boletim meeting 2010

Download Boletim Meeting 2010

Post on 18-Mar-2016

213 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Boletim produzido pela Jornal Júnior para o Meeting 2010

TRANSCRIPT

  • Boletim Informativo n 0 Bauru, 18 de abril de 2010

    1

    Um encontro com o futuroEm sua 2 edio, evento traz profissionais

    que vivenciam o dia-a-dia nas agncias de comunicao

    Nos dias 13, 14 e 15 de abril aconteceu na UNESP de Bau-ru a 2 edio do Meeting Um encontro com o futuro, com o tema Os desafios nas Agncias de Comunicao. Realizado pela Em-presa Jnior de Relaes Pblicas, a RPjr, com o apoio do Departamento de Cincias Humanas o evento pro-moveu a integrao entre a univer-sidade e o mercado por meio de um dilogo entre profissionais e alunos da rea de Comunicao.

    A ideia do Meeting surgiu dos prprios alunos de Relaes P-blicas, que sentiam falta de infor-

    maes sobre o mercado. Ns s tnhamos contato com os professo-res, que falavam mais sobre a rea acadmica. Estvamos precisando entrar em contato com o profissio-nal que, de fato, atua em empresas, ONGs, no governo, explica Mariah Lima, da organizao do evento.

    Em 2009, sob a orientao dos professores Jean Portela e Dalva Aleixo Dias, o projeto saiu do papel e teve como tema de sua primeira edi-o RP atuando nos 3 setores. Para Marcelo Montanha, aluno do 2 ano de RP e trainee da RPjr, o evento foi muito proveitoso. No ano passado

    eu era calouro, no tinha ainda mui-to conhecimento da profisso em si. O evento me permitiu descobrir um pouco mais das reas em que tenho interesse, afirma.

    A iniciativa deu certo: cerca de 120 alunos se inscreveram no even-to em 2010, que trouxe s mesas temticas Tnia Baitello (Global Co-municao) 1 dia, Bibiana Battani (Goena Comunicao) e Lcia Cae-tano (CDN Comunicao Corpora-tiva) 2 dia e Andria Lanzi (Mall-mann Comunicao), Regis Amedi (Salsanova) e Rodrigo Ferrari(Hill & Knowlton), no 3 dia.

    Letcia Greco

    Dalva Dias, Carlos Henrique, Clio Losnak e Jean Portela

    Foto: Diogo Zambello

  • A primeira mesa temtica do evento deu a tnica do obje-tivo principal do Meeting 2010: procurar aproximar a universidade do mercado de trabalho, possibilitando a troca de experincia entre profission-ais e alunos.

    A palestrante foi Tnia Baitello, di-retora da Global Comunicao, agn-cia de consultoria e assessoria de comunicao. Ela tem em seu port-flio clientes como Mercedez Benz, Grupo Silvio Santos, International Pa-per, entre outros.

    Tnia graduada em Comuni-cao Social, com bacharelado em Relaes Pblicas, ps-graduada em marketing e propaganda e mestre em gesto da comunicao, sendo todos esses ttulos obtidos pela Faculdade Csper Lbero.

    Inicialmente o encontro abordou as barreiras da comunicao inter-cultural. O tema foi dividido em qua-tro partes: apresentao da agncia Global Comunicao, desafios da comunicao-comunicador, exemplos de atuao internacional e nacional, e questes relacionadas ao Brasil.

    Em uma temtica que circunda o universo do planejamento estratgico em comunicao, a palestra permitiu que os graduandos em Relaes P-blicas, e em Comunicao em geral, pudessem aprimorar os conceitos, tcnicas e funes do profissional da rea.

    Em meio a tantas transformaes culturais e relaes entre as diversas etnias, costumes, tradies e hbitos, o intercmbio promovido pela glo-balizao inevitvel. Os meios e veculos de comunicao permitem uma ampliao do mercado global,

    bem como suas relaes polticas, econmicas e sociais.

    Assim, o multiculturalismo gera choques interculturais que tornam o trabalho do profissional de comu-nicao um desafio. As dificuldades dessa coexistncia esto na tarefa de ser flexvel, ter capacidade de ouvir, suportar a presso do cliente e a roti-na da empresa e, enfim, na habilidade do comunicador se colocar verdadei-ramente ali, no lugar do outro, como afirmou Tnia Baitello.

    Juntamente com exemplos de atu-ao internacional e nacional de sua agncia de comunicao, foram cita-das algumas empresas de diferentes nacionalidades que se fundiram, se uniram ou mudaram de localidade. Segundo Tnia, para lidar com essas situaes, o profissional de Relaes Pblicas deve analisar cada aspecto atual e transformar os interesses que parecem conflitantes inicialmente em complementares.

    Tnia salientou tambm que o comunicador precisa ter fundamen-tao terica para enxergar as de-mandas da comunicao e propor as melhores solues. Para isso, preciso ser sincero com o cliente e, muitas vezes, contrari-lo, e at indag-lo, como se fosse um ad-vogado de defesa em uma mesa de acusao: me conta tudo, diz a comunicadora.

    Para finalizar, sob o aplauso de 120 congressistas, Tnia elencou as cara-ctersticas essenciais de um profissional de comunicao para entrar no mercado de trabalho: hu-mildade, compromisso, tica, uma boa redao, , ser multitarefa e ter paixo e brilho nos olhos.

