentor de um manso servil esta-va obrigado a prestar diversos servios, entre eles trabalhar nas pocas de plantio e colheita, prestar servio de transporte e corveia semanal. O manso senhorial correspondia a cerca de metade da terra cultivada e pertencia ao senhor feudal.

    Terra comunal

    rea que pertencia reserva senhorial, mas que podia ser utilizada pelos pos-suidores dos mansi. Nesse local, onde havia bosques, prados, charnecas e regies

    Leitura e anlise de texto

  • Histria 6a srie/7o ano Volume 1

    14

    Segunda etapa Montagem do painel

    Agora, prepare a montagem do painel pesquisando no livro didtico, em outros livros de apoio, em enciclopdias e em sites especializados. Organize com seu grupo os textos e as legendas para a montagem do painel ilustrado sobre as partes do feudo. Para que isso ocorra, muito im-portante a pesquisa no material didti co sobre o assunto, bem como a organizao de reunies na classe, na biblioteca ou na casa de um dos integrantes, para que vocs possam apresentar aos colegas o material coletado e iniciar os registros (inicialmente sob a forma de rascunho).

    arenosas, os servos e camponeses levavam seus animais para pastar, colhiam frutos silves-tres e cortavam madeira para utilizar nos fornos e nas construes, e os senhores, por sua vez, praticavam a caa. Das terras comunais, os servos retiravam seu sustento, alm dos recursos para cumprir as obrigaes feudais.

    Castelo

    Era a residncia fortificada do senhor feudal e tem sua origem na palavra latina castellum, diminutivo de castrum, que significa acampamento fortificado. Era uma cons-truo com fins defensivos, protegida com muralhas, torres e fossos. Havia uma porta principal que, em geral, se alcanava, na maior parte das vezes, por uma ponte levadia, protegida com portes gradeados de madeira e movimentada por roldanas e tornos.

    Havia ainda um ptio central, em torno do qual se distribuam todas as dependncias do castelo, e, por ltimo, um ncleo principal, que, em caso de perigo, poderia ser defen-dido de forma independente. Uma das caractersticas dos castelos era o fato de possurem poucas janelas, substitudas por aberturas estreitas que proporcionavam um pouco de lu-minosidade e favoreciam a defesa. Inicialmente, os castelos eram construdos de madeira e murados por uma paliada. Somente a partir do sculo XI comearam a ser edificados e rodeados de pedra.

    Moinho

    Engenho que se destinava moagem, especialmente de cereais, composto de duas ms postas uma sobre a outra. A m uma pedra grande, circular, de pequena espessura, com a qual se trituram gros nos moinhos, girando-a sobre outra pedra. Os moinhos na Idade Mdia eram movidos pelo vento ou pela gua.

    Aldeia

    Povoao de pequena proporo, menor do que a villa, onde viviam os camponeses e servos, cujas casas, em geral, se agrupavam em volta da capela.

    Elabora...