benefÍcios climÁticos, custos de posse - world .benefícios climáticos, custos de posse 1...

Download BENEFÍCIOS CLIMÁTICOS, CUSTOS DE POSSE - World .Benefícios climáticos, Custos de posse 1 Introdução

Post on 09-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • iBenefcios climticos, Custos de posse

    WRI.ORG

    Helen DInG, PeteR G. VeIt, Allen BlAckmAn, eRIn GRAy, kAtIe ReytAR, JuAn cARlOs AltAmIRAnO e BenJAmIn HODGDOn

    RELATRIO RESUMIDO

    Helen DInG, PeteR G. VeIt, Allen BlAckmAn, eRIn GRAy, kAtIe ReytAR, JuAn cARlOs AltAmIRAnO e BenJAmIn HODGDOn

    BENEFCIOS CLIMTICOS, CUSTOS DE POSSEO caso econmico para a proteo dos direitos de terras indgenas na Amaznia

  • Esse relatrio apresenta as concluses da anlise custo-benefcio para garantir a proteo das reas florestais indgenas na bacia amaznica da Bolvia, Brasil e Colmbia. Esses pases foram selecionados principalmente porque incluem uma significativa poro da bacia da Floresta Amaznica e seus governos reconhecem formalmente vrias terras indgenas. A pesquisa tem por base o documento de trabalho recentemente publicado pelo WRI, Os custos e benefcios econmicos da proteo da posse de comunidade florestal: Evidncias do Brasil e da Guatemala. A pesquisa prov anlise comparativa original sobre as taxas de desmatamento, incorpora o sequestro de carbono e uma gama de outros servios ecossistmicos na anlise de custo-benefcio, e oferece uma srie de recomendaes de polticas e programas para as finanas e planejamento de utilizao de terras para funcionrios ministeriais e seus parceiros.

    A anlise comparativa mostra que no perodo de 12 anos, entre 2000 e 2012, as taxas anuais de desmatamento dentro de reas florestais indgenas de posse segura foram significantemente mais baixas que aquelas fora, na Bolvia (2,8 vezes menor), Brasil (2,5 vezes menor) e Colmbia (2 vezes menor). A anlise de custo-benefcio mostra que proteger a posse das reas indgenas um investimento de baixo custo com alto benefcios. Os benefcios econmicos estimados em um perodo de 20 anos so: US$ 54 a 119 bilhes para a Bolvia; US$ 523 a 1.165 bilhes para o Brasil; e US$123 a 277 bilhes para a Colmbia. Os custos chegam ao mximo de 1% dos benefcios totais. De uma perspectiva financeira, investir na proteo da posse de reas florestais indgenas tambm uma medida eficiente para a mitigao da mudana climtica, quando comparada com outras medidas de captura e armazenamento de carbono. Os custos de proteo de posse so de 5 a 29 vezes menores que os custos estimados de usinas de energia a carvo, e de 7 a 42 vezes menores que as usinas de energia a gs.

    Esses resultados constroem um caso econmico slido para governos, agncias financiadoras de mudanas climticas e outros parceiros, para que invistam na segurana de posse de reas florestais indgenas na Amrica Latina e, mais amplamente, nos direitos comunitrios de terras no mundo todo. As recomendaes incluem: estabelecer leis que protejam os direitos comunitrios nas terras; remover obstculos administrativos e outros que inibam o registro e o reconhecimento formal das terras comunitrias; fazer da segurana de posse das reas florestais comunitrias uma estratgia central para a mitigao da mudana climtica; e utilizar o clima internacional e fundos de desenvolvimento para ajudar a documentar e proteger os direitos comunitrios nas terras. Proteger a posse de reas florestais indgenas e de comunidades uma soluo de baixo custo, que pode ajudar governos a atingirem seus objetivos climticos em suas Contribuies Determinadas

    Nacionalmente (CDNs).

  • 1Benefcios climticos, Custos de posse

    IntroduoTerras comunitrias, incluindo terras indgenas, podem gerar benefcios sociais, econmicos e ambientais significativos para populaes locais e para a sociedade. Elas so a primeira fonte de subsistncia, nutrio, renda e emprego para povos indgenas e outras comunidades na frica, sia, Amrica Latina e outros lugares. Terras comunitrias podem oferecer benefcios socioeconmicos locais em termos de criao de empregos, reinvestimento em programas de sade e educao para a comunidade, e reduo de conflitos, evitando custos relacionados para a sociedade. Para muitas comunidades, essas terras so histrica, cultural e espiritualmente significativas, proporcionando status, identidade social e a base para relaes polticas.

    Terras comunitrias tambm proporcionam benefcios ambientais. reas florestais indgenas e comunitrias fornecem uma srie de servios ecossistmicos, incluindo sequestro de carbono, servios hidrolgicos, reteno de nutrientes e polinizao. Por exemplo, as florestas nas quais comunidades possuem alguns direitos legais, cerca de 1/8 do total mundial, contm aproximadamente 37,7 bilhes de toneladas de carbono, o que 29 vezes maior que a pegada anual de carbono de todos os veculos de passageiros no mundo.

