AVALIAÇÃO PROCESSUAL E FORMATIVA NA EDUCAÇÃO À ?· É preciso dar a credibilidade necessária,…

Download AVALIAÇÃO PROCESSUAL E FORMATIVA NA EDUCAÇÃO À ?· É preciso dar a credibilidade necessária,…

Post on 01-Dec-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

TRANSCRIPT

  • AVALIAO PROCESSUAL E FORMATIVA NA EDUCAO DISTNCIA

    Regina Lcia Sartorio Marinato de Resende Diretoria de Ensino da Marinha reginamarinato@piraque.org.br

    Tema C - Sistema de Gesto de Educao Distncia Categoria 3 - Educao Corporativa

    Resumo

    A avaliao na Educao Distncia EAD precisa ser

    repensada e planejada com base nas teorias contemporneas da aprendizagem, buscando a definio de mtodos, tcnicas e instrumentos que contemplem todo o processo de aprendizagem e considerem o desenvolvimento individual do aluno. Esse trabalho aponta a funo formativa da avaliao, onde atravs do acompanhamento das atividades avaliativas desenvolvidas pelo aluno durante o processo de aprendizagem, o professor/tutor possa considerar a construo do conhecimento de cada aluno e permite reorientar o percurso do ensino e da aprendizagem. Palavras-chave: avaliao formativa e processual; instrumentos de avaliao; processoflio; retroalimentao; educao distncia. Avaliao no EAD

    A avaliao tem diferentes funes as quais podem ser consideradas com posturas antagnicas e complementares. A avaliao somativa considerada como um ponto de chegada, que se destina, por exemplo, a informar aos interessados a situao do rendimento da aprendizagem. J a avaliao formativa um ponto de partida, til para a assimilao ou retificao de novas aprendizagens, sendo ideal numa avaliao continuada, possibilitando ao professor gerir e organizar situaes didticas de aprendizado, identificando eventuais necessidades de correo de rota. Quanto avaliao diagnstica, pode ser utilizada no incio de um curso ou disciplina, para identificar os conhecimentos dos alunos quanto aos contedos que sero ministrados, de acordo com Hadji (2001).

    No planejamento dos cursos na modalidade de EAD necessrio atentar para a definio de instrumentos, mtodos e tcnicas de avaliao que no atendam apenas funo classificatria, geralmente restrita ao final do processo, pois uma avaliao exclusivamente somativa pode dificultar a retomada de contedos no compreendidos, devido a reduo ou a falta de contatos presenciais, podendo levar a alguns fracassos.

    A avaliao, conduzida como uma parte do processo ensino e aprendizagem, deve considerar aspectos quantitativos e

  • 2

    qualitativos como complementares na avaliao, buscando o diagnstico das dificuldades e dos progressos no processo educativo, como forma de reintegrar o aluno na rota da aprendizagem, atravs de diferentes formas de avaliar. Uma avaliao deve contribuir para o xito do ensino, para a construo de saberes e competncias pelos alunos.

    De acordo com os objetivos, o contedo, o grau de dificuldade do curso e a populao alvo, dever ser planejada uma avaliao que atenda a diferentes nveis de aprendizagem, desde os nveis de conhecimento e compreenso at os de anlise, sntese e avaliao.

    Ao se pretender um modelo que considera a aprendizagem a partir da construo do conhecimento, deve-se entender a avaliao, segundo concepes construtivistas como eixo de auto-aprendizagem (Piaget), que se relaciona tanto com o professor e o aluno, como com os mtodos e tcnicas utilizadas.

    Um processo de avaliao fundamentado num paradigma construtivista:

    ... se situa e desenvolve a partir de preocupaes,

    proposies ou controvrsias em relao ao objeto de avaliao seja ele um programa, projeto, curso ou outro foco de ateno (...) sugere que os resultados de qualquer estudo ou avaliao se explicam pela interao entre observador e observado metodologicamente, (...) rejeita a abordagem de controle manipulativo experimental (...) e o substitui por um processo hermenutico dialtico, o qual aproveita ao mximo, a interao observador/observado para criar construes, o melhor possvel, em determinada situao e no tempo apropriado. (PENNA FIRME, 1994 p.8)

    Esse trabalho prope que na EAD deve-se privilegiar a

    avaliao processual ou formativa. No entanto, definir a funo da avaliao envolve questes mais amplas, relacionadas inteno do avaliador, podendo ser colocada a servio da aprendizagem ou ser usada apenas como uma engrenagem de seleo, orientao e controle. Nas palavras de Hadji: ...uma prtica avaliar deve tornar-se auxiliar de outra aprender (...) na medida em que se inscreve num projeto educativo especifico, o de favorecer o desenvolvimento daquele que aprende.... (2001, p. 15, 19,20)

    Estamos ento diante de um grande desafio: como avaliar nossos alunos, nessa concepo de ensino e aprendizagem?

