boletim juvenil in-formativo da diocese de ?· de alegria por vivermos como irmãos que se amam....

Download BOLETIM JUVENIL IN-FORMATIVO DA DIOCESE DE ?· de alegria por vivermos como irmãos que se amam. ...…

Post on 01-Dec-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • A voz do PastorOl, jovens!

    Passado j que foi um longo perodo, marcado por acontecimentos importantes, que muito tiveram que ver connosco, tais como a jorna-da Diocesana da juventude, to vibrantemente vivida em S. Loureno dos rgos; a jornada mundial da juventu-de, sob o lema: Enraizados e edificados em Cristo, firmes na f, experincia nica e inesquecvel, to intensamen-te vivida por um bom grupo de jovens, nossos representantes no encontro com o Papa, em Madrid, eis que agora nos vira-mos para a nossa vida, no contexto do novo ano pastoral que acabmos de iniciar.

    Ao longo de todo o ano passado, nos debrumos sobre a necessidade, a importncia e a urgncia de alicerar a nossa vida inabalavelmente sobre a Rocha, que Cristo Salvador.

    E com certeza todos fizemos algo para que isso se tornasse uma realidade. De contrrio, seramos como a poeira fina, facilmente levada por qualquer vento, para qualquer lugar.

    No, ns sabemos quem somos, donde viemos, para onde vamos, sob guia de Jesus Cristo, o Caminho, a Verdade e a Vida. Por isso, no somos nenhuma cana agitada pelo ven-to, pois que a nossa vida est firme em Jesus Cristo, nosso maior amigo.

    Firmes em Cristo, agora nos preparamos, de um modo especial durante este novo ano pastoral, para nos educarmos

    AN

    O IV

    - N

    8 -

    Dez

    embr

    o 20

    11

    ALEGRAI-VOS SEMPRE NO SENHOR (FI 4, 4)

    BOLETIM JUVENIL IN-FORMATIVO DA DIOCESE DE SANTIAGO

    Antena Juvenil

    cada vez mais no amor de Cristo e testemunh-lo ao mundo, numa coerncia de vida tal, que poderemos exclamar como S. Paulo: Quem nos poder separar do amor de Cristo? (Rm 8, 35).

    Como ningum ama o que no conhece ou como ningum ama muito quem conhece mal, de todo necessrio continuarmos a procurar conhecer bem a pessoa de Jesus e a Igreja que Ele fundou, nos chamou a integrar e, em relao qual, nos confia a responsa-bilidades como pedras vivas do povo do Senhor, que somos.

    Para nos ajudar nessa tarefa de aprofundamento do conhecim ento de Cristo e da sua Igreja, para alm da Sagrada Escritura, Palavra da vida e da salvao, o Papa nos oferece o Catecismo jovem, Youcat, cujo exemplar todos e cada um devem adquirir, para o estudo pessoal continuado e para reflexo partilhada nos grupos, ao longo de todo este ano pastoral. O Secretariado Dioce-sano da Juventude disponibiliza o Youcat em nmero suficiente para todos.

    Assim como a pessoa humana no vive s de po, mas de toda a Palavra que nos vem de Deus, assim tambm nos devemos empenhar numa formao es-piritual sria e profunda, o que nos d consistncia na vida e capacidade para uma orientao adequada na nossa caminhada.

    Como nos ensina o Papa, Sucessor de Pedro, a Igre-ja de Jesus Cristo confia em ns, confia em vs, jovens, e conta convosco para o cabal cumprimento da misso que Jesus entregou a todos baptizados, ou seja, sermos testemunhas dEle no meio do mundo. A nossa vida de cristos deve ser luz e sal para todos, enchendo a todos de alegria por vivermos como irmos que se amam.

    Que este ano pastoral de 2011/12 seja para todos os jovens uma etapa importante na deciso definitiva de viver com Cristo, em Cristo, para Cristo, servindo os irmos.

    Um abrao e at sempre.Praia, Novembro de 2011

  • 2

    Antena Juvenil

    HOMILIA DO PAPA DURANTE A VIGLIA DE ORAO COM OS JOVENS Queridos amigos!

    Sado-vos a todos, e de modo particular aos jovens que me for-mularam as perguntas, agradecen-do-lhes a sinceridade com que ex-puseram as suas inquietaes, que exprimem de certo modo o anseio de todos vs por alcanar algo de grande na vida, algo que vos d ple-nitude e felicidade.

    Mas, como pode um jovem ser fiel f crist e continuar a aspirar os grandes ideais na sociedade ac-tual? No evangelho que escutmos,

    Jesus d-nos uma resposta a esta im-portante questo: Assim como o Pai Me tem amor, assim Eu vos amo a vs. Permanecei no meu amor (Jo 15, 9).

    Sim, queri-dos amigos, Deus ama-nos. Esta a grande verdade da nossa vida e que d sentido a tudo o mais. No somos fruto do acaso nem da irracionalidade, mas, na origem da nossa existncia, h um projecto de amor de Deus. Assim permanecer no seu amor significa viver ra-dicados na f, porque esta no a simples aceitao dumas verdades abstractas, mas uma relao ntima com Cristo que nos leva a abrir o nosso corao a este mistrio de amor e a viver como pessoas que se sabem amadas por Deus.

