Aula impressão

Download Aula impressão

Post on 05-Dec-2014

11.984 views

Category:

Business

7 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. Professora: Denise Zinetti Bitencourt Disciplina: Produo Grfica </li> <li> 2. Roy Lichtenstein (1923-1997). Em seus quadros a leo e tinta acrlica, ampliou as caractersticas das histrias em quadrinhos e dos anncios comerciais, e reproduziu a mo, com fidelidade, os procedimentos grficos. Empregou, por exemplo, uma tcnica pontilhista para simular os pontos reticulados das historietas. Cores brilhantes, planas e limitadas, delineadas por um trao negro, contribuam para o intenso impacto visual. Andy Warhol (1927-1987). Ele foi figura mais conhecida e mais controvertida do pop art, Warhol mostrou sua concepo da produo mecnica da imagem em substituio ao trabalho manual numa srie de retratos de dolos da msica popular e do cinema, como Elvis Presley e Marilyn Monroe. Warhol entendia as personalidades pblicas como figuras impessoais e vazias, apesar da ascenso social e da celebridade. Da mesma forma, e usando sobretudo a tcnica de serigrafia, destacou a impessoalidade do objeto produzido em massa para o consumo, como garrafas de Coca-Cola, as latas de sopa Campbell, automveis, crucifixos e dinheiro. Produziu filmes e discos de um grupo musical, incentivou o trabalho de outros artistas e uma revista mensal </li> <li> 3. Impresso </li> <li> 4. Matrizes ou Formas de Impresso Alguns nomes especificos: lich (tipogrfica), direta C hapa (offset), indireta C orracha (flexografia), direta B ilindro (rotogravura), direta C ela (serigrafia), direta T </li> <li> 5. Impresso Tipogrfica </li> <li> 6. Impresso Tipogrfica </li> <li> 7. Impresso Tipogrfica </li> <li> 8. Impresso Tipogrfica GUTENBERG: A maravilhosa inveno Tipos mveis e tinta A inveno da imprensa de caracteres mveis considerada a origem da comunicao de massas </li> <li> 9. Impresso Tipogrfica Em 1428, Johannes Gutenberg fez as primeiras tentativas de impresso com caracteres mveis Em 1442, impresso o primeiro exemplar na sua prensa original um pedao de papel com onze </li> <li> 10. Impresso Offset A Impresso Offset originou-se da evoluo do sistema de impresso Litogrfica, O termo Litografia origina-se do grego, onde: Litos = pedra Grafe = escrever. </li> <li> 11. Impresso Offset </li> <li> 12. Impresso Offset 1900, impresso atingia de 1.500 a 2.000 folhas por hora. 1910, sonho quando vamos uma mquina offset imprimindo 5.000 folhas por hora. Isso mostra que a publicidade j aceitava muitas coisas nessa poca. Atualmente ainda existem mquinas fabricadas em 1920 que imprimem excelentes servios. A evoluo do processo foi sem dvida muito rpida. Com isso no demorou para surgirem mquinas fabulosas, que eram capazes de realizar a impresso de duas, quatro e at seis cores em uma nica passagem da "folha" pela mquina, sendo posteriormente desenvolvidas mquinas de extrao; so mquinas que tem o recurso para realizar a impresso na frente e no verso em uma nica passagem pela mquina, como por exemplo: duas cores na frente e duas cores no verso, quatro cores na frente e uma cor no verso, ou ainda outras combinaes. </li> <li> 13. Impresso Offset </li> <li> 14. Impresso Offset </li> <li> 15. Impresso Offset </li> <li> 16. Impresso Offset </li> <li> 17. Impresso Offset </li> <li> 18. Impresso Offset </li> <li> 19. Impresso Offset </li> <li> 20. Impresso Offset </li> <li> 21. Flexografia </li> <li> 22. Flexografia </li> <li> 23. Flexografia Pode ser considerado um avano do sistema de impresso tipogrfico, ou podemos dizer que a impresso flexogrfica se inspirou na tipografia (que por sua vez se inspirou na xilogravura). O sistema de impresso flexogrfica tem como caractersticas principais a utilizao de uma forma flexvel em alto relevo, utilizao de tinta lquida de secagem rpida ( base de gua ou solvente), sistema de impresso direta. Ou seja, um sistema de impresso direto com utilizao de formas flexveis, e da a origem do nome, chamados de clichs feitos de borracha natural ou sinttica. </li> <li> 24. Flexografia Embalagens: altamente utilizado para impressos Editoria: cadernos, algumas revistas, livros. Jornais: em alguns pases Diversos: papel de presente, sacos, sacolas, cermica, rtulos e etiquetas adesivas, impressos de segurana </li> <li> 25. Flexografia Imprime sobre uma ampla gama