Avaliação de Leveduras Isoladas Como Solubilizadoras de Rochas

Download Avaliação de Leveduras Isoladas Como Solubilizadoras de Rochas

Post on 13-Nov-2015

215 views

Category:

Documents

3 download

DESCRIPTION

O objetivo a avaliao do potencial de leveduras como solubilizadoras de rochas e minerais em solo com cultivo agrcola, para o desenvolvimento de manejos mais sustentveis de produo, contribuindo para minimizao da aplicao de adubos qumicos em agroecossistemas, alm da analise do potencial das leveduras em disponibilizar minerais ao solo como o fosfato e outros minerais essenciais para o crescimento vegetal.

TRANSCRIPT

PRODUO DE CIDO INDOL ACTICO POR ISOLADOS DE LEVEDURAS DE REAS AGRCOLAS

AVALIAO DE LEVEDURAS ISOLADAS DE REAS AGRCOLAS COMO SOLUBILIZADORAS DE ROCHAS E MINERAIS.DILARRI, G.1,2; JNIOR, R.B.1,2; SCARCELLA, A.S.A.1,2; SANTANA, R.I.M.1,2; ROSA-MAGRI, M.M.1,31Universidade Federal de So Carlos UFSCar, Araras, SP.; 2Discente; 3Orientador.

dilarri@hotmail.com, mrciarosa@yahoo.com.br INTRODUOMicro-organismos conhecidos como promotores de crescimento vegetal (MPCV) podem ser encontrados naturalmente na rizosfera das plantas, e apresentam a habilidade de produzir compostos capazes de estimular o desenvolvimento vegetal por meio de diferentes mecanismos, como a produo de hormnios vegetais, siderforos, alm da solubilizao de fosfatos e disponibilizao de minerais na soluo do solo, promovendo uma melhor nutrio para as plantas, auxiliando assim seu crescimento vegetal. O emprego de MPCV uma das alternativas para a agricultura moderna enfrentar o desafio de promover o aumento da produo de culturas atravs de tcnicas sustentveis (SANTOS; VARAVALLO, 2011).As leveduras so fungos unicelulares normalmente ovais, esfricos ou quase cilndricos, maiores que as clulas bacterianas, sendo que pode se distinguir delas no somente pelo tamanho, mas tambm pela presena de ncleo (MADIGAN; MARTINKO; PARKER, 2004). Essas por sua vez so micro-organismos conhecidos por participarem ativamente em diversos processos biotecnolgicos importantes. Algumas espcies de leveduras, encontradas naturalmente na rizosfera das plantas, apresentam a habilidade de produzir compostos capazes de promover o crescimento vegetal. As principais aes diretas desses micro-organismos nas plantas esto na produo de fitormnios de crescimento, no auxlio nutrio da planta (solubilizao de fosfatos e outros nutrientes), na produo de siderforos, e no controle biolgico de fitopatgenos; porm pouco ainda se conhece sobre a funo e comportamento deste grupo microbiano no ambiente.O estudo nesta rea vem a demonstrar a expanso do conhecimento sobre o comportamento da levedura em solos com cultivo agrcola, e a descoberta de como esse grupo microbiano pode auxiliar no processo de produo, contribuindo para o equilbrio do ecossistema e minimizando a aplicao de produtos txicos no ambiente, como adubos qumicos, fungicidas, responsveis pela poluio do solo, lenol fretico, rios e lagos, alm de considerados potenciais causadores de doenas e morte de animais e seres humanos.OBJETIVOO objetivo a avaliao do potencial de leveduras como solubilizadoras de rochas e minerais em solo com cultivo agrcola, para o desenvolvimento de manejos mais sustentveis de produo, contribuindo para minimizao da aplicao de adubos qumicos em agroecossistemas, alm da analise do potencial das leveduras em disponibilizar minerais ao solo como o fosfato e outros minerais essenciais para o crescimento vegetal.

