boas praticas danfoss

Download Boas Praticas Danfoss

Post on 15-Sep-2015

32 views

Category:

Documents

9 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Boas práticas em refrigeração

TRANSCRIPT

  • 1

    Boas Praticas em Refrigerao

    MAKING MODERN LIVING POSSIBLE

    created by Ivan F. Quaresma

  • 2

    Introduo

    Por qu precisamos do frio?

    Conservao de produtos Conforto trmico Processos Teste de produtos Outros

    BRSC E & T

  • 3

    Introduo

    Cmaras frigorficas

    Equipamento ou instalao destinada principalmente para: CONSERVAO DE PRODUTOS RESFRIAMENTO DE PRODUTOS CONGELAMENTO DE PRODUTOS

    BRSC E & T

  • 4

    Introduo

    Resfriado de leite O caminho do calor

    Produtos Evaporador Tanque

    Refrigerante Condensador

    BRSC E & T

  • 5

    Introduo Terica

    Como produzir frio?

    O calor sempre flui de um corpo mais quente para um corpo mais

    frio !

    BRSC E & T

  • 6

    O Ciclo Frigorfico

    Componentes bsicos de um ciclo

    CONDENSADOR

    EVAPORADOR

    DISPOSITIVO DE EXPANSO

    COMPRESSOR

    BRSC E & T

  • 7

    Relao Presso x Temperatura

    BRSC E & T

    PR

    ES

    S

    O

    3000 m 89C

    0 m 100C

    1000 m 97C

    Introduo Terica

  • 8

    Introduo

    Rgua Presso x Temperatura

    BRSC E & T

  • 9

    Introduo Terica

    A compresso O compressor

    Responsvel pela movimentao do refrigerante Responsvel pela elevao da presso no ciclo S deve comprimir vapor Consome energia Vrios tipos: semi-hermtico, hermtico, scroll, etc

    BRSC E & T

  • 10 BRSC E & T

    Funcionamento

    Compressores Recprocos Maneurop

  • 11

    Evaporador

    Retira calor do ambiente ou meio a ser refrigerado. nele que ocorre a evaporao do refrigerante No ciclo ideal, o processo de evaporao ocorre a uma presso constante denominada presso de evaporao.

    BRSC E & T

    Introduo Terica

  • 12

    Condensador

    Rejeita calor para o ambiente ou meio externo. nele que ocorre a condensao do refrigerante. No ciclo ideal, o processo de condensao ocorre a uma presso constante denominada presso de condensao.

    BRSC E & T

    Introduo Terica

  • 13

    Superaquecimento

    Aquecimento adicional do gs saturado, para garantir que no exista lquido indo para o compressor, uma vez que lquido no comprimvel.

    Sub-resfriamento

    Resfriamento adicional do lquido saturado, para garantir que no exista vapor indo para a vlvula de expanso.

    BRSC E & T

    Introduo Terica

  • 14

    Superaquecimento

    T. sada Evaporador -

    T. saturao na Pev. 10 psig

    R22

    Exemplo: Para R22: 10 psig -29C Sup.Aq= (-20)-(-29) Sup.Aq=9 K

    -30 -29 -28 -27 -26 -25 -24 -23 -22 -21 -20 -19 C

    9 K

    BRSC E & T

    Introduo Terica

  • 15

    Sub-resfriamento

    T. sada do condensador -

    T. saturao na Pcd. 200 psig

    R22

    Exemplo: Para R22: 200 psig 39C Sup.re= 39-31 Sup.re=8 K

    29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 C

    8 K

    BRSC E & T

    Introduo Terica

  • 16

    Introduo Terica

    O meio de transporte - Refrigerante

    Fluido utlilizado para transportar calor Sofre evaporao e condensao no sistema recirculado (no consumido)

    BRSC E & T

  • 17

    Vlvula de expanso

    Realiza a queda de presso no ciclo, caindo da presso de condensao at a presso de evaporao. Promove a expanso do lquido em lquido+gs, controlando a vazo de refrigerante para o evaporador. S deve expandir lquido. No ciclo ideal, o processo de expanso ocorre a uma entalpia constante (processo isentlpico)

    BRSC E & T

    Introduo Terica

  • 18

    Vlvula de Expanso

    Princpios de Funcionamento

    PB

    PB

    PM PE

    PB = Presso no BULBO PM = Presso da MOLA PE = Presso de Evaporao

    BRSC E & T

  • 19

    Vlvula de Expanso

    Instalao

    BRSC E & T

    Evaporator

  • 20

    Vlvula de Expanso

    Instalao

    BRSC E & T

    Evaporator

  • 21

    Vlvula de Expanso

    Instalao do bulbo

    BRSC E & T

    2 1/8 a 2 5/8

    3 / 4 a 7 / 8

    1 / 2 a 5 / 8

    1 1/8 a 1 5/8

  • 22

    Vlvula de Expanso

    TE Processo de Solda

    BRSC E & T

  • 23

    Compressor + Refrigerante

    Mecanismo de transporte do calor

    Introduo Terica

    BRSC E & T

  • 24 Refrigerao Aplicada

    Revisando

    CONDENSADOR

    EVAPORADOR

    DISPOSITIVO DE EXPANSO

    COMPRESSOR

    Introduo Terica

  • 25

    Modelos

    Unidades Condensadoras Hermticas

    BRSC E & T

    BLUE STAR COMPACT LINE

  • 26

    Por dentro da unidade condensadora...

