biofísica do aparelho respiratório

Download Biofísica do aparelho respiratório

Post on 22-Jul-2015

201 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Clique para editar o estilo do subttulo mestre

Biofsica do aparelho respiratrio6/5/12

Introduo Funo do aparelho respiratrio

6/5/12

Anatomia Funcional do Sistema Respiratrio

6/5/12

1) Narinas Funo

6/5/12

2) FaringeDivises Funo Relaes anatmicas Importncia

6/5/12

3) LaringeImportnciaSistema Respiratrio Fonao

6/5/12

4) TraquiaImportncia Histologia

6/5/12

5) BrnquiosImportncia Diviso Musculatura lisa ControleSNS (Receptores B-2) SNP (Receptores colinrgicos

muscarnicos)

6/5/12

6) Bronquolos ; Ducto Alveolar e AlvolosLbulo PrimrioBronquolo + Ducto Alveolar + Alvolo Hematose

Espao Morto RespiratrioDefinio Divises

Espao Morto Anatmico Morto Fisiolgico6/5/12

Espao

Importncia

Organizao da Cavidade Torcica

6/5/12

Organizao da Cavidade TorcicaLquido PleuralImportncia Classificao Extracelular Transcelular

Presso PleuralMecanismo de formao Varia de -5cm/H2O a -7,5cm/H2O Mecanismo de funcionamento: Presso -

Atrai os alvolos Impede o colabamento

6/5/12

6/5/12

Presso AlveolarNo interior do alvolo, temos tambm a

presso alveolar (+ 1cm/ar a -1cm/ar)

Complacncia PulmonarDurante a expanso pulmonar, para

cada aumento de 1 unidade de presso pulmonar

Presso Alveolar x Presso PleuralNa inspirao Na expirao Presso transpulmonar6/5/12

Aspectos HistofisiolgicosPneumcito ILocalizao Funo

Pneumcito IILocalizao Funo

OBSERVAO SURFACTANTEFuno6/5/12

SURFACTANTE

Presso de extenso superficial

presso de atrao de uma parede na outra (presso de colabamento)Comea a ser produzida no ltimo

ms de vida fetalPrematurosSurfactante Diminui a tenso

superficial

6/5/12

CORRELAO CLNICAPrximo ao final da gestao o feto tem

uma reao de stress fetal Corticotrofina

Relao com gestaes gemelares Corticotrofina ACTH (adeno-hipfise)

Cortisol (Maturao pulmonar e a formao do surfactante)

6/5/12

Volumes e Capacidades Respiratrias

6/5/12

Volume Corrente o volume de

ar que entra e sai do sistema respiratrio em um movimento respiratrio normalPrximo de 0,5L6/5/12

Volume de

Reserva InspiratriaVolume de ar que

entra no pulmo durante uma inspirao mxima forada, a partir do moviemento inspiratrio normal

Prximo de 3L

6/5/12

Volume de

Reserva ExpiratriaVolume de ar que

sai do sistema respiratrio durante uma expirao mxima forada a partir do movimento expiratrio normal

6/5/12

Volume Residual o volume de ar

que permanece nos pulmes depois de uma expirao mxima forada.

prximo de 1,2L Primeiro volume da

vida fetal

6/5/12

Capacidad

e Respiratri a Funcional (CRF) ou Capacidad e Residual Funcional6/5/12

Capacidade

InspiratriaCI = VRI +VC

6/5/12

Capacidade Vital

(CV)CV = VRI + VC +

VRE

6/5/12

Capacidade

Pulmonar Total (CPT)CPT = CV + VR

6/5/12

VOLUME SANGUNEO E FLUXO SANGUNEO PULMONARCerca de 9% (450 ml) do volume

sanguneo est localizado no sistema circulatrio.70 ml

capilares pulmonares , divididos em 40m2.

6/5/12

VARIAES DO VOLUME SANGUNEO PULMONAR

250 ml tocando um instrumento musical.

900 ml na ICCE, estenose e regurgitao 6/5/12

FLUXO SANGUNEO ATRAVS DOS PULMES E SUA DISTRIBUIO:Dbito cardaco do lado esquerdo

igual ao dbito cardaco do lado direito.Fluxo sanguneo pulmonar igual ao

dbito cardaco do lado direito.O dbito cardaco do lado esquerdo

pode ter uma variao de at 2mL em relao ao dbito cardaco do lado direito, isso devido artria 6/5/12 brnquica.

FLUXO SANGUNEO ATRAVS DOS PULMES E SUA DISTRIBUIO:REGIO PULMO:

SUPERIOR

DO

Presso sistlica artria pulmonar p.25mmHg presso nessa regio de 10mmHg chega sangue. Presso diastlica artria pulmonar p. 8mmHg presso nessa regio negativa No chega 6/5/12 Sangue.

