Aula higienização das mãos

Download Aula higienização das mãos

Post on 18-Dec-2014

18.913 views

Category:

Health & Medicine

4 download

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • 1. Higienizao de Mos Preveno as Infeces Relacionadas Assistncia Sade - IRAS
  • 2. Higienizao das Mos consenso que a higienizao das mos a medida mais simples,de menor custo e menor complexidade na preveno e controle da infeco hospitalar.
  • 3. Primrdios Em 1844 se tornou a principal defensora de melhorias no tratamento mdico, no que dizia respeito as condies de higiene. Sua contribuio mais conhecida, ocorreu na Guerra da Crimia, quando junto a equipe de enfermeiras por ela liderada, melhorou as condies sanitrias do hospitais militares de campo. Florence http://www.youtube.com/watch?v=NpbkSdbSM1w&feature=related NightingaleEnfermeira Britnica http://www.youtube.com/watch?v=aDIINIfsUsU&feature=related
  • 4. Primrdios Em 1847 publicou os resultados alcanados com a medida profiltica de lavagem de mos com soluo clorada para preveno da mortalidade por febre puerperal em parturientes . Suas descobertas sofreram forte oposio no meio mdico. Seus achados ganharam ampla aceitao, somente aps sua morte prematura, quando Louis Pasteur confirmou a teoria dos Ignaz germes.SemmelweisMdico Hngaro
  • 5. Contribuies Mais RecentesCenter for Disease Control and Prevention - CDC Em 2002, o CDC definiu protocolo de higienizao de mos [Guidelinefor Hand Hygiene in Health Care Settings] a partir de reviso de estudosrealizados sobre higienizao e antisepcia das mos desde 1985; O protocolo fornece aos profissionais de sade recomendaes geraissobre as prticas de higienizao das mos, recomendaes especficaspara promoo da melhoria dessas prticas e a reduo da transmissocruzada de patgenos.;
  • 6. Contribuies Mais RecentesCenter for Disease Control and Prevention - CDC Em 2002, o CDC definiu protocolo de higienizao de mos [Guidelinefor Hand Hygiene in Health Care Settings] a partir de reviso de estudosrealizados sobre higienizao e antisepcia das mos desde 1985; O protocolo fornece aos profissionais de sade recomendaes geraissobre as prticas de higienizao das mos, recomendaes especficaspara promoo da melhoria dessas prticas e a reduo da transmissocruzada de patgenos.;
  • 7. Contribuies Mais Recentes Organizao Mundial de Sade - OMS Em novembro de 2004, a OMS criou o programa Segurana do Paciente [World Alliance for Patient Safety ] com o objetivo de coordenar, disseminar e acelerar as melhorias relativas a Segurana do Paciente. http://www.who.int/patientsafety/en/ Veculo de colaborao e ao internacional entre os Estados Membros, o secretariado da OMS, especialistas tcnicos, profissionais de sade, grupos da indstria ligados a rea e consumidores.
  • 8. Segurana do Paciente: Higienizao das Mos Projeto/ Agncia Objetivo Componentes Perodo Programa (s) ImplantaoPrimeiro OMS Aumentar Segurana do Sangue; Binio 2005- Segurana do conscincia impacto Segurana naDesafio Global Paciente IRAS; Imunizao; 2006para Segurana Testar e gua e saneamento implementar novo seguro;do Paciente [First manual Higiene das Mos (HM)GlobalPatient SafetyChallange]Os 5 Principais Commonwealth Implementar Preveno do Erro: Fase I: Fund; Protocolos de encaminhamento; 2006 a 2007Problemas [Hi 5 operativos alta concentrao de Fase II:Project] OMS - Centro inovadores e medicao; Colaborador padronizados continuidade da 2007 a 2009 para Segurana medicao; Fase III: do Paciente promoo de praticas 2010 a 2011 da HM;Campanha National Patient Aperfeioar HM Utilizao do mtodo Inicio em 2006 Safety Agency; para interromper o multimodal: nos hospitais doLimpe suas com suporte da alastramento da Os cinco eixos (mudana Sistema NacionalMos OMS Segurana do Paciente infeco; Informar e educar o no sistema, treinamento, avaliao, lembretes, de Sade da[Cleanyourhand http://www.npsa.nhs. profissional clima institucional) Inglaterra e pasCampaign] uk/ de Gales
