azul domingo gab enem 2010

Download Azul domingo gab enem 2010

Post on 25-Jul-2015

52 views

Category:

Education

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • PROVA DE REDAO E DE LINGUAGENS, CDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS

    PROVA DE MATEMTICA E SUAS TECNOLOGIAS

    LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUES SEGUINTES

    1 8

    2

    9

    3

    10

    4

    11

    5

    12

    6

    7

    EXAME NACIONAL DO ENSINO MDIOESSA A COR DO SEU CADERNO DE PROVAS!

    MARQUE-A EM SEU CARTO-RESPOSTA

    7

    2 DIACADERNO

    AZUL

    Este CADERNO DE QUESTES contm a Proposta de Redao e 90questes numeradas de 91 a 180, dispostas da seguinte maneira:

    a. as questes de nmero 91 a 135 so relativas rea deLinguagens, Cdigos e suas Tecnologias;

    b. as questes de nmero 136 a 180 so relativas rea deMatemtica e suas Tecnologias.

    Marque no CARTO-RESPOSTA, no espao apropriado, a opocorrespondente cor desta capa: 5-Amarela; 6-Cinza; 7-Azul ou 8-Rosa.ATENO: se voc assinalar mais de uma opo de cor ou deixar todos oscampos em branco, sua prova no ser corrigida.

    Verifique, no CARTO-RESPOSTA e na FOLHA DE REDAO, que seencontra no verso do CARTO-RESPOSTA, se os seus dados estoregistrados corretamente. Caso haja alguma divergncia, comunique-aimediatamente ao aplicador da sala.

    Aps a conferncia, escreva e assine seu nome nos espaos prprios doCARTO-RESPOSTA e da FOLHA DE REDAO com caneta esferogrfica detinta preta.

    No dobre, no amasse, nem rasure o CARTO-RESPOSTA. Ele no poderser substitudo.

    Para cada uma das questes objetivas, so apresentadas 5 opes,identificadas com as letras , , , e . Apenas uma respondecorretamente questo.

    No CARTO-RESPOSTA, marque, para cada questo, a letra correspondente opo escolhida para a resposta, preenchendo todo o espao compreendidono crculo, com caneta esferogrfica de tinta preta.

    ATENO: as questes de 91 a 95 so relativas lngua estrangeira. Vocdever responder apenas s questes relativas ao idioma de lnguaestrangeira (ingls ou espanhol) escolhido no ato de sua inscrio eassinalar em seu caderno de provas.

    Voc deve, portanto,assinalar apenas uma opo em cada questo. A marcao em mais de umaopo anula a questo, mesmo que uma das respostas esteja correta.

    A B C D E

    O tempo disponvel para estas provas de cinco horas e trintaminutos.

    Reserve os 30 minutos finais para marcar seu CARTO-RESPOSTA. Osrascunhos e as marcaes assinaladas no CADERNO DE QUESTES nosero considerados na avaliao.

    Quando terminar as provas, entregue ao aplicador este CADERNO DEQUESTES e o CARTO-RESPOSTA/FOLHA DE REDAO.

    Voc somente poder deixar o local de prova aps decorridas duas horasdo incio da sua aplicao. Caso permanea na sala por, no mnimo,cinco horas aps o incio da prova, voc poder levar este CADERNO DEQUESTES.

    Voc ser excludo do exame caso:

    utilize, durante a realizao da prova, mquinas e/ourelgios de calcular, bem como rdios, gravadores,headphones, telefones celulares ou fontes de consulta dequalquer espcie;

    aja com incorreo ou descortesia para com qualquerparticipante do processo de aplicao das provas;

    se comunique com outro participante, verbalmente, porescrito ou por qualquer outra forma;

    apresente dado(s) falso(s) na sua identificao pessoal.

    se ausente da sala de provas levando consigo oCADERNO DE QUESTES e/ou o CARTO-RESPOSTA antesdo prazo estabelecido;

    a.

    b.

    c.

    d.

    e.

    2010

  • 2010

    LC - 2 dia | Caderno 7 - AZUL - Pgina 1

    PROPOSTA DE REDAOCom base na leitura dos seguintes textos motivadores e nos conhecimentos construdos ao longo de sua formao, redija texto dissertativo-argumentativo em norma culta escrita da lngua portuguesa sobre o tema O Trabalho na Construo da Dignidade Humana, apresentando experincia ou proposta de ao social, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

    O que trabalho escravoEscravido contempornea o trabalho degradante que envolve cerceamento da liberdade

    $ DVVLQDWXUD GD /HL XUHD HP GHPDLR GH UHSUHVHQWRX R P GR GLUHLWR GHpropriedade de uma pessoa sobre a outra, acabando com a possibilidade de possuir legalmente um escravo no Brasil. No entanto, persistiram situaes que mantm o trabalhador sem possibilidade de se desligar de seus patres. H fazendeiros que, para realizar derrubadas de matas nativas para formao de pastos, produzir carvo para a indstria siderrgica, preparar o solo para plantio de sementes, entre outras atividades agropecurias, contratam mo de obra utilizando os contratadores de empreitada, os chamados gatos. Eles aliciam os trabalhadores, servindo de fachada para que os fazendeiros no sejam responsabilizados pelo crime.

    7UDEDOKR HVFUDYR VH FRQJXUD SHOR WUDEDOKR GHJUDGDQWH DOLDGR DR FHUFHDPHQWR GDliberdade. Este segundo fator nem sempre visvel, uma vez que no mais se utilizam correntes para prender o homem terra, mas sim ameaas fsicas, terror psicolgico ou mesmo as grandes distncias que separam a propriedade da cidade mais prxima.