    A avaliao deve ser planejada de modo a que se considere tanto o processo em si quanto o seu resultado, ou seja, os produtos dessa aprendizagem. Deve levar em conta o processo em construo e no apenas o seu produto acabado, quando j no h possibilidade de interferncias e da busca de alternativas

  • 3

    quela aprendizagem. Um processo, em que o aluno esteja produzindo, elaborando e reelaborando idias, pensamentos e conhecimentos, expressando-os, questionando as informaes recebidas, experimentando, criando, recriando e aplicando, deve ser utilizado em todas suas possibilidades para a avaliao.

    As mudanas nas concepes sobre ensino e aprendizagem ocorridas na ltima dcada produziram repercusses importantes nas novas vises e prticas da avaliao:

    ... da preocupao sobre como recordar informao, passou-se ao interesse sobre como transferi-la a outras situaes;... de saber aplicar frmulas previamente aprendidas ou memorizadas para resolver problemas, passou-se necessidade de planejar-se problemas e encontrar estratgias para resolv-los;... a importncia dos resultados se transformou no interesse pelos processos da aprendizagem dos alunos;... a valorizao da quantidade de informao, da recitao de memria e da erudio est dando lugar a destacar a importncia do saber como capacidade para buscar de forma seletiva, a ordenar e interpretar informao, para dar-lhe sentido e transform-la em conhecimento. (HERNANDEZ, 1998 p.97)

    A utilizao de procedimentos alternativos de avaliao, em substituio aos tradicionais deve nortear aqueles que desejam realizar o acompanhamento do processo de ensino e aprendizagem como um todo, na busca de utilizar instrumentos de acordo com os avanos e possibilidade da educao. Esses procedimentos devem considerar as atividades de avaliao, devendo ainda estar relacionados com a prtica pedaggica adotada.

    Algumas caractersticas da metodologia de EAD precisam ser consideradas e alguns cuidados devem ser garantidos, na definio do processo de avaliao e da busca de alternativas que levem escolha dos melhores instrumentos.

    Existe maior liberdade nos processos de avaliao, o que tambm produz novos desafios, como a credibilidade, por exemplo. Como teremos garantias num processo de avaliao que ocorre sem a vigilncia" do professor? Com ser a legitimao desse processo?

    ... a avaliao ocorre ao longo dos processos;

    diversificada, j que h muitos ambientes de interao; mais centrada na pessoa, e a prtica da auto-avaliao , muitas vezes, a melhor opo para estudantes interessados em verificar seu prprio rendimento (...) a legitimidade da EAD dever ser conquistada atravs de estratgias inteligentes, que envolvero testes on line, acompanhamento personalizado e novos conceitos de

  • 4

    avaliao, na qual passem a ser medidas mais do que a memria e a assimilao de contedos, as competncias desenvolvidas ao longo do processo. (RAMAL, 2001, p.14-5)

    preciso dar a credibilidade necessria, para que haja uma comprovao daqueles que concluram um curso atravs dessa modalidade, uma vez que a cobrana quanto sua preparao poder ser at maior que em relao queles que o fizeram na modalidade presencial segundo Garcia Aretio (1999).

    Para cursos que exigem certificao, classificao ou por exigncias legais podem ser utilizadas alternativas como: realizar toda a avaliao na forma presencial, a defesa de trabalhos elaborados distncia ou a realizao de uma prova/trabalho on line, com envio das questes atravs de uma lista de discusso, com hora determinada para o envio das repostas, que tambm devero acontecer on line. Para isso, ser necessria a definio prvia do horrio de realizao alm de uma alternativa de segunda chamada, para o caso de o aluno ter problemas com o recebimento/envio da prova/trabalho.

    1 Definindo instrumentos de avaliao

    A escolha de mtodos, tcnicas e instrumentos de avaliao em EAD devem considerar, alm dos aspectos acima relacionados, o seu local de aplicao de acordo com Garcia Aretio (1999):

    a)- avaliao presencial - provas ou trabalhos feitos em local e tempo definidos, em que todos os alunos sero avaliados ao mesmo tempo. Tem como vantagem, a garantia de que seja o prprio aluno matriculado no curso, que est sendo avaliado.

    b)- avaliao distncia - realizada em local e tempo livre para o aluno, com data limite para a entrega da prova ou trabalho. Tem a vantagem de respeitar o ritmo de estudo do aluno, que poder escolher o dia de ser avaliado em funo da sua preparao.

    c)- avaliao mista - a avaliao ocorre durante todo o curso distncia e no final feita uma prova/trabalho presencial, onde os alunos podero ter conhecimento das questes propostas, antecipadamente, ou no. Pode consistir ainda na defesa de um trabalho no seu prprio local de trabalho.