ZONA 1- Ausncia de fluxo sanguneo

FLUXO SANGUNEO ATRAVS DOS PULMES E SUA DISTRIBUIO:

durante todo o ciclo cardaco, porque a Ppc local nunca se eleva acima da P.alv local em nenhuma parte do ciclo cardaco.

No existe em condies fisiolgicas. Hemorragia.6/5/12

ZONA 2- Fluxo sanguneo intermitente

FLUXO SANGUNEO ATRAVS DOS PULMES E SUA DISTRIBUIO:

somente durante os picos (sstole) da presso arterial pulmonar, porque a presso sistlica superior presso do ar alveolar, mas a presso diastlica inferior a presso do ar alveolar.

Ocorre na regio superior Durante o exerccio, pode se tornar

zona 3.6/5/12

FLUXO SANGUNEO ATRAVS DOS PULMES E SUA DISTRIBUIO:Zona 3- Fluxo sanguneo contnuo

porque a Ppc permanece mais alta que a Palv durante todo o ciclo cardaco .Zona inferior

6/5/12

FLUXO SANGUNEO ATRAVS DOS PULMES E SUA DISTRIBUIO: Se opaciente possuir um problema do lado direito do corao comprom ete circulao

6/5/12

Difuso e Transporte dos Gases no Sangue

6/5/12

DIFUSO DOS GASESPresso

parcial de um gs o impacto que sua molcula em movimento contra uma superfcie. Quanto mais gs h no ambiente, maior a presso parcial.

Troca gasosa no pulmo: o oxignio

que est no saco alveolar vai passar para a corrente sangunea e o CO2 do sangue vai passar para o alvolo. 6/5/12

TROCAS GASOSAS: Para

ocorrer trocas gasosas, quatro fatores so importantes: Espessura da membrana rea de superfcie da membrana Coeficiente de difuso do gs A diferena de presso parcial do gs

entre os dois lados da membrana

6/5/12

DIFUSO DE O2 DO ALVOLO PARA O SANGUE DOS CAPILARES ALVEOLARES

6/5/12

DIFUSO DE O2 DO ALVOLO PARA O SANGUE DOS CAPILARES ALVEOLARESO O2 passa do alvolo para o

sangue dos capilares alveolaresTem-se um capilar alveolar:Sua extremidade arterial pobre em

O2 40mmHg. 104mmHg

A presso do O2 no alvolo de O2 passa do alvolo para corrente 6/5/12

DIFUSO DE O2 DO ALVOLO PARA O SANGUE DOS CAPILARES ALVEOLARESA presso do O2 no trio esquerdo

menor que 104mmHg. Isso acontece porque h uma mistura de sangue nas veias pulmonares sangue das artrias brnquicas com o sangue das artrias pulmonares. (SHUNT desvio de sangue)6/5/12

Difuso dos GasesMotivos que favorecem a difuso do

sangue arterial para as clulas teciduaisDiferena de presso entre o sangue

arterial (95mmHg); o interstcio (40mmHg) e a clula (23mmHg).Membranas permeveis ao gs Lipossolubilidade do gs

6/5/12

OBSERVAO1g de hemoglobina 1,34mL O2 Volume % Significa quantidade, em

volume de um gs, que est ligada a 100mL de sangue100mL 15g Hb 20mL de O2 (20V%) Coeficiente de Utilizao: Quanto o No exerccio fsico

sangue cede de O2 para o tecido (25%)Maior coef. Utilizao Maior o metabolismo6/5/12

1) Difuso do Oxignio Alveolar para a

Hemcia) Efeito Haldane

6/5/12

2) Difuso do CO2 da Clula para o Sangue

Transporte de CO2 no organismoDissolvido no plasma Hemcia23% 70%

sob carbaminohemoglobina combina-se com a gua6/5/12

3) Difuso do CO2 do Sangue dos Capilares Alveolares Para o AlvoloO capilar possui uma extremidade

arterial e uma extremidade venosa.Na extremidade arterial, h o sangue

venoso com P.p de O2 = 40mmHg e uma P.p de CO2 = 45mmHg. Quando esse sangue passa pelos capilares alveolares o CO2 liberado, pois sua presso parcial no alvolo prxima de 45mmHg.Com isso o CO2 tende a sair pelos 3

motivos.Na extremidade venosa a P.p 6/5/12 do CO2 =

Correlaes Clnicas

6/5/12

Edema Pulmonar Definio Presso capilar pulmonar maior que a presso

coloidosmtica do plasma Causas ICC Elevao da presso venosa pulmonar Leso das membranas dos capilares pulmonares

6/5/12

PneumotraxDefinio Fisiopatologia

6/5/12

OBRIGAD6/5/12

Recommended

View more >