biblia strong

Download Biblia Strong

Post on 17-Jul-2015

2.333 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Excelente ferramenta de estudo para que deseja aprender um pouco mais sobre a Bblia Sagrada, principalmente a liderana! apenas uma sntese dela, se desejar adquira a obra completa.

TRANSCRIPT

O signifcado das palavras na Bblia aO seu alcanceBblia de Estudo Palavras-Chave Hebraico e GregoH momentos em que uma palavra hebraica ou grega tem um signifcado to distinto que a traduo em lngua portuguesa no capta toda fora do idioma original do texto bblico.Para auxiliar aqueles que militam na difcil tarefa do estudo e interpretao do texto b-blico, a cPaD publicou uma ferramenta nica em suas caractersticas: a Bblia de estudo Palavras-chave.elaofereceasmaisvariadasferramentasexegticas,lxicasegramaticaisafmdeque oleitorpossainterpretarcorretamenteotextobblico,identifcandoaspalavras-chave da lngua original e tambm apresenta, de forma clara e precisa, explanaes sobre seus signifcados e uso.nova edio almeida corrigida 2009Letras sobrescritas palavraIndicam existncia de refern-cia cruzada.Auxlios lxicos e gramaticais das palavras do NT e cdigos das palavras-chave no texto bblico, rementendo ao texto original e aos Dicionrios de Strongptao (particpio aoristo)Expressa uma ao simples, em oposio ao contnua do Particpio Presente 39. Esta construo no indica o momento da ao. Quando a sua relao com overboprincipaltemporal,normalmentesignifcaumaaoanteriordo verbo principal.Nmeros sobrescritos Indicam que a palavra consta no dicionrio da Bblia.Itlico Indicam palavras que no esto no texto original.Dicionrios de Strong com comentrios exegticos adicionais21.av gallia, w(agallia)dea; gan(agan)muitoe242;propria-mentesaltar,isto,exultar:ser(excessivo),alegre,com alegria excessiva, regozijar-se (grandemente).Deagan(n.f.),muito,ehallomai(242),pular.Exultar, saltar de alegria, mostrar alegria por meio de saltos e pulos, denotando alegria e regozijo excessivos ou estticos. [...] ChavesIdentifcam notas explicati-vas no rodap das pginas.SublinhadoIdentifca palavras-chave ou frases para estudos.Dicionrios de Strong Hebraico e Grego3471.morai,nw(morain)de3474,tornar-seinspido;(fgu-rado) agir (ao passiva) como simplrio: tornar-se tolo, agir nesciamente, perder o sabor.O Primeiro Livro de Moiss chamadoGnesisO nome Gnesis origina-se de uma palavra grega que signifca princpio. Este termo era o ttulo do livro na Septuaginta (LXX), a antiga traduo do Antigo Testamento para o grego. O nome hebraico para Gnesis bershith, no princpio. Os hebreus frequentemente identifcavam oslivrosdoAntigo Testamentopeloprimeirovocbulodotexto.Destamaneira,quandoum pergaminho fosse aberto, eles eram capazes de saber imediatamente qual livro ele continha. Alm do livro de Gnesis, no h outros escritos bblicos que nos informem sobre os even-tos anteriores poca de Moiss. A primeira parte do livro descreve os eventos principais na histria antiga do homem. O restante, registra a histria dos patriarcas. O livro de Gnesis foi escrito em uma era pr-cientfca, e no pretendia ser um documento cientfco. Consequentemente, somente a inspirao divina pode explicar a perfeita exatido da sua informao tcnica. No livro de Gnesis, fca claro que todas as coisas foram designadas e criadas por Deus, e continuam a operar nos limites do propsito divino. Embora a raa hu-mana tenha se afastado do plano original de Deus, o