    A escolha dos tipos de instrumentos que sero utilizados na avaliao fundamental para o bom resultado do processo de avaliao, bem como sua confiabilidade. necessrio escolher instrumentos adequados e adaptados proposta pedaggica.

    As tcnicas de avaliao mais utilizadas so a observao, a entrevista, o levantamento e a testagem. A partir da definio da tcnica escolhe-se -se o instrumento roteiro de observao, roteiro de entrevista, questionrio, teste, prova etc. As tcnicas mais utilizadas em abordagens quantitativas so os testes e o

  • 5

    levantamento de atitudes, valores e comportamento, enquanto nas abordagens qualitativas so a entrevista, a observao e o processoflio, de acordo com Souza (1997).

    Sero apresentados, a seguir, instrumentos de avaliao, baseados em tcnicas quantitativas, e uma tcnica de abordagem qualitativa, o processoflio, contendo os comentrios necessrios quanto aos cuidados na sua escolha e elaborao, bem como sua adequao para o EAD:

    1.1 Provas

    Em funo do local de aplicao, podero ser distncia e presenciais, de acordo com Garcia Aretio (1999, p. 428/34):

    - provas distncia - consistem em exerccios contendo questes que os estudantes tero que responder e enviar ao centro do curso/tutor. Podem ser estruturadas de diversas maneiras, em funo da natureza do curso, de acordo com a capacidade cognitiva que se pretende avaliar, objetivo da formao, desde trabalhos mais amplos, at provas objetivas, de ensaio, trabalhos prticos ou tericos. Esta forma de avaliao apresenta as seguintes vantagens, de acordo com o autor: a)- supe controle peridico do progresso dos alunos, possibilitando avaliao contnua; b)- impe a necessidade de estudo, devido determinao de enviar a prova ao tutor em data determinada; c)- evita a sobrecarga de estudo em determinadas datas. O estudo se realizar de forma sistemtica, uma vez que as provas avaliaro uma parte do contedo que ter sido aprendido em determinado tempo; d)- ajuda a reter aspectos fundamentais da matria; e)- atua como elemento de comunicao bidirecional, pois devero ser devolvidas pelo tutor, para correo dos erros com as orientaes pertinentes; f)- atua como incentivo para melhorar a quantidade e qualidade do estudo futuro, atravs do conhecimento do resultado, pelo aluno, e as correspondentes orientaes; g)- conduz o aluno a realizar consultas em outras fontes bibliogrficas, alm do material obrigatrio para o curso, se forem elaboradas questes visando respostas que requerem reelaborao ou anlise sob diferentes enfoques; h)- exige a interpretao pessoal do aluno em determinadas questes, quando esta requer reflexo e estudo mais detalhado; i)- serve de estudo preparatrio para as provas presenciais; j)- orienta aos docentes sobre possveis dificuldades de aprendizagem em determinados contedos; k)- conduz os professores/tutores e redatores a averiguar onde esto as dificuldades tpicas da matria, bem como as possveis falhas na redao das provas.

  • 6

    l)- realizar provas obrigatrias funciona como um requisito administrativo, para prosseguimento do curso. - provas presenciais - colocam o aluno em situao de demonstrar at que ponto os trabalhos realizados so fruto de seu esforo pessoal. So imprescindveis para aquelas matrias e cursos em que a aprovao final confere um certificado, titulo ou crdito de carter oficial. Pelo menos enquanto as novas tecnologias no garantirem outras formas de exames em que seja difcil a substituio das pessoas, esta o tipo de prova recomendado para os casos acima descritos. Essas provas podem ser de vrios tipos: de ensaio ou de resposta livre, prova prtica ou de execuo, prova objetiva e prova oral, sendo essa ltima raramente utilizada nesta modalidade de ensino, exceto em provas de idioma, podendo ser feita atravs de fitas cassete ou de vdeo (GARCIA ARETIO, 1999). 1.2 Testes com referncia a critrios

