aula i –introdução à logística - einstein ?· 1 aula i –introdução à logística ......

Download Aula I –Introdução à Logística - Einstein ?· 1 Aula I –Introdução à Logística ... Logística…

Post on 08-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 09/08/2012

    1

    Aula I Introduo Logstica

    Professor Arglio Lima Paniago

    COMO PODEMOS DEFINIR A LOGSTICA?

    2

  • 09/08/2012

    2

    O inicio da Logstica teve sua interpretaorelacionada com as operaes militares(movimentao de tropas, alimentos, combustveis...)

    ATenente-Coronel Thorpe, do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos da Amrica que, no ano de 1917, publicou o livro "Logstica Pura: a cincia da preparao para a guerra".

    3

    INTRODUO LOGSTICA EMPRESARIAL

    TERMINOLOGIA:

    LogsticaFrancs

    loger Alojar

    DEFINIES:

    CLM (1991): Logstica a parte do processo da cadeia de suprimento que planeja, implementa e controla o eficiente e efetivo fluxo e estocagem de bens, servios e informaes relacionadas, do ponto de origem ao ponto de consumo, visando atender os requisitos dos consumidores.Cristopher (1992): Logstica o processo de gerenciar estrategicamente a aquisio, movimentao e armazenagem de materiais, peas e produtos acabados (e de informaes correlatas) atravs da organizao de seus canais de marketing, de modo a poder maximizar as lucratividades presente e futuras atravs do atendimento dos pedidos a baixo custo.

    4

  • 09/08/2012

    3

    Logstica A Melhor Maneira de Diminuir Custos, Tempo e Espao Fsico, Visando Maior Lucro, Confiana e Satisfao de seus Clientes.

    5

    A logstica estuda como a administrao pode prover melhor o nvel de rentabilidade nos servios de distribuio aos clientes e consumidores, atravs de planejamento, organizao e controles efetivos para atividades de movimentao e armazenagem que visam facilitar o fluxo de produtos

    6

  • 09/08/2012

    4

    Logstica nada mais do que uma administrao geral e bem detalhada de uma empresa seja ela pequena, mdia ou grande porte.

    7

    MISSO DA LOGSTICA:

    Colocar as mercadorias ou servios no lugar certo, na hora certa, nas condies acertadas com o cliente ao menor custo possvel.

    EVOLUO DA LOGSTICA

    Coleta e caaInexistncia de atividades logsticas

    Cultivo e pecuriaNecessidade de estocar as sobras

    Uso MilitarIdade Mdia, Cruzadas, Navegaes. Transporte de tropas

    Revoluo Industrial

    Aumento do nmero de produtos, urbanizao europia, novos mercados

    8

  • 09/08/2012

    5

    EVOLUO DA LOGSTICA

    Antes de 50Atividades Logsticas desmembradas

    1950-1970

    Perodo de desenvolvimento;

    Mudana do foco do produto para o cliente;

    Surgimento do Marketing;

    Transporte areo.

    Alm de 1970

    Anos de crescimento; Internacionalizao da

    economia; Integrao da

    Logstica.

    9

    EVOLUO CONCEITUAL

    Fase zero (Administrao de Materiais)

    Gesto de Estoques;Gesto de Compras;Movimentao de Materiais.

    Fase Um (Administrao de Materiais + transportes)

    Alternativas de transportes;

    Otimizao de rotas; Custos com

    Transportes

    Fase Dois (Logstica Integrada)

    Viso sistmica da empresa;

    Integrao por sistema de informtica.

    10

  • 09/08/2012

    6

    EVOLUO CONCEITUAL

    Fase Trs (Supply Chain Management)

    Integrao de fornecedores;Integrao de canais de distribuio.

    Fase Quatro (Efficient Costumer Response)

    Alianas Estratgicas; Sub - contratao; Canais Alternativos de

    Distribuio.

    11

    AS QUATRO REVOLUES DA LOGSTICA

    I A primeira Revoluo da Logstica:

    Aspectos da Europa Feudal: Sociedades baseadas em feudos; Grande nmeros de batalhas; Comrcio e transporte proibitivos; Tecnologia de navegao e transporte terrestre no

    progrediram Os feudos eram a base do regime feudal eram auto

    sustentveis, resultando em pouco comrcio; A igreja a nica instituio a ter capacidade de se

    movimentar livremente pelo mundo.

    12

  • 09/08/2012

    7

    AS QUATRO REVOLUES DA LOGSTICA

    I A primeira Revoluo da Logstica:

    As cruzadas:o As cruzadas abriram a Europa a novos impulsos

    tecnolgicos e culturais vindos do oriente;o O efeito mais importante das cruzadas foi a destruio da

    sociedade feudal e consequente destruio das condies no sistema logstico da Europa.

    o Custos com Transportes foram reduzidos. A expanso do comrcio

    o O comrcio cresceu entre as cidades vizinhas;o Queda da nobreza e ascenso da burguesia;o Aumento da m distribuio de renda nessas novas

    cidades.

    13

    AS QUATRO REVOLUES DA LOGSTICA

    I A primeira Revoluo da Logstica:

    Consequncias da Primeira Revoluo da Logstica: Aumento do comrcio entre as cidades; Especializao de produo e emprego; Emergncia de novas regies e mercantes; Expanso das riquezas dos comerciantes; Emergncia de uma nova classe social; Surgimento de novos ncleos de comrcio como Florena

    e Bruxelas; Surgimento de uma rede de centros no litoral e ao longo

    dos rios da Europa.

