Bibliotecas Digitais e Servios de Preservao

Download Bibliotecas Digitais e Servios de Preservao

Post on 04-Jun-2015

1.919 views

Category:

Education

3 download

DESCRIPTION

Apresentao usada na aula de bibliotecas digitais do professor Robson Almeida na UnB no dia 19 de janeiro de 2010.

TRANSCRIPT

  • 1. BIBLIOTECAS DIGITAIS E SERVIOS DE PRESERVAO Miguel ngel Mrdero Arellano

2. Ciclo da vida humana 3. Evoluo da prtica cientfica

  • O compartilhamento dos dados das pesquisas mudou para prticas abertas.
  • O gerenciamento individual dos dados das pesquisas foi substitudo pelos repositrios de dados cientficos.
  • A transparncia no tratamento dos dados cientficos prevalece em todas as comunidades cientficas.

4. Para o final de 2010...

  • 1.2 bilhes de pessoas possuiro aparelhos comerciais que lhes permitiro a convergncia da mobilidade e dos recursos Web.
  • Atualmente existem milhares de aplicativos para IPhones e teremosnovas verses desenhadas a operar flexivelmente tanto nos PCs como nos laptops e netbooks.
  • Com a arquitetura de processamento e as interfases dos sistemas idnticos, ocorrer um grande impacto na disponibilidade dos aplicativos mveis.

5. O Paradoxo da Internet

  • Ao mesmo tempo em que a Internet encarna a imagem da grandebiblioteca universalonde toda e qualquer informao pode ser encontrada, ela acaba por ser apenas acontinuidade de um modelo econmico e de comunicao elitista , em que apenas uma pequena parcela da populao desfruta realmente desses benefcios e, mesmo assim, com inmeros problemas, dificuldades e nus para esta mesma parcela da populao.

6. A Nuvem

  • um estilo de computao que caracteriza o modelo no qual os provedores entregam uma variedade de produtos e servios de tecnologia da informao para os consumidores.
  • Os servios baseados na Nuvem podem ser aproveitados de muitas maneiras para desenvolver uma aplicao ou uma soluo tecnolgica.
  • Seu uso no elimina o custo com as solues de TI mas, reduz alguns e re-organiza outros.
  • Por outro lado as empresas participaro mais como provedores da Nuvem, oferecendo solues, informao e servios para clientes e parceiros de negcios.

7. Onde fica a Biblioteca atual?

  • Difusora da informao
  • Referncia
  • Formadora
  • Custdia
  • Recreativa
  • Social
  • Pesquisadora

8. Onde fica a Biblioteca atual?

  • Evoluindo para a construo de portais bibliotecrios completos, integrados ao portal da instituio alm dos servios bibliotecrios.
  • Uso generalizado de softwares sociais na oferta de servios 2.0

Prestao de servios digitais e maior participao no processo de comunicao cientfica . 9. Vdeo http://www.youtube.com/watch?v=jMus6tZifGY 10. A Biblioteca Digital

  • uma entidade complexa e instvel. Sua sustentabilidade ainda est em risco.
  • Oferece uma informao atualizada por contar com fontes de informao mais complexas e variadas.
  • Os sistemas de informao com que conta animam os estudantes no processo de pesquisa e de assistncia na navegao.

11. Vantagens da Biblioteca Digital

  • Armazenamento de grande quantidade de informao.
  • Facilita a busca e recuperao da informao com novas ferramentas.
  • Oferece maior qualidade e variedade de informao em formatos multimdia.
  • A melhoria dos servios de informao contnua pela integrao de novas ferramentas.

12. Vantagens da Biblioteca Digital

  • Favorece a interao e autonomia do usurio capacitado para decidir o que quer, quando e em qual suporte.
  • Com a digitalizao resgata muitos documentos em estado fsico de risco.
  • Diminui os custos das colees com o intercmbio de recursos e cooperao entre redes de informao.

13. Biblioteca Digital

  • Um ambiente onde se juntam colees, servios e pessoal que do apoio ao ciclo completo da criao, disseminao, uso e preservao dos dados, da informao e do conhecimento.
  • Uma biblioteca digital consiste em contedos textuais ou no, interconexes e software.

