ave maria fenômeno magnético

Download Ave maria   fenômeno magnético

If you can't read please download the document

Post on 13-Apr-2017

287 views

Category:

Spiritual

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Apresentao do PowerPoint

Francisco Cndido Xavier Ditado por Espritos DiversosRELIGIO DOS ESPRITOS

59 Fenmeno magnticoReunio pblica de 28/8/59Questo n 427Quem admite hoje o fenmeno magntico, por novidade, se esquece naturalmente de que, no Egito dos Ramss, velho papiro trazido aos nossos dias j preceituava quanto ao magnetismo curativo: Pousa a tua mo sobre o doente e acalma a dor, afirmando que a dor desaparece.Sculos transcorreram, at que ele adquirisse extensa popularidade com as demonstraes de Mesmer e atravessasse, tmido, o prtico da experimentao cientfica com personalidades marcantes, quais James Braid e Durand de Grosa, Charcot e Libeault.E, nos tempos ltimos, ei-lo em foco, desde os mais avanados gabinetes das cincias psicolgicas at os espetculos pblicos nos quais a hipnose conduzida, indiscriminadamente, para fins diversos.Entretanto, importa considerar que justamente em Nosso Senhor Jesus-Cristo que ele atinge o seu ponto mais alto na Humanidade.Todavia, no se vale dele o Senhor para alardear os poderes que lhe exornam o Esprito.No lhe mobiliza os recursos para impressionar sem proveito.No lhe requisita os valores para discusses estreis.No lhe concentra as possibilidades para a defesa de si prprio.Jesus o amor divino alongando os braos angstia humana.Estende a mo e cegos vem, e paralticos se levantam, e feridentos se alimpam e obsidiados se recuperam.

Fita Madalena em casa de Simo e d-lhe foras para que se liberte das entidades sombrias que a subjugam; contempla Zaqueu no sicmoro e modifica-lhe as noes da riqueza material; fixa Judas no cenculo e o companheiro infeliz foge apressado, incapaz de suportar-lhe a presena, e enderea a Pedro um simples olhar das grades da priso e o amigo que o negara pranteia amargamente.Ainda assim, no se detm nos casos particulares. Junto ao povo, tempera cada manifestao com autoridade e doura, humildade e comando, respeito e compreenso.De ningum indaga a prtica religiosa, para fazer o bem.No ensinamento, utiliza parbolas para no ferir fosse a quem fosse.A todos oferece o apaziguamento da alma, antes da cura fsica.No procura os poderosos da Terra para qualquer entendimento e, sim, busca de preferncia os que passam curvados sob o jugo das aflies.No se faz precedido de arautos e batedores.No demanda lugares especiais para a exibio dos fenmenos que lhe vertem das faculdades sublimes.E, para imprimir o magnetismo divino da Boa-Nova na mente popular, traa no monte as bem-aventuranas da vida eterna, proclamando veemente:Felizes os humildes de esprito, porque a eles toca o reino dos Cus.Felizes os que choram, porque sero consolados.Felizes os afveis, porque possuiro a Terra.Felizes os que tm fome e sede de justia, porque sero fartos.Felizes os misericordiosos, porque obtero misericrdia.Felizes os que trazem consigo o corao puro, porque sentiro a presena de Deus.

Felizes os pacficos e os pacificadores, porque sero chamados filhos do Altssimo.Felizes os que forem perseguidos sem causa, porque o reino dos Cus lhes pertence.Se afeioas, assim, ao fenmeno magntico, seja qual for o filo de tuas atividades, poders estud-lo e increment-lo, estend-lo e defini-lo, mas, para que dele faas motivo de santidade e honra, somente em Jesus-Cristo encontrars o luminoso e indiscutvel padro.