aula politicas publicas na agricultura familiar

Download Aula politicas publicas na agricultura familiar

Post on 16-Jul-2015

309 views

Category:

Education

4 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Extenso Rural e polticas pblicasCristiane Maria Tonetto GodoyUNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTASFACULDADE DE AGRONOMIA ELISEU MACIEL

  • ContextualizandoExtenso Rural/ER

    CONCEITO: A extenso rural pode ser conceituada como aquele servio de assistncia tcnica para a agricultura, com interveno dos canais de comunicao entre produtores rurais, centros de pesquisas e ensino (extensionistas),

    ou, como um processo educacional, do intercmbio do produtor rural com o profissional da agricultura.

    Extenso Rural/ER

    CONCEITO: A extenso rural pode ser conceituada como aquele servio de assistncia tcnica para a agricultura, com interveno dos canais de comunicao entre produtores rurais, centros de pesquisas e ensino (extensionistas),

    ou,

    como um processo educacional, do intercmbio do produtor rural com o profissional da agricultura.

  • Incio

  • Os enfoques desenvolvimento rural nas dcadas de 60 e 70, a modernizao da agricultura se baseavam em dois pontos principais: Aumento da produo agropecuria; E aumento da renda = crdito agrcola.

    No final da dcada de 70, se reconheceu o fracasso da "transferncia tecnolgica, bem como o uso da metodologia baseada apenas na difuso de tecnologias. = efeitos negativos

    A partir do final dos anos 80= reformulaes estruturais e conceituais. Os instrumentos clssicos de pesquisa deram lugar a novos conceitos, mais participativos, muitos deles baseados nas teorias e metodologias da educao popular.

    Dos anos 60 a 80 teve uma ausncia de polticas estruturais para o meio rural, apenas adequao s polticas macroeconmicas e de incremento tecnolgico ou programas pontuados apoiado pelos organismos internacionais. (FAVARETO,2010)

  • Polticas pblicas

    Conceito Polticas pblicas so conjuntos de programas, aes e atividades desenvolvidas pelo Estado diretamente ou indiretamente, com a participao de entes pblicos ou privados, que visam assegurar determinado direito de cidadania, de forma difusa ou para determinado seguimento social, cultural, tnico ou econmico. (originrio do Direito)

    A poltica pblica o processo complexo de definio, elaborao e implantao de estratgias de ao por parte dos governos, no qual h identificao e seleo de determinados problemas sociais que merecem ser enfrentados. (DIAS, 2008)

    Para Offe (1984), as polticas pblicas tornam-se estratgias que viabilizam e orientam a interveno do Estado.

  • As polticas pblicas normalmente esto constitudas: 1. Planos;2. Programas;3. Aes;4. Atividades.

    Os planos estabelecem diretrizes, prioridades e objetivos gerais a serem alcanados em perodos relativamente longos. Os programas estabelecem, por sua vez, objetivos gerais e especficos focados em determinado tema, pblico, conjunto institucional ou rea geogrfica. Aes visam o alcance de determinado objetivo estabelecido pelo Programa.Atividade, por sua vez, visa dar concretizar ao.

  • Polticas pblicas e Extenso Rural

    Assim, a partir do processo de democratizao poltica dos anos 80, quando se tornaram conhecidos os efeitos negativos do processo de modernizao houve o incio de uma ampla diversificao dos servios de ER.

    As demandas sociais pressionavam o estado para elaborar novas propostas em forma de polticas pblicas.

  • Em 1990 se extingue a Empresa Brasileira de Assistncia Tcnica e Extenso Rural (Embrater) que coordenava o servio em todo o pas, conferindo uma certa homogeneidade estratgica ao extensionista.

    O servio passa a ser responsabilidade dos governos estaduais e municipais, alm das organizaes no-governamentais (ONGs). Favorecendo inovaes nas prticas extensionistas (participao)

    Pelas presses de vrios movimentos sociais e dos setores da agricultura familiar o governo federal lanou em 1996 a primeira poltica pblica voltada aos agricultores de base Familiar

    o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar -Pronaf

  • O Pronaf abriu um novo campo de atuao para a extenso rural pblica. O programa previa o pagamento assistncia tcnica e aos projetos de crdito rural, inclusive os desenvolvidos em assentamentos de reforma agrria.

    FOCO = agricultura familiar

    O que constratava com a formao profissional dos extensionistas. Agricultura moderna;Empresarial.

  • A partir de 2003, o governo Lula prope mudanas significativas nas polticas pblicas de promoo do desenvolvimento rural. Entretanto, a velha dualidade das polticas de desenvolvimento ainda continuam:

    polticas pblicas do Ministrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento (MAPA) defendem o subsdio estatal agricultura empresarial moderna, baseada na produo de commodities exportao. (agronegcio)

    2. o Ministrio do Desenvolvimento Agrrio (MDA) dedica-se ao pblico amplo da agricultura familiar e s questes da promoo do desenvolvimento rural, incluindo o combate pobreza e a implantao de polticas de reforma agrria.