    Disponvel em: http://www.reporterbrasil.org.br. Acesso em: 02 set.2010 (fragmento).

    O futuro do trabalho(VTXHoDRVHVFULWyULRVRVVDOiULRV[RVHDDSRVHQWDGRULD(PYRFrWUDEDOKDUiHPFDVDVHXFKHIHWHUiPHQRVGHDQRVHser uma mulher

    Felizmente, nunca houve tantas ferramentas disponveis para mudar o modo como trabalhamos e, consequentemente, como vivemos. E as transformaes esto acontecendo. A crise despedaou companhias gigantes tidas at ento como modelos de administrao. Em vez de grandes conglomerados, o futuro ser povoado de empresas menores reunidas em torno de projetos em comum. Os prximos anos tambm vo consolidar mudanas que vm acontecendo h algum tempo: a busca pela qualidade de vida, a preocupao com o meio ambiente, e a vontade de nos realizarmos como pessoas tambm em nossos trabalhos. Falamos tanto em desperdcio de UHFXUVRVQDWXUDLVHHQHUJLDPDVHTXDQWRDRGHVSHUGtFLRGHWDOHQWRV"GL]ROyVRIRHHQVDtVWDVXtoR$ODLQGH%RWWRQHPVHXQRYRlivro 7KH3OHDVXUHVDQG6RUURZVRI:RUNV (Os prazeres e as dores do trabalho, ainda indito no Brasil).

    Disponvel em: http://revistagalileu.globo.com. Acesso em: 02 set. 2010 (fragmento).

    INSTRUES:

    Seu texto tem de ser escrito tinta, na folha prpria. Desenvolva seu texto em prosa: no redija narrao, nem poema. O texto com at 7 (sete) linhas escritas ser considerado texto em branco. O texto deve ter, no mximo, 30 linhas. O Rascunho da redao deve ser feito no espao apropriado.

  • 2010

    LC - 2 dia | Caderno 7 - AZUL - Pgina 2

    LINGUAGENS E CDIGOS E SUAS TECNOLOGIASQuestes de 91 a 135Questes de 91 a 95 (opo ingls)

    Questo 91

    THE DEATH OF THE PCThe days of paying for costly software

    upgrades are numbered. The PC will

    soon be obsolete. And BusinessWeek

    reports 70% of Americans are

    already using the technology that

    will replace it. Merrill Lynch calls it

    a $160 billion tsunami. Computing

    giants including IBM, Yahoo!, and

    $PD]RQDUHUDFLQJWREHWKHUVWWR

    cash in on this PC-killing revolution.

    Yet, two little-known companies have

    a huge head start. Get their names

    in a free report from The Motley Fool

    called, The Two Words Bill Gates

    Doesnt Want You to Hear...

    Click here for instant access to this FREE report!

    BROUGHT TO YOU BY THE MOTLEY FOOL

    Disponvel em: http://www.fool.com. Acesso em: 21 jul. 2010.

    Ao optar por ler a reportagem completa sobre o assunto anunciado, tem-se acesso a duas palavras que Bill Gates no quer que o leitor conhea e que se referem

    aos responsveis pela divulgao desta informao na internet.s marcas mais importantes de microcomputadores do mercado. aos nomes dos americanos que inventaram a suposta tecnologia.aos sites da internet pelos quais o produto j pode ser conhecido.s empresas que levam vantagem para serem suas concorrentes.

    Questo 92

    Viva la Vida

    I used to rule the worldSeas would rise when I gave the wordNow in the morning and I sleep aloneSweep the streets I used to own

    I used to roll the diceFeel the fear in my enemys eyesListen as the crowd would singNow the old king is dead! Long live the king!

    One minute I held the keyNext the walls were closed on meAnd I discovered that my castles standUpon pillars of salt and pillars of sand[]MARTIN, C. Viva la vida, Coldplay. In: Viva la vida or Death and all his friends. Parlophone, 2008.

    Letras de msicas abordam temas que, de certa forma, podem ser reforados pela repetio de trechos ou palavras. O fragmento da cano Viva la vida, por exemplo, permite conhecer o relato de algum que

    costumava ter o mundo aos seus ps e, de repente, se viu sem nada.

    almeja o ttulo de rei e, por ele, tem enfrentado inmeros inimigos.

    causa pouco temor a seus inimigos, embora tenha muito poder.

    limpava as ruas e, com seu esforo, tornou-se rei de seu povo.

    tinha a chave para todos os castelos nos quais desejava morar.

    Questo 93

    THE WEATHER MAN

    They say that the British love talking about the weather. For other nationalities this can be a banal and boring subject of conversation, something that people talk about when they have nothing else to say to each other. And yet the weather is a very important part of our lives. That at least LV WKHRSLQLRQRI%DUU\*URPHWWSUHVVRIFHUIRU7KH0HW2IFH7KLVLVORFDWHGLQ([HWHUDSUHWW\FDWKHGUDOFLW\LQWKHsouthwest of England. Here employees and computers supply weather forecasts for much of the world.

    Speak Up. Ano XXIII, n 275.

    Ao conversar sobre a previso do tempo, o texto mostra

    o aborrecimento do cidado britnico ao falar sobre banalidades.

    a falta de ter o que falar em situaes de avaliao de lnguas.

    a importncia de se entender sobr