Senhor, afetuosamente, providenciou um plano para que os homens se reconciliem com Ele. EmboraolivrodeGnesisnocontenhanenhumregistroexpressoquantoaquemoes-creveu,nohrazeslgicasparanegarquesejaMoissoautor,nosomentedolivrode Gnesis, mas de todo o Pentateuco. A unidade do Pentateuco atestada em vrias partes do Antigo Testamento, bem como em partes do Novo Testamento. Mesmo a sentena inicial do livro de xodo Estes, pois, so os nomes fornece clara evidncia de tal unidade. O prefxo hebraico que traduzido como pois a forma comum da conjuno hebraica (muito frequen-temente traduzida como e ou mas), e indica que havia outro livro anterior ao livro de xodo. Jesus se refere a Moiss como o autor das Escrituras em Lucas 16.31; 24.44; e Joo 5.46,47. Em Joo 7.23, o Novo Testamento se refere circunciso como uma parte da Lei de Moiss (Gn 17.12; x 12.48; Lv 12.3). Sugeriu-se tambm que Moiss fez uso de certos documentos e tradies orais para escrever a obra. Certos termos foram citados como prova de autoria prvia para determinadas partes. Por exemplo, considera-se que a palavra tledth (8435), geraes, seja usada para identifcar o autor de certas pores (Gn 6.9; 11.27). O exame de outros textos ou a familiaridade com eles no sem precedentes, entre os autores bblicos; nem isto contrrio inspirao bblica (Lc 1.1-4). Contudo, devemos nos lembrar de que a escrita do livro de Gnesis fora feita por Moiss, sob a inspirao do Esprito Santo. O livro de Gnesis uma introduo apropriada para toda a Bblia. Ele apresenta respostas para as perguntas universais sobre a origem de todas as coisas vivas, o universo, o pecado, e o mal,nomundo.Maisdametadedahistriahumanacobertaemseuscinquentacaptulos. Contudo,olivrodeGnesisnodeveserconsideradoumlivrointrodutrioaoPentateuco, mas, na verdade, a sua fundao, a fundamentao de todo o Antigo Testamento, ou melhor, de todas as Escrituras. Sem o livro de Gnesis, o que se conheceria sobre a criao do universo, o pecado do homem, o juzo de Deus sobre o homem, ou a promessa de redeno? Uma vez que Deus habita na luz inacessvel (1 Tm 6.16), o homem pode conhec-lo somente por interm-dio das suas obras, que so vistas na criao, reveladas nas Escrituras, e realizadas na vida do crente. E quo defciente seria o nosso conhecimento sobre Deus, sem este livro! Tanto o seu eterno poder como a sua divindade no esto exibidos na sua criao? (Sl 19.1; Rm 1.20).4A criao do cu e da terra e de tudo o que neles se contm1No aprincpio,7225criou1254 bDeus430os cus8064 e a terra.7762Eaterra cera1961semforma8414evazia; ehaviatrevas2822sobreafacedoabismo;eo dEsprito7307deDeussemovia7363sobreaface das guas.3 E disse Deus: eHaja1961 luz.216 E fhouve luz.4Eviu7200Deusqueeraboa2896aluz;efez Gnesis 1Todavia, a criao, em tudo o que retrata a respeito do Criador divino, no sufciente, na sua instruo, para dotar o homem do conhecimento necessrio para alcanar a salvao. Neste ponto, no entanto, o livro de Gnesis lana a fundao de todas as Escrituras, uma vez que o livro no se limita ao relato da criao, mas, na verdade, enfatiza o fato de que o mundo foi criado por Deus, de que o homem foi criado em justia e verdadeira santidade, que o homem caiu por sua prpria deso-bedincia, e por isto foi amaldioado por Deus. Alm disto, a primeira promessa de um Redentor, por cujo intermdio a maldio da morte seria removida, encontrada neste livro (Gn 3.15,16). A segunda parte do livro de Gnesis o primeiro captulo da histria da redeno. Narra a