METODOLOGIAOs isolados de leveduras que foram avaliados neste projeto foram obtidos da superfcie de folhas e colmos, e da rizosfera de plantas de cana-de-acar e milho, cultivadas em latos solos vermelho-escuro, pertencente Universidade Federal de So Carlos (UFSCar), campus de Araras-SP (ROSA, 2009). No total de trinta e seis leveduras selecionadas pelo isolamento, que esto atualmente armazenadas no banco de microrganismo do Laboratrio de Microbiologia Agrcola e Molecular (LAMAM) localizado na UFSCar, Araras-SP. So as leveduras com os respectivos cdigos: M3F189; M2F66; M1C117; M1F100; M1F99; M3S53; M3F138; M3S43; M1F01; M2F100; M3F24; M2F661; M4C06; M3C86; M3F177; M2C121; M510; M153; M2F68; M77; M2F45; M3C92; M3C98; M3F14; M3C73; M3S53; M4S164; M3C79; M3C59; M3S44; M1S112; M3F173; M3C106; M3C94; M1F112; M1F122. As trinta e seis leveduras isoladas foram todas reativadas e mantidas em meio YEPD (Yeast-Extract-Peptone-Dextrose) com antibitico Ampicilina. Para o crescimento, as culturas foram incubadas a 30C por 48 horas, sendo posteriormente repicadas com ala de platina, tambm em meio YEPD, at a obteno de culturas puras que foram utilizadas para os testes de BDYA (Batata-Dextrose-Yeast-Agar).

Para a realizao dos testes, teve-se o conceito de manter todas as leveduras em condies iguais, para isso todos os testes foram realizados aps um repicamento e conteno em estufa no mesmo perodo de 96 horas 30C, sendo o meio de YEPD com antibitico Ampicilina, alm de ter sido realizado triplicatas dos testes para comprovar sua veracidade. O teste de solubilizao alm do meio estril de BDYA deve ser colocado reagentes qumicos que vo reproduzir os minerais do solo e o fosfato que sero solubilizados, para isso tem primeiro a filtrao dos reagentes K2HPO4 (mono-Hidrogenofosfato de potssio) e CaCl2 (Cloreto de Clcio) deixando eles completamente estreis, a seguir estes so vertidos no meio na quantidade de 10%-50ml/1000ml de K2HPO4 e 10%-100ml/1000ml de CaCl2 quando o meio estiver morno ocorrendo a reao qumica do {K2HPO4---CaCl2} o meio ir ficar translcido,vertendo por fim o meio nas placas de Petri.

Os reagentes formados possuem a similaridade de um composto minrio encontrado em solo, sendo este um bom representante para se ter um teste inicial e a constatao da solubilizao de minerais do solo e do fosfato.

A seguir as placas so divididas em quatro quadrantes, essa diviso o tamanho ideal para o crescimento das leveduras, sem que uma possa invadir o quadrante da outra, tendo assim a certeza do resultado testado sobre as leveduras que vierem a crescer na placa. Logo aps a diviso dos quadrantes, as leveduras so repicadas nos espaos determinados da placa com a ala de platina e em seguida so encubadas no perodo de 120 horas 30C.

O resultado visvel com a solubilizao dos reagentes {K2HPO4---CaCl2} tendo formado assim um circulo transparente ao redor da levedura que tem a capacidade de solubilizao, j a levedura que no tem essa capacidade continuar com o meio translcido ao seu redor sem nenhuma alterao.

Com isso comprovado solubilizao no solo por micro-organismos que vem a produzir fosfatos orgnicos atravs de reaes de hidrlise, com a produo de fsforo solvel (NAHAS et al., 1994). Para a avaliao da atividade das fosfatases ser utilizado o procedimento de acordo com (Tabatabai e Bremner, 1969)

RESULTADOS E DISCUSSOO resultado final que de trinta e seis leveduras isoladas comprovou-se que treze solubilizam e disponibilizam minerais para o solo, sendo as respectivas leveduras: M3F14; M3C73; M3S53; M4S164; M3C79; M3C59; M3S44; M1S112; M3F173; M3C106; M3C94; M1F112; M1F122, formando assim o circulo transparente ao redor delas no meio BDYA solubilizando completamente o {K2HPO4---CaCl2} demonstrando que estas por sua vez disponibilizam minerais para o solo, o que vem a contribuir para o enriquecimento do solo disponibilizando nutrientes para o crescimento vegetal da rea.