    Se permanecerdes no amor de Cristo, radicados na f, en-contrareis, mesmo no meio de contrariedades e sofrimen-tos, a fonte do jbilo e a alegria. A f no se ope aos vossos

    Sumrio Sumrio Sumrio SumrioA voz do Pastor ............................................................................................................................. Pag. 1Homilia do Papa durante a Orao com os jovens .................................................................. Pag. 2/3Ecos da XXVI Jornada Mundial da Juventude - Madrid 2011 ............................................... Pag. 4/5Pico Leo em Festa ....................................................................................................................... Pag. 5Ftima no roteiro de viagem para a JMJ - Madrid 2011 ....................................................... Pag. 6/7Aconteceu, acontece, acontecer ................................................................................................ Pag. 8

    ideais mais altos; pelo contrrio, exalta-os e aperfeioa-os. Queridos jovens, no vos conformeis com nada menos do que a Verdade e o Amor, no vos conformeis com nada me-nos do que Cristo.

    Precisamente agora, quando a cultura relativista domi-nante renuncia e menospreza a busca da verdade, que a aspirao mais alta do esprito humano, devemos propor, com coragem e humildade, o valor universal de Cristo como Salvador de todos os homens e fonte de esperana para a nossa vida. Ele, que tomou sobre si as nossas aflies, conhece bem o mistrio do sofrimento humano e mostra a sua presena amorosa em todos aqueles que sofrem. Estes, por sua vez, unidos paixo de Cristo, participam intima-mente da Sua obra de redeno. Alm disso, a nossa ateno desinteressada pelos doentes e aos desamparados, sempre

    ser um testemunho humilde e silencioso do rosto compas-sivo de Deus.

    Nesta viglia de orao, convido-vos a pedir a Deus que vos ajude a descobrir a vossa vocao na sociedade e na Igreja e a perseverar nela com alegria e fidelidade. Vale aco-lher dentro de ns o chamamento de Cristo e seguir com coragem e generosidade o caminho que Ele nos proponha.

    A muitos, o Senhor chama ao matrimnio, no qual um homem e uma mulher, formando uma s carne (cf. Gn 3,

  • 3

    24), se realizam numa profunda vida de comunho. um horizonte de vida ao mesmo tempo luminoso e exigente; um projecto de amor verdadeiro, que se renova e consolida cada dia, partilhando alegrias e dificuldades, e que se caracteriza por uma entrega da totalidade da pessoa. Por isso, reconhecer a beleza e bondade do matrimnio significa estar conscientes de que o mbito adequado grandeza e dignidade do amor matrimonial s pode ser um mbito de fidelidade e indisso-lubilidade e tambm de abertura ao dom divino da vida.

    A outros, diversamente, Cristo chama-os a segui-Lo mais de perto no sacerdcio ou na vida consagrada. Como belo saber que Jesus vem tua procura, fixa o seu olhar em ti e, com a sua voz inconfundvel, diz tambm a ti: Segue-Me (cf. Mc 2, 14).

    Queridos jovens, para descobrir e seguir fielmente a for-ma de vida a que o Senhor chama cada um de vs, indis-pensvel permanecer no seu amor como amigos. E, como se mantm a amizade se no com o trato frequente, o dilo-go, o estar juntos e o partilhar anseios ou penas? Dizia Santa Teresa de vila que a orao no outra coisa seno tratar de amizade estando muitas vezes tratando a ss com Quem sabemos que nos ama (Livro da Vida, 8).

    Convido-vos, pois, a ficardes agora em adorao a Cris-to, realmente presente na Eucaristia; a dialogar com Ele, a expor na sua presena as vossas questes e a escut-Lo. Queridos amigos, rezo por vs com toda a minha alma; suplico-vos que rezeis tambm por mim. Peamos-Lhe, ao Senhor, nesta noite que, atrados pela beleza do seu amor, vivamos sempre fielmente como seus discpulos. men.

    Queridos amigos! Obrigado pela vossa alegria e pela vos-sa resistncia! A vossa fora mais poderosa que a chuva. Obrigado! O Senhor, com a chuva, mandou-nos muitas bnos. Tambm nisto, sois um exemplo.

    BENEDICTUS PP. XVI

    Desejamos a todos Festas Felizes

  • 4

    Antena Juvenil

    ECOS DA XXVI JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE MADRID2011

    Parquia de Santa Cata-rina Fogo

    Firmes na F e enrai-zados em Cristo.

    A JMJ sempre um espao e momento de partilha, de refle-xo, de reavaliao e de expe-rincia de F. A nossa jornada resume-se a Ftima e Madrid. Da nossa estadia em Ftima destacamos a viglia e a Missa, sendo esta ltima um sonho h muito acalentado por todos ns. Relativamente a Madrid, podemos dizer que a nossa es-tadia foi desgastante, mas como fomos em misso de Jesus Cristo, renasceu em ns novas foras para que pudssemos participar em todas as actividades e, em especial, na Missa com o Papa e celebrar com Ele o nosso Deus, Jesus Cristo.

    Parquia de S. Miguel Arcanjo

    A jornada foi um acontecimento incrvel na minha vida. O encontro de milhares de jovens na partilha da mesma f em Cristo foi uma experincia que jamais esquecerei. As palavras mais marcantes foram as do nosso Papa Bento XVI Jovens, vs sois o futuro da Igreja; sedes evangelizadores de Cristo e levai convosco sempre Maria, Sua Me.

    Realmente posso afirmar que senti Cristo na minha vida pela presena do Papa e dos jovens de diferentes pases fir-mes na f e enraizados em Cristo.

    Parquia de So Salvador do Mundo

    Foi um grande encontro de jovens de todo mundo em torno do Vigrio de Cristo. um excelente meio d