de substratos, desde speros e grossos at suaves e lisos, desde papel absorvente at suportes brilhantes e de alumnio. As tintas lquidas so de rpida secagem, podendo-se imprimir sobre substratos no absorventes, necessitando geralmente de um sistema de secagem composto por aquecedores, ventiladores e exaustores, para uma perfeita secagem da tinta sobre o substrato. Tintas base de gua, diminuindo a poluio e o forte cheiro dos solventes. Possibilidade de adaptar diversos sistemas de sada, como por exemplo com corte e vinco, hot-stamping, cadernos, etc. (Perde para Roto em questo de qualidade do impresso devido matriz) </li> <li> 26. Rotogravura </li> <li> 27. Rotogravura </li> <li> 28. Rotogravura Trata-se de um processo de impresso direta, cujo nome deriva da forma cilndrica e do princpio rotativo das impressoras utilizadas. a) Quanto matriz: - grande durabilidade - geometricamente cilndrica - baixo gravadas (encavogrfica) - possibilidade de imagens contnuas. b) Quanto tinta - lquida - secagem por evaporao dos solventes - secagem logo aps a impresso c) Quanto ao suporte - lisos - flexveis - macios d) Quanto ao sistema de Impresso - direto - alta velocidade de impresso - possibilidade de frente e verso - possibilidade de acoplar corte e vinco ao sistema de sada - imprime todas as cores em uma nica passagem de mquina (ento baixo custo na tiragem) </li> <li> 29. Rotogravura Editoria Ramo de peridicos (revistas) j que neste, precisamos cumprir prazos bem restritos. A grande velocidade permite obter uma grande tiragem em um menor tempo. Alm deste fator temos tambm o da durabilidade da forma, j que na maioria dos casos iremos encontrar nmeros elevados de impresses e por este motivo necessrio termos uma forma bastante resistente. </li> <li> 30. Rotogravura Embalagem Grande utilizao nas embalagens flexveis, que so compostas de substratos como por exemplo: o celofane, plsticos (polietileno, polipropileno, nylon, polister etc), alumnio, papel e cartolina. Alta tiragem: impresso em mdulo contnuo Impresso sobre substratos impermeveis, caso plsticos e alumnio Alta qualidade de impresso(detalhamento) devido a matriz </li> <li> 31. Rotogravura Diversos Papis de valores A impresso de papis de valores se d pelo fato da necessitarmos na impresso, uma srie de detalhes que vo ser obrigatrios para evitar a falsificao destes impressos. Papel de parede A impresso do papel de parede advm pelo mesmo fato que o da embalagem em relao ao mdulo contnuo, j que um elemento que vai ser fixado em tiras e no deve aparecer de forma alguma a interrupo do motivo impresso. Papel de presente Papis de embrulho promocionais de baixa qualidade no so impressos normalmente em rotogravura, e sim em flexografia, que um sistema de baixo custo de preparao para estes tipos de servios. </li> <li> 32. Serigrafia Silkscreen: gravar, escrever em seda. Tinta tem que atravessar a tela para poder chegar ao suporte, funciona como uma peneira reas de grafismo (imagens) "vazadas", permitindo que a tinta passe para o suporte </li> <li> 33. Serigrafia Pode-se imprimir quantas cores forem necessrias. Imprimir com vrias tintas: mates (foscas), brilhantes, fluorescentes, fosforescentes, transparentes, e sobre qualquer substrato, papel, carto, metal, todos os tipos de plsticos, vidro, cermica, madeira, couro etc. Os substratos podem ser de qualquer tamanho e forma: planos, cilndricos, cnicos, ovalados etc. Esta imensa variedade de possibilidades obriga, naturalmente, a utilizao de uma grande variedade de tintas e produtos, conforme as caractersticas do impresso a se realizar. </li> <li> 34. Serigrafia Para fazer a impresso, utiliza-se uma tela natural (seda), sinttica (nylon) ou metlica (ao inox, bronze fosforoso) firmemente fixada (bem esticada) em uma moldura (bastidor) que pode ser de madeira ou de metal </li> <li> 35. Serigrafia </li> <li> 36. Serigrafia </li> <li> 37. Serigrafia Para finalizar podemos dizer que a serigrafia uma tcnica que pode ser aplicada em: - rtes Grficas A - ecorao D -ndstria, simplesmente como procedimento para marcar ou I como parte da fabricao. - - Na criao artstica </li> <li> 38. (Impresso Digital) Imprime em vrias superfcies </li> <li> 39. (Impresso Digital) </li> <li> 40. Fonte Intenet: (vrios) livros: producao grafica_james craig producaografica_amaury fernandes </li> </ul>