bibliografia eduardo lourenço

Download bibliografia Eduardo Lourenço

Post on 20-Oct-2015

65 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

bibliografia Eduardo Lourenço

TRANSCRIPT

  • Bibliografia de e relativa a Eduardo Loureno

  • 31Bibliografia de e relativa a Eduardo Loureno

    Uma biblioteca aberta para uma dvida infinita

    No impossvel elaborar bibliografias de e sobre Eduardo Loureno. Provam-no as muitas e variadssimas que esto feitas e publicadas e que o leitor atento certamente conhece. Coisa bem diferente, e porventura inalcanvel, ser estabelecer a lista completa ou definitiva dos textos que Eduardo Loureno escreveu ou mesmo que publicou at hoje. H sempre algum artigo que falta ou talvez uma outra entrevista que, entretanto, surge, vinda no se sabe muito bem de onde.

    Quando comecei a preparar a minha Dissertao de Doutoramento em Filosofia na Universidade de vora sobre o pensamento de Eduardo Loureno, propus-me, desde logo, encontrar, organizar e estudar todos os textos publicados pelo autor. Contudo, cedo me apercebi que se tratava de uma tarefa permanentemente inacabada. Por isso, quando entreguei na Universidade o texto dessa minha Dissertao, no Vero de 2002, tinha recenseado vinte e trs livros, quarenta prefcios e 764 textos da autoria de Eduardo Loureno, alm de 49 entrevistas e 339 artigos ou estudos dedicados figura ou obra de Eduardo Loureno. Entretanto, tomei conhecimento que, na sequncia das investigaes desenvolvidas tambm com vista a uma Tese de Doutoramento que apresentou Universidade de Aveiro, Maria Manuel Baptista elaborou e publicou as duas outras listas bibliogrficas mais extensas que conheo de textos redigidos por Eduardo Loureno. Essas duas listas (que so praticamente coincidentes, com alteraes de mero pormenor e algumas actuali-zaes) representam um invulgar trabalho de pesquisa acadmica e tm um valor e uma importncia que nenhum investigador srio da obra de Eduardo Loureno pode ignorar.

    Desde ento e at hoje (no sentido literal do termo), estes repertrios tm vindo a ficar cada vez mais, e de modo irremedivel, desactualizados, o que, bem vistas as coisas, s pode constituir uma excelente notcia para os amigos do pensamento de Eduardo Loureno, por dois motivos: por um lado, o ensasta continua a escrever e a publicar num ritmo verdadei-ramente impressionante; por outro lado, comeam a aparecer cada vez mais estudos, textos, investigaes sobre uma obra que, tambm assim, exibe a sua enorme vitalidade.

    O que agora se apresenta resulta da actualizao e aperfeioamento da minha prpria bibliografia de 2002 e de um cruzamento de dados com as listas da autoria de Maria Manuel Baptista. Por razes de metodologia, s so aqui referidos textos de que disponho cpia ou, pelo menos, que tive a possibilidade de confrontar directamente. Da que haja outros textos cuja referncia conheo, mas que no constam desta lista porque no tive ainda a oportunidade de os ter entre mos. Dito isto, importa acrescentar que optei por ordenar os ttulos de acordo com o seguinte esquema:

    Livros de Eduardo Loureno.

    Livros de Eduardo Loureno em co-autoria.

    Artigos, captulos de livros colectivos e prefcios de Eduardo Loureno.

    Entrevistas e mesas-redondas com Eduardo Loureno.

    Artigos e estudos sobre Eduardo Loureno.

  • 32 Bibliografia de e relativa a Eduardo Loureno

    Em cada um destes captulos organizei os ttulos por ordem cronolgica de publicao. Contudo, no fim de cada referncia, e sempre que foi possvel dispor desses dados, indiquei tambm o local e a data de redaco de cada texto.