    Quando se fala em avaliao na EAD, devem ser considerados, tambm, aqueles cursos que pretendem capacitao ou treinamento especfico em determinado domnio tcnico. Nesse caso, o instrumento a ser utilizado pode ser o teste referenciado a critrio, empregado para averiguar se o aluno superou, satisfatoriamente, todos os objetivos propostos, adquiriu contedos especficos ou o domnio de um determinado comportamento. Devendo ser personalizados, canalizados atravs de objetivos educacionais que sero trabalhados (critrios), de contedos previamente especificados e do estabelecimento de um padro mnimo de proficincia a ser demonstrada (POPHAM, 1983). 1.3 Processoflio

    O processo de auto-avaliao possui caractersticas que propiciam o desenvolvimento da independncia do aluno em relao ao professor/tutor, sua pr-atividade e a responsabilidade pela sua aprendizagem. Deve ser bastante utilizada em EAD, pois ideal num sistema de auto-aprendizagem, principalmente se considerada em uma concepo construtivista, em que o erro possui um significado distinto da forma como tem sido visto tradicionalmente, passando a ser o ponto de partida para o conhecimento e no o ponto de chegada. Diante do erro, o aluno deve ser incentivado a uma postura investigativa, ... a perceber as conseqncias de sua resposta errada, de forma a numa prxima tentativa se aproximar mais da soluo ideal (MOULIN, 1998, p. 188).

    Na busca de procedimentos alternativos de avaliao em EAD, enfatizando a auto-avaliao, dentro de uma concepo de ensino que busca desenvolver responsabilidade, autonomia e a reflexo

  • 7

    critica do aluno, sugere-se a utilizao da ferramenta denominada processoflio.

    Entende-se que o objetivo desse instrumento , atravs do registro de erros e correes, propiciar a auto-avaliao pelo aluno, numa perspectiva de reconstruo de conhecimento, utilizando rotas alternativas de reflexo, ao interagir novamente com o material de estudo/avaliao por ele produzido. De acordo com Wolf atravs do processoflio:

    ... o aluno deliberadamente tenta documentar - para ele mesmo e para os outros o pedregoso caminho de seu envolvimento num projeto: os planos iniciais, os rascunhos provisrios, os falsos pontos de partida, os pontos crticos, os objetos do domnio que so relevantes e as que ele gosta ou desgosta, vrias formas de avaliao provisrias e finais e os planos para projetos novos e subseqentes. (WOLF apud GARDNER, 2000, p.191)

    Assim, a partir das atividades e/ou avaliaes realizadas, sejam exerccios, trabalhos, provas presenciais ou distncia, testes, projetos individuais ou grupais, dentre outros, o aluno produzir registros e indicativos, com as reflexes sobre cada experincia de aprendizagem realizada pelo aluno, armazenados em uma pasta - como um modelo de portflio, que ser disponibilizada para acesso do professor (ELLIOT, 2000). Essa pasta dever ser criada e aberta no incio do curso, contendo a identificao administrativa do aluno e pode ter como introduo o resultado de uma avaliao diagnstica relacionado ao contedo daquela disciplina.

    A partir da, se formar um acervo ativo com todos os instrumentos, trabalhos, hipteses, comparaes, rascunhos e observaes realizados ao longo do curso, e tambm suas notas, conceitos, novas hipteses de aferio e, principalmente, os registros quanto aos avanos do aluno, de acordo com Gardner, (2000).

    O processoflio permite ao professor identificar a seqncia das tentativas na busca das respostas aos questionamentos propostos e possibilita a indicao de novas leituras, exerccios e buscas em direo ao domnio daquele contedo, ou seja, a reorientao da aprendizagem. O professor, ao acompanhar os diversos momentos de desenvolvimento dessas atividades, pode testemunhar o fluxo de raciocnio feito pelo aluno... [tornando] possvel apreciar o prprio processo de construo do conhecimento do aluno. (ELLIOT, 2000, p.131).

    Cabe ressaltar que o uso do processoflio deve considerar o envolvimento dos alunos e a disponibilidade do professor/tutor em acompanhar o processo de aprendizagem de cada aluno, proporcionado a realimentao necessria.

  • 8

    2 Divulgao dos resultados da avaliao - informao aos interessados

    Um processo de avaliao deve necessariamente ter seu resultado divulgado pelo professor ao interessado, o aluno, segundo Garcia Aretio (2001,p.300). Na modalidade EAD, quando os encontros presenciais so menos freqentes ou inexistentes, dificultando muitas vezes as possibilidades de retornos e informaes sobre o desempenho do aluno, esta deve ser uma preocupao constante e sistemtica.

    A partir dos resultados obtidos com a aplicao dos instrumentos de avaliao, nem sempre potencializada a real importncia que deve ser dada s dificuldades dos alunos. O professor/tutor tem diversas possibilidades de utilizar os resultados da avaliao, no entanto, segundo Luckesi ... a mais rara na escola a de (...) atentar para as dificuldades e desvios da aprendizagem dos educandos e decidir trabalhar com eles para que, de fato, aprendam aquilo que deveriam aprender, construam efetivamente os resultados necessrios da aprendizagem (2001 p.91).