    14

  • 09/08/2012

    8

    AS QUATRO REVOLUES DA LOGSTICA

    II A segunda Revoluo da Logstica:Necessidade de um sistema bancrio respaldado

    Com o crescimento do comrcio, surgiu a necessidade de um sistema monetrio forte;

    Criao do primeiro banco central em AmsterdSurgimento da ideologia mercantil

    Necessidade de transporte martimo; Respaldo das instituies financeiras; Incentivo s exportaes

    Consequncias da Segunda Revoluo da Logstica: Aumento dramtico no comrcio de vrias mercadorias

    entre regies diferentes; Aumento da produo especializada; Surgimento de metrpoles; Expanso da riqueza daqueles que estavam no controle

    das transaes

    15

    AS QUATRO REVOLUES DA LOGSTICA

    II A segunda Revoluo da Logstica:

    Consequncias da Segunda Revoluo da Logstica: Domnio total do novo estado absoluto nas mos da nova

    classe; Surgimento de redes de comrcio internacionais.

    III A Terceira Revoluo da Logstica

    Revoluo industrial: Diviso do trabalho; Fabricao em massa; Surgimento de classe operria na Europa

    A Inglaterra como foco da Terceira Revoluo Logstica Transporte de matrias primas da Amrica; Integrao do interior do pas via canais fluviais.

    16

  • 09/08/2012

    9

    AS QUATRO REVOLUES DA LOGSTICA

    III A Terceira Revoluo da Logstica

    Consequncias da Terceira Revoluo da Logstica: Aumento espetacular do comrcio entre lugares distantes; Diviso do trabalho; Crescimento espetacular de cidades industriais; Expanso da riqueza para os novos industriais; Duas novas classes sociais: Trabalhadores e Capitalistas; Crescimento da engenharia, cincia e arte; Surgimento de uma nova rede de centros industriais

    IV A Quarta Revoluo da Logstica Aspectos fundamentais: Processamento de informaes; Capacidade de comunicao; Crescimento do conhecimento de base; Surgimento do transporte areo

    17

    AS QUATRO REVOLUES DA LOGSTICA

    IV A Quarta Revoluo da Logstica

    Rede de economia global: A proximidade das regies perde importncia.

    Algumas possveis conseqncias da Quarta Revoluo da Logstica:

    Integrao das indstrias com o fluxo de mercadorias; Rapidez e boa coordenao em termo de espao e

    tempo; Empresas voltadas para a demanda e no com base nos

    recursos; Aumento dramtico no comrcio entre as indstrias; Nova direo da escolha do modo de transporte (diretos e

    mais rpidos); Maior importncia s indstrias que investem em P&D.

    18

  • 09/08/2012

    10

    19

    IV A Quarta Revoluo da Logstica

    Incio nos anos 80, com os recursos tecnolgicos permitindo a integrao dinmica e flexvel

    Utilizao do EDI (eletronic data interchange) para intercambio eletrnico de dados.

    Inaugurao de um canal que permitia ajustes no processo de fabricao e maior preocupao com a satisfao do cliente.

    Busca permanente na reduo de estoque como elemento de reduo de custos.

    Surgimento de empresas virtuais, utilizao da internet e TI.

    AS QUATRO REVOLUES DA LOGSTICA

    Evoluo do conceito

    Do campo ao

    mercado

    Especia-

    lizao

    Integra-

    o

    Busca da

    Eficincia

    Busca da

    Diferenciao

    1940 1970 1980 1990-atual

    FOCO ESTRATGICO

    INTENSIVA NO USO DA TI

    ULTRAPASSA FRONTEIRAS DA EMPRESA

    USO DO TERMO SCM

    FOCO no CLIENTE

    MTODOS QUANTITA-TIVOS

    FOCO NA PRODUTIVI-DADE E NO CUSTO DO ESTOQUE

    INTEGRAO FUNCIONAL

    INCIO DA ABORDAGEM SISTMICA

    FOCO NO CUSTO TOTAL

    SEGMENTAO FUNCIONAL

    INFLUNCIA MILITAR

    FOCO AINDA NA DISTRIB. FSICA

    ECONOMIA AGRRIA

    FOCO EM ESCOAR PRODUO

    Incio sc. XX

    FLEURY, 2000 20

  • 09/08/2012

    11

    O PRODUTO

    Produto Logstico o resultado final dos esforos da empresa aos seus Clientes, podendo resultar em algo intangvel (servio), tangvel (bem) ou ambos. Sendo assim o objetivo final satisfao do cliente.

    Classificao dos bens:

    Bens de Consumo: Se dirigem consumidores finais.Bens de Convenincia: Comprados de forma imediata com pouca

    pesquisa de loja.Bens de Comparao: Comprados aps pesquisas em vrios pontos

    de venda.Bens de uso especial: Produtos que so adquiridos aps muito

    esforo do comprador.Bens Industriais: So utilizados direta ou indiretamente para produzir outros produtos:

    VANTAGEM COMPETITIVA

    Usando o processo de Logstica, podemos obter uma vantagem competitiva, isto significa uma supremacia duradoura em relao a concorrncia, obtendo a preferncia dos clientes.

    22

  • 09/08/2012

    12

    VANTAGEM EM PRODUTIVIDADE

    Quando a empresa por sua produo consegue uma economia de escala, ela obtm uma maior diluio de seus custos fixos, significando uma reduo no custo unitrio de produo

    23

    VANTAGEM EM VALOR

    Em marketing se diz que os clientes no compram produtos, compram satisfao, isto quer dizer