bonito por fora saudavel por dentro

Download Bonito por fora Saudavel por Dentro

Post on 18-Mar-2016

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Como identificar o maior vilão da obesidade, e como se livrar desse inimigo tão poderoso? É claro que a maioria das pessoas quer se manter esbelta e magra, mas em meio a tantas restrições alimentares e dietas extraordinárias, há um fator que é necessário também incluir na balança: a saúde. Estar acima do peso ou obeso, além do desconforto estético, aumenta o risco de doenças, tais como: câncer, doença cardiovascular, hipertensão arterial, diabetes, depressão e artrose. Afeta também a mobilidade, o sono, o sistema digestivo, e pode diminuir significativamente a expectativa de vida. (...)

TRANSCRIPT

  • Bonito por fora - prova2.indd 2 23/05/2014 10:16:44

  • Talel Salle

    So Paulo, 2014

    BONITO POR FORA,

    SAUDVEL POR DENTROPerca peso da forma correta

    Bonito por fora - prova2.indd 3 23/05/2014 10:16:44

  • Copyright 2014 by Talel Salle

    Texto de acordo com as normas do Novo Acordo Ortogrficoda Lngua Portuguesa (Decreto Legislativo no- 54, de 1995)

    Salle, TalelBonito por fora, saudvel por dentro : perca peso da forma correta / Talel Salle Barueri, SP : Novo Sculo Editora, 2014.

    Bibliografia

    1. Corpo - Peso - Controle 2. Dietas para emagrecer 3.Obesidade 4. Promoo da sade 5. Qualidade de vida 6. Sade - Aspectos nutricionais I. Ttulo.

    14-03737 cdd-613

    ndices para catlogo sistemtico:1. Peso : Controle : Promoo da sade 613

    2014IMPRESSO NO BRASIL

    PRINTED IN BRAZILDIREITOS CEDIDOS PARA ESTA EDIO

    NOVO SCULO EDITORA LTDA.CEA Centro Empresarial Araguaia II

    Alameda Araguaia, 2190 11o- andarBloco A Conjunto 1111

    CEP 06455-000 Alphaville Industrial SPTel. (11) 3699-7107 Fax (11) 3699-7323

    www.novoseculo.com.br

    Coordenao Editorial Nair Ferraz Diagramao Edivane Andrade de Matos/Efanet Design Capa Monalisa Morato Preparao Agnaldo Alves Reviso Josias Andrade Equipe Novo Sculo

    Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP)(Cmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)

    Bonito por fora - prova2.indd 4 23/05/2014 10:16:44

  • minha querida esposa, Leilinha.Aos meus filhos: Talita, Tarik e Mateus

    (que me ajudaram na reviso).Aos meus netinhos: Sophia, Davi e Valentina.

    Bonito por fora - prova2.indd 5 23/05/2014 10:16:44

  • Acaso no sabem que o corpo de vocs santurio do Esprito Santo, que vive em vocs e lhes foi dado por Deus?

    Vocs no pertencem a vocs mesmos, mas a Deus.(1 Co 6:19)

    Bonito por fora - prova2.indd 6 23/05/2014 10:16:44

  • Apresentao

    Este livro o primeiro de uma srie sobre determinadas patolo-gias e condies que tanto afetam a qualidade de vida das pessoas.

    Escolhi este transtorno (atualmente considerado uma doena) por sua alta prevalncia na populao e por suas repercusses na vida das pessoas.

    As informaes aqui reunidas esto apresentadas de uma ma-neira simples, objetiva e prtica. So baseadas em estudos cientfi-cos e nas minhas experincias ao longo de 37 anos de exerccio da Medicina.

    Dr. Talel Salle

    Bonito por fora - prova2.indd 7 23/05/2014 10:16:44

  • Bonito por fora - prova2.indd 8 23/05/2014 10:16:44

  • Introduo ......................................................................... 11

    CAPTULO 1 - Como saber se estou acima do peso? .......... 15

    CAPTULO 2 - Minhas medidas esto acima da normalidade. Quais exames deveriam ser solicitados para verificar se estou doente? .............................................................. 19

    CAPTULO 3 - Estou acima do peso e tenho exames alterados. Qual a conduta inicial mais importante para que eu comece a melhorar? ............................................29

    CAPTULO 4 - J aprendi sobre a insulina e vou tomar providncias para diminu-la. Mas qual dieta devo seguir? E por quanto tempo? ........................................... 37

    CAPTULO 5 - Agora quero saber tudo sobre a dieta que voc prope. ................................................................... 41

    CAPTULO 6 - Voc relatou no captulo 3 que os carboidratos de elevada carga glicmica so os grandes viles, ao manterem a insulina em patamares elevados. Quais carboidratos devem, ento, fazer parte da minha dieta? .............................................................. 43

    Sumrio

    Bonito por fora - prova2.indd 9 23/05/2014 10:16:44

  • CAPTULO 7 - Aprendi como escolher os bons carboidratos na nossa alimentao. Gostaria de aprender sobre as protenas. ....................................................................... 51

    CAPTULO 8 - E as gorduras? So realmente to malficas? Existem tambm as boas gorduras? ................................ 57

    CAPTULO 9 - E os suplementos? Existem aqueles que podem ajudar a prevenir doenas ou proporcionar mais qualidade minha vida? ................................................. 63

    CAPTULO 10 - Como juntar tudo e colocar em prtica a dieta? ........................................................................... 71

    CAPTULO 11 - Sei que para perder peso devo fazer alguma atividade fsica. Qual a melhor atividade fsica para a perda de peso? Que suplementos devo usar e em quais horrios? ....................................................... 77

    CAPTULO 12 - Como fao na minha clnica atualmente? .. 83

    CAPTULO 13 - Montando a dieta usando o shake? ...........85

    CAPTULO 14 - Aspectos prticos da alimentao ............89

    EPLOGO ..........................................................................95

    Receitas Saudveis ............................................................ 97

    Receba com estilo de vida saudvel e cuide de quem voc ama .......................................................................131

    Referncias Bibliogrficas ............................................... 139

    Bonito por fora - prova2.indd 10 23/05/2014 10:16:44

  • 11

    Segundo a Organizao Mundial de Sade (OMS), a popula-o de obesos no mundo dobrou desde 1980. Em 2008, mais de 1,4 bilho de adultos acima de 20 anos estavam acima do peso, e 600 milhes francamente obesos.

    A obesidade tambm atinge a infncia. Em 2011, mais de 40 milhes de crianas abaixo de 5 anos estavam acima do peso.

    Esta situao alarmante, se atentarmos para o fato de que sobrepeso e obesidade so considerados a quinta maior causa de mortalidade global. Estima-se que 3 milhes de pessoas morram a cada ano por estarem acima do peso. A obesidade j suplantou o tabagismo em mortalidade e piora da qualidade de vida.

    Estar acima do peso um grande fator de risco para:

    - mortalidade prematura;- doenas cardiovasculares;- diabetes tipo 2;- osteoartrite;- Doena de Alzheimer;

    Introduo

    Bonito por fora - prova2.indd 11 23/05/2014 10:16:44

  • 12

    - depresso;- diminuio da imunidade;- aumento importante do risco em cirurgias e internaes hos-

    pitalares;- vrias outras condies agravantes.

    Um estudo muito interessante, e assustador, realizado na Escola de Medicina da Universidade John Hopkins, nos Estados Unidos, foi publicado na revista cientfica JAMA em 2003. Nesse estudo, os autores estimaram o nmero de anos perdidos para as crianas que atingiam a idade de 20 anos com obesidade acen-tuada. A concluso foi de que essa perda seria de 13 anos para o sexo masculino e de 8 anos para o sexo feminino.

    Quando deixamos isso acontecer, estamos antecipando a morte dos nossos filhos e piorando muito a qualidade de vida deles.

    Ns, pais, no podemos deixar que isso ocorra. Temos de agir J!

    No devemos esperar polticas governamentais no combate a essa situao. Ns somos os responsveis diretos.

    Ns, adultos, nos entupimos de COMIDA-LIXO, e nossas crian-as tambm. Muita gordura ruim embalada em inocentes caixinhas coloridas, muito acar dissolvido em balas, doces e refrigerantes. E frutas, verduras e cereais integrais, que poderiam nutrir sem dei-xar o corpo TO MACIO POR FORA E TO DOENTE POR DENTRO, ficam longe da garotada.

    O alto consumo de alimentos industrializados, sobrecarrega-dos de calorias, mas desprovidos de elementos nutritivos essen-ciais, causa graves carncias nutricionais, excesso de peso e atraso no desenvolvimento das crianas. A ingesto desses alimentos pelos adultos acarreta a absoro de um excesso de calorias e fa- vorece a obesidade.

    Estima-se que boa parte dos lares composta de crianas com carncias nutricionais importantes e excesso de peso.

    Bonito por fora - prova2.indd 12 23/05/2014 10:16:44

  • 13

    Vrios estudos mostraram que o marketing agressivo da in-dstria da m alimentao, destinada s crianas, faz com que elas sejam capazes de reconhecer as logomarcas das principais com-panhias j aos 2 anos de idade. Isso, evidentemente, tem grandes repercusses na atrao por esses produtos.

    q

    Em 2004, nos Estados Unidos, a indstria de fast food e refri-gerantes gastou 2,5 bilhes de dlares para se promover. Essa pu-blicidade destinada geralmente a um pblico muito jovem, com o objetivo de criar nele o hbito de consumir esse tipo de comida o mais cedo possvel e assim fidelizar sua clientela.

    Inversamente, os esforos de valorizao dos benefcios liga-dos ao consumo de frutas e legumes, que so um aspecto essencial da boa sade, s receberam 5 milhes de dlares, numa relao de 500 para 1. Na prtica, essa diferena significa que, se uma criana exposta todos os dias a uma publicidade elogiando os mritos de um produto dessa m indstria, ela precisar esperar um ano e meio para ouvir uma mensagem dos impactos positivos associados ao consumo regular de frutas e legumes.

    Essa diferena ainda mais acentuada, pois a mensagem veiculada pela indstria da m alimentao em geral muito atraente. Devido a essa fora negativa to poderosa, precisamos nos conscientizar dos riscos do erro alimentar e dos riscos do ex-cesso de peso para ns e nossos filhos e agirmos IMEDIATAMENTE.

    Neste livro pretendo orientar, de maneira muito simples, os pas-sos fundamentais para atingirmos esse objetivo.

    Bonito por fora - prova2.indd 13 23/05/2014 10:16:44

  • Bonito por fora - prova2.indd 14 23/05/2014 10:16:44

  • 15

    O ndice mais usado mundialmente para determinar os nveis de gordura e o peso das pessoas o IMC ndice de Massa Corpo-ral. Porm, est