avalia§ao geriatrica

Download avalia§ao geriatrica

Post on 02-Dec-2015

157 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Avaliao Geritrica

    Ncleo de Estudos de Geriatria daSociedade Portuguesa de Medicina Interna (GERMI)

    Ncleo de Estudos de Geriatri a da Sociedade Portuguesa de

    Medicina Intern a

  • AVALIAO GERITRICA GLOBAL

    A pedra angular dos Cuidados ao Idoso

    Hospital

    Centro de Sade

    Domiclio / Lar

  • AVALIAO GERITRICA GLOBAL

    O processo normal de envelhecimento determina em todo o indivduo, embora com intensidade varivel, um dfice fsico, mental e funcional. E a intensi-dade deste dfice condiciona o grau de dependncia que vai afectar o idoso nas diversas reas da sua vida individual e social. O objetivo da AVALIAO GERITRICA GLOBAL (AGG) conhecer com mais preciso o estado do idoso e os seus problemas, possibilitando uma resposta mais completa e adequada dos profissionais e, consequentemente, uma melhor qualidade de vida para o idoso.

    O QU Avaliao multidisciplinar do idoso nos planos em que deficitrio - fsi-co, mental, funcional, social - com o objectivo de estabelecer e coordenar planos de cuidados, servios e intervenes, que respondam aos seus pro-blemas, s suas necessidades e s suas incapacidades. EpsteinPARA QU Aumentar a preciso do diagnstico Tornar o prognstico mais correcto Diminuir o risco iatrognico Facilitar condutas preventivas Orientar a escolha das intervenes Adequar as medidas assistenciais Facilitar o acompanhamento Melhorar a qualidade de vida

  • AVALIAO GERITRICA GLOBAL

    QUAnDOProgramada Inicial Peridica ( Anual ou Bi-anual )

    Em situaes de risco Perda / luto Alteraes do modo de vida Doena grave Institucionalizao

    A QUEMAceitando-se hoje que os cuidados de sade ao idoso devem assentarem critrios biolgicos, mais do que em critrios cronolgicos, a AGGdeve ser praticada nos: Idosos > 75 anos Idosos > 65 anos em situaes de risco Pluripatologia e Polifarmcia Doena crnica Diminuio funcional Falta de apoio social Institucionalizao

    POR QUEMSendo a AGG uma avaliao multidisciplinar, pressupe uma equipaconstituda por um conjunto de profissionais cujo nmero depender daspossibilidades institucionais, mas que incluir necessariamente: Mdico,Enfermeiro, Tcnico de Servio Social, Fisioterapeuta.

  • COMOAv. Clnica: Exame clnico; Exames complementares de diagnstico.Av. Fsica: Capacidade fsica; Marcha e equilbrio; Estado de nutrio.Av. Mental: Cognitiva; Afectiva.Av. Funcional: Autonomia; IndependnciaAv. Social: Famlia; Habitat; Recursos econmicos; Rede social.

    InSTRUMEnTOSSo muitos os instrumentos utilizados para fazer a avaliao das capacidadesreferidas. A sua utilizao decorre de opes ditadas por razes variadas:objectivos; custos; disponibilidades tcnicas; simplicidade; fiabilidade. Para os objetivos visados pela AVALIAO GERITRICA GLOBAL e porque so os maisutilizados com essa finalidade, consideram-se recomendveis os que nestabrochura so apresentados, por serem:

    SIMPLES FIVEIS DE EXECUO FCIL POUCO DEMORADOS BEM ACEITES PELO IDOSO

    O GERMI recomenda a sua utilizao porque, alm de obedecerem aos critrios referidos, a sua utilizao universal permitir uniformidade dos estudos e comparabilidade dos resultados obtidos, com os benefcios inerentes para os profissionais e para os utentes.

  • Pontos

    Dependncia total 0

    Dependncia grave 1-2

    Dependncia moderada 3-4

    Dependncia ligeira 5

    Dependncia total 6

    ESCALAS DE AVALIAO GERITRICAEstado Funcional Actividades de Vida Diria Bsicas

    Escala de Katz

    Tempo de aplicao: 5 minutos

    Escala que permite avaliar a Autonomia do idoso para realizar as actividadesbsicas e imprescindveis vida diria, designadas por Actividades Bsicas da Vida Diria (ABVD) : Banho; Vestir; Utilizao da sanita; Transferncia do ca-deiro/cadeira de rodas para a cama; Controlo de Esfncteres e Alimentao.

    As ABVD so avaliadas na sequncia habitual de deteriorao ou recuperao. A informao pode ser obtida atravs da observao directa do idoso e/ou do questionrio directo ao idoso, familiares ou cuidadores. Pode ser aplicado pormdicos, enfermeiros ou outros profissionais de sade.

    Para cada ABVD o idoso classificado como Dependente ( 0 ) ou Independen-te ( 1 ). Se o idoso recusa, ou no est habituado a fazer determinada ABVD, classifica-se como Dependente nessa actividade.

    PONTUAO:

    A pontuao final resulta da soma da pontuao das 6 ABVD e varia entre0 (dependente) a 6 pontos (independente), correspondendo a pontuaoao nmero de ABVD em que o idoso independente.

  • BAnHOIndependente (necessita de ajuda apenas para lavar uma parte do corpo, p.ex.costas ou extremidades) Dependente (necessita de ajuda para lavar mais que uma parte do corpo; necessita de ajuda para entrar e sair da banheira; no se lava sozinho)

    2- VESTIRIndependente (escolhe a roupa adequada, veste-a e aperta-a; exclui atar os sapatos)Dependente (precisa de ajuda para se vestir;no capaz de se vestir)

    3- UTILIZAO DA SAnITAIndependente (no necessita de ajuda para entrar e sair do wc; usa a sanita,limpa-se e veste-se adequadamente; pode usar urinol pela noite)Dependente (usa urinol ou arrastadeira ou necessita de ajuda para aceder e utilizar a sanita)

    4- TRAnSFERnCIA (cama / cadeiro)Independente (no necessita de ajuda para sentar-se ou levantar-se de uma ca-deira nem para entrar ou sair da cama; pode usar ajudas tcnicas, p.ex. bengala)Dependente (necessita de alguma ajuda para se deitar ou levantar da cama/cadeira; est acamado)

    5- COnTInnCIA (vesical / fecal)Independente (controlo completo da mico e defecao)Dependente (incontinncia total ou parcial vesical e/ou fecal; utilizao de ene-mas, alglia, urinol ou arrastadeira)

    6- ALIMEnTAOIndependente ( leva a comida do prato boca sem ajuda; exclui cortar a carne)Dependente (necessita de ajuda para comer; no come em absoluto ou necessita de nutrio entrica / parentrica)

    1-1

    0

    1

    0

    1

    0

    1

    0

    10

    10

  • Mulher Homem

    0-1 Dependncia total 0

    2-3 Dependncia grave 14-5 Dependncia moderada 2-36-7 Dependncia ligeira 48 Independente 5

    ESCALAS DE AVALIAO GERITRICAEstado FuncionalActividades Instrumentais de Vida Diria

    Escala de Lawton & Brody

    Escala que permite avaliar a autonomia do idoso para realizar as actividades ne-cessrias para viver de forma independente na comunidade, designadas por Ac-tividades Instrumentais de Vida Diria (AIVD): Utilizao do telefone, Realizao de compras, Preparao das refeies, Tarefas domsticas, Lavagem da roupa, Utilizao de meios de transporte, Manejo da medicao e Responsabilidade de assuntos financeiros.

    A informao pode ser obtida atravs do questionrio directo ao idoso, familia-res ou cuidadores. Pode ser aplicado por mdicos, enfermeiros ou outros profis-sionais de sade.

    Cada AIVD tem vrios nveis de dependncia (3 a 5). Para cada AIVD o idoso classificado como Dependente (0 pontos) ou Independente (1 ponto). No caso dos homens no se contabilizam a preparao das refeies, as tarefas doms-ticas e a lavagem da roupa.

    POnTUAO: A pontuao final resulta da soma da pontuao das 8 AIVD e varia entre 0 a 8 pontos (5 pontos no homem), correspondendo ao nmero de AIVD em que o idoso independente.

    Tempo de aplicao: 5 minutos

  • 1- UTILIZAO DO TELEFOnE Utiliza o telefone por iniciativa prpria capaz de marcar bem alguns nmeros

    familiares capaz de pedir para telefonar, mas no

    capaz de marcar No capaz de usar o telefone

    2- FAZER COMPRAS Realiza todas as compras necessrias

    independentemente Realiza independentemente pequenas

    compras Necessita de ir acompanhado para fazer

    qualquer compra totalmente incapaz de comprar

    3- PREPARAO DAS REFEIES Organiza, prepara e serve as refeies

    sozinho e adequadamente Prepara adequadamente as refeies se se

    fornecem os alimentos Prepara, aquece e serve as refeies, mas

    no segue uma dieta adequada Necessita que lhe preparem e sirvam as

    refeies

    4- TAREFAS DOMSTICAS Mantm a casa sozinho ou com ajuda

    ocasional (trabalhos pesados) Realiza tarefas ligeiras, como lavar pratos ou

    fazer a cama Realiza tarefas ligeiras, mas no pode manter

    um nvel adequado de limpeza Necessita de ajuda em todas as tarefas

    domsticas No participa em nenhuma tarefa domstica

    5- LAVAGEM DA ROUPA Lava sozinho toda a sua roupa Lava sozinho pequenas peas de roupa A lavagem da roupa tem de ser feita por

    terceiros

    6- UTILIZAO DE MEIOS DE TRAnSPORTE Viaja sozinho em transporte pblico ou

    conduz o seu prprio carro capaz de apanhar um txi, mas no usa

    outro transporte Viaja em transportes pblicos quando vai

    acompanhado S utiliza o txi ou o automvel com ajuda

    de terceiros No viaja

    7- MAnEjO DA MEDICAO capaz de tomar a medicao hora e dose

    correctas Toma a medicao se a dose preparada

    previamente No capaz de administrar a sua

    medicao

    8- RESPOnSABILIDADE DE ASSUnTOS FInAnCEIROS Encarrega-se de assuntos financeiros

    sozinho Realiza as compras dirias, mas necessita de

    ajuda em grandes compras e no banco Incapaz de manusear o dinheiro

    11

    1

    0

    1

    1

    1

    0

    0

    1

    1

    1

    0

    0

    110

    1

    1

    0

    1

    0

    0

    1

    0

    0

    0

    1

    0

    0

    0

  • ESCALAS DE AVALIAO GERITRICAMarcha

    Classificao Funcional da Marcha de Holden

    Escala que determina o grau de autonomia na marcha de acordo com o tipo de ajuda fsica ou superviso necessrias, em funo do tipo de superfcie (plana, inclinada, escadas).

    A informao pode ser obtida atravs da observao directa do idoso a caminhar ou do questionrio directo ao idoso, familiares ou cuidadores. Pode ser aplicado po