    Unidades Condensadoras Hermticas

    BRSC E & T

    COMPONENTES - Compressor - Condensador - Tanque de lquido - Filtro secador - Pressostato de alta - Pressostato de baixa - Caixa eltrica - Protees eltricas (opc.) - Visor de lquido (opc.) - Acumulador (opc.) - Separador de leo (opc.) - Carenagem (opc.) - Resistncia crter (opc.)

  • 27

    MAKING MODERN LIVING POSSIBLE

    Pressostatos

    Treinamento Danfoss

  • 28

    Finalidade

    Abrir ou fechar um contato em funo de um valor de presso pr ajustado.

    Pressostato KP

    BRSC E & T

  • 29

    Finalidade : Proteger o Compressor

    Protege o compressor, limitando para que o mesmo no ultrapasse as suas faixas de aplicao, alm de proteger o sistema contra presses demasiadamente altas ou baixas.

    Pressostato KP

    BRSC E & T

  • 30

    Funcionamento

    Pressostato de baixa do tipo cartucho (ACB 204w 5/25 psig). Rearme automtico Desarma com 5 psig Rearma com 25 psig

    Pressostato Cartucho

    BRSC E & T

  • 31

    Funcionamento

    Pressostato de alta do tipo cartucho (ACB 215w 385/260 psig). Rearme automtico Desarma com 385 psig Rearma com 260 psig

    Pressostato Cartucho

    BRSC E & T

  • 32

    Instalao

    Pressostato KP15 - Proteo

    BRSC E & T

  • 33

    Filtros Secadores DML

    Finalidades - Aplicaes

    Remover umidade do refrigerante. Filtrar (reter) partculas slidas. Instalado na linha de lquido, depois do tanque de lquido

    BRSC E & T

  • 34

    Filtros Secadores DML

    Instalao

    BRSC E & T

  • 35

    Filtros Secadores DML

    Solda

    BRSC E & T

  • 36

    MAKING MODERN LIVING POSSIBLE

    Visores de lquido SGI e SGN

    Treinamento Danfoss

  • 37

    Visores de Lquido SGI e SGN

    Finalidades - Aplicaes

    Verificar se existe subresfriamento suficiente. Verificar se a carga de gs suficiente. Verificar o nvel de umidade no sistema. Verificar se existe acidez no sistema (leo preto) Verificar retorno de leo de um separador

    BRSC E & T

  • 38

    SGN possui um

    anl branco ao

    redor do indicador

    Visores de Lquido SGI e SGN

    Como diferenciar ?

    SGI possui um anl

    verde ao redor do

    indicador

    BRSC E & T

  • 39

    Visores de Lquido

    Detalhes de montagem

    BRSC E & T

  • 40

    Vlvulas Solenides EVR

    BRSC E & T

  • 41

    Vlvulas Solenides EVR

    Detalhes de Montagem

    BRSC E & T

  • 42

    Opcionais

    Compressores Recprocos Maneurop

    BRSC E & T

    Resistncia de crter: Mantm o leo aquecido diminuindo o risco de partida inundada.

  • 43

    Controle de condensao por pressostato de alta KP5

    CUT OUT = Presso acima da qual (re)liga o ventilador; CUT IN = Presso abaixo da qual desliga o ventilador; A escala indica valores de CUT OUT; CUT OUT Diferencial = CUT IN Utilizar KP5 com rearme automtico a diferencial ajustvel. KP5 interligado na linha de descarga/lquido.

    Te

    mp

    . C

    45

    40

    30

    35

    Religa V2

    Religa V1

    Desliga V2

    Desliga V1

    V2 on V2 on

    V1 on V1 on V1 on

    V2 off

    V1 off V1 off

    Controle de Condensao

    V1 V2

    BRSC E&T

  • 44

    Controle de condensao por controlador de velocidade SAGINOMIYA - XGE

    para ventiladores monofsicos 220V, de at 3 Amp. conectar na linha de descarga/liquido. conexo com defletor para schrader.

    D

    BRSC E&T

  • 45

    Tubulaes Linha de Suco

    Auxilia o retorno de leo em situaes de

    baixa capacidade.

    Evaporador abaixo do nvel do compressor

    8 a

    12 m

    /s

    > 4 m/s

    ATENO: Garantir velocidade MNIMA de 8m/s nos trechos verticais ascendentes na condio de MENOR CAPACIDADE frigorfica. Se a velocidade MXIMA ficar muito alta na condio de MAIOR CAPACIDADE frigorfica, utilizar DOUBLE-RISER .

    RETORNO INSUFICIENTE

    DE LEO

    BRSC E & T

    Consideraes de Projeto

  • 46

    Consideraes de Projeto

    Tubulaes Linha de Suco

    8 a

    12 m

    /s

    ATENO: A cada 3 metros de linha de suco vertical ascendente, necessrio a instalao de sifo , com o objetivo de auxiliar o arraste de leo ao compressor.

    RETORNO INSUFICIENTE

    DE LEO

    a c

    ada 3

    metr

    os

    BRSC E & T

  • 47

    Consideraes de Projeto