    Em sntese, trata-se de uma lista de ttulos que, apesar da sua considervel extenso, no tem a pretenso de ser a bibliografia de e sobre Eduardo Loureno. No momento em que for publicada j estar, tambm ela, ultrapassada pelo tempo. Por isso, desejo que seja vista como se fosse uma outra biblioteca que doravante abre tambm as suas portas. Por outras palavras, um espao e um convite leitura e ao estudo de um pensador que, como ele prprio diz numa das suas mais recentes intervenes pblicas, est em dvida para com a humanidade inteira. Tambm ns, os amigos do pensamento de Eduardo Loureno, estamos em dvida. Antes de mais, para com ele e para com a sua obra. A bibliografia que, agora, se oferece ao leitor , portanto, uma forma de testemunhar essa dvida que, por ser infinita, nunca poder ser verdadeiramente saldada.

    Joo Tiago Pedroso de Limavora, 2 de Outubro de 2008

  • 33Bibliografia de e relativa a Eduardo Loureno

    Livros de Eduardo Loureno(1) (H) Heterodoxia, Coimbra, 1949. 2. ed. Lisboa, Assrio & Alvim, 1987, Col. Cadernos Peninsulares

    Ensaio/Especial, n. 11. 3. ed. Lisboa, Gradiva, 2005, Col. Obras de Eduardo de Loureno.

    (2) (DHMT) O Desespero Humanista na Obra de Miguel Torga, Coimbra, 1955. 2. ed. TP.

    (3) (H2) Heterodoxia II, Coimbra, Coimbra Editora, 1967. 2. ed. Lisboa, Assrio & Alvim, 1987, Col. Cadernos Peninsulares Ensaio/Especial, n. 11. 3. ed. Lisboa, Gradiva, 2006, Col. Obras de Eduardo de Loureno.

    (4) (SFPNR) Sentido e Forma da Poesia Neo-realista, Lisboa, Ulisseia, 1968. 2. ed. Publicaes D. Quixote, 1983, Col. Estudos Portugueses, n. 11. 3. ed. Lisboa, Gradiva, 2007, Col. Obras de Eduardo de Loureno.

    (5) (PR) Pessoa Revisitado. Leitura Estruturante do Drama em Gente, Porto, Editorial Inova, Coleco Civilizao Portuguesa n. 17, 1973. 2. ed. Lisboa, Moraes Editores, 1981. 3. ed. Lisboa, Gradiva, 2000, Col. Obras de Eduardo de Loureno.

    (6) (TP) Tempo e Poesia, Porto, Editorial Inova, 1974, Col. Civilizao Portuguesa. 2. ed. Lisboa, Relgio de gua Editores L.da, 1987, Col. Volta da Literatura. 3. ed. Lisboa, Gradiva, 2003, Col. Obras de Eduardo de Loureno.

    (7) (MP) Os Militares e o Poder, Lisboa, Arcdia, 1975, Col. Temas Portugueses.

    (8) (SACN) Situao Africana e Conscincia Nacional, Amadora, Gnese, 1976, Col. Cadernos Critrio 2.

    (9) (FNE) O Fascismo Nunca Existiu, Lisboa, Publicaes Dom Quixote, 1976, Col. Participar, n. 8.

    (10) (LS) O Labirinto da Saudade, Lisboa, Publicaes Dom Quixote, 1978, Col. Participar, n.10. 2. ed. Lisboa, Publicaes Dom Quixote, 1982, Col. Autores de Lngua Portuguesa. 5. ed. Lisboa, Publicaes Dom Quixote, 1992, Col. Biblioteca Dom Quixote, n.3. 6. ed. Lisboa, Gradiva, 2000, Col. Obras de Eduardo de Loureno.

    (11) (CM) O Complexo de Marx, Lisboa, Publicaes Dom Quixote, Col. Participar, n. 13, 1979.

    (12) (EI) O Espelho Imaginrio, Pintura, anti-pintura, no-pintura, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1981, Col. Arte e Artistas. 2. ed. aumentada, Lisboa, 1996, Col. Arte e Artistas.

    (13) (PM) Poesia e Metafsica. Cames, Antero, Pessoa, Lisboa, Edies S da Costa, 1983. 2. ed. Lisboa, Gradiva, 2007, Col. Obras de Eduardo de Loureno.

    (14) (O) Ocasionais I, Lisboa, A Regra do Jogo Edies, 1984, Col. Ensaios, n. 9.

    (15) (FRB) Fernando, Rei da nossa Baviera, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1986, Col. Temas Portugueses.