histria dos patriarcas, ocasio em que Deus escolheu a semente de Abrao para ser a linhagem do Messias e os herdeiros da promessa (Gn 12.1-3; Mt 1.17; Gl 3.6-9,29).a1.1 Pv 8.23; Hb 1.10; 11.13b1.1 Sl 8.3; 33.6; Is 40.26; Jr 5.15; Zc 12.1; At 14.15; Rm 1.20; Cl 1.16c1.2 Jr 4.23d1.2 J 26.13; Sl 104.30 e1.3 Sl 33.9f1.3 2Co 4.6 1.12.4 A cronologia que se encontra nas notas margem de muitas Bblias de estudo e das mais antigas, no faz parte originalmente da Bblia! O arcebispo Usher chegou data de 4004 a.C., a partir do clculo dos anos que atravessam as genealogias patriarcais (Gn 5; 11). Uma comparao destas genealogias com as contidas nos Evangelhos revelar que as genealogias bblicas no so completas por desgnio, nem nos foram fornecidas para que calculssemos o intervalo de tempo entre vrios eventos na histria antiga do homem. Elas apresen-tam alguns nomes signifcativos, e omitem outros. Portanto, no podem ser usadas para estabelecer a data da criao. A poca mais antiga a partir da qual podemos calcular anos civis com uma preciso aproximada a poca de Abrao. A idade que se atribui terra extremamente dependente da viso que se tem da criao. H cinco teorias principais sobre a interpretao dos seis dias da criao. A teoria do dia pictrico afrma que os seis dias mencionados no livro de Gnesis so os seis dias durante os quais Deus revelou a Moiss os eventos da criao. Mas a Bblia relata a criao de maneira clara, simples e histrica como relata quaisquer outros eventos. Interpretar o texto desta forma exige o abandono de todos os princpios exegticos. A teoria do hiato afrma que Gnesis 1.1 descreve uma criao original que foi seguida pela queda de Sa-tans e pelo grande juzo. Supe-se que Gnesis 1.2, ento, seja uma descrio da recriao ou restaurao que ocorreu (cf. nota de Gn 1.2). xodo 20.11 ensina que todo o universo, incluindo os cus e a terra (Gn 1.1) foi criado no perodo de seis dias mencionado no primeiro captulo de Gnesis. A teoria do dia intermitente afrma que os dias mencionados so dias literais, mas que so separados por longos perodos de tempo. Contudo, a menos que toda a atividade criativa seja limitada aos dias literais, esta interpretao uma contradio direta ao texto de xodo 20.11. A teoria do dia-era afrma que a palavra ym (3117), que o termo hebraico para dia, usada para se referir a perodos de extenso indefnida, e no dias literais. Embora este seja um signifcado vivel para o vocbulo (Lv 14.2,9,10), no o mais comum. Logo, o sentido vernacular no fundamento sufciente para sustentar a teoria. A teoria do dia literal aceita o signifcado claro do texto: o universo foi criado em seis dias literais. Os vrios esforos para unir o relato bblico da criao e a evoluo no so respaldados nem mesmo pelas vrias teorias de hiato, porque a ordem da criao est em oposio direta s interpretaes da cincia moderna (por exemplo, a criao das rvores antes da luz). A expresso dia e noite indica dias literais (cf. Dn 8.14, onde a mesma expresso em hebraico traduzida como tardes e manhs). 1.1 Por sua livre e espontnea vontade, e por seu poder absoluto, Deus chamou o universo existncia, criando-o a partir do nada (x 20.11; Sl 33.6,9; 102.25; Is 45.12; Jr 10.12; Jo 1.3; At 14.15; 17.24; Rm 4.17; Cl 1.15-17; Hb 3.4; 11.3; Ap 4.11). Quando se reconhece o poder absoluto de Deus, necessrio aceitar o seu po-der de criar e destruir, como declaram as Escrituras. H muitos conceitos como este na Bblia, os quais a ment