14. Vdeo http://www.youtube.com/watch?v=xhBYGI6Tfzo 15. Para que serve uma biblioteca digital?

  • Oferecimento de novos servios de informao
  • Acesso a uma grande variedade de contedos
  • Integrao de mdias
  • Formao de colees digitais
  • Apoio a sistemas colaborativos

16. Vertentes

  • Biblioteca Digital
  • Repositrio institucional
  • Repositrio temtico
  • Arquivo digital
  • Museu Digital

17. Variveis envolvidas

  • Usurios
  • Servios
  • Tecnologias
  • Padres
  • Contedos
  • Conceitos
  • Formatos

18. Diretrizes comuns

  • Servios
  • Ferramentas
  • Interoperabilidade (padres e protocolos)
  • Modularidade (interao tecnolgica)
  • Suporte aos usurios
  • Federao (agregao)
  • Gesto de contedos e servios
  • Preservao

19. Quando se fala depreservao digital quais so asperguntasque surgem na sua cabea? 20. Como preservar objetos digitais?

  • Inimigos dos objetos digitais:
      • Obsolescncia tecnolgica
      • Degradao fsica das mdias

21. Como preservar objetos digitais?

  • Inimigos dos objetos digitais:
      • Falhas na Mdia;
      • Falhas de Hardware;
      • Falhas de Software;
      • Erros de Comunicao;
      • Falhas em Servios de Rede:
      • DNS;
      • URL Persistentes;
      • Obsolescncia de Mdia e Hardware;

22. Como preservar objetos digitais?

  • Inimigos dos objetos digitais:
      • Obsolescncia de Software;
      • Erros do Operador;
      • Desastres Naturais;
      • Ataques Externos;
      • Ataques Internos;
      • Falhas Econmicas;
      • Falhas Organizacionais.

23. Como preservar objetos digitais?

  • Acesso persistente aos itens e s colees da biblioteca digital
  • Arquivamento digital confivel
  • Preservao digital

24. Como as instituies garantem o acesso permanente s publicaes digitais?

  • Obteve algum sistema de identificadores permanente ou de links dinmicos para seus objetos digitais.
  • Participa de um sistema cooperativo de bibliotecas ou arquivos.
  • Usa XML no processo de editorao eletrnica.
  • Recomenda formatos abertos no depsito de documentos nos seus repositrios digitais.

25. Descrio

  • Acesso persistente aos itens e s colees da biblioteca digital
      • Metadados descritivos, tcnicos, administrativos e estruturais;
      • Padres de acesso e cpia (OpenURL, URN, ISSN, ISBN, Portais)

26. Descrio

  • Nomes persistentes
      • DOI
      • HANDLE SYSTEM
      • PERSISTENT URL

27. Descrio

  • Arquivamento digital confivel
    • o ramo responsvel pela integridade dos dados armazenados.
    • Para atender a demanda na acessibilidade e segurana de documentos digitais no longo prazo (perodo superior a um sculo).
    • Preservao dos metadados existentes.

28. Descrio

  • Arquivamento digital confivel
    • Conservar o contedo intacto atravs do tempo.
    • Auditoria Constante (Arquivos corrompidos).
    • ISO 14721:2003, pela Open Archival Information System.
    • Disponibilidade, durabilidade e confiabilidade dos dados.
    • Contedo digital acessvel (em disco).
    • Controle de permisso Acesso (senha).
    • Formato compatvel (evoluo de verses e distribuies).

29.

  • Quando os dados cientficos so comprovveis.
  • Quando os dados so teis para a comunidade cientfica.
  • Quando a coleo digital estvel.
  • Quando o repositrio possui mecanismos de certificao.

O que torna um repositrio confivel? 30. O que torna um repositrio confivel?

  • Quando os dados podem ser facilmente usados por cientistas de qualquer rea.
  • Quando os dados podem ser facilmente integrados a dados provenientes de outras reas.
  • Quando os dados so preparados para seu uso por especialistas.