  • 9. Iniciativas Atuais Organizao Mundial de Sade - OMS Proposta para Segurana do Paciente Cuidado Limpo Cuidado Seguro [Clean Care is Safe Care] http://www.who.int/gpsc/en/index.html Cirurgia Segura Salva Vidas [Safe Surgery Save Lifes] http://www.who.int/patientsafety/safesurgery/en/index.html Pacientes para a Segurana do Paciente [Patients for PatientSafety] http://www.who.int/patientsafety/patients_for_patient/en/
  • 10. Iniciativas Atuais OMS Segurana do pacienteCuidado Limpo Cuidado Seguro [Clean Care is Safe Care] O objetivo dessa iniciativa assegurar que o controle das IRAS sejaum conhecimento universalizado como uma base essencial e slida paraa Segurana do Paciente e seja o alicerce para a sua reduo e a desuas consequncias. A campanha Global Salve Vidas: Limpe as Mos [SAVE LIVES: CleanYour Hands] o maior componente da iniciativa.
  • 11. OMS Segurana do PacienteCuidado Limpo Cuidado Seguro [Clean Care is Safe Care]Instrumentos utilizados: Diretrizes da OMS sobre Higienizao das Mos na Assistncia Sade [WHO Guideline on Hand Hygiene in Health Care] verso revisada 2009 Diretrizes da OMS sobre Higienizao das Mos na Assistncia Sade: Sumrio [WHO Guideline on Hand Hygiene in Health Care: Summery] verso revisada 2009
  • 12. OMS - Segurana do PacienteCuidado Limpo Cuidado Seguro [Clean Care is Safe Care]Estratgia Multimodal: A OMS preconiza a estratgia multimodal como instrumento eficaz para implantao de protocolos para Higienizao das Mos; Essa estratgia pode ser utilizada em qualquer unidade de sade, independente dos nveis de complexidade e de recursos disponveis;
  • 13. OMS - Segurana do PacienteCuidado Limpo Cuidado Seguro [Clean Care is Safe Care]Manual de Implantao da Estratgia Multimodal [Guideline toIImplementation of The WHO multimodal Hand Hygiene ImprovementStrategy] revisada em 2009 A estratgia constituda por 5 eixos: 1) Mudana do Sistema 2) Treinamento/Instruo 3) Observao e Retorno de informao a equipe 4) Lembretes no local de trabalho 5) Clima de Segurana Institucional
  • 14. Cuidado Limpo Cuidado Seguro Estratgia Multimodal Eixo 1: Mudana do Sistema Envolve a garantia de infra-estrutura adequada que possibilite aosprofissionais de sade a execuo da prtica de higienizao das mos Acesso a suprimento de gua seguro, como Tambm a sabonete e toalha; lcool gel acessvel no local onde realizado o cuidado em sade
  • 15. Cuidado Limpo Cuidado Seguro Estratgia Multimodal Eixo 2: Treinamento/Instruo O treinamento oferecido a toda equipe envolvida no processo de cuidado dos pacientes; organizado treinamento de curto, mdio e longo prazo.
  • 16. Cuidado Limpo Cuidado Seguro Estratgia MultimodalEixo 2: Treinamento/InstruoOs cinco momentos da higienizao de mos a abordagemem que se baseia o treinamento dos profissionais de sade. 1. Antes de contato com o paciente; 2. Antes da realizao de procedimento assptico; 3. Aps a exposio a fludos corporais; 4. Aps contato com o paciente; 5. Aps contato com o ambiente prximo ao paciente.