    Considerando aspectos da avaliao formativa, a informao aos interessados um importante elo de retroalimentao do processo de ensino e aprendizagem. Devendo, portanto, alm de emitir smbolos e juzo de valor, ser um instrumento de apoio ao aluno, incluindo comentrios que expliquem a qualificao dada e que possam contribuir para apontar os erros indiscutveis e mal entendidos, numa perspectiva de reconstruo, (re)significao daqueles conceitos.

    Consideraes finais

    Ao serem incorporados novos recursos tecnolgicos forma de ensinar, torna-se necessrio repensar a maneira de avaliar. A avaliao que propomos, com base nas teorias contemporneas da aprendizagem, deve ser colaborativa e possibilitar o acompanhamento da construo da aprendizagem de cada aluno.

    No entanto entendemos que a prtica de avaliao em EAD deve considerar um aluno pr-ativo, prevendo o uso dos mtodos, tcnicas e instrumentos de avaliao que estimulem o processo autoral, como um eixo de auto-aprendizagem (Piaget) e colocando a prtica de avaliar a servio da aprendizagem (Hadji), numa inteno formativa e processual da avaliao.

    Assim, consideramos alguns instrumentos para o EAD que podem ser aplicados em funo do local de aplicao da avaliao. Apresentamos o processoflio, que consideramos bastante adequado para a funo formativa da avaliao, por constituir-se uma possibilidade de acompanhamento da construo do conhecimento do aluno e da ao pedaggica do professor, propiciando ainda a auto-avaliao e aprimorando as habilidades do aluno avaliar seu prprio desempenho. O uso do

  • 9

    processoflio possibilita a retroalimentao da aprendizagem, imprescindvel para os alunos que realizam cursos distncia.

    A partir da informao do resultado da avaliao ao aluno, o professor/tutor ter a oportunidade de reorientar a aprendizagem, atravs de um retorno imediato e individualizado, contendo comentrios sobre o desenvolvimento do seu processo de construo de conhecimento. Os alunos precisam de comprovao imediata e freqente dos resultados das suas aprendizagens.

    No entanto esse processo deve ser construtivo, no sentido de ajudar o aluno a entender o que deveria fazer para evitar os mesmos erros no futuro, apresentando indicaes de como uma resposta certa, mas no satisfatria, poder ser melhorada, podendo incluir a indicao de tcnicas de estudo ou mtodos para melhor estudar aquele contedo. Deve se tornar um instrumento de motivao para o aluno, que ao tomar conscincia de como est o seu processo de construo do conhecimento e das suas eventuais dificuldades ser capaz de, com a ajuda do professor, buscar rotas alternativas de aprendizagem. Referncia bibliogrfica ELLIOT, Ligia Gomes. Critrios de Julgamento: Chave para a avaliao da Aprendizagem.Ensaio, Rio de Janeiro, v.8, n.27, p.129-142, abr./jun., 2000. GARCIA ARETIO, Lorenzo. Educacin a la Distancia Hoy. Espaa: UNED, 2ed.1999. ______. Educacin a la Distancia: La teoria y la pratica. Espaa: UNED, 2001a. GARDNER, Howard. Inteligncias Mltiplas: A teoria na prtica. Porto Alegre: Artes Mdicas, 2000. HADJI, Charles. Avaliao desmistificada. Proto Alegre: ARTMED, 2001. HERNNDEZ, Fernando. Transgresso e mudana na educao: Os projetos de trabalho. Porto Alegre: ARTMED, 1998. LUCKESI, C. C. Avaliao da aprendizagem escolar: estudos e proposies. So Paulo: Cortez, 2001. MOULIN, Nelly et al. Desatando os ns: avaliao do ensino distncia. II Jornadas de Educao Distncia. Mercosul, 1998. PENNA FIRME, Tereza. Avaliao: tendncias e tendenciosidades. Ensaio, Rio de Janeiro, v.1, n.2, jan./mar., 1994, p.5-12.

  • 10

    POPHAM, W.J. Avaliao educacional. Porto Alegre: Globo, 1983. RAMAL, Andrea C. Entre mitos e desafios. Ptio, Porto Alegre: ARTMED, ago./out., 2001, p.12-16. SOUZA, E.C.B.M. (Org). Tcnicas e instrumentos de avaliao. Braslia : UnB/Ctedra UNESCO de Educao Distncia, 1997.

Recommended

View more >