  • Para o MDA os aparatos pblicos da ER so estratgicos para a execuo de polticas pblicas que minimizem os efeitos da pobreza no meio rural.

    Essa aparato foi reestruturado em 2004 com a implementao da Poltica Nacional de Assistncia Tcnica e Extenso Rural/PNATER, reconhecendo a pluriatividade dos agentes, compondo o sistema nacional descentralizado de ATER pblica.

    Em 11 de janeiro 2010, pela Lei n. 12.188 foi instituda:a Poltica Nacional de Assistncia Tcnica e Extenso Rural para a Agricultura Familiar e Reforma Agrria PNATER;e o Programa Nacional de Assistncia Tcnica e Extenso Rural na Agricultura Familiar e na Reforma Agrria PRONATER;

  • So princpios da Pnater:

    I - desenvolvimento rural sustentvel; II - gratuidade, qualidade e acessibilidade aos servios de assistncia tcnica e extenso rural;III - adoo de metodologia participativa, com enfoque multidisciplinar, interdisciplinar e intercultural; IV - adoo dos princpios da agricultura de base ecolgica como enfoque preferencial para o desenvolvimento de sistemas de produo sustentveis;V - equidade nas relaes de gnero, gerao, raa e etnia; e VI - contribuio para a segurana e soberania alimentar e nutricional.

  • Principais polticas pblicas brasileiras para o desenvolvimento ruralPrograma Nacional de fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) criado pelo Decreto n. 1.946, de 28 de junho de 1996.

    Inicialmente era uma linha que previa o custeio agropecurio, atualmente inclui linhas de custeio, investimento, comercializao, apoio ao cooperativismo e prestao de servio como turismo rural.

    1. PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR - PRONAF

  • PronafO que ?

    Destina-se a estimular a gerao de renda e melhorar o uso da mo de obra familiar, por meio do financiamento de atividades e servios rurais agropecurios e no agropecurios desenvolvidos em estabelecimento rural ou em reas comunitrias prximas.

    Tanto para projetos individuais ou coletivos, que gerem renda aos agricultores familiares e assentados da reforma agrria

  • PronafBeneficirios:Basicamente os beneficirios sero as pessoas que se enquandram na Lei n. 11.326 de 24 de julho de 2006 e agricultores familiares assentados.I. No detenha, a qualquer ttulo, rea maior do que 4 (quatro) mdulos fiscais;II - utilize predominantemente mo-de-obra da prpria famlia;III - tenha renda familiar predominantemente originada de atividades econmicas vinculadas ao estabelecimento;III - tenha percentual mnimo da renda familiar originada dessas atividades; V - dirija seu estabelecimento ou empreendimento com sua famlia. Demais beneficiados:1-pescadores artesanais;2 - aquicultores;3 - silvicultores;4- extrativistas, excludos os garimpeiros e faiscadores;5 - quilombolas rurais;6 - povos indgenas;7 - demais povos e comunidades tradicionais.;

  • PronafComo acessar:

    Sindicato rural ou a empresa de Assistncia Tcnica e Extenso Rural (Ater)

    DAP = Segundo a renda anual e as atividades exploradas, direcionando o agricultor para as linhas especficas de crdito a que tem direito.

    Para os beneficirios da reforma agrria e do crdito fundirio, o agricultor deve procurar o Instituto Nacional de Colonizao e Reforma Agrria (Incra) ou a Unidade Tcnica Estadual (UTE)Obteno da Declarao de Aptido ao Pronaf (DAP)O agricultor familiar reconhecido pelo Ministrio do Desenvolvimento Agrrio pormeio da Declarao de Aptido ao Pronaf (DAP). Este documento o instrumento deidentificao do agricultor familiar, utilizado para o acesso s polticas pblicas.

  • PronafLinhas de financiamento:

    1) Pronaf AgroindstriaApoio financeiro a investimentos, inclusive em infraestrutura, que visem ao beneficiamento, armazenagem, processamento e comercializao da produo agropecuria, de produtos florestais e do extrativismo ou de produtos artesanais e a explorao de turismo rural.

    2)PronafMulherAtendimento de propostas de crdito da mulher agricultora, conforme projeto tcnico ou proposta simplificada. 3) PronafAgroecologiaApoio financeiro a investimento em sistemas de produo agroecolgicos ou orgnicos, incluindo-se os custos relativos implantao e manuteno do empreendimento.

  • Pronaf4) Pronaf ECOApoio financeiro a investimento de implantao, utilizao e/ou recuperao de tecnologias de energia renovvel, tecnologias ambientais, armazenamento hdrico, pequenos aproveitamentos hidroenergticos, silvicultura e adoo de prticas conservacionistas e de correo da acidez e fertilidade do solo, visando sua recuperao e melhoramento da capacidade produtiva.

    5) Pronaf Mais AlimentosApoio financeiro a investimento para promover o aumento da produo e da produtividade e a reduo dos custos de produo, visando elevao da renda da famlia produtora rural.

  • Pronaf6) Pronaf Composio de DvidasLinha de crdito para composio de dvidas oriundas de operaes de financiamento de investimento ou