    (16) (NE2R) Ns e a Europa ou as duas razes, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1988, Col. Temas Portugueses. 4. ed. aumentada Lisboa, 1994.

    (17) (CS) O Canto e o Signo. Existncia e Literatura (1957-1993), Lisboa, Editorial Presena, 1994, Col. Biblioteca de Textos Universitrios. Nova Srie, n. 9.

    (18) (ED) A Europa Desencantada. Para uma mitologia europeia, Lisboa, Edies Viso, 1994. [Edio original em lngua francesa com traduo por Annie de Faria, LEurope introuvable: jalons pour une mythologie europenne, Paris, ditions Metailli, 1991].

    (19) (NCF) Ns como Futuro, Lisboa, Cadernos do Pavilho de Portugal da Expo 98, Assrio & Alvim, com fotografias de Jorge Molder, 1997. 2. ed. NI.

    (20) (EC) O Esplendor do Caos, Lisboa, Gradiva, 1998, Col. Obras de Eduardo Loureno.

    (21) (PCD) Portugal como Destino seguido de Mitologia da Saudade, Gradiva, 1999, Col. Obras de Eduardo Loureno. [A Segunda parte deste livro foi originariamente publicada em francs com traduo por Annie de Faria, Mythologie de la saudade. Essais sur la mlancolie portugaise, Paris, ditions Chandeigne, 1997].

    (22) (NI) A Nau de caro seguido de Imagem e Miragem da Lusofonia, Lisboa, Gradiva, 1999, Col. Obras de Eduardo Loureno.

    (23) (ANI) A Noite Intacta. (I)recupervel Antero, Vila do Conde, Centro de Estudos Anterianos, 2000. 2. ed. Lisboa, Gradiva, 2007, Col. Obras de Eduardo de Loureno.

    (24) (D) Destroos. O Gibo de Mestre Gil e Outros Ensaios, Lisboa, Gradiva, 2004, Col. Obras de Eduardo Loureno.

    (25) (LAEP) O Lugar do Anjo. Ensaios Pessoanos, Lisboa, Gradiva, 2004, Col. Obras de Eduardo Loureno.

    (26) (OLL) O Outro Lado da Lua. A Ibria segundo Eduardo Loureno, Porto, Campo das Letras, 2005, Col. Iberografias, n. 3, Edio e entrevista de Maria Manuel Baptista.

  • 34 Bibliografia de e relativa a Eduardo Loureno

    (27) (MC) A Morte de Colombo. Metamorfose e Fim do Ocidente como Mito, Lisboa, Gradiva, 2005, Col. Obras de Eduardo Loureno.

    (28) (SE) As Saias de Elvira e Outros Ensaios, Lisboa, Gradiva, 2006, Col. Obras de Eduardo Loureno.

    (29) (PSM) Paraso sem Mediao. Breves ensaios sobre Eugnio de Andrade, Porto, Asa, 2007, Col. Ensaio.

    Livros em co-autoria(30) Com OLIVEIRA, Csar e COELHO, Eduardo Prado, A Crise da Revoluo, Lisboa, Iniciativas Editoriais,

    s/d (1977?), Col. Sculo XX-XXI.

    (31) Com BOTINEAU, Pierre. Montaigne 1533-1592, Photographies de Jean-Luc Chapin Bordeaux, Centre Rgional des Lettres dAquitaine. LEscampette ditions, 1992.

    (32) Com MOURA, Vasco Graa, Cames 1525-1580, Bordus, LEscampette ditions, 1994, Col. Essai & Dcouverte.

    (33) Com DIEUZAIDE, Jean, Portugal 1950 Indre-Nantes (Loire-Atlantique), En vues ditions, 1998, Col. Imprssions de Voyage.

    Artigos, captulos de livros e prefcios

    1943Ti Curandeiro, Um Conto por Dia, Dirio Popular, Lisboa, 11/1/1943, p. 7.

    1944Aceitao, Vrtice. Revista de Cultura e Arte, n. 3, Coimbra, Fevereiro de 1944, p. 9.

    1945Ilha Doida de Joaquim Ferrer, Vrtice. Revista de Cultura eArte, n. 4-7, Coimbra, Feverei