  • 17. Cuidado Limpo Cuidado Seguro Estratgia MultimodalEixo 3: Observao e retorno da informao equipe Monitoramento das prticas de higienizao das mos e da infra-estrutura, enquanto informa a equipe sobre o seu desempenho.
  • 18. Cuidado Limpo Cuidado Seguro Estratgia Multimodal Eixo 4: Lembretes no local de trabalho Cartazes e lembretes a respeito da importncia da higienizao dasmos so colocados nos locais onde os profissionais de sade transitam. Esses locais podem ser: ambulatrios, quarto dos pacientes, corredores, reas da equipe, etc.
  • 19. Cuidado Limpo Cuidado Seguro Estratgia MultimodalEixo 5: Clima de Segurana Criao de uma cultura que torne consciente as questesde segurana dos pacientes e que garanta a melhoria da higienizaodas mos como alta prioridade em todos os nveis. Isso inclui: Ativa participao da organizao e dos indivduos; Conscincia organizacional e individual da capacidadede mudar e melhorar; Parceria com os pacientes.
  • 20. Iniciativas Nacionais Em 2007, o Brasil foi includo na Aliana Mundial para aSegurana do Paciente cujo lema uma assistncia limpa umaassistncia segura , por meio da assinatura do Ministro da Sade.Desde ento o Brasil signatrio da Declarao de Compromissona Luta contra as Infeces Relacionadas Assistncia Sade.
  • 21. Iniciativas Nacionais - ANVISA A Agncia Nacional de Vigilncia Sanitria (ANVISA)promove e coordena oficinas e seminrios para a discusso da temticacom a participao das Coordenadorias das Comisses Estaduais deControle de Infeco Hospitalar e as Agencias de Vigilncia SanitriaEstaduais; A ANVISA disponibiliza ferramentas para o cadastramento dosservios de sade e o envio dados e notificao de infeces.. A coleta eanlise desses dados visam o aprimoramento das aes de preveno econtrole das IRAS. www.anvisa.gov.br (servios de sade controle de Infeco cadastramento) (servios de sade controle de infeco notificao de indicadores)
  • 22. Iniciativas Nacionais - ANVISA A parceria entre a ANVISA e a OPAS/OMS contribui para o desenvolvimento de aes que promovem a segurana do paciente com base em evidncias e boas prticas. A ANVISA coordena pesquisa testando as diretrizes da OMS Estratgia Multimodal em cinco hospitais, denominados de stios detestes complementares, situados em cada uma das cinco regies dopas.
  • 23. Iniciativas Nacionais -ANVISA Com o propsito de subsidiar a implantao da estratgia multimodal, a ANVISA disponibilizou ferramentas da OMS, traduzidas para o portugus, aos servios de sade.Dentre elas: Higienizao das Mos em Servios de Sade (2007); http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/higienizacao_maos.pdf Diretrizes da OMS sobre Higienizao de Mos na Assistncia Sade (Verso Preliminar Avanada): Resumo (2008); Protocolos (Estratgia Multimodal); Cartazes e folders
  • 24. Referncias : Guideline for hand Hygiene in Health Care Settings. October 25, 2002/Vol.51/No. RR-16. http://www.cdc.gov/mmwr/PDF/rr/rr5116.pdf WHO Guideline on Hand Hygiene in Health Care. Final, revised andupdated version, august 2009.http://whqlibdoc.who.int/publications/2009/9789241597906_eng.pdf Guideline to IImplementation of The WHO multimodal Hand HygieneImprovement Strategy. Revised in august 2009. http://whqlibdoc.who.int/hq/2009/WHO_IER_PSP_2009.02_eng.pdf
  • 25. Produo Nadia Bomfim do NascimentoDoutora em Sade Pblica ENSP/FIOCRUZ Realizao PROQUALIS proqualis@icict.fiocruz.br