    Uma vasta literatura mostra que reas florestais comunitrias com a posse assegurada esto geralmente ligadas baixa taxa de desmatamento, cobertura florestal significativa e produo sustentvel de madeira e outros produtos florestais. Enquanto o uso de ttulos ou outras medidas para assegurar a posse no garantem isoladamente as baixas taxas de desmatamento, a segurana da posse reconhecida como um precursor importante para outros fatores que promovem a gesto sustentvel das reas florestais indgenas. Os benefcios locais e sociais de vrias reas florestais indgenas j so bem conhecidos. Questes continuam, no entanto, a respeito da economia da segurana de posse de reas florestais comunitrias. Essa pesquisa procura responder essa questo, perguntando: Quais so os custos comparados aos benefcios de assegurar e manter a posse de reas florestais na bacia amaznica? Com base no documento de trabalho recentemente publicado pelo WRI, Os custos econmicos e benefcios da proteo da estabilidade da comunidade florestal: Evidncias do Brasil e da Guatemala. Esse relatrio foca nas terras indgenas na bacia amaznica da Bolvia, Brasil e Colmbia (Figura 1), fornece anlises comparativas originais sobre taxas de desmatamento, incorpora uma gama de servios ecossistmicos na anlise de custo-benefcio, e proporciona uma srie de recomendaes sobre programas e polticas.

    Esse relatrio se destina a fornecer informaes tcnicas sobre as terras, florestas e setores econmicos governamentais, assim como agncias fundirias, sobre os possveis ganhos econmicos atravs da proteo das reas florestais indgenas. Essa informao pode incentivar novos investimentos com o reconhecimento e proteo dos direitos das terras comunitrias de uma forma bastante ampla. Tambm poder ajudar povos indgenas, comunidades e seus parceiros a criar argumentos econmicos para a proteo de seus direitos sobre as terras.

    Benefcios econmicos da posse assegurada de reas florestais indgenasTrs tipos principais de benefcios econmicos foram reconhecidos.

    BEnEfcIOS DE SERvIOS EcOSSISTMIcOS. Servios ecossistmicos so os benefcios que as pessoas obtm dos ecossistemas. Por exemplo, servios ecossistmicos florestais incluem a proviso de combustvel, madeira, plantas e outros produtos florestais; a regulao climtica e de ciclos hidrolgicos, sequestro de carbono; controle erosivo; polinizao; e importantes espcies do habitat.

    BEnEfcIOS DA AO cOLETIvA. Quando os povos indgenas e outras comunidades obtiverem os direitos assegurados das terras, eles estaro melhor preparados para trabalhar entre si e com partes interessadas externas. Isso pode reduzir tanto os custos de transao quanto os de conflitos.

    OUTROS BEnEfcIOS SOcIAIS. A posse assegurada pode estimular a criao de empregos e aes que apoiam os povos indgenas e suas comunidades. Empreendimentos florestais locais geralmente reinvestem uma poro dos ganhos de vendas de madeira na educao, sade e outros programas sociais.

    Devido limitao de dados, esta pesquisa no tenta avaliar o valor econmico total desses trs tipos de benefcios. Em vez disso, ela quantifica benefcios selecionados de servios ecossistmicos advindos da reduo do desmatamento nas reas florestais onde os direitos fundirios so claramente reconhecidos como pertencendo aos povos indgenas. Essa pesquisa foca em sete servios ecossistmicos crticos que fornecem benefcios locais, regionais e globais - sequestro de carbono, servios hidrolgicos; reteno de nutrientes; regulao da dinmica climtica local e reciclagem de gua; valor da existncia, e recreao e turismo.

  • WRI.org 2

    A quantificao e a avaliao desses benefcios de servios ecossistmicos consistem em quatro passos. Primeiro, uma anlise comparativa conduzida para estimar o total de reas florestais indgenas salvas contra o desmatamento anual devido presena da posse assegurada. Segundo, so quantificados os servios ecossistmicos selecionados atravs do desmatamento evitado anualmente. Terceiro, os valores unitrios dos servios ecossistmicos selecionados (medidos em US$/ha/ano), fornecidos por reas florestais indgenas, so estimados com base na literatura. ltimo, o valor unitrio dos servios ecossistmicos multiplicado pela quantidade desses servios para calcular os benefcios econmicos totais de terras indgenas com posse assegurada.

    Taxas de desmatamento. Anlise comparativa uma tcnica estatstica de avaliao de impacto vastamente usada nas avaliaes econmicas sobre o impacto de polticas. Ela combina localidades protegidas e no protegidas que so similares em caractersticas em suas reas florestais, com o objetivo de permitir o isolamento do impacto na mudana de polticas especficas - nesse caso, no estabelecimento da posse assegurada. O resultado da posse assegurada medido atravs da comparao da taxa de desmatamento dentro de reas florestais indgenas com posse assegurada e com a taxa em reas florestais similares, mas sem posse assegurada.

    VENEZUELA

    COLMBIA

    EQUADOR

    PERU

    BOLVIA

    BRASIL

    GUIANA

    SURINAME GUIANAFRANCESA

    Figura 1 | Mapa da bacia amaznica mostrando terras indgenas na Bolvia, Brasil e colmbia

    Florestas latifoliadas tropicais e subtropicais midas

    Florestas latifoliadas tropicais e subtropicais secas

    Pastos, savanas e cerrado tropicais e subtropicais

    Pastos e savanas pantanosas

Recommended

View more >