31. Quais so os benefcios dosrepositrios confiveis?

  • Os pesquisadores passaro a querer submeter seus dados no repositrio.
  • Os usurios visitaro mais o repositrio para encontrar dados.
  • As comunidades de cientistas, administradores e docentes usaro os dados e os servios do repositrio.
  • Os autores passaro a citar os dados obtidos nos repositrios.

32. Quais so os benefcios dosrepositrios confiveis?

  • As informaes sobre a origem fica encapsulada com os dados.
  • Existe uma distino e relao clara entre as verses dos documentos.
  • Incluso de todos os arquivos dos dados e a documentao.
  • Os dados so descritos para seu uso.

33. Quais so os benefcios dosrepositrios confiveis?

  • As referncias descrevem as publicaes que utilizaram os dados.
  • Exposio dos direitos para uso dos dados.
  • Os requisitos de software e hardware so especificados publicamente.
  • Prov um nvel de servio de preservao.
  • Os autores recebem citaes em qualquer publicao que use os dados no repositrio.

34. Preservao digital

  • So todas asaes requeridaspara manter o acesso a materiais digitais alm dos limites de falha da mdia ou da mudana tecnolgica.
          • (Beagrie & Jones, 2002)

35. Vdeo http://www.youtube.com/watch?v=Yun9hkPPF9M http://www.youtube.com/watch?v=pbBa6Oam7-w http://www.youtube.com/watch?v=EKnsZZzuUr4 36. O que define as prticas depreservao digital?

  • Todas as aes requeridas para manter o acesso a materiais digitais alm dos limites de falha da mdia ou da mudana tecnolgica.
  • A avaliao dos riscos na preservao dos formatos de arquivo
  • Considerar o uso de padres abertos e XML na implementao de formatos par converso.

37. O que define as prticas depreservao digital?

  • Manter atualizado o acesso aos documentos digitais.
  • Participar de parcerias na aplicao de estratgias para evitar redundncias.
  • Conscientizar os principais atores envolvidos com os objetos digitais.

38. Que aes as instituies realizam relacionadas com a preservao digital?

  • Desenvolve projetos colaborativos.
  • Construiu um repositrio digital confivel.
  • Segue critrios institucionais, tcnicos e gerenciais de preservao digital.
  • Adota mecanismos que facilitam a automatizao dos processos de validao e converso de formatos digitais.

39. Que tipo de estratgia de preservao digital j foi aplicada?

  • Cpias da seqncia debits
  • Rejuvenescimento
  • Replicao
  • Preservao da tecnologia
  • Migrao
  • Canonizao
  • Emulao
  • Restrio de formatos e padronizao
  • Relevncia dos padres
  • Metadados de preservao
  • Encapsulamento
  • Re-engenharia de software
  • Computador virtual universal
  • Cpias analgicas
  • Arqueologia digital

40. Descrio

  • LOCKSS rede cooperativa
    • Muitas cpias (desde que no existam preocupaes com a segurana, autoria, modificao de contedo no autorizado etc.).
    • Sistema de armazenamento distribudo projetado para a sobrevivncia de falhas correlacionadas em larga escala.

41. Como uma instituio define o tipo de estratgia de preservao digital?

  • Acompanhou o contexto internacional.
  • Preparou uma poltica de preservao digital para o gerenciamento dos registros digitais institucionais.
  • Implantou uma soluo tecnolgica e metodolgica de preservao digital.
  • Testou a interoperabilidade da tecnologia implantada com outros sistemas de preservao digital existentes.

42. Como preservada a informao contida nas bibliotecas digitais?

  • Por Arquivistas, Bibliotecrios e Analistas de sistemas.
  • Usando a mesma terminologia das reas da cincia da informao.
  • Depende do tipo de repositrio e dos documentos arquivados.
  • Segundo o tipo de acordo de depsito dos registros.

43. Vdeo http://www.youtube.com/watch?v=B4vvskVnkPk 44. Concluses individuais 45. http://eprints.rclis.org/ 46. BIBLIOTECAS DIGITAIS E SERVIOS DE PRESERVAO [email_address]