    Os desafios da ComunicaoPalestra orienta como profissionais devem atuar na multiculturalidade

    Patrcia Beloni

    2

    Tnia tambm professora da Casper Lbero

    Diretoria AdministrativaCarlos Henrique C. Fuzatti

    Renato Vieira Belinelli

    Diretoria de ComunicaoCatarina Rangel da Silva

    Raisa C. S. KamauraNathalie Cristina Bonome

    Felippe Silveira Ferro

    Diretoria de RHJlica Sadi

    Renan Frana

    Diretoria de ProjetosNicolle StathourakisJoo Gabriel da Silva

    Bruna Carolina G. Nogueiratalo C. de Pdua

    Diretoria de FinanasKelly Benz

    Leonardo T. Marques

    Diretoria de QualidadeJoo Vitor Caires

    Marcelo Thiago MontanhaMariah Venturi N. Lima

    Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento

    Natlia dos Santos GonzalesGabriel Martins Gomes

    Agncia Jnior de Jornalismo Unesp

    Edio / Projeto Grfico /DiagramaoDouglas CalixtoDanielle Mota

    OrientaoProf Jean Cristtus Portela

    Contatojornaljr@faac.unesp.br

    Foto: Diogo Zambello

  • Dinmica entre mercado e Comunicao

    Terceirizao discutida entre comunicadoras e graduandos da rea

    O segundo dia de encon-tro do Meeting 2010 apresentou o tema Per-spectivas sobre a terceirizao de servios. As palestrantes Bibiana Elena Farias Battaini, responsvel pela Goena Comu-nicao, e Lcia Caetano, dire-tora da agncia CDN, falaram sobre os desafios do mercado de trabalho e a tendncia de tercerizao do setor de comu-nicaes dentro das empresas.

    A dinamizao das relaes interpessoais no mundo globali-zado atinge o mercado de tra-balho. Nessa conjuntura, no basta o profissional ter con-tedo terico, mas tambm bons con-tatos pessoais. As empresas seguem essa mesma lgica, pois precisam inter-agir com o cliente para manter um vnculo, que pode ser til para ambos no futuro.

    Bibiana defendeu em sua palestra a importncia da comunicao nas micro, peque-nas e mdias empresas: um nicho que vem crescendo cada vez mais e j responsvel por grande parte do mercado bra-sileiro, mas ainda no tem a tradio de investir no setor de comunicaes. Segundo a pal-estrante, s as empresas, inde-pendente do tamanho, que se preocupam com sua imagem interna e externa ganham com-

    petitividade no mercado.A terceirizao de servios

    - ponto fundamental do encon-tro - foi exposta como uma re-alidade no mundo corporativo. As empresas preferem contra-tar uma agncia especializada em comunicao a manter esse setor internamente: alm de maior agilidade, ganha-se, tambm, estratgias mais efi-cazes.

    Nesse contexto, vale ressal-tar outra tendncia: a quartei-rizao, ou seja, quando uma empresa terceirizada contrata freelancers para realizar alguns trabalhos.

    J Lcia atua em uma grande agncia e diz que os desafios so constantes: Mui-tas vezes ns te-mos que explicar at mesmo para as companhias

    maiores o que so as Relaes Pblicas, como o dialogo com a mdia, qual a abrangncia da comunicao corporativa, e at mesmo como esse servio vai melhorar a imagem da em-presa com consumidores, for-necedores e funcionrios.

    Na opinio da comunica-dora, a multidisciplinaridade fundamental para o profis-sional da rea, pois ele sem-pre vai se relacionar com clientes de diversos ramos e especialidades.

    Sobre a tendncia de misturar con-hecimentos, Bibiana diz: Os cursos de comunicao deveriam oferecer ao aluno matrias relacionadas ao bsico de cl-culo e finanas, pois esses conhecimen-tos sero exigidos dele posteriormente. Na sua experincia pessoal, ela afirma ter feito cursos para suprir essa carncia em exatas logo que entrou para o mer-cado de trabalho.

    Segundo as palestrantes, a terceiri-zao j uma realidade, mas precisa ser trabalhada de forma consciente para que haja uma parceria entre a empresa contratante e a prestadora de servios. Para o profissional, um bom currculo e a formao universitria so muito val-orizados, mas manter boas relaes so-ciais pode ser decisivo na realizao de um projeto.

    empresas que se preocupam com sua

    imagem ganham competitividade no

    mercado

    3

    Bibiana Battaini trabalha com pequenas e mdias empresas

    Estudantes participaram com perguntas aos palestrantes

    Mariana Thomaz

    Foto: Diogo Zambello

    Foto: Raphael Nascimento

  • 4Comunicao integradaProfissionais discutem xito empresarial

    Fotos: Diogo Zambello

    Patrocnio: Apoio:

    Na quinta, 15 de abril, no ltimo dia de palestra do Meeting 2010, o tema abordado foi Comunicao Integrada, sobre as agncias que trabalham com a unio dos meios de comunicao para obterem melhores resultados no mercado.

    Andria Bernardi Lanzi, Re-gis Amedi e Rodrigo Ferrari apresentaram o assunto, mos-trando que o tema proposto estabelece um vnculo entre as reas que trabalham com pla-nejamento em todos os mbi-tos que a comunicao possa ter, seja Relaes Pblicas ou Assessoria de Imprensa, agre-gando valor marca do cliente ou a sua imagem.

    Rodrigo Ferrari, graduado em jornalismo pela Csper L-bero e coordenador da empre-sa de comunicao Hill & Kno-wlton, que o maior desafio a manuteno desse processo de relao, pois o mais importan-te manter a unio entre as reas. Ressalta, tambm, que no deve haver concorrncia, mas sim cooperao