O resultado do experimento se manteve constantes nos trs testes, alm da conservao igual de meio e perodos de incubao, comprovando assim a veracidade do experimento. Os isolados M3F189; M2F66; M1C117; M1F100; M1F99; M3S53; M3F138; M3S43; M1F01; M2F100; M3F24; M2F661; M4C06; M3C86; M3F177; M2C121; M510; M153; M2F68; M77; M2F45; M3C92; M3C98 no fazem solubilizao de minerais do solo, fato constatado devido presena dos reagentes qumicos {K2HPO4---CaCl2} ao redor da levedura, no formando o circulo soluto transparente ao seu redor como nas positivas, mesmo aps as 120 horas de crescimento na estufa na temperatura de 30C. CONSIDERAES FINAIS OU PROPOSIODos trinta e seis isolados de leveduras de reas agrcolas treze (M3F14; M3C73; M3S53; M4S164; M3C79; M3C59; M3S44; M1S112; M3F173; M3C106; M3C94; M1F112; M1F122) so capazes de solubilizar os minerais do solo indicando que as leveduras so um grupo capaz de ser empregado na promoo de crescimento vegetal, alm de minimizarem adubos qumicos de agroecossistemas, ressaltando a importncia desses microrganismos na rizosfera. Apesar do potencial biotecnolgico, outros testes esto em desenvolvimento, para a avaliao de sua ao em bioensaios in vivo.

REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS

BOTHA, A. The importance and ecology of yeasts in soil. Soil Biol. Biochem, v.43, p.1-8, 2011.

EL-TARABILY, K.A. Suppression of Rhizoctonia solani diseases of sugar beet by antagonistic and plant growth-promoting yeasts. J. Appl. Microbiol., v.96, n.1, p.69-75. 2004.JEFFRIES, P.; YOUNG, T.W.K. Interfungal parasitic relationships. Cambridge:

University Press,1994. 296p.

MADIGAN, M.T.; MARTINKO, J.M.; PARKER, J. Microbiologia de Brock.10. ed. So Paulo: Prentice-Hall, 2004. 608p.

NAHAS, E; CENTURION, J. F.; ASSIS, L. C. Microrganismos solubilizadores de fosfato e produtores de fosfatases de vrios solos. Revista Brasileira de Cincia do Solo, v.18, p. 43-48, 1994.NASSAR, A.H.; EL-TARABILY, K.A.; SIVASITHAMPARAM, K. Promotion of plant growth by an auxin-producing isolate of the Williopsis saturnus endophytic in maize (Zea mays L.) roots. Biol. Fertil. Soils, v.42, p.97-108, jul. 2005 ROSA, M.M. Avaliao de leveduras isoladas de reas agrcolas como agentes no controle biolgico de fitopatgenos. 2009. 169 f. Tese (Doutorado em Microbiologia Aplicada) Instituto de Biocincias, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2009.

SANTOS, T.T.; VARAVALLO, M.A. Aplicao de microrganismos endofticos na agricultura e na produo de substncias de interesse econmico. SEMINA: Cincias Biolgicas e da Sade, Londrina, v.32, n.2, p.199-212, jul./dez. 2011

TABATABAI, M.A.; BREMNER, J.M. Use of p-nitrofenyl phosphate for assay of soil phosphatase activity. Soil Biol. Bioch., 1:301-307, 1969.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia Vegetal. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2004. 719p. PALAVRAS-CHAVES: Promoo de crescimento vegetal, solubilizao de rochas e minerais, produo de fosfato